"Tu vais vencer, Podes crer, Porque a nossa força é brutal. Mais de um século de histórias para contar. Sporting, tu nunca vais acabar" - osangueleonino.blogspot.com -

Sangue LEONINO

domingo, janeiro 31, 2016

Mais uma remontada

Depois do jogo de ontem, já deu para perceber que o cerco ao Sporting se aperta e que cada jogo tem tendência para ser pior que o anterior no campo da arbitragem.
Então se o artista do apito se chama Cosme Machado, não há dúvida que o circo está montado e o principal artista tem obrigatoriamente de ser este imbecil da AF Braga, que há anos arrasta incompetência nos relvados portugueses, estragando espectáculo atrás de espectáculo.

Não foi só a validação do golo que o seu assistente correctamente tinha anulado por fora-de-jogo, foi toda uma série de decisões disciplinares incompreensíveis (amarelo a Adrien, expulsão de Jesus e Nelson), mas também a perfeita noção de ver que a Académica apenas chegava à área do Sporting por via do apito de Cosme Machado, marcando todo o tipo de falta que permitisse aos de Coimbra ganhar terreno como se estivéssemos num jogo de rugby (assim nasceu o golo do empate).

Para lá dos erros arbitrais, é importante referir que mais uma vez nos deixámos entrar em jogo a perder, algo para o qual já estávamos alertados, mas que mesmo assim facilitámos.
As diversas alterações na nossa defesa de início (Semedo e Zeegelaar) e ao longo do jogo (Naldo e William com problemas físicos), terão com certeza influência nos golos sofridos, mas não justificam as constantes entradas em falso da nossa equipa contra adversários fracos.

Foi surpreendente o esquema montado por Jesus, com Semedo a titular e Mané no lugar de Gelson, mas pode dizer-se que foi aposta ganha pois ambos cumpriram (com altos e baixos no caso de Mané, mas acabando por ser importante no 2º golo).

Mas o verdadeiro joker de jesus acabou mais uma vez por vir do banco e chamou-se Montero, repetindo a façanha dos golos decisivos que já fizera frente a Nacional e Braga.
O golo ontem, pela forma como coloca a bola entre as pernas do guardião da Académica e a recusa em entrar em euforia com o golo marcado são desconcertantes, mas revelam um sangue frio brutal del avioncito.

Antes disso espaço para mais uma vez ver magia sair dos pés de Adrien (que grande golo!), João Mário (verdadeiro futebol de pantufas), e uma extraordinária máquina chamada João Pereira.

Há ainda que olhar para o outro lado do jogo e ver mais uma vez a capacidade da nossa equipa para dar a volta ao jogo quando este se apresente bem difícil. E ontem tivemos o privilégio de assistir a nova remontada em Alvalade, neste caso até se pode considerar uma remontada e meia (de 0-1 para 2-1 e de 2-2 para 3-2). Parece que estamos mesmo a tornar-nos especialistas:
- Benfica (TP) - de 0-1 p/ 2-1
- Lokomotiv (LE) - de 0-1 p/ 4-2
- Besiktas (LE) - de 0-1 p/ 3-1
- Braga (C) - de 0-2 p/ 3-2
- Tondela (C) - de 0-1 p/ 2-1 (acabando por ceder o empate)
- Académica (C) - de 0-1 p/ 2-1

São demasiadas sensações fortes, mas que justificam cada vez mais o grito que ecoa no estádio:
- "NÓS ACREDITAMOS EM VOCÊS!"

Faltam agora 14 finais até à conquista do título, temos que estar mais unidos que nunca no apoio à nossa equipa pois já todos percebemos que há quem não queira o Sporting campeão.

SL
José

Contra tudo e contra todos!

Contra tudo e contra todos será o nosso lema até final da época.

Ontem assistimos a mais uma vergonha que se tem sido o futebol português.

Quando até jornais desportivos afectos a cores dos nossos rivais usam termos como ESCÂNDALO ou INACREDITÁVEL , estamos conversados!

Unidos, coesos e indefectíveis em redor da equipa seremos indestrutíveis!

Querem derrubar-nos mas seremos mais fortes que todo e qualquer obstáculo, por mais abjecto que seja!

Nuno M. Almeida

sábado, janeiro 30, 2016

Um Carrillo vai, um Gelson vem

É inegável que Carrillo é um bom jogador.
Não é um jogador regular mas pode ser que o venha a ser no futuro, e aí poderá vir a ser um jogador de topo.
Infelizmente quer mais dinheiro que aquele que o Sporting pode dar, e neste momento 2.5M€ por época é algo que o Sporting não pode oferecer a nenhum jogador.
Isto para não falar nos prémios de assinatura que o seu agente quererá certamente vir a receber neste momento.

Tal como JJ disse ontem na conferência de imprensa, Carrillo fez a sua opção e é livre de a fazer.

Não peçam é à Direcção do Sporting para cometer loucuras para segurar jogadores apenas para não irem para os rivais.

Para loucuras já chegam aquelas que os nossos rivais fazem mas que curiosamente não aparecem em nenhuma capa de jornal, como a contratação de um tal de Taarabt, que todos sabiam ser um flop, e pelo qual vão desembolsar 11.6M€ até 2019/20.
Fora o dinheiro que já deram no momento da assinatura (~2.9M€), o nosso rival desembolsará qualquer coisa como 14.5M€ para ter o Tábarato a jogar...pela equipa B.

É de números destes que falamos quando se pensa em Carrillo a renovar pelo Sporting.

