"O Mundo sabe que pelo teu amor, eu sou doente / Farei o meu melhor para te ver sempre na frente / Irei onde o coração me levar / E sem receio... farei...o que puder pelo meu Sporting" - osangueleonino.blogspot.com -

Sangue LEONINO

terça-feira, abril 27, 2010

E 2010-2011 aqui tão perto... parte 3

...treinador, gostos à parte, já temos, e jogadores?

Plantel 2010-2011

Depois de definido o treinador para a nova temporada, presumo que não exista uma cabeça leonina por onde não passem os nomes que devem entrar e sair do plantel, de modo a constituir uma equipa (muito) mais forte e mais uniforme, onde não se contem com 13 ou 14 jogadores mas com 20 e poucos, para atacar o título que nos foge desde a longínqua temporada de 2001-2002. Fica então aqui o meu pequeno exercício perante aquilo que acredito serem as necessidades do nosso plantel, sendo que optei por não me preocupar com valores de compras e vendas de jogadores (até porque considero mais importante identificar e corrigir as carências e necessidades do plantel do que propriamente saber se são corrigidas pelo jogador A ou B - desde que A e B tenham qualidade, claro). Para esse tipo de preocupações, existem pessoas pagas e que terão que responder pelas suas escolhas, como simples adepto dou-me ao luxo de imaginar que não há o factor € (a la Rui Santos, esta) a condicionar as escolhas, por isso cá vai:

a) Guarda-redes:
Rui Patrício, novo guarda-redes, Tiago
continuo a confiar na evolução de Rui Patrício e duvido que não seja titular da selecção nacional daqui a pouco tempo, mas considero que devíamos encontrar um 2º guarda-redes com mais capacidade para lutar pela titularidade do que Tiago (que deveria ficar como jogador de balneário e 3º guarda-redes). Como nem quero imaginar que se cometa a asneira de tentar, mais uma vez, recuperar Vladimir Stojković e como penso que Ricardo Baptista devia rodar, aconselharia a compra de um guarda-redes de valor e já com alguma experiência.

b) Laterais defensivas:
João Pereira, Abel, novo lateral esquerdo, Leandro Grimi
Com João Pereira como 1ª opção, Abel como reserva e Pedro Silva (espero) de saída, só a saída de Abel me levaria a considerar ser necessária a entrada de alguém - a subida de Cedric Soares ou o regresso de João Gonçalves seriam opções interessantes. Já na lateral esquerda penso que é necessário encontrar um lateral diferente de Grimi, podendo ficar esse no plantel como 2ª opção. Penso que seria importante ter um lateral esquerdo mais ofensivo e que não tornasse o jogo tão afunilado pelo lado direito, se não para todos os jogos pelo menos para a grande maioria dos jogos do campeonato o Sporting precisa de 2 laterais que além de defesas sejam "desbloqueadores" de jogo pelas alas.

c) Defesas centrais:
Daniel Carriço, Tonel, mais dois centrais
Um dos grandes problemas em termos da formação do plantel 2010-2011 e aquele onde, a meu ver, as escolhas mais vão influenciar o sucesso ou insucesso da próxima época.
Dos 4 centrais actuais do plantel considero que só o jovem Carriço e Tonel podem ficar para a próxima temporada, sendo que o ex-maritimista até poderia sair no caso de se encontrar um bom negócio para as nossas cores. Anderson Polga e Marco Caneira já não constituem qualquer valor acrescentado para o plantel dado que mesmo aquilo que poderiam trazer, experiência, não compensar o facto de pouco jogarem (e mal) e serem dos jogadores mais bem remunerados. O moçambicano Mexer deveria rodar por uma equipa da 1ª liga. Quanto à escolha dos 2 centrais, optaria por uma de duas situações. Ou 1 central de renome daqueles que peguem de estaca e um jovem da cantera - Nuno Reis? - para 4º central ou 2 centrais de potencial (brasileiros, argentinos, etc...) que possam lutar entre si por 1 (ou os 2) lugares no centro da defesa.

d) Meio-campo defensivo:
Pedro Mendes, Adrien Silva?
Está aqui aquele que me parece ser, para já, o principal reforço do Sporting para 2010-2011, Pedro Mendes. É um jogador que eu pessoalmente desejava em Alvalade há alguns anos e espero que esteja em condições físicas para atacar a próxima época na plenitude das suas capacidades. A minha dúvida nesta posição prende-se mais com o jovem Adrien Silva, que considero pouco ter evoluído nestas últimas temporadas. Como não sei se tal se deve a ter sido "mal treinado" ou apenas a um caso de estagnação pura e simples do jogador, se for colocada a hipótese de o colocar a rodar num clube competitivo poderia sair, sendo aí necessário fazer a aquisição de um jogador para a sua posição. Nesse caso optaria por um jogador mais "possante" que Pedro Mendes, embora igualmente omnipresente, para dar o equilíbrio de que a equipa precisa em termos defensivos e de apoio ofensivo mais recuado.

