"Tu vais vencer, Podes crer, Porque a nossa força é brutal. Mais de um século de histórias para contar. Sporting, tu nunca vais acabar" - osangueleonino.blogspot.com -

Sangue LEONINO

sexta-feira, abril 30, 2010

A um passo de uma final europeia



É no próximo domingo, pelas 18h (hora de Lisboa), que o Sporting joga na Eslovénia a 2ª mão das meias-finais da Taça Challenge, frente ao RD Slovan. Deslocamo-nos à capital eslovena com 5 golos de vantagem fruto da vitória na 1ª mão por 28-23, no entanto, terá que ser com mentalidade vitoriosa que este jogo decisivo tem que ser encarado, para que possamos fazer história e alcançar uma final europeia, inédita na história do andebol do clube.


Para que possamos fazer história, pede-se à equipa que VENÇAM POR NÓS!

FORÇA EQUIPA DE ANDEBOL DO SPORTING, FORÇA SCP!


Lion King

quinta-feira, abril 29, 2010

Queres ser como Livramento , Rendeiro ou Chana? Vem mostrar o que vales!

























SL

Miguel Damas

quarta-feira, abril 28, 2010

Melhorias Comunicativas

JEB deu uma entrevista colectiva aos jornais desportivos portugueses. Entrevista que eu acredito que se exigia.

Sem ainda abrir as hostilidades relativamente à próxima época, afirma a reorganização da Estrutura Dirigente do futebol como um trabalho que teve de ser feito esta época e apresenta uma dose de realismo com ambição que me parece saudável.

Acredito numa estrutura com o desenho aproximado ao que JEB referiu.

Esclareceu determinadas situações que nos preocupavam, como a questão do orçamento, a ligação a Jorge Mendes e Izmailov.

Claro que alguns hão-de achar que foi mais do mesmo, outros de todo já não acreditam. Eu pessoalmente acho que a entrevista foi um passo em frente em termos de comunicação do Presidente ( acho que JEB, tem de perceber de uma vez por todas que quando fala nos núcleos tem de perceber que também será escutado fora ... ). Quero acreditar neste Presidente ... não para ter razão, mas porque se este falhar não vejo grandes alternativas viáveis perfiladas e poderia ser péssimo para o clube.

Gostava de destacar a seguinte resposta :

"Confio que vamos estar em condições de ser muito competitivos e de lutar do primeiro ao último minuto. Prometer o campeonato é pura demagogia, porque todos fazem o mesmo. Agora, ele quer e eu quero, porque sei bem a alegria que é, pois já provei esse sabor, e sei bem que é o gozo que todos estes sportinguistas merecem e precisam. Portanto, vamos fazer das tripas coração para provar esse sabor, que é o melhor. Um clube como o Sporting precisa de ganhar, precisa de renovar todas estas expectativas, esta esperança verde necessita de títulos. Sabemos que estamos naquela fase que é difícil e em que o Sporting pode começar um caminho, novamente, do ser ‘para o ano'. Eu não vou nisso. É preciso, isso sim, trabalho, capacidade e vontade de lutar do primeiro ao último minuto. E é nisso que temos de nos empenhar."


Mário Rui Oliveira

Um cantinho guardado para sempre nos nossos corações

terça-feira, abril 27, 2010

E 2010-2011 aqui tão perto... parte 3

...treinador, gostos à parte, já temos, e jogadores?

Plantel 2010-2011

Depois de definido o treinador para a nova temporada, presumo que não exista uma cabeça leonina por onde não passem os nomes que devem entrar e sair do plantel, de modo a constituir uma equipa (muito) mais forte e mais uniforme, onde não se contem com 13 ou 14 jogadores mas com 20 e poucos, para atacar o título que nos foge desde a longínqua temporada de 2001-2002. Fica então aqui o meu pequeno exercício perante aquilo que acredito serem as necessidades do nosso plantel, sendo que optei por não me preocupar com valores de compras e vendas de jogadores (até porque considero mais importante identificar e corrigir as carências e necessidades do plantel do que propriamente saber se são corrigidas pelo jogador A ou B - desde que A e B tenham qualidade, claro). Para esse tipo de preocupações, existem pessoas pagas e que terão que responder pelas suas escolhas, como simples adepto dou-me ao luxo de imaginar que não há o factor € (a la Rui Santos, esta) a condicionar as escolhas, por isso cá vai:

a) Guarda-redes:
Rui Patrício, novo guarda-redes, Tiago
continuo a confiar na evolução de Rui Patrício e duvido que não seja titular da selecção nacional daqui a pouco tempo, mas considero que devíamos encontrar um 2º guarda-redes com mais capacidade para lutar pela titularidade do que Tiago (que deveria ficar como jogador de balneário e 3º guarda-redes). Como nem quero imaginar que se cometa a asneira de tentar, mais uma vez, recuperar Vladimir Stojković e como penso que Ricardo Baptista devia rodar, aconselharia a compra de um guarda-redes de valor e já com alguma experiência.

b) Laterais defensivas:
João Pereira, Abel, novo lateral esquerdo, Leandro Grimi
Com João Pereira como 1ª opção, Abel como reserva e Pedro Silva (espero) de saída, só a saída de Abel me levaria a considerar ser necessária a entrada de alguém - a subida de Cedric Soares ou o regresso de João Gonçalves seriam opções interessantes. Já na lateral esquerda penso que é necessário encontrar um lateral diferente de Grimi, podendo ficar esse no plantel como 2ª opção. Penso que seria importante ter um lateral esquerdo mais ofensivo e que não tornasse o jogo tão afunilado pelo lado direito, se não para todos os jogos pelo menos para a grande maioria dos jogos do campeonato o Sporting precisa de 2 laterais que além de defesas sejam "desbloqueadores" de jogo pelas alas.

c) Defesas centrais:
Daniel Carriço, Tonel, mais dois centrais
Um dos grandes problemas em termos da formação do plantel 2010-2011 e aquele onde, a meu ver, as escolhas mais vão influenciar o sucesso ou insucesso da próxima época.
Dos 4 centrais actuais do plantel considero que só o jovem Carriço e Tonel podem ficar para a próxima temporada, sendo que o ex-maritimista até poderia sair no caso de se encontrar um bom negócio para as nossas cores. Anderson Polga e Marco Caneira já não constituem qualquer valor acrescentado para o plantel dado que mesmo aquilo que poderiam trazer, experiência, não compensar o facto de pouco jogarem (e mal) e serem dos jogadores mais bem remunerados. O moçambicano Mexer deveria rodar por uma equipa da 1ª liga. Quanto à escolha dos 2 centrais, optaria por uma de duas situações. Ou 1 central de renome daqueles que peguem de estaca e um jovem da cantera - Nuno Reis? - para 4º central ou 2 centrais de potencial (brasileiros, argentinos, etc...) que possam lutar entre si por 1 (ou os 2) lugares no centro da defesa.

d) Meio-campo defensivo:
Pedro Mendes, Adrien Silva?
Está aqui aquele que me parece ser, para já, o principal reforço do Sporting para 2010-2011, Pedro Mendes. É um jogador que eu pessoalmente desejava em Alvalade há alguns anos e espero que esteja em condições físicas para atacar a próxima época na plenitude das suas capacidades. A minha dúvida nesta posição prende-se mais com o jovem Adrien Silva, que considero pouco ter evoluído nestas últimas temporadas. Como não sei se tal se deve a ter sido "mal treinado" ou apenas a um caso de estagnação pura e simples do jogador, se for colocada a hipótese de o colocar a rodar num clube competitivo poderia sair, sendo aí necessário fazer a aquisição de um jogador para a sua posição. Nesse caso optaria por um jogador mais "possante" que Pedro Mendes, embora igualmente omnipresente, para dar o equilíbrio de que a equipa precisa em termos defensivos e de apoio ofensivo mais recuado.