Por muito que Jorge Jesus apareça nas conferências de imprensa a desmentir o interesse, por exemplo, num Pato ou num Damião, os adeptos parecem continuar a não perceber que o Sporting joga numa outra divisão, inferior, no que concerne a salários, prémios, assinaturas, etc,.

E é disso que se fala quando analisamos qualquer um dos jogadores que nos têm fugido nos últimos tempos, a nossa falta de capacidade para chegar e pagar aquilo que os clubes e empresários querem.
Outros, Benfica e Porto, têm essa capacidade, ou aparentam ter...
Com que custos para o futuro desses clubes, logo se verá.
O Sporting, simplesmente não tem.

Com o tempo poderemos vir a equilibrar a nossa capacidade financeira para ir ao mercado e contratar nas mesmas condições que os nossos rivais.
Até que isso aconteça, casos como o de Carrillo, Danilo e outros poderão continuar a ser notícia.

Dar demasiado valor a Carrillo é desvalorizar o facto de, para o seu lugar, ter aparecido mais um miúdo da nossa formação de nome Gelson Martins, que com apenas 20 anos revela muito mais potencial que a Culebra tinha na sua idade.

E estando nas mãos de JJ, todos sabemos que continuará a evoluir para se vir a tornar mais uma das nossas joias da coroa.

Esta noite, em Alvalade, Gelson terá mais uma vez oportunidade de mostrar o seu valor e resolver jogos como o que vamos ter frente à Académica.

Para hoje, espero um estádio com mais de 45.000 sportinguistas a puxar pelo leão e a mostrar a todos os que nos atacam (e são tantos neste momento), como estamos unidos em torno do objectivo de ser campeões nacionais.

SL
José

quinta-feira, janeiro 28, 2016

Haverá sempre um 'túnel': da Luz, da justiça...



Nuno M Almeida

quarta-feira, janeiro 27, 2016

O (triste) futebol que temos

Ficou hoje a saber-se que foi arquivado o processo disciplinar em relação aos dois últimos jogos que tivemos contra os lampiões onde os nossos jogadores foram em vários lances do jogo agredidos pelos elementos do Estado Lampiânico. E valeu tudo nesse capítulo, até chutarem bolas contra colegas de equipa na Selecção!


Ficamos também a saber que foi instaurado um processo a Slimani, mas em relação a este último caso penso que terá que ter o mesmo desfecho do processo acima citado, pois se assim não for tratar-se-á de um escândalo em termos de dualidade de critérios!


Penso que todas estas polémicas acabam por dar ainda mais força aos nossos jogadores, pelo facto de se sentir que temos um balneário que já está 'vacinado' para estas tentativas de jogo sujo por parte deste clubezeco que perdeu a noção clara do que é o desporto!

Cada vez estou mais confiante de que: 'Doyen a quem doer', o Sporting vai ser campeão!
(E vai doer a tanta gentinha...)



Lion King

Slimani, o céu é o limite!

Além do fantástico avançado em que se está a tornar ao fim de 3 épocas a jogar no futebol europeu, o melhor elogio que posso deixar a Slimani é reconhecer nele um trabalhador nato, mas sobretudo constatar que a mesma humildade que o trouxe até Alvalade, ainda hoje se mantém.

Não há ali toques de vedeta, apenas trabalho, muito trabalho.

Jorge Jesus apenas aproveitou estas características para transformá-lo numa arma letal para as balizas adversárias, um constante estorvo para as defesas contrárias.

É nele que reside boa parte do sucesso do Sporting até ao momento e é nele que depositamos também boa parte das nossas esperanças em conquistar o título.

E a menos que a joint venture entre a APAF e o Benfica produza efeitos, Slimani estará em todos os campos com esse objectivo, sagrar-se campeão com a camisola do Sporting.

Mas há outro aliciante para esta época, a luta pela bota de ouro (melhor marcador europeu), título que agora se coloca ao alcance do argelino, não só pela fantástica forma que vem demonstrando, mas sobretudo pelo pé quente que tem demonstrado nos últimos jogos, levando já 8 golos nos últimos jogos para o campeonato (os que contam para a bota de ouro).

Se recordarmos a entrevista que deu ao "Le Buteur", em Agosto passado, Slimani apontava a marca de 15 golos como objectivo para uma excelente época.


Pois bem, com os 2 golos apontados em Paços Ferreira, Super Slim leva já 16 golos no campeonato, aos quais se devem ainda somar 2 na Taça de Portugal e outros 2 nas competições europeias.
Números ao nível dos melhores do mundo e com muito ainda por jogar nesta época.

Tal cadência goleadora permite já a Slimani igualar Cristiano Ronaldo na lista dos melhores marcadores e colocar-se apenas a 5 golos da liderança da classificação, para já, por conta de Higuain do Nápoles.

Jonas surge também na lista com a excelente performance de 19 golos, mas a vantagem do benfiquista explica-se pelo facto de Jonas ser o habitual marcador de penalties do Benfica (5 golos apontados), e no Sporting ser Adrien quem bate da marca dos 11 metros.

Em épocas recentes, o objectivo de vencer a bota de ouro era algo utópico para os avançados em Portugal pelo simples facto de cada golo apontado nas 5 principais ligas europeias ser multiplicado por dois. Portugal passou esta época a estar nesse lote das 5 principais ligas europeias, substituindo a França, e só por esse facto é possível ver os avançados dos clubes portugueses surgirem na luta pelo melhor marcador.

Este é mais um aliciante para as próximas 15 jornadas, ver até que nível consegue Slimani quebrar todos os seus records e objectivos pessoais e, quem sabe, sonhar com uma conquista que apenas está ao alcance dos melhores do mundo.