e) Meio campo ofensivo:
Marat Izmailov, Matias Fernandes, João Moutinho?, André Santos, mais dois médios
Neste ponto encontram-se actualmente 3 dos jogadores mais influentes (e por isso também dos que têm mais mercado) do Sporting: João Moutinho, Miguel Veloso e Marat Izmailov. Apesar de muitas críticas feitas a cada um destes jogadores, penso estar aqui o sector mais forte do Sporting 2009-2010, e aquele em que os retoques do plantel têm que ser melhor pensados. Na minha opinião o único que venderia sem pensar 2 vezes seria Miguel Veloso, apesar da "boa" temporada que teve em termos de golos e assistências é um jogador à semelhança do que tem sido o clube nestes últimos 2 anos, capaz de oscilar bons períodos com momentos de pura ausência de campo, muitas vezes dentro do mesmo jogo. Com o regresso de André Santos (excelente temporada em Leiria) penso que as restantes saídas/entradas do plantel dependem das ideias a implementar por Paulo Sérgio, caso se opte por um dez mais clássico penso que esse lugar teria que ser de Matias Fernandez, optaria pela possibilidade de venda de João Moutinho e pela entrada de 2 médios, um com características de 10 para "suplente" de Matias, que poderia ser um jovem esperança ou um jovem vindo dos emprestados/juniores do clube - Diogo Rosado? - e um outro com características próximas das de Izmailov para fazer o 4 de meio campo com Mendes e Matias. Caso Paulo Sérgio pretenda ter como opção um 433 mais clássico com extremos, talvez mantivesse Moutinho para fazer com Izmailov e Mendes o 3 de meio campo, optando depois pela compra de 2 médios com características semelhantes ao 28 e ao russo. Penso ser importante, de qualquer forma, que esses 2 médios possam oferecer algum "peso", "músculo" e presença na área ao meio campo leonino, sem que isso signifique perda de potencial futebolístico.

f) Extremos:
Um extremo esquerdo, um extremo direito, Bruno Pereirinha?, Yannick Djaló?
Pelo que vi das equipas de Paulo Sérgio este gosta de ter no plantel jogadores rápidos, incisivos e capaz de esticar o jogo pelas alas. Ora o Sporting tem 2 jogadores no plantel para fazer isso, desde que devidamente motivados e treinados, ambos da formação, Bruno Pereirinha e Yannick Djaló. De qualquer forma penso que seria um risco muito grande avançar para uma nova temporada "apenas" com isso. Com a saída praticamente certa de Simon Vukcevic do plantel considero que precisaríamos de atacar forte no mercado estas oposições com a aquisição de 2 extremos, um para cada ala. No caso de um dos dois poder alinhar em ambas as alas, colocaria a hipótese de venda ou empréstimo de um dos dois jogadores da formação citados.

g) Pontas de lança:
Liedson?, novo ponta de lança, Carlos Saleiro, Hélder Postiga?, Sinama Pongolle
Outro dos grandes problemas do Sporting desta temporada. Marcámos muito poucos golos para uma equipa de topo, e se bem que isso não seja problema exclusivo dos pontas de lança do plantel, penso que está na altura de mudar. Para mim certos para o próximo estariam Carlos Saleiro e Sinama Pongolle. Hélder Postiga é daqueles jogadores que mantém uma relação próxima com a bola mas afastada com a baliza o que, mesmo quando joga bem, cria um clima entre ele e os adeptos que não é bom para ninguém. Há quem diga que devia "descer" no terreno para uma posição de 10 onde pudesse explorar melhor a sua visão de jogo e bom jogo de apoios ofensivos sem estar tão limitado à função de fazer balançar as redes. Sinceramente estivesse o clube em alta e seria opção a ter em conta, no estado actual de coisas penso ser uma opção arriscada, ainda para mais num jogador muito bem pago. Sobra...Liedson, o nosso melhor marcador nas últimas (muitas) temporadas. Ora eu sou daqueles que considera que, a haver uma boa proposta pós-mundial, devia vender-se o levezinho, agradecendo-lhe tudo o que fez por nós, todas as alegrias que nos deu. Tudo tem um fim, e penso estar na altura de o Sporting encontrar, não um jogador para jogar ao lado de Liedson mas para jogar em vez de Liedson. Claro está que esta contratação não poderia ser feita por um jogador qualquer, porque o peso do 31 estaria sempre presente a partir do primeiro minuto em que o novo ponta-de-lança entrasse em campo ou mesmo antes. A sair o baiano-lusitano, o jogador que o viesse "substituir" teria que - dentro daquilo que são as certezas no futebol - vingar de imediato, de modo a que não houvesse tempo de pensar demasiado na falta ou não que faria Liedson.

Como é óbvio, este exercício está dependente do pouco conhecimento que tenho dos jogadores e daquilo que demonstram dentro de campo - e alguns fora dele - e não implica certos factores que, infelizmente, muito têm marcado a vida do clube como as fugas de informação e um eventual mal estar entre jogadores no balneário. Mas lá está, com essas alíneas devem lidar os dirigentes e funcionários pagos para tal, a nós resta-nos opinar.

Nelson Santos