"O Mundo sabe que pelo teu amor, eu sou doente / Farei o meu melhor para te ver sempre na frente / Irei onde o coração me levar / E sem receio... farei...o que puder pelo meu Sporting" - osangueleonino.blogspot.com -

Sangue LEONINO

sábado, junho 29, 2019

Bruno Carvalho em discurso directo ao Expresso

"Temo que seja mais uma Assembleia Geral antiestatutária e ilegal. Até hoje ninguém conhece a ata da destituição. É uma das atas mais importantes, já que é a primeira vez que alguém destituiu o presidente do Sporting. Isto