SL
José

terça-feira, janeiro 26, 2016

Rúben Semedo de regresso

Na sequência da eliminação da Taça da Liga onde acabamos por saír de uma forma algo inesperada, foi confirmado o regresso do central Rúben Semedo.

Tendo em conta a lesão de Tobias Figueiredo e a boa época que Rúben Semedo vinha fazendo por terras do Sado, creio que este regresso se trata de uma boa opção pois este defesa-central com potencial já se encontrará familiarizado com os métodos de Jorge Jesus pois efectuou a pré-época com a nossa equipa, tendo inclusivé alinhado na vitória na Supertaça.

Trata-se por isso de um bom prenúncio para o que falta da época!


Lion King

segunda-feira, janeiro 25, 2016

Mais dois supostos reforços

Surpreender-me-ia que tivesse sido verdade a suposta negociação de Marega e José Sá entre Sporting e  Marítimo.

Não só pela contratação falhada de Danilo no início desta época, como também pelo recente bate-boca entre Bruno de Carvalho e Carlos Pereira, na visita do Sporting à Madeira, onde venceu por 1-0.

Face ao estado em que as relações entre os dois clubes se encontram, havia mais que razões para duvidar da veracidade desta negociação.

Olhar para capa de hoje da Bola, onde só falta a assinatura nos contratos e saber, horas depois, que ambos os jogadores estão a caminho do Dragão, não pode deixar de nos fazer rir.

Rir, porque este tipo de notícia plantado na Comunicação Social é feito de forma amadora e tresanda mais uma vez a notícia encomenda por parte dos tripeiros, useiros e vezeiros neste tipo de actuação.

Para lá do valor dos jogadores, o que salta logo à vista são os números aventados, SEIS MILHÕES DE EUROS!

É obra!

Mas mais que isso, é assistir à forma como o Porto se guia hoje nos seus negócios em função do que o Sporting pretende, ou parece pretender. Basta recordar nas últimas épocas o interesse em Djalma, Ghilas, Danilo, Suk e agora José Sá/Marega.
Esta obsessão portista com o Sporting extravasa já o futebol como se viu pelo negócio com a equipa W52 no ciclismo.
Já para não falar na vontade em contratar os ex-treinadores sportinguistas, ou até mesmo o actual.

Não deixa também de ser interessante assistir a um claro downgrade portista na qualidade do seu plantel, pois não é com nomes como os acima indicados que os adeptos portistas sonharão em voltar a ser campeões nos próximos tempos, e isso só podem ser boas notícias para os seus rivais.

Gostaria de saber o que acham os adeptos portistas de todos estes negócios e de declarações como as que o seu presidente fez recentemente sobre o reforço Suk...

Gosto deste Porto dos últimos anos, francamente que gosto!

SL
José

sábado, janeiro 23, 2016

Numa palavra, maravilha!











Um Sporting pressionante, a ganhar constantemente bolas no meio campo adversário, remetendo o Paços e o seu duplo autocarro para o último terço do terreno, criando oportunidades atrás de oportunidades, em bola corrida ou em bola parada.

Para se ver o domínio do Sporting neste jogo, referir que o Paços apenas efectuou o seu primeiro remate aos 70 minutos de jogo. Marcou um golo, é verdade, mais consentido que merecido, mas imediatamente o Sporting matou qualquer esperança pacense neste jogo.

Foi esta a maravilha que Jesus e os seus jogadores construíram hoje, arriscando eu que esta terá sido a melhor exibição do Sporting em todo o campeonato.
Na linha do que Jesus afirmou no início do campeonato, este Sporting só podia melhorar.

Este mesmo Sporting parece dar-se bem com as equipas difíceis, com os desafios complicados, e este Paços inclui-se nesse lote de equipas, mas mais uma vez o exame foi ultrapassado com distinção e com nota artística.

Apesar de toda a equipa ter jogado muito bem, há que destacar todo aquele meio campo que funcionou como um relógio, para trás a defender e para a frente a atacar, um autêntico relógio suiço.

E na segunda parte, eis que João Mário abriu o livro com uma exibição a fazer certamente subir o seu passe para 160M€ (já que o Renato vale 80M€), fazendo duas brilhantes assistências para mais dois golos daquele que voltou a revelar-se uma verdadeira máquina, Slimani.

E a minha dificuldade em dizer que João Mário foi o homem do jogo, é porque Super Slim vale neste momento por dois, faz de pivot, arrasta os defesas consigo, vem receber bolas ao meio campo e até já finta os seus adversários (hoje foram várias vezes que isso aconteceu e uma delas deu origem ao 1º golo) e, acima de tudo, marca golos decisivos contagiando toda a equipa para um futebol ofensivo de elevada qualidade.

Jesus e seus rapazes mereceram hoje nota máxima. Muito bem rapazes!

Uma palavra para o grande apoio leonino em Paços, mostrando que também o Norte quer o Sporting campeão!

Agora é manter este nível e não voltar a embarcar em facilitismos como o do jogo com o Tondela.

SL
José

Dar os paços certos

Em condições normais e olhando para o que foi feito nos últimos anos, a classificação deste campeonato é uma aberração para lampiões e tripeiros.

O Sporting surge em primeiro lugar numa fase adiantada da prova e isso incomoda os nossos rivais.
Incomoda mais por se perceber a nossa capacidade de continuar lá por cima, e por se perceber igualmente que este Sporting lutará até final por um título que nos escapa há muitos anos, demasiados anos para um clube que se afirma como grande e que quer voltar a ser crónico candidato ao título.