e) Meio campo ofensivo:
Marat Izmailov, Matias Fernandes, João Moutinho?, André Santos, mais dois médios
Neste ponto encontram-se actualmente 3 dos jogadores mais influentes (e por isso também dos que têm mais mercado) do Sporting: João Moutinho, Miguel Veloso e Marat Izmailov. Apesar de muitas críticas feitas a cada um destes jogadores, penso estar aqui o sector mais forte do Sporting 2009-2010, e aquele em que os retoques do plantel têm que ser melhor pensados. Na minha opinião o único que venderia sem pensar 2 vezes seria Miguel Veloso, apesar da "boa" temporada que teve em termos de golos e assistências é um jogador à semelhança do que tem sido o clube nestes últimos 2 anos, capaz de oscilar bons períodos com momentos de pura ausência de campo, muitas vezes dentro do mesmo jogo. Com o regresso de André Santos (excelente temporada em Leiria) penso que as restantes saídas/entradas do plantel dependem das ideias a implementar por Paulo Sérgio, caso se opte por um dez mais clássico penso que esse lugar teria que ser de Matias Fernandez, optaria pela possibilidade de venda de João Moutinho e pela entrada de 2 médios, um com características de 10 para "suplente" de Matias, que poderia ser um jovem esperança ou um jovem vindo dos emprestados/juniores do clube - Diogo Rosado? - e um outro com características próximas das de Izmailov para fazer o 4 de meio campo com Mendes e Matias. Caso Paulo Sérgio pretenda ter como opção um 433 mais clássico com extremos, talvez mantivesse Moutinho para fazer com Izmailov e Mendes o 3 de meio campo, optando depois pela compra de 2 médios com características semelhantes ao 28 e ao russo. Penso ser importante, de qualquer forma, que esses 2 médios possam oferecer algum "peso", "músculo" e presença na área ao meio campo leonino, sem que isso signifique perda de potencial futebolístico.

f) Extremos:
Um extremo esquerdo, um extremo direito, Bruno Pereirinha?, Yannick Djaló?
Pelo que vi das equipas de Paulo Sérgio este gosta de ter no plantel jogadores rápidos, incisivos e capaz de esticar o jogo pelas alas. Ora o Sporting tem 2 jogadores no plantel para fazer isso, desde que devidamente motivados e treinados, ambos da formação, Bruno Pereirinha e Yannick Djaló. De qualquer forma penso que seria um risco muito grande avançar para uma nova temporada "apenas" com isso. Com a saída praticamente certa de Simon Vukcevic do plantel considero que precisaríamos de atacar forte no mercado estas oposições com a aquisição de 2 extremos, um para cada ala. No caso de um dos dois poder alinhar em ambas as alas, colocaria a hipótese de venda ou empréstimo de um dos dois jogadores da formação citados.

g) Pontas de lança:
Liedson?, novo ponta de lança, Carlos Saleiro, Hélder Postiga?, Sinama Pongolle
Outro dos grandes problemas do Sporting desta temporada. Marcámos muito poucos golos para uma equipa de topo, e se bem que isso não seja problema exclusivo dos pontas de lança do plantel, penso que está na altura de mudar. Para mim certos para o próximo estariam Carlos Saleiro e Sinama Pongolle. Hélder Postiga é daqueles jogadores que mantém uma relação próxima com a bola mas afastada com a baliza o que, mesmo quando joga bem, cria um clima entre ele e os adeptos que não é bom para ninguém. Há quem diga que devia "descer" no terreno para uma posição de 10 onde pudesse explorar melhor a sua visão de jogo e bom jogo de apoios ofensivos sem estar tão limitado à função de fazer balançar as redes. Sinceramente estivesse o clube em alta e seria opção a ter em conta, no estado actual de coisas penso ser uma opção arriscada, ainda para mais num jogador muito bem pago. Sobra...Liedson, o nosso melhor marcador nas últimas (muitas) temporadas. Ora eu sou daqueles que considera que, a haver uma boa proposta pós-mundial, devia vender-se o levezinho, agradecendo-lhe tudo o que fez por nós, todas as alegrias que nos deu. Tudo tem um fim, e penso estar na altura de o Sporting encontrar, não um jogador para jogar ao lado de Liedson mas para jogar em vez de Liedson. Claro está que esta contratação não poderia ser feita por um jogador qualquer, porque o peso do 31 estaria sempre presente a partir do primeiro minuto em que o novo ponta-de-lança entrasse em campo ou mesmo antes. A sair o baiano-lusitano, o jogador que o viesse "substituir" teria que - dentro daquilo que são as certezas no futebol - vingar de imediato, de modo a que não houvesse tempo de pensar demasiado na falta ou não que faria Liedson.

Como é óbvio, este exercício está dependente do pouco conhecimento que tenho dos jogadores e daquilo que demonstram dentro de campo - e alguns fora dele - e não implica certos factores que, infelizmente, muito têm marcado a vida do clube como as fugas de informação e um eventual mal estar entre jogadores no balneário. Mas lá está, com essas alíneas devem lidar os dirigentes e funcionários pagos para tal, a nós resta-nos opinar.

Nelson Santos

segunda-feira, abril 26, 2010

Meros lapsus linguae... ou algo mais?




"Peço desculpa pelos maus momentos, mas os sportinguistas sabem reagir, especialmente vocês que aqui vivem. As tristezas são pequenos nadas e quem vive em comunidade sabe reagir. É por isso que nós, sportinguistas, somos diferentes. "

Caro Presidente, num clube como o Sporting as tristezas nunca são pequenos nadas porque a massa associativa vibra com as vitórias e sofre muito com as derrotas, vivendo com extrema paixão a vida do clube. Num Sporting que se quer ambicioso, mobilizador, grande e vitorioso até um empate deve ser encarado com grande desagrado.


"Crismámos, recentemente, 11 meninos da Academia, que vão estar na missa de 15 de maio, no Terreiro do Paço, vestidos à Sporting. Não são campeonatos, mas importa que haja no país quem olhe por estas coisas."

Um clube desportivo deve ser uma organização laica. Misturar desporto com religião não faz qualquer sentido. O Sporting não é uma filial da Opus Dei ou de qualquer outra organização religiosa. Uma afirmação despropositada.


"Nestes últimos anos, em que o FC Porto foi eterno campeão, nós lutámos algumas vezes pelo título. Este ano houve uma reviravolta interessante, com Benfica e Sp. Braga a disputarem o primeiro lugar e o Sporting dois lugares abaixo do que é normal. Parabéns ao Sp. Braga pelo excelente campeonato que tem estado a fazer."

O normal para uma Instituição centenária como a nossa só pode ser o 1.º lugar. Tudo o resto é um desastre. Considerar normal um 2.º lugar apenas fomenta um espírito de conformismo, pouca ambição e desresponsabilização dos profissionais de futebol, sobretudo quando é o líder a proferir essas palavras.


Lembrou os 15 quilos que ganhou desde que chegou à presidência, prometendo "tentar emagrecer, pessoalmente, e engordar os pontos do Sporting."

Certas coisas apenas se pensam, não se dizem. Dinâmica, acção, trabalho, esforço e proactividade nunca foram sinónimo de aumento de peso, sobretudo 15 quilos em menos de 1 ano.


Leonino

domingo, abril 25, 2010

Tantas oportunidades de golo desperdiçadas



U. Leiria, 1- Sporting, 1

Estádio Magalhães Pessoa
Arbitragem de Marco Ferreira

U. LEIRIA – Djuricic; Hugo Gomes, José António, Diego Gaúcho e Patrick; Marco Soares, André Santos, Silas e Paulo Vinícius; Cássio e Carlão.

Suplentes: Hélder Godinho, Vitor Moreno, Mamadou Tall, Elias, Rafael Bitencourt e Ouattara.

SPORTING - Rui Patrício; João Pereira, Tonel, Daniel Carriço e Grimi; João Moutinho, Pedro Mendes, Miguel Veloso e Izmailov; Liedson e Yannick Djaló.

Suplentes: Tiago, Abel, Polga, Pereirinha, Adrien Silva, Matías Fernández e Hélder Postiga.


Golos: Liedson e Cássio


Leonino

Taça Challenge: Sporting CP, 28 - Slovan RD, 23 em imagens


























SL

Miguel Damas (Algumas fotos foram gentilmente cedidas pelo Hugo Malcato)

João Pina campeão europeu de Judo!



Um grande Leão!


Leonino

sábado, abril 24, 2010

Vais ficar em casa?



