Muita gente já nos enterrou em Dezembro passado quando perdemos na Madeira com o União e cedemos a liderança ao Porto. Dizia-se que eram os sintomas habituais da época natalícia e que estava na hora do Sporting escorregar tabela abaixo.

A verdade é que a equipa teve uma resposta brilhante e venceu a tripla jornada do início de Janeiro, recuperando o 1º lugar e passando de um atraso de 1 ponto para uma vantagem de 5 sobre um dos seus maiores rivais.

O Natal ficou para trás e Sporting e Benfica surgem como principais candidatos à vitória no momento em que se entra na fase mais decisiva da época e que terá como ponto alto o derby da 25ª jornada em Alvalade.

Calendário do Sporting até ao derby de Alvalade
 
Calendário do Benfica até ao derby de Alvalade

O calendário do campeonato até se jogar esse derby continua a ser aparentemente favorável para os sportinguistas, tal como o era antes de jogarmos com o Tondela, último classificado da Liga, com quem facilitámos demais e perdemos 2 pontos da nossa vantagem.

Interessa assim que a equipa se mentalize que tem de deixar de facilitar contra equipas da segunda metade da tabela e volte a dar o máximo em todos os jogos.

A resposta que se espera hoje do Sporting é a mesma que foi dada no início deste difícil mês de Janeiro, forte desde o primeiro minuto, como já fizemos diversas vezes esta época, decidida e sufocante na procura da baliza contrária, mas sempre respeitando o adversário, que sabemos ser difícil e em nada inferior a outras formações pacenses das últimas épocas.

Nas bancadas, milhares de sportinguistas a apoiar porque pelo nosso amor somos definitivamente doentes.
Por isso, vamos a eles Sporting!

SL
José

quinta-feira, janeiro 21, 2016

Vais deixar saudades...


...mas não vai ser a ninguém do Sporting!

Sobre este miserável árbitro, além das péssimas arbitragens que sempre teve nos jogos que envolviam o Sporting, lembro-me bem da atitude provocatória, em pleno estádio de Alvalade, para com o antigo treinador de guarda-redes Ricardo Peres, onde o empurrou e expulsou ainda no período de aquecimento.

Na altura, a protecção dada pelo CD da Liga a este "ser" provocou a ira de todos os leões que assistiram à cena incrédulos com o que viam, decidindo-se aquele órgão pelo arquivar do processo instaurado ao árbitro...por falta de elementos formais...

Mais tarde, o CJ da FPF daria razão ao Sporting na sua queixa, mesmo que isso já não tenha servido em nada para punir o prevaricador.

A notícia que anexo acima sobre a forma como se manteve na 1ª categoria da época passada para esta, ao mesmo tempo que o árbitro da final da Taça de Portugal descia, é reveladora de como se cozinham hoje as notas nos meandros da arbitragem portuguesa.

Para a sua história na arbitragem fica esse episódio triste em Alvalade, bem como o assumir que era lampião...tal como são a maioria dos que hoje arbitram na 1ª categoria portuguesa.

Mas que ele era lampião já todos nós sabíamos na altura, agora é apenas menos um lampião na arbitragem.

SL
José

terça-feira, janeiro 19, 2016

Primeiro golo em fora-de-jogo definiu o resultado final

Assistiu-se esta noite a um jogo intenso em Portimão, com uma primeira abaixo daquilo que os nossos jogadores têm obrigação de fazer. O resultado de 1-0 para o Portimonense nasceu de uma jogada onde o marcador do golo algarvio estava adiantado em relação à nossa linha defensiva. Na segunda parte já se viu um Sporting com uma atitude mais consentânea com aquilo que é exigido e com a nossa equipa a criar situações de perigo onde esteve muito perto de marcar. Em relação à arbitragem ficou um penalty por marcar sobre Téo Gutiérrez num lance em que o colombiano foi empurrado na área, sendo que já na primeira parte tinha ficado com a dúvida se teria havido um corte com o braço na área do Portimonense num cruzamento do Bruno César, mas do qual "estranhamente" não existiu repetição...

Lion King

Óbvio não é?


Sem novidades vamos levar com o Soares Dias em Paços Ferreira enquanto na Luz vais estar o Mota dos Talhos, o tal que gosta de expressar o seu orgulho em ser lampião...

http://www.record.xl.pt/futebol/arbitragem/detalhe/manuel-mota-poe-like-em-orgulho-benfiquista-860249.HTML

SL
José

sábado, janeiro 16, 2016

Concordo!

"A Assembleia de hoje permitia-se a isso tudo e foi por isso que convidei, com amabilidade, o senhor associado e membro do Conselho Leonino, Rui Barreiro, para que pudesse estar hoje e dissesse tudo aquilo que sente que devia dizer sobre o que está mal. Ele esquivou-se, vitimou-se no Conselho Leonino por ser ver isolado. Gostaria que a comunicação social tivesse ouvido como as intervenções se foram produzindo, todas elas sem dar o mínimo de apoio a Rui Barreiro. Mas mesmo assim, para não houvesse dúvidas, disse que estavam criadas todas as condições para que, não só no Conselho Leonino, como na Assembleia Geral pudesse colocar todas as questões. Não obtive resposta à minha solicitação. Hoje brindou-me na comunicação social com práticas e atitudes que, mais uma vez, definem a sua forma de estar na vida e que não consigo compreender.  Incluiu-me num processo de amedrontamento, dizendo que não lhe criei condições para vir à Assembleia Geral. É uma atitude infame, de grande desrespeito, tanto pessoal como institucional, depois de termos tido conversas em Dezembro onde pediu desculpa pela situação que criou. Agora, é reincidente e apresentei hoje em Assembleia de que irei marcar um Conselho Leonino dentro de 30 dias para que ele possa, dentro daquilo que o regimento contempla, ser desonrado do lugar que ocupa. O regimento é claro e inequívoco nisso: pode, sem qualquer inquérito disciplinar, ser expulso do Conselho Leonino. Não respeitando nada nem ninguém, não nos resta outra solução”, acrescentou ainda Jaime Marta Soares.



Estou completamente de acordo com a proposta para excluír este papagaio desestabilizador do Conselho Leonino. São este tipo de pessoas que vêm para o Sporting para se auto-promoverem, que vão minando a unidade que se vive actualmente no clube e que tanto trabalho deu a conquistar e ainda mais trabalho deu para que fosse possível que existisse após um longo calvário chamado: "Croquettismo"!
Vou ainda mais longe: quem mina a unidade do clube deveria é ser expulso de sócio!!!

Lion King

Quem é o Luís Ferreira que apitou ontem em Alvalade?

O apitador que esteve ontem em Alvalade já é por demais conhecido e não engana ninguém sobre a boa merda que é, e a quem serve.

O Luís, com tão poucos jogos na I Liga já tem um belo registo de decisões erradas, com o Sporting a ser habitual alvo.

A saga do Luís Ferreira começou na II liga num derby disputado em Rio Maior que muitos sportinguistas ainda se lembrarão. Ora vejam lá estas imagens para se recordarem melhor sobre este artista


Mas isto foi só o início...

2014/15 - Benfica-Moreirense (5ª jornada)
Num jogo que tinha tudo para ser negativo para os vermelhos, o Luís deu uma ajudinha valente neste lance, perdoando a expulsão ao "nosso" Enzo com o resultado em 0-1.
Mais tarde e ainda na primeira parte, o Luís não teria problemas em expulsar um jogador do Moreirense com segundo amarelo, ajudando (e de que maneira!), a lançar os lampiões para a liderança do campeonato nessa jornada.



2014/15 - Sporting-Boavista
Olha que novidade, o Luís a apitar em Alvalade e expulsar sem qualquer problema um jogador do Sporting!

http://desporto.sapo.pt/futebol/primeira_liga/epoca-1415/jogos/90235?id=EatAv9lyl6ciCcfSP5eG

Se o Tobias se chamasse Enzo, talvez se tivesse escapado...


2015-16 - Sporting-Tondela (18ª jornada)
E chegamos ao jogo de ontem, onde o Luís e seus assistentes rubricaram mais uma exibição de excelência
Confesso que no estádio me era impossível analisar o lance por se desenrolar do lado oposto, mas pelos protestos dos jogadores, adeptos e dirigentes diria que não tinha sido.
Ao intervalo vi pelo telemóvel o lance do penalty e pareceu-me de decisão difícil.

Mas depois apareceram outras repetições... e o que se vê é simplesmente o avançado a cavar um penalty e uma expulsão...e o Luís, mais uma vez, muito solicito, a cumprir.


Este lance é decisivo para o desenrolar do jogo e mais uma vez este árbitro prejudicou o Sporting.
Apesar da exibição frouxa do Sporting na 1ª parte, o Sporting tem razão nos protestos e Bruno de Carvalho não deve, nem pode calar-se.

Esta merda de árbitro tem que ser corrido do futebol pois já provou por mais que uma vez a quem serve.

E muitos mais existem como ele na I Liga, cumprindo o que o orelhas disse em tempos, que era preferível ter "os homens certos nos lugares certos", como este Luís Ferreira.

SL
José

O circo e o palhaço!





















"O Sr. Facebook que explique como se puxa e insulta o árbtro"

Y porque no te callas, señor Burns???????

Sabes quem é que me fazes lembrar, personagem ridícula? Aquela mulher de má reputação e má vida que passa a vida a chamar p***as às colegas que, tal como ela, trabalham nas esquinas da cidade, para que não lhe chamem a ela!

Nuno M. Almeida

sexta-feira, janeiro 15, 2016

É no facilitar que está o prejuízo

Resultado amargo esta noite em Alvalade, muito por culpa de uma atitude algo redutora por parte da nossa equipa. Entramos no jogo sem intensidade e pagamos caro por isso tendo que jogar com menos 1 jogador durante uma grande parte do jogo e em desvantagem no marcador ao intervalo. Nos balneários certamente foi dada uma palavra de ordem e isso notou-se na entrada intensa na segunda parte. O problema é que a nossa equipa foi caíndo em termos competitivos ao longo desta mesma segunda parte e acabamos sendo penalizados por isso.

O jogo de hoje foi um sério aviso para o resto do campeonato, pois um candidato ao título tem que justificar esse estatuto não pelo 'peso das camisolas', mas sim pela vontade de disputar cada lance como se fosse o último.

Lion King

quinta-feira, janeiro 14, 2016

Isto sim é uma negociação implacável

O Sporting garantiu hoje, junto de Novo Banco e Millennium BCP, mais 11 anos para resolver um problema chamado VMOC's, alinhando a tranche de 55M€ que vencia este ano com uma outra de 80M€ que já tinha sido negociada pela actual Direcção em 2013.

Estes 135M€ de dívida ensombravam o futuro do Sporting, e digo ensombravam porque passaram a ter uma solução a prazo.

O acordo concretizado hoje com os bancos, associado ao negócio concluído pela equipa de Bruno de Carvalho com a NOS e PPTV, e que resultará na entrada de 515M€ nos cofres leoninos ao longo dos próximos 12 anos e meio, permitem-nos encarar o futuro com um sorriso.