Taça Challenge
Meias finais
Casal Vistoso-Lisboa 19.00h

Sporting CP - RD Slovan


SL

Miguel Damas

sexta-feira, abril 23, 2010

Sport Lisboa &... Bettencourt United

O Leonino vai-me desculpar mas a agrura é demasiado elevada para ignorar ingnomínias, especialmente quando no horizonte se vislumbram urros contemptíveis de satisfação alheia.
Ficamos a saber que o sr. presidente vai dar as mãos ao... hum hum... Sport Lisboa. Qual a razão? Um futuro melhor para o Sporting! Como? Apoiando um candidato com ligações recentes ao F.C.Porto.
Caro sr. presidente, não sei se está a ver bem o filme mas só está a garantir que tão cedo não coloca o pé na Champions, a menos que vá por convite dos novos "amigos". É que há casamentos que não dão certo, nunca deram e nunca darão na vida, só os incautos podem acreditar nisso. Como pode o sr. se comprometer com uma pessoa que ainda há pouco tempo o apelidou (in)directamente de mentiroso no caso dos bilhetes? Não seria razão para não acreditar numa palavra do que diz? Ao invés, dá-lhe as mãos?! Das duas uma, ou este tinha razão e o sr. está agora a pedir desculpas pelo sucedido ou então o meu caro perdeu a dignidade, comprometendo-nos a todos com esta união.
Já aqui afirmei que me preocupa a estratégia do Sporting. Como sabem não votei em JEB, não porque o ache um incompetente (apesar de já não estar tão seguro) mas porque, entre muitas outras razões, o veja demasiado comprometido com a banca e, como tal, dependente do interesse da mesma em prol do Sporting. É para lá que provavelmente voltará se sair do clube, não é segredo para ninguém. Sendo isto pacífico, será que o sr. presidente não estará a baralhar as prioridades? Pensem nisto e no que representa para um bancário estar de bem com o Sport Lisboa e a sua clientela. É mais ou menos como um político estar de bem com o seu eleitorado. Deja vu Santana Lopes?
O encontro de ontem teve como padrinho Fernando Gomes que por sua vez tem "O Padrinho" a apadrinhá-lo dissimuladamente. Se quiser especular um pouquinho, diria que O Padrinho quer garantir o quanto antes novas vitórias no campeonato (não é novidade que o homem vive disso e é a única forma que tem para se manter no poder face ao caos das suas contas) enquanto o ex-sócio dos 3 grandes, quase a garantir o título, quer a partir de agora garantir dinheirinho decorrente de muitas e muitas presenças na Champions para evitar novo filme Alverca. Por último e, como nas mesas de poker há sempre um que sem dominar o jogo aparece cheio de boas intenções, julga que com uns poucos mais treinos e um pouquinho de cagança bate tudo e todos... já se sabe, é comido vivo.
Aos anos que luto contra a inépcia e falta de estratégia do clube. Não o sei por quadros médios, falo de estratégia ao mais alto nível e com conhecimento de causa. Não existe. No Sporting não se vive, sobrevive-se. O mais importante para muitos que entraram com a megalomania do Grupo Sporting, é saberem como se manter lá. E há que lhes dar os parabéns, muito têm-no conseguido. Há custa de património, de promesssas falsas, de desinvestimento, tudo tem servido para fazer o sportinguista de bom coração votar na sua continuidade e com isso cada vez estamos mais pobres, mais pequenos, mais fracos face aos nossos opositores. Atenção, nem tudo é mau porque também existem excelentes profissionais no clube mas é esta dicefalia de trigo e joio que JEB jamais conseguirá separar.
Muitos de Vós sabem que sou um dos responsáveis, talvez o principal, pelo sucesso do Sport Lisboa e da sua Campanha de angariação de sócios. Foi um trabalho de pura estratégia de crescimento fornecido ao Sporting e que teve pior desfecho do que aquele que poderia imaginar. Não vejo e nunca verei com bons olhos ligações entre o Sporting, o BES e o Sport Lisboa nem o envolvimento dos seus quadros até porque, off the record, foi uma das razões que me foi apresentada. Fico sem saber onde começam os interesses da mesma e param os dos clubes. E, nesta matéria, qual ou quais os clientes mais importantes e como fazer valer os seus interesses.
Termino com um apelo ao sr. presidente. Desfaça este casamento o quanto antes, apresente-se com ideias próprias em defesa da transparência do futebol nacional junto dos restantes clubes, eles irão ouvi-lo. Uma liderança que lhes permita uma liga mais justa, mais credível e sobretudo mais rentável fora do jugo da hidra com quem agora se banqueou. Eles precisam de um Líder que defenda os seus interesses. E sabe de uma coisa? Nós também.
Abraço de Leão,
Verdão

quinta-feira, abril 22, 2010

Na procura do rumo certo

É assim que o andebol do Sporting tem andado esta época, atravessando actualmente uma boa fase, depois da vitória de ontem por 27-24 sobre o Madeira SAD, o que nos permite dar o sinal de que lutaremos pelo título, pelo Campeonato, até ao fim.
Após a grande expectativa que se gerou no início de época, fruto também de alguns bons reforços conseguidos, terminamos a 1ª fase do Campeonato num 5º lugar que repisou a irregularidade demonstrada nas épocas mais recentes. A boa fase psicológica que atravessamos é que contará para esta fase final do Campeonato, sendo que a boa campanha europeia até agora realizada também tem contribuído para nos apresentarmos mais fortes, mais crentes no sucesso.

É precisamente a nível europeu que jogaremos a partir do próximo sábado, a nossa presença numa final europeia, frente aos eslovenos do RD Slovan. É por isso, podendo fazer história no andebol português - que nunca conquistou uma competição europeia - que um Pavilhão do Casal Vistoso cheio será uma mola importante para a equipa ganhar mais confiança e poder projectar a ambicionada final da Taça Challenge.

Por isso, no próximo sábado às 19:00h, TODOS AO CASAL VISTOSO!

Lion King

quarta-feira, abril 21, 2010

Não nos matem a paixão.....



Depois da supresa e da discussão a poeira assenta e começamos lentamente a resignarmos ou a aceitarmos o nome de Paulo Sergio. Não serei eu que vou apontar se era este ou aquele treinador o melhor apenas frisando que não era a minha primeira nem segunda escolha. É o escolhido. Lembro que sem uma estrutura forte e matéria prima para trabalhar será dificil a Paulo Sergio triunfar como seria se viesse um Gus Hiddink. Por isso peço a quem de direito e a quem decide. Pensem bem naquilo que estão a fazer e não nos matem (ainda) mais este amor e paixão que nos impele a apoiar um clube que nem sempre ganha mas que têm uma massa associativa devota e apaixonada. Talvez sejamos demasiados tolerantes.....mas isso são contas para outro rosario.

SL

Miguel Damas

A crença de Paulo Sérgio

Paulo Sérgio, treinador do Sporting para as próximas duas épocas, em discurso ao site Maisfutebol:

"Esta é a primeira mensagem que deixo aos sportinguistas, até para aqueles que possam ter algumas dúvidas quanto aos processos de treino, a idade ou o que quer que seja: podem ficar descansados; desde o primeiro dia em que começar a trabalhar com o emblema do leão, o objectivo é só um: ganhar, vencer, ser campeão! É para isso que trabalho que todos os dias e foi para isso que dei este passo, necessário para lutar pelos títulos."


"Não tenho qualquer complexo de inferioridade ou temor. Estou muito confiante em mim e na estrutura que me acompanhará."

O nosso próximo líder técnico acredita, e esse é o primeiro passo para que possamos acreditar também, no Título. Acima de tudo, o Sporting vai precisar da massa adepta unida e a acreditar para que possamos saír por cima, desta época negra que está a caminhar para o seu final.

Lion King

terça-feira, abril 20, 2010

Paulo Sérgio

Adormeci com os rumores e acordei com a confirmação, Paulo Sérgio vai ser mesmo o treinador da equipa profissional do Sporting para 2010/11, com contrato válido por duas épocas desportivas, e opção por mais uma.
Na sequência do meu post de 8 de Abril, relacionado com a escolha do novo treinador, apontava dois perfis possíveis:

a) treinador experiente, com provas dadas e habituado a treinar clubes de uma dimensão elevada, de preferência conhecedor do futebol europeu e, ainda melhor, do português.
b) treinador jovem, moderno e com extrema vontade de triunfar.

Apesar da minha preferência pessoal ser para Villas-Boas, apontava como alternativas à opção b os nomes de Laudrup, Paulo Sérgio ou Domingos. Posso dizer que não fiquei muito entusiasmado mas também não entro em estado de depressão com esta escolha. Fico para já expectante para ver o plantel que vai ser colocado à disposição de Paulo Sérgio, as mudanças mais que necessárias no comportamento global do departamento de futebol (e não só) do clube e pela pré-temporada. Criticar desde já o treinador parece-me, além de precoce, contraproducente, embora esteja certo de que as críticas se dirijam mais para a escolha propriamente dita do que para o nome do treinador, serão sempre aproveitadas para descredibilizar o mesmo.

Quanto ao currículo, assim de repente lembro-me de 2 treinadores em Portugal nos últimos 15 anos, que foram campeões tendo CV's impressionantes anteriormente, Bobby Robson e Trapattoni. De resto é extremamente invulgar ver treinadores de topo virem para Portugal e o que é certo é que treinadores campeões em Portugal e em actividade temos Artur Jorge, Toni, António Oliveira, Fernando Santos, Augusto Inácio, Jaime Pacheco, José Mourinho e Jesualdo Ferreira... depois temos treinadores experientes como Manuel José, Manuel Machado, o nosso Manuel Fernandes etc, que apesar de terem mais calo sinceramente também não me agradavam por aí além.

No mesmo post, pedia que o novo treinador desse à equipa "um cunho ofensivo e dominador às suas equipas, construindo equipas que joguem em função da posse da bola, rapidez e aproveitamento das alas (433, 442 clássico ou mesmo 352 - não sou o maior fã mas...)."

Admito que não vi tantos jogos do Guimarães de Paulo Sérgio esta temporada como da Académica, por exemplo. Lembro-me do jogo da taça em que eliminou o actual líder da classificação, dos jogos connosco (estreou-se na equipa vimaranense no empate na cidade-berço, ainda com Paulo Bento no banco leonino), e de mais uma meia-dúzia de jogos (quase sempre com os "grandes"), incluindo a recente derrota por 3-2 com o vice-líder Braga no jogo de todos os penalties. A ideia com que fiquei foi a de um treinador corajoso, que usa tanto o 433 (com um dos extremos a cair muitas vezes para 2º ponta de lança) como o 442 mais clássico, sempre com bastante influência do "10" (no caso do Guimarães, Nuno Assis fez uma boa 2ª volta no comando das operações da equipa), mas que opta por um tipo de futebol mais assente na velocidade e nas transições rápidas do que na posse de bola. Claro que isso pode estar relacionado com as características do plantel que tiver à sua disposição, mas de qualquer forma foi a ideia com que fiquei.

Sendo que o "trabalho de sapa" de transformar a equipa amorfa e avessa à bola do início do campeonato foi feito, e bem, por Carvalhal (mesmo que os resultados no global sejam só medianos), cabe a Paulo Sérgio pegar no que está feito, enquadrar no plantel as inevitáveis entradas e suprimir as saídas, e fazer com que o Sporting continue a demonstrar em campo a evolução sentida nestes últimos meses. Há quem diga que isso podia ser feito com Carlos Carvalhal, eu tenho muitas dúvidas que fosse a melhor opção. Será Paulo Sérgio? Não sei... mas recuso-me a boicotar desde já o treinador sem primeiro ver o seu trabalho. Pode sempre acontecer o mesmo e os que diziam de Carvalhal o que dizem agora de Paulo Sérgio e depois já o queriam a ver renovar o contrato.

Trata-se de uma opção de risco por parte da direcção, isso penso ser unânime, e ninguém estará mais consciente disso do que o próprio presidente e o director desportivo. Agora se é uma boa opção? Como quase tudo no "mundo da bola", depende dos resultados. Antes de os ver, vou limitar-me a observar que Sporting 2010-2011 vem aí, desejando que seja, no mínimo, um Sporting mais condizente com a sua posição no futebol nacional! Não sou daqueles que exige que o Sporting ganhe os jogos todos por 5-0 nem que seja campeão em Janeiro mas não posso conceber que se entregue, como este ano, o campeonato ainda antes dele ter começado. Estou certo de que poucos sportinguistas estarão na disposição de aturar mais uma época como esta que agora se presta a terminar, cabe a todos, direcção, treinador, jogadores e adeptos/sócios, criar condições para que tal não volte a suceder.

Nelson Santos

segunda-feira, abril 19, 2010

A ser verdade, uma profunda decepção



A TSF anuncia esta noite que está para breve a comunicação de que Paulo Sérgio será o novo treinador do Sporting.

A ser verdade, reitero a minha decepção, já que na minha opinião o Sporting precisa de um treinador experiente, com currículo, de créditos firmados, disciplinador e, de preferência, um profundo conhecedor do futebol português.

Como não reconheço – para já – em Paulo Sérgio, alguns desses requisitos, se tal aquisição se concretizar, ficarei profundamente desiludido porque conseguimos contratar alguém com menos currículo que o nosso actual treinador.

Espero com toda a sinceridade que estejamos apenas a assistir a mais uma manobra de diversão.

Caso contrário, ficará evidente que já não temos capacidade financeira e desportiva para contratar um treinador estrangeiro ao nível de tantos que passaram pelo nosso clube (Burkinshaw, Allison, Josic...) e que no mercado nacional já apenas nos cingimos a treinadores habituados a treinar equipas que lutam pela manutenção... e pouco mais.


Leonino

Postiga resolve!



Sporting, 2 - V. Setúbal, 1


Estádio José Alvalade, em Lisboa
Árbitro: Jorge Sousa (AF Porto)

Sporting: Rui Patrício, João Pereira, Tonel, Daniel Carriço e Miguel Veloso; Pedro Mendes; Izmailov (Grimi, 89), João Moutinho e Yannick (Matías Fernández, 46); Liedson e Saleiro (Hélder Postiga, 69)

Suplentes: Tiago, Polga, Pereirinha, Adrien Silva

V. Setúbal: Nuno Santos; Collin (Regula, 82) Ricardo Silva, André Pinto e Rúben Lima (Rui Fonte, 76); Sandro, Ney, Neca (Kazmierczak, 85) e Djikiné; Hélder Barbosa e Henrique

Suplentes: Matos, Zarabi, Bruno Ribeiro e Luís Carlos

Disciplina: Matías Fernandez (48), Collin (59)

Marcadores: 0-1, Collin (11); 1-1, João Moutinho (60 g.p.); 2-1, Hélder Postiga (70)

Resultado final: 2-1



Leonino

domingo, abril 18, 2010

Futsal: grande reviravolta derrota líder



Com uma grande reviravolta na segunda-parte o Sporting derrotou há pouco em Loures, em jogo da 24.ª jornada, o Belenenses - líder invicto até hoje - por 5-3.
Ao intervalo o resultado estava em 1-3.
Marcadores dos golos: Divanei (3'), Jardel (4' e 17'), Marcelinho (18'), Diogo Santos (30'), Divanei (31'), Deo (34') e Caio Japa (37').

Classificação:

1. Belenenses 24 jogos/61 pontos
2. Sporting 24/59
3. Benfica 24/58
(...)


Leonino

sexta-feira, abril 16, 2010

NOSSA VERDADE ( Comunicado da Sporting SAD )

O Benfica-Sporting deu muito que falar. E foi motivo de conversas várias por causa da posição que o Sporting assumiu no final do jogo, pugnando por aqueles que são os nossos interesses, lutando por algo que já nos penalizou noutras ocasiões e que, desta vez, alguns quiseram deixar passar incólume e sem o devido destaque.

O Sporting não pretendeu, em momento algum, transferir para outros as suas próprias responsabilidades. Mas os erros próprios -- desengane-se quem pensa que vai ser diferente... -- são para ser debatidos no interior do balneário e não nos fóruns públicos, o que tanto agradaria a certos senhores. Mais. O Sporting não atribuiu a responsabilidade total pelo desfecho do jogo ao árbitro João Ferreira. E lances houve que teriam merecido justa contestação da nossa parte. O Sporting pugnou, apenas, pela VERDADE DESPORTIVA, pedindo isenção e respeito na análise a um lance que acabou por ser determinante e que teve influência decisiva no desenrolar do jogo. Um lance que, estivemos atentos, passou despercebido a alguns analistas, sabe-se lá porque motivos... Ou melhor, por motivos que todos conhecemos mas que não deixaremos cair no esquecimento.

O Sporting pode até estar longe dos seus objectivos. E cá estaremos nós para fazer a devida introspecção. Mas o Sporting não se desviará nunca dos seus princípios. Por esse motivo, e porque A NOSSA VERDADE passa para a Opinião Pública deturpada pela pena de quem, na maioria dos casos, só quer (escre)ver o que lhe interessa, decidimos resguardar o grupo de trabalho até final da temporada, limitando o acesso à informação a estes espaços que são da nossa responsabilidade (o jornal e o site, órgãos oficiais do clube) e aos 15 minutos de treino, mais as habituais conferências antes e depois dos jogos (a não ser que, por qualquer motivo, tenhamos de alterar este procedimento). Os jogadores do Sporting não deixarão, contudo, de participar em iniciativas de cariz solidário ou outro, uma vez que a vertente social estará sempre entre as nossas prioridades.

Uma nota final para dizer aos sportinguistas que podem ficar tranquilos depois desta época difícil. Estamos a trabalhar no futuro. Em prol do Sporting. Mas dentro de casa. Longe das coscuvilhices..."




A mim parece-me muito bem esta solução ! O site do clube pode e deve ser a fonte noticiosa principal do nosso Clube e o principal meio de comunicação com os seus.

Ao mesmo tempo reforço o que considero ser a necessidade de melhorar consideravelmente o mesmo, para que possa cumprir esta função de forma cabal

Também a criação do canal Sporting deverá ocorrer tão breve quanto possível, para ser mais um canal privilegiado de comunicação do Sporting com os seus sócios, adeptos e simpatizantes.

Quanto ao comunicado em si, creio que é esclarecedor. A partir de hoje, os jornais sabem com o que contam, mas nós temos de perceber, também, que o comportamento daqueles irá endurecer no que diz respeito ao Sporting. Tudo farão para impor a sua força, para criar polémicas, como forma de resposta a esta atitude do Sporting.

Sem querer apelar à unanimidade, seria muito importante que todos percebêssemos que de hoje em diante será assim e que como tal, antes de criticarem o que tiverem a criticar, reflictam brevemente sobre se o que leram será a realidade ou ressabiamento.

SL,
Mário Rui Oliveira

Etiquetas: , ,

Força Pongolle



Num momento difícil que devido a um problema familiar Sinama-Pongolle atravessa, aqui fica um post que visa dar a saber que a massa adepta do Sporting está com Sinama, desejando as melhoras do problema que o tem afastado da equipa.

Porque acredito que este jogador vale mais do que aquilo que tem mostrado, desejo que possa voltar a render o muito que se espera deste promissor internacional francês, estando com a cabeça limpa e com o seu problema pessoal resolvido, de forma a poder expressar a sua valia.


Lion King

quinta-feira, abril 15, 2010

O Fado Leonino

Que clube este que nos aparece eternamente adiado. Incapaz de viver com as criticas e incapaz de viver sem elas. Muitos opinam com ou sem razão e apontam vezes sem conta o dedo a quem acham que não têm razão. Mas afinal onde está a razão? Quem a detem? Seremos afinal malucos que só sabemos falar mal?

É um clube de soluços o nosso. Um clube que não corresponde a enorme devoção e amor da massa adepta anónima. Vive de vaidades e consome-se ciclicamente por ela. Há anos que andamos nisto. Corremos quase 3 décadas desde a saída do ultimo grande presidente Leonino e desde ai definha-se e luta-se a nivel dos notaveis pela posse duma cada vez maior carcaça que é o Sporting Clube de Portugal.

Somos diferentes. Uma massa associativa diferente. Devota. Que vive um fado eterno de tristezas no meio de algumas felicidades. Tinhamos tudo para ser felizes. Mas repetidamente somos tolhidos pelas guerras internas de protagonismo e de vaidades de se dizer que está no Sporting. Vivendo das benesses que isso acarreta.

Orgulhosamente aprendi muito cedo que o Sportinguismo comunga-se e faz-se por comungar. É muito mais que um resultado. Mas sinceramente cansa-me perder demasiado.

Tiraram nos tudo. Foi-se o Volley , Hoquei e Basket . Alguns até por referendo!

Obrigaram-nos a ter que levar com Santanas Lopes , Cantatores , Waseiges , Nortons , Gil Baianos enfim um rol quase sem fim de personagens sem nivel e sem carisma para vestir a camisola Leonina fosse em que cargo fosse. Mas não vacilamos e continuamos a nossa paixão. Vivemos os 18 anos como um deserto sem fim. E quando finalmente alcançamos o olimpo logo arranjamos maneira de entrar em guerra pela simples razão do protagonismo.

Venderam-nos uma ideia , um sonho , um projecto. Titulos , estádio novo , academia e independencia financeira.

No final um buraco enorme de passivo e apenas um estádio e uma academia de patrimonio , vendendo tudo a seu bel prazer. É um clube de doutores e de professores de educação fisica onde ex-jogadores que são bons treinadores não cabem no barco.

É um clube em que não há dinheiro para grandes jogadores mas há dinheiro para um rol que nunca mais acaba de directores renumerados. Alguns a peso de ouro. E que ganhamos com isso?

Discutimos , discutimos e passamos outro dia a discutir. Mas enquanto aqui andamos as turras , lá em cima nas cúpulas directivas das grandes (in)decisões estão completamente a borrifar-se para quem sofre ou vive o clube intensamente. É um fado ser Sportinguista. E ao som dos verdes anos andamos. Ansiando por outros 5 violinos que nos façam vencer de novo mais que um campeonato seguido.

Enquanto isso quem se serve do Sporting está mais interessado em manter o cargo ou continuar a alimentar a banca ou o BES escudado atrás do seu suposto Sportinguismo.

É cansativo batalhar por um Sporting melhor. Mas não deixarei de o fazer em busca de um Sporting que não pode nem deve ser este que vivemos. Bem podem ter esperança em Costinha (eu tambem tenho) mas quando acima não há um rumo , nem estratégia mas apenas demagogia e falta de visão é pouco crivel que aliada a uma estrutura cheia de gente que já nada acrescenta ao Sporting possamos ter sucesso no imediato.

Mas se for necessario anos para erradicar vicios e ervas daninhas para reconstruir um futebol forte cá estarei para aplaudir e continuar a apoiar sem deixar de manter o meu sentido critico para apontar aquilo que de bom ou mal se faz no nosso Sporting. E contem comigo para continuar a seguir equipas Leoninas tanto em Alvalade como noutro estádio ou pavilhão.

Mas todos nós sem excepção somos e seremos responsaveis pelo clube que temos ou que queremos ter. Enquanto tudo for permitido viveremos eternamente este Fado Leonino e engolir as bocas , provocações , faltas de respeito e soberba dos nossos adversarios. Teremos que ser unidos sem perder o sentido critico. E sobretudo exigir de quem manda.

Quando isso for alcançado seremos temidos e respeitados!!

SL

Miguel Damas

quarta-feira, abril 14, 2010

A legitimidade de Bettencourt

A cada derrota do nosso clube logo alguém coloca em causa a legitimidade do mandato do actual presidente da direcção.
Goste-se ou não dele, concorde-se ou não com ele, há um sistema chamado democracia, subjacente ao qual existe o princípio do respeito pela decisão emanada pela maioria, no caso, 90% dos votos.
Repito: goste-se, ou não!

Eu próprio, que apoiei José Eduardo Bettencourt, embora não tendo votado nele, já que no dia das eleições não estava em Lisboa, tinha uma fasquia de expectativas que até ao momento não foram atingidas, saindo completamente goradas.
No entanto, não será por isso que deixarei de respeitar a decisão da maioria e a legitimidade de Bettencourt em levar o seu mandato até ao fim.

Democracia("demo+kratos") é um regime de governo onde o poder de tomar importantes decisões políticas está com os cidadãos (povo), directa ou indiretamente, por meio de representantes eleitos — forma mais usual.

Ora, se 90% dos votos da massa associativa decidiram conferir ao actual presidente o poder de gerir o clube, saibamos respeitar e salvaguardar os princípios de um regime democrático.


Leonino

terça-feira, abril 13, 2010

Venha a próxima época... e depressa!



Benfica, 2 - SPORTING, 0

Estádio da Luz
Arbitragem: João Ferreira

BENFICA: Quim; Ruben Amorim, Luisão, David Luiz e Fábio Coentrão; Javi Garcia, Ramires, Carlos Martins e Di Maria; Cardozo e Éder Luís.

Suplentes: Moreira, Airton, Aimar, Weldon, Luís Filipe, Sidnei e Kardec

SPORTING: Rui Patrício; Abel, Tonel, Daniel Carriço e Grimi; Pedro Mendes e Miguel Veloso; João Pereira, João Moutinho, Yannick; Liedson


Suplentes: Tiago, Polga, Adrien, Saleiro, Matias Fernandez, Postiga e Pereirinha

Marcador: Cardozo (67); Aimar, (77)



Leonino

segunda-feira, abril 12, 2010

Vamos a eles!!!!!!!!!!!!!!!





Leonino

domingo, abril 11, 2010

Hora de Unir

O Sporting é um clube diferente, dizemos. Pelo nosso historial eclético, pelas nossas posições, pela nossa capacidade de inovação, pelos títulos conquistados, pelo imenso historial, pelos atletas que ostentaram o leão ao peito e que glorificaram o nome do Clube e do País por esse mundo fora, pela forma como sempre enfrentámos os desaires do nosso Clube e o continuamos a apoiar. Simplesmente, porque somos Melhores.

Mas infelizmente, nos últimos anos, esta ideia de sermos diferentes tomou também uma outra perspectiva. Perspectiva esta que se tem tornado fracturante. Este antagonismo reflecte-se ainda mais neste mundo virtual. Assistimos, hoje, entre os adeptos que mais vivem o Sporting ( e aqui a justiça a todos. De um lado ou outro só sentindo o Sporting como todos sentimos, podemos ter esta postura tão activa na vida do clube ) um claro distanciamento cada vez mais claro e extremado entre os que acreditam no actual caminho e os que querem um corte drástico com o passado recente em termos de projecto para o clube.

A verdade é que esta luta interna apenas se vive no Sporting. Nos nossos adversários directos, esta divisão não existe, bem pelo contrário, todos seguem quem manda de forma quase cega e todos acham que os caminhos tomados por esses clubes são os certos e confiam que as suas direcções os guiarão ao objectivo final.

No Sporting, não. No Sporting discutimos assuntos que nos outros clubes, os adeptos parecem nem saber que existem ou se sabem ( e caramba!, devem saber ... ) pouco lhes importa. E às tantas, parece ser mais importante termos razão nas opções políticas que defendemos para o clube que as próprias vitórias. E este antagonismo é directamente proporcional aos anos que passamos sem ganhar o campeonato.

Em termos de opiniões, os adeptos do Sporting parece que se movem hoje entre duas cores, não o nosso Verde e o Branco, mas entre o Preto e o Branco. E todos somos responsáveis.

O que quero dizer com isto é que parece não haver meio termo. Ou somos radicalmente contra, encontrando em toda e qualquer situação algo que criticar, ou somos acriticamente a favor, acreditando que tudo tem a sua explicação e/ou desculpa ( Porque não quero deixar dúvidas, estou mais perto da segunda hipótese, mas não de forma cega ). Esquecemos assim, que o mundo, os acontecimentos e a realidade é feita essencialmente de cinzentos em várias gradações tonais.

Resumindo, as acções de alguém por vezes são melhores outras piores, mas jamais sempre boas ou sempre más. E é apenas acreditando nesta possibilidade que nos podemos unir em torno do Clube. Se estamos constantemente em acções persecutórias , criticando tudo o que actual direcção realiza, acreditando sempre haver um fundo de maldade ou pelo menos de incompetência,ou se pelo contrário julgamos que nada deverá ser corrigido, que tudo o que é feito é correcto, então não estamos, em última análise a ajudar o Sporting ! Mantenhamos o espirito critico, criticando quando acharmos que temos de criticar, apoiando o que for de encontro as nossas ideias, mas que o façamos pelas acções que estamos a avaliar em cada momento e não porque existe uma agenda por trás.

Deixemos de julgar constantemente a seriedade de todos os que integram a direcção do Sporting. Que país este, que clube este, que acha sempre que há interesses pessoais em tudo e que o Presidente do Clube, seja ele qual for está sempre ali para sacar algo ao Clube e não para o Servir ! Assim, jamais haverá União em torno do Clube, assim jamais poderemos almejar a sermos Maiores !

JEB teve um ano para limpar o que achava que precisava de limpar, para criar uma estrutura à sua medida, teve tempo para perceber que caminho esta época trilhava e assim tomar as contra-medidas necessárias para que em 2010/11 esta situação fosse diametralmente diferente. Eu acredito nesta direcção, outros não. Mas nesta altura é Hora de União, é hora de calarmos os nossos egos e aguardar pelas soluções que nos serão apresentadas. Restam 5 meses para preparar o futuro.

Esperemos por Setembro, para que possamos fazer uma avaliação mais cuidada de uma época totalmente preparada por este Presidente e então, em Setembro, avaliemos o que se passou entre hoje e então. E sim, em Setembro, pois é nessa altura que essa avaliação deve ser feita por nós. Vir tirar conclusões em Maio de 2011 será fácil, pois as coisas já se terão passado. Em Setembro, proponho a todos, os “alinhados” e os “desalinhados”, que julguem a preparação da próxima época com os dados desse momento. Eu irei fazê-lo. E como sempre disse, nessa altura serei capaz de tirar conclusões acerca do meu apoio a esta direcção.

Acima de tudo, neste meu primeiro post no Sangue Leonino, no qual, com muito orgulho recentemente fui integrado, gostava de pedir União ! Não fazer campanha, mas sugerir ponderação e esperança. E a seu tempo cá estaremos para tirar conclusões.


Viva o Sporting

ps : prometo voltar para falar de futebol !


Mário Rui Oliveira

Que esperar de terça feira?

Vou ver o jogo ao vivo. Lancei o repto a amigos e vamos acompanhar o nosso Sporting ao estádio do rival.

É um jogo de resultado sempre incerto e daqueles que faz o coração bater mais depressa. Acredito que a nossa equipa possa sair no final dos 90 minutos com os 3 pontos. Mesmo que o arbitro seja esse péssimo juiz de nome Ferreira.

Olhando para o campeonato e para os 2 jogos já disputados com o rival , há sem duvida alguma o receio de novo resultado negativo. Mas creio que o adversário está neste momento completamente de rastos fisicamente e devíamos aproveitar isso.

Bem sei que parece que temos um certo tipo de complexo ou malapata cada vez que com eles jogamos. Mas se calhar devia haver uma consciencialização dos nossos jogadores que é apenas mais um jogo e que para além do adversário estão apenas 3 pontos e uma satisfação enorme da massa associativa.

Jogamos para o prestigio. Deste campeonato pouco resta de historia leonina que não uma pessima imagem e valor demonstrados ao longo destas vinte e tal jornadas. Antes de acusarmos quem quer que seja importa se calhar dissecar os erros. Tudo isto que vivemos não pode voltar a aconteçer!! Foi mau de mais....

Nos ultimos tempos tirando o jogo no funchal , temos apresentado bom futebol e boa atitude. Se apresentarmos essa nossa melhor faceta de certeza que sairemos vitoriosos na contenda de terça feira.

Por ultimo apenas uma pergunta ao nosso Presidente JEB.

Que relação temos com Jorge Mendes e que papel está a ter esta personagem na construção e futuro do plantel Leonino? Preocupa-me imenso todo este jogo apenas com esta personagem. A historia demonstra-nos que ninguem desta classe trabalha sem um proposito e acho muito dificil que o Sporting seja para o senhor Jorge Mendes um trabalho de fundo para que saiamos vitoriosos. Pode ser que me engane. Mas ao deixar tudo nas mãos deste senhor , estamos a descurar as nossas proprias observações e a ficar a meu ver prisioneiros da sua vontade.

Espero que o presidente saiba bem em que terreno se movimenta. A época que daqui a pouco acaba foi um rol de erros de avaliação. Olhando para as nossas finanças e para os activos que temos no plantel , não temos muito mais margem de erro....

SL

Miguel Damas

sexta-feira, abril 09, 2010

O anjinho da guarda de Vieira



Que ele não tem vindo a revelar capacidade para liderar o Sporting e mobilizar os adeptos já tinha constatado.
Agora também descubri que Bettencourt é um verdadeiro anjinho que quer estar bem com Deus e com o diabo, acedendo a tudo aquilo que os rivais lhe pedem, marimbando-se para os interesses do clube a que preside e à rivalidade que desde sempre existiu.
Mas será que lembra a alguém que o Sporting aceite jogar o derby na terça-feira, quando pelos regulamentos o pode fazer 48 horas após o jogo de Liverpool?
Vai tirar dias de descanso à própria equipa para o jogo com o Setúbal, para facilitar a recuperação física dos lampiões?
Depois da fantochada que foi a novela dos bilhetes para o jogo da taça da liga, continua o serviço de anjinho a Vieira.
Queria ver se fosse ao contrário.

Via VERDE

I'm a loser

Dedicado aos nossos vizinhos da segunda circular... e ainda a José Augusto Marques (SIC) e sobretudo a Rui Santos.


The Beatles: "I'm a loser"


Leonino

quinta-feira, abril 08, 2010

E 2010-2011 um pouco mais perto... parte 2

...portanto no final da temporada sai Carlos Carvalhal. E a pergunta que assola as nossas mentes é "E agora, quem é o senhor que se segue?"

Treinador 2010-2011

Na altura da saída de Paulo Bento do comando técnico da nossa equipa dei a minha opinião. Mais do que o(s) nome(s) tentei exprimir qual o perfil ideal para o novo treinador a contratar. Disse então que se deveria ter contratado/aproveitado um treinador caseiro, de preferência sportinguista ou muito identificado com o Sporting e o futebol nacional, até ao final da temporada, preparando então a época seguinte a preceito. Estabeleci também qual o(s) tipo(s) de treinador que considerava adequado para tomar o leme da sempre complicada nau leonina.

Ora, mesmo tendo sido surpreendido (quem não foi?) pela escolha de Carlos Carvalhal, os pressupostos de que me munia para os meus argumentos mantêm-se, principalmente se conseguir colocar de lado todo o barro lançado à parede pela imprensa desde que se lembraram de encontrar substitutos para Carvalhal a cada dois parágrafos de escrita. Assim, parecem-me existir dois perfis de treinador que me agradariam para iniciar a temporada 2010-2011 à frente do Sporting, sendo que dos nomes que se encaixam nesse perfil há aqueles por quem tenho mais ou menos preferência pessoal, mas isso é o menos relevante, parece-me bem mais importante que se crie uma boa estrutura no departamento de futebol - e não só - que proteja, ajude e facilite o trabalho do novo treinador; por forma a evitar erros ainda tão presentes na nossa memória recente...muito recente, dolorosamente recente.

Assim, o "meu" treinador para o Sporting 2010-2011 corresponderia a um dos seguintes perfis:

a) treinador experiente, com provas dadas e habituado a treinar clubes de uma dimensão elevada, de preferência conhecedor do futebol europeu e, ainda melhor, do português. Reconhecido por impor um cunho ofensivo e dominador às suas equipas, construindo equipas que joguem em função da posse da bola, rapidez e aproveitamento das alas (433, 442 clássico ou mesmo 352 - não sou o maior fã mas...).
Neste perfil o meu preferido seria, digo-o há vários meses, Co Adriaanse. Numa segunda linha apareceriam nomes como o de Frank Rijkaard, Zico, Schuster ou Le Guen.

b) treinador jovem, moderno e com extrema vontade de triunfar. De preferência conhecedor da realidade em clubes de topo (como jogador, adjunto etc...), e com as mesmas características de pensamento de jogo que citei anteriormente. Desde cedo que me pareceu que a optar-se por este perfil o nome de André Villas-Boas poderia ser o chamado "money-shot", porque - colocando de parte as comparações estéreis com Mourinho - a possibilidade de acertar em cheio num treinador acabado de chegar à condição de técnico principal me agrada sobremaneira, e porque o vi pegar numa equipa no global composta por jogadores muito fraquinhos que jogava miseravelmente no início de época, numa equipa que continua a ser composta por jogadores muito fraquinho mas mas com claras ideias de jogo, que tenta colocar em campo um futebol que só não é mais vitorioso, parece-me, pela pobreza do plantel.
Numa segunda linha de treinadores deste tipo, aparecem nomes como Laudrup, Paulo Sérgio ou Domingos, embora a este último não consiga dar tanto crédito como o posicionamento na tabela classificativa poderia fazer supor.

Obviamente, retirei desta lista nomes "impossíveis" de alcançar, mas reafirmo que considero bem mais importante definir o perfil de treinador que sirva os melhores interesses do Sporting do que propriamente o nome do mesmo.

Nelson Santos

Aqui está o novo treinador do Sporting!


O Yannick há bem pouco tempo era assobiado em pleno Alvalade XXI e parece que nem se quer conseguia controlar uma bola!

Chegou a Luciana e, de repente, o Yannick mete-se a "jogar bonito" a até a marcar golaços!

E de um treinador destes que precisamos! Um treinador que saiba motivar e tirar o melhor de cada jogador que temos!

Força Luciana, estamos contigo!

Saudações leoninas
Mindo

quarta-feira, abril 07, 2010

O Senhor que se segue pode muito bem ser um destes!

Muito se fala do próximo Treinador para o Sporting, na vossa opinião e como leitores do Sangue Leonino qual destes nomes vos agradava mais ver no nossa equipa na próxima Época?



Estes nomes foram todos referenciados nos Jornais de hoje.

The Best One

Paulo Bento no F.C.Porto????

EXCLUSIVO SANGUE LEONINO


É verdade, são 4:58 da matina e não consegui aguentar por de manhã para colocar este Post.

Recebi ontem à noite uma chamada de um amigo de longa data, que por acaso não vejo há uns tempos e que não é nada dado às andanças do futebol; para ir directo ao assunto vou contar-vos por alto o que ele me disse:

The Best One - Tou?

Amigo - Então pá tudo bem?

TBO - Olha o gajo então ainda és vivo? a Familia?

A - Bla, bla, bla, bla.......

TBO - bla, bla, bla,.......

A - Olhá lá uma coisa, ainda tens aquela pancada pelos Blogs?

TBO - mais ou menos, o tempo agora é que já não é muito, porque?

A - tenho aqui uma coisa para te dizer que acho que vais gostar de por no teu Blog.

TBO - então o que se passa? eu já não tenho o meu Blog, mas faço parte de um Blog com bastante credibilidade na Blogoesfera.

A - então é assim, eu hoje fui convidado para jantar num Restaurante todo finório na Baixa de Lisboa e adivinha quem estava lá quando eu cheguei?

TBT - quem?

A - o teu antigo treinador, aquele do risquinho ao meio, como sabes não ligo nenhuma á bola mas fiquei com a pulga atrás da orelha porque ele estava com mais 3 gajos e um deles tinha uma cara que não me era estranha, perguntei a uma pessoa que estava comigo se sabia quem era e ele disse que era o Reinaldo Teles um gajo que anda sempre com o Pinto da Costa.

TBO - ená pá granda bronca, olha que o dia das mentiras já passou se isso é verdade nem sabes o que me estás a dizer, mas estavas perto deles? dava para ouvir alguma coisa?

A - não pá, estava para ai a uns 10/15 metros da mesa deles, quando cheguei estava tudo calminho, depois de algum tempo era só risadas e no final estavam a ler papeis, e mais não vi pois passaram duas horas e eu acabei o meu jantar e eles ainda lá ficaram, mas pensei logo em ti, pois sei que gostas dessas coisas da Bola e sei que és Lagarto e a situação ali era um pouco estranha por isso resolvi ligar-te.

TBO - E fizeste muito bem, nem sabes o que isso vai fazer correr tinta amanhã, (risos).

A - então e quando é que almoça-mos?, bla, bla, bla.......

TBO - bla, bla, bla,........

Bem, este foi o relato da conversa com o meu amigo, tentei ser o mais realista possível para criar uma notícia que eu acho ser 'Bombástica,' pois este momento ainda não existe nada na Net acerca deste encontro.

The Best One

terça-feira, abril 06, 2010

E 2010-2011 ainda tão longe... parte 1

Tenho evitado fazer grandes comentários relacionados com o final desta temporada e a preparação do início da próxima, nomeadamente os ligados à política de saídas/entradas no plantel e, claro, na questão do treinador. Além da falta de tempo tal deveu-se em grande parte à existência de demasiada poeira (levantada por jornalistas, comentadores, bloggers e - provavelmente - também do interior do clube). Agora, que alguma da mesma parece assentar, deixo de forma resumida a minha opinião sobre aqueles que me parecem ser os pontos essenciais relacionados com este assunto, ao longo dos próximos dias.

Final de temporada e Carlos Carvalhal:

Para falar sobre ambos, recupero o que tinha "pedido" ao ainda treinador leonino aquando da sua aquisição.

"Passado o impacto inicial e tentando pensar no que o futuro próximo nos traz, gostaria de dizer o que espero de Carlos Carvalhal, até ao final da temporada, até porque só cumprindo com aquilo que enunciarei de seguida, considero a hipótese de permanecer como técnico principal do Sporting Clube de Portugal para 2010-2011.

Antes de mais, e já o li em alguns comentários, penso ser uma utopia (como seria com qualquer outro treinador) pedir-lhe ou exigir-lhe o título nacional desta temporada. O atraso, tanto em termos de pontos como de qualidade futebolística e anímico, são demasiados para se enveredar por esse tipo de pedidos.

Peço-lhe antes que:

- coloque a equipa a jogar num sistema táctico mais adequado às características dos jogadores que compõem o plantel;
- dentro dessa alteração o futebol evolua para níveis bem mais elevados, tanto em termos de resultados como, se calhar tão ou mais importante, em termos exibicionais;
- reestabelecer os níveis de confiança dos jogadores e, consequentemente, dos adeptos e sócios, fazendo cair por terra os seguidores da teoria espatafúrdia de Oliveira e Costa. Com isso rentabilizar/recuperar igualmente o valor de mercado dos jogadores;
- colocar a equipa no melhor lugar possível no campeonato, sendo esse sempre um lugar europeu (4 primeiros);
- lutar condignamente pelas 3 competições em que podemos lutar em pé de igualdade com os demais concorrentes (UEFA, Taça de Portugal e Taça da Liga), tentando chegar o mais longe na 1ª e ganhar as outras 2."

Ou seja, analisando a 5 jornadas do fim e partindo do princípio que seguramos o 4º lugar no campeonato, verifico que Carvalhal conseguiu cumprir 4 das 5 alíneas, falhando rotundamente na última com eliminações bem pesadas frente aos nossos 2 maiores rivais.
Aliás, a ideia com que fiquei de Carvalhal é de que se trata de um treinador com boas ideias, sério e competente, capaz de colocar uma equipa a jogar futebol de qualidade mas com algumas dificuldades em pensar em "grande", embora admita que essa percepção possa ser influenciada por ter um contrato de muito curta duração e pelas convulsões internas que aconteceram já consigo no clube (nomeadamente a saída de Sá Pinto). De qualquer forma, fiquei com a sensação de que se lhe fosse dada a possibilidade de começar e preparar a próxima temporada, iríamos assistir a um futebol muito semelhante ao do tempo de Peseiro, com jogos de elevada qualidade futebolística e bons resultados e outros onde a equipa parece desligada e pouco confiante. Duvido que desse para lutar por um campeonato em que os outros candidatos perdessem poucos pontos, mas numa época mais atípica como foi a de 2004-2005 (precisamente com Peseiro), talvez desse para lutar de igual para igual com ambos. No entanto, e tendo em conta que é praticamente certo que os nossos habituais rivais se vão apresentar fortes no próximo ano (uns porque têm um excelente plantel e o elan da provável vitória este ano, e os outros porque raramente ficam 2 anos seguidos sem ser campeões). Ambos irão certamente usar de todas as cartas - dentro e fora dos relvados - para nos fazerem a vida negra.
Sinceramente não me parece que Carlos Carvalhal, apesar do respeito que nos merece, fosse treinador para lidar com este desafio. De qualquer forma não podia deixar de assinalar a melhoria qualitativa a que assistimos em alguns jogos e o retomar da vontade em assistir aos jogos do Sporting por parte de alguns sócios e adeptos divorciados da mesma.

Penso até que, raras excepções, a grande maioria dos sportinguistas agradece a Carvalhal ter tomado as rédeas de um barco muito fragilizado e, apesar da inconstância de resultados e exibições, nos ter mostrado algum futebol e que o plantel, devidamente corrigido, não é tão fraco como alguns, e muitos com responsabilidades, o pintaram. E apesar de lhe agradecer acredito que também ele ficou a ganhar muito com a curta estadia em Alvalade. Além do upgrade de CV, há que ver que era um treinador praticamente enterrado na opinião pública após a saída do Marítimo, tendo agora algum capital de confiança que acredito que o poderá colocar, se não num dos grandes de Portugal, num clube de 2ª linha, num futuro próximo. Da minha parte, como o fiz com Paulo Bento, que tenha muito sucesso e boa sorte à excepção dos confrontos com o nosso Sporting.

Nelson Santos

Mário Rui Oliveira

Na noite em que um génio chamado Messi acabou de dar um recital de futebol no Camp Nou, para deleite de quem gosta de bom futebol, tenho o prazer de anunciar que o craque Mário Rui Oliveira acaba de 'assinar' pela equipa do Sangue Leonino.

Que seja muito bem-vindo, que nos ajude a ter uma discussão viva e animada sobre a vida do nosso Sporting, e sobretudo que esteja preparado para 'dar o peito às balas' na defesa das suas convicções.


Leonino

Todos ao VISTOSO na quarta feira!!!!!







































Vais ficar em casa na noite de quarta-feira? Não fiques!!! Apoia a equipa de andebol do Sporting!!! Vamos vencer e chegar a frente!!!! Todo o apoio é necessario!! Depois da excelente jornada europeia vem dar um aplauso a tua equipa! Ela merece!!!

ADENDA- O Sporting irá jogar com os eslovenos do RD Slovan para as meias finais da taça challenge com a primeira mão a ser disputada em Lisboa.

SL

Miguel Damas

segunda-feira, abril 05, 2010

Peçam aos 6 milhões que vos comprem jornais com prosas histericas ao glorias de carnide.......




































SL

Miguel Damas

domingo, abril 04, 2010

Mais um passo.....





















A equipa de andebol do Sporting conseguiu hoje o apuramento para as meias finais da taça Challenge ao perder apenas por 5 golos (23-28) na 2 mão dos quartos de final. Num ambiente frenetico e explosivo a equipa leonina chegou a estar a perder por 8 golos mas foi galharda e conseguiu recuperar mantendo a distancia os romenos do Stiinta Bacau.

Depois da vitoria no vistoso por
30-24 era com optimismo que se encarava este jogo e apesar da derrota o objectivo de seguir em frente foi conseguido.

Agora o SCP fica a espera de adversario e fica a um passo de um brilharete europeu numa altura que uma vitoria caseira na quarta feira no VISTOSO perante o ABC pode relançar tambem a equipa na rota do titulo. Esta equipa merece o nosso apoio!!!! (como todas as equipas Leoninas)

SL

Miguel Damas

sexta-feira, abril 02, 2010

Goleada das antigas antes da ida à Luz



Sporting, 5 - Rio Ave, 0


Estádio José de Alvalade
Árbitro: Pedro Proença

SPORTING - Rui Patrício; João Pereira, Carriço, Tonel, Grimi; Pedro Mendes; Miguel Veloso, João Moutinho, Yannick; Postiga e Liedson.

Suplentes: Tiago, Polga, Adrien, Izmailov, Matías, Pereirinha e Abel

RIO AVE - Carlos; Zé Gomes, Gaspar, Fábio Faria, Silvio; Villas Boas, Wires, Tarantini, Vitor Gomes; Nelson Oliveira e Bruno Moraes.

Suplentes: Trigueira, Ricardo Chaves, Evandro, Jeferson, Chidi, Sidnei e Bruno Gama

Golo: Yannick (6, 55 e 74), Liedson (39) e João Moutinho (65)


Leonino

quinta-feira, abril 01, 2010

Pouco entusiasmo

Gostaria de partilhar publicamente o meu estado de espírito sobre alguns comentários nos últimos dias aqui deixados, e que só há uns minutos tive oportunidade de ler

Escreve-se, e com razão, que este espaço está a perder algum fulgor. É verdade. E também é verdade que algumas das pessoas que há algum tempo se queixam desse facto são sportinguistas que já tive oportunidade de convidar a juntarem-se à equipa de edição deste espaço, mas que com toda a legitimidade sempre declinaram.

No meu caso, por motivos profissionais (ainda esta semana estive ausente no estrangeiro alguns dias, tendo regressado há pouco) não tenho tido tempo para debitar 'prosa', e também algum desencanto em relação ao modo como há uns meses aqui se discute - no espaço de comentários - a vida do Sporting, levam a que cada vez sinta menos motivação para o fazer.

No entanto, num espaço virtual com duas dezenas de editores (número que foi entretanto foi por mim reduzido ou antes 'racionalizado', dado que alguns editores há meses ou anos nada publicam) não se pode pedir que apenas dois ou três assumam as 'despesas'. Este espaço será aquilo que os seus editores e visitantes quiserem...
Apenas e só isso...

Ironicamente diria que se o Sporting entrar uma espiral de derrotas sucessivas (cruzes, canhoto) a dinâmica de comentários será reposta. A fome de sangue - muitas vezes pouco leonino - assim o ditará. É triste mas é a pura realidade.

O que se calhar é um facto inegável é que a apatia deste blogue - ao fim de quase 7 anos de existência - reflecte aquilo que também é a actual realidade nua e crua do nosso clube: muita descrença e pouco entusiasmo.


Leonino