Numa conta simples, nos próximos 11 anos o Sporting receberá um valor aproximado de 40M€ por época do negócio com a NOS/PPTV (nos primeiros 2 anos e meio o valor será inferior pois os direitos televisivos ainda em vigor estendem-se até final da época 2017/18).

O Sporting sabe que terá de amealhar, por época e ao longo de 11 anos, 12.3M€ até totalizar os 135M€ a pagar à banca.

Numa conta simples são 40M€ a entrar e 12.3M€ a sair da tesouraria leonina, sobrando 27.7M€ para o Sporting poder pensar em voos diferentes daqueles que hoje pode trilhar..

Basta ver as reacções dos nossos rivais para perceber o quanto invejam os nossos "negociadores implacáveis" e o quanto receiam estes renascer leonino.

Não é assim de espantar o bombardeamento a que temos sido sujeitos pelos missionários do Estado Lampiânico relativamente ao acordo entre o Sporting e a Banca.

Uma cartilha que os estarolas, neste caso o Gordobern, o Gordoguerra e o Gosma da Silva, rapidamente debitaram nos programas de "análise" desportiva desta semana.

(o gordobern por acaso não trazia a cartilha do Mr. Burns bem estudada pois teve de olhar diversas vezes para o papel...).

Eles bem sabem que isto é um enorme volte-face na relação de forças/meios financeiros que tem dominado as duas últimas décadas do futebol em Portugal, e onde o Sporting claramente se deixou ultrapassar pelos seus dois principais rivais.

Saibamos ser inteligentes na utilização do dinheiro e teremos um futuro sorridente.

SL
José

Há muito, muito tempo

Deixem-me recordar-vos o momento raro que o Sporting está a viver por esta altura:
- O Sporting Clube de Portugal é líder do campeonato nacional no final da 1ª volta!

O que tem de especial?
Simplesmente não acontecia desde 2004/05, sob o comando de José Peseiro.
Quase 11 anos nos separam do dia 16 de Janeiro de 2005, momento em que dobrámos a primeira metade do campeonato na liderança. E essa primeira volta até terminou da pior forma com uma derrota dos leões na Madeira frente ao Nacional por 2-3, com o golo da derrota a surgir no último minuto.
O Porto empatara no dia anterior em Coimbra e nós não soubemos aproveitar para alargar vantagem, acabando os três grandes por terminar a jornada 17 em igualdade pontual, com vantagem do Sporting no goal average.



Para encontrarmos um Sporting líder isolado no final da primeira volta é preciso recuar ao ano da conquista do último título (2001/02), onde a equipa de Laszlo Bölöni fechou a jornada 17 com uma vantagem de 3 pontos sobre o campeão Boavista.
Só nós sabíamos porque não ficávamos em casa e por que razão seguíamos esta equipa como seguimos hoje Jorge Jesus e seus pupilos. No dia 2 de Janeiro de 2002, o Sporting vencia em Aveiro o Beira-Mar por 2-1 com 2 golos de André Cruz.
Basta ver o vídeo abaixo e constatar a onda verde no velhinho Mário Duarte.



Mas falta ainda encontrar uma data em que o Sporting tenha conseguido um final de primeira volta melhor que o da presente época.
E aqui é que nos podemos aperceber da raridade do momento pois é necessário fazer uma longa viagem até à época de 1981/82, numa altura em que o Sporting era ainda o segundo clube em número de títulos nacionais.
17 de Janeiro de 1982 corresponde ao dia em que existiu um Sporting melhor que o Sporting de Jesus no final da primeira volta, um Sporting que terminava a jornada 15 com um avanço de 4 pontos sobre o Benfica (o campeonato ainda era no sistema de vitória igual a 2 pontos), após vencer o Porto em Alvalade por 1-0 (com um golo do jovem da nossa formação, Mário Jorge) e beneficiando da derrota do Benfica no Bessa.
Essa época seria a da consagração de Malcom Allison, e uma grande equipa leonina onde pontificavam Manuel Fernandes, Inácio, Eurico, Oliveira e o grande Jordão e, claro, sob liderança do eterno João Rocha.

 

Sexta-feira é dia de continuarmos em conjunto a construir o caminho até ao Marquês, repetindo os feitos de 1981/82 e 2001/02.

Força Grande Sporting!

SL
José

quarta-feira, janeiro 13, 2016

Os três estarolas




O que seria a comédia nacional sem vocês?

Nuno M. Almeida

terça-feira, janeiro 12, 2016

Muito obrigado, Bruno!



Final da primeira volta, campeões de Inverno (estatuto meramente simbólico que vale o que vale) e primeiro lugar, à frente de rivais com maiores orçamentos e mais habituados a conquistar títulos nos últimos anos.

Ora, nesta altura impõe-se um balanço aproveitando desta forma para me dirigir assim a uma única pessoa: 

Caro Bruno Carvalho, 

Não votei em si, não tendo aliás votado em nenhum outro candidato nas últimas eleições. A minha opção assumida foi a da abstenção.


Não gosto do seu estilo (não tendo qualquer opinião sobre a pessoa, visto que não o conheço pessoalmente, mas certamente será um estimável chefe de família), apreciando mais outras formas de liderança, quiçá menos espalhafatosas a nível de soundbites. Mas é claramente uma discordância face ao estilo, não relativamente à forma.


Confesso que quando ganhou as eleições e o direito a ocupar a cadeira da presidência fiquei com muitas dúvidas, reticências e até alguma apreensão. 


Mas meu caro, estou-lhe profundamente grato porque devolveu-me o orgulho de ser sportinguista, de voltar a frequentar Alvalade com a mesma emoção com que vivenciei os meus primeiros anos de sportinguismo na era João Rocha - na cada vez mais longínqua mas saudosa década de setenta - de acreditar que o nosso inigualável ecletismo tem futuro - sobretudo com a construção do novo pavilhão - e que em qualquer modalidade na qual compitamos lutaremos sempre pela vitória.


Estou certo que tudo continuará a fazer para que o Sporting apático, subserviente, amorfo e derrotista seja cada vez mais uma mera página negra no passado da nossa brilhante história centenária e um triste desvio no nosso combativo e ambicioso ADN.


Tenho a agradecer-lhe estar a liderar de forma eficaz e competente uma equipa directiva que, na minha opinião, está a trilhar um caminho estratégico correcto para o clube e a alicerçar um Sporting sólido, ganhador e imune a sanguessugas que criminosamente se serviram do clube em vez de o servir. Os tais sportinguistas oportunistas e de pacotilha.


Acredito cada vez mais que tal como eu tive a felicidade de celebrar títulos de campeão nacional também os meus filhos estão cada vez mais perto de poderem finalmente ver o nosso querido Sporting ser campeão nacional! E isso não tem preço, sobretudo quando se pertence a uma família onde o sportinguismo se transmite inexorável e inequivocamente - sem quaisquer desvios - de geração em geração. 


Bruno, posso não gostar de estilos, retóricas ou tiques de lideranças à antiga, mas sei reconhecer o grande mérito de quem é competente e desempenha com distinção a sua função, conseguindo sem grande dificuldade, enquanto adepto, sócio, accionista da SAD e doador para o pavilhão, avaliar com imparcialidade o   excelente trabalho até agora realizado e o rumo competentemente traçado.


Aconteça até final da época o que acontecer, meu caro, fica aqui expresso de forma inequívoca o MUITO OBRIGADO pelo Sporting temido e respeitado que voltámos a ser!


Nuno M. Almeida

segunda-feira, janeiro 11, 2016

Momento de humor

Nuno M. Almeida

Vejam-se ao espelho!



Tanto choradinho, tanta memória curta...

Uns, conseguiram superar o trauma de vir para sul do Douro e finalmente começaram a ganhar de forma crónica, sobretudo nas décadas de 80 e 90, graças a muita fruta e leite com chocolate.

Outros, quebraram a hegemonia dos do norte nas últimas épocas, muito por força das arbitragens vergonhosamente tendenciosas que os levaram à conquista de títulos.

E vêm estes agora falar de favorecimentos de arbitragem ao Sporting? Na época em que estamos a provar ser, de longe, a melhor equipa nacional, aquela que tem mais estofo de campeã?

Tenham juízo, vejam-se ao espelho e corem de vergonha!

 Nuno M. Almeida

domingo, janeiro 10, 2016

Épico!

É assim que se deve apelidar a remontada fantástica que o Sporting obteve hoje frente ao Braga.

Mais uma vez frente ao Braga e apenas 8 meses passados sobre aquela fantástica vitória no Jamor, também ela épica.

Mais uma vez a perder por 0-2 ao intervalo.

Mais uma vez com uma arbitragem miserável.

Mais uma vez com um Montero talismã.

Mas desta vez com uma significativa diferença, o apoio vindo das bancadas.

Se no Jamor foi a equipa a puxar pelo público para dar a volta ao jogo, hoje foi precisamente o público leonino a puxar pela sua equipa e dizer-lhe olhos nos olhos na saída e no regresso do intervalo que "nós acreditamos em vocês!".

E acreditámos porque o 0-2 era um resultado tremendamente injusto.
O Sporting efectuara um primeira parte de excelente qualidade, com diversas oportunidades, onde apenas faltou a pontaria e um defesa esquerdo (Jefferson foi simplesmente inexistente enquanto defesa e foi pelo seu lado que surgiram os dois golos e mais alguns calafrios).

Para a segunda parte veio um leão de garras afiadas, a sufocar por completo um Braga que se remeteu à defesa do resultado, raramente passando o meio campo.
Sem William e com um brilhante Gelson, que mexeu, e muito com o futebol leonino.

As oportunidades sucederam-se e o apoio das bancadas nunca faltou.

Os jogadores acreditaram sempre e foram meritoriamente premiados com a vitória ao cair do pano, obtida na cabeça do inevitável Slimani.

Pelo meio, um recital de futebol dos nossos leões onde pontificaram tantos que é difícil escolher um apenas como melhor em campo.

Adrien, Ruiz, João Mário, Gelson, Naldo, João Pereira, Patrício e Slimani, mostraram que esta equipa tem uma alma imensa.

Os mais de 42.000 que se deslocaram hoje a Alvalade estão de parabéns pelo fantástico apoio e é a eles que se deve dedicar esta vitória.

Sexta-feira temos já novo desafio frente ao Tondela.

4 pontos continuam a ser um avanço muito curto e precisamos de todo o apoio como hoje ficou claramente demonstrado.

Épico!

SL
José





sexta-feira, janeiro 08, 2016

E ainda podemos melhorar mais Jorge?

Uma das coisas que Jesus constantemente refere sobre as suas equipas, não sendo o Sporting excepção, é a capacidade de melhoria do futebol ao longo da época, sobretudo nas segundas voltas dos campeonatos.

Depois das belíssimas exibições efectuadas contra Paços, Porto e Setúbal, que deram por completo a volta ao rumo que estava a seguir o campeonato, pergunto-me se ainda haverá espaço para Jorge Jesus nos brindar com mais e melhor?
É algo que me aguça o apetite e que me faz ter cada vez mais vontade de ver o Sporting a jogar.

E foi com esse objectivo que me desloquei a Setúbal, eu e alguns milhares mais de sportinguistas, num dia de intempérie, numa jornada a meio da semana de trabalho, a vontade de ver bom futebol.
Não fiquei nada defraudado, bem pelo contrário.

Depois de uma entrada com carácter por parte dos sadinos, o Sporting pegou no jogo para não mais largar o seu controlo, oferecendo-nos um jogo a roçar a perfeição, com futebol de nota artística, a tal que JJ tanto gosta, e SEIS golos, alguns deles verdadeiros GOLAÇOS!

Que maravilha foi ver um reforço entrar nesta equipa e jogar como se já lá estivesse há anos, fazendo com que o Sporting encontre mais uma opção para rebentar com as defesas, rematando!
Chuta Bruno! Chuta!
Pediram os leões na bancada e este satisfez os nossos desejos com 2 excelentes golos que serviram de inspiração a outro magnífico momento de João Mário.
Pelo meio, Slimani a revelar-se um goleador e Aquilani a fechar as contas.
Um Sporting chuta-chuta era algo ainda pouco visto até aqui, mas que se viu muito em Setúbal!

O jogo do próximo Domingo com o Braga só nos pode deixar ainda com mais água na boca, sobretudo por sabermos que o adversário não colocará 2 autocarros à frente da sua baliza e arriscará também algo mais no ataque, situação com que o Sporting se tem dado muito bem neste campeonato


A pergunta manter-se-á por mais algum tempo:
- Conseguirá este Sporting elevar ainda mais o seu futebol do que aquilo que nos está a demonstrar neste momento?

Se ao nível da qualidade de futebol jogado estamos todos rendidos a JJ e aos seus rapazes, já sobre os resultados  há algo mais que escrever. Já o tinha dito antes do jogo na Madeira, JJ está  realizar uma época ao nível das melhores de sempre do nosso clube, ao nível mesmo dos 5 violinos e dos anos de ouro do "Crónico".


A tabela ao lado revela a excelente performance que garantiu desde já ao Sporting o "título" de campeão  de Inverno, algo que há muito não era atingido em Alvalade, afastando para já os fantasmas do Natal que muitos já apregoavam.

"Não vale nada este título" dirão muitos dos leões, bem como adversários, mas depois de épocas consecutivas de resultados nada condizentes com a nossa história e depois de já nos terem feito o funeral após a derrota na Madeira, até que sabe muito bem.

Domingo, veremos novamente a onda verde varrer Alvalade. Vamos a isto?

SL
José

quarta-feira, janeiro 06, 2016

Liderança reforçada

Excelente resultado a vitória desta noite no Bonfim aliada a um comprometedor empate do Porto no Dragão catapultou o Sporting para reforçar a liderança no comando do Campeonato. Uma exibição de grande qualidade frente a uma equipa que vinha fazendo um excelente campeonato reforça também a moral da nossa equipa e torna-a mais confiante e isso tem sido uma das chaves do bom momento de forma que atravessamos.

A fechar a primeira volta segue-se uma recepção a uma equipa difícil como é o Braga. No entanto, estou certo de que a crença que tem feito a onda verde crescer de jogo para jogo se irá notar novamente no domingo para que se possa ajudar a nossa equipa a obter mais uma vitória. Se o conseguirmos fecharemos a primeira volta com um excelente registo que pode ser um bom indicador rumo à conquista do título!

Lion King

terça-feira, janeiro 05, 2016

Onda verde em Setúbal!

Quatro horinhas e voaram os bilhetes todos de Alvalade para o jogo em Setúbal.

Não tenho dúvidas que amanhã uma onda verde vai invadir o Sado!

SL
José

domingo, janeiro 03, 2016

Este Sporting irá onde o nosso coração quiser

Confesso, depois de ter assistido a muitos jogos em Alvalade, que o ambiente vivido ontem no nosso estádio foi único. A entrada das equipas ao som do "O mundo sabe que...", foi algo de indiscritível e capaz de fazer rolar uma lágrima do olho do mais empedernido dos sportinguistas.


Sem dúvida que este foi o ponto de partida para uma grande vitória e para a reconquista da liderança de um campeonato cada vez mais competitivo, um momento único de união entre adeptos, equipa, treinador e dirigentes.

Os 90 minutos do jogo de ontem, mesmo tendo pela frente um adversário empenhado, alguma vezes à margem das leis e empurrado por um Hugo Miguel que parecia querer inclinar o campo em certos momentos do jogo, trouxe-nos de volta a equipa que melhor futebol pratica neste campeonato, que tem o melhor treinador, que tem a melhor massa adepta e que mesmo não tendo os mesmos meios (financeiros e arbitragens), demonstrou pelo quarto clássico consecutivo quem é efectivamente o melhor.

O futebol jogado chegou a ser espectacular em boa parte dos 90 minutos, com todos os jogadores a participar nas acções de ataque e defesa, mas julgo ser de realçar a exibição de Adrien, tantas vezes injustamente considerado o ela mais fraco do meio campo. Ontem foi simplesmente brilhante, a defender, a atacar, a comandar a equipa como uma verdadeiro capitão e a transportar para o campo a raça daqueles que o aplaudiram, merecidamente, de pé no momento da sua saída.

Um jogo para ver e rever, e que nos aumenta o orgulho em tudo o que foi feito nestes últimos anos.


SL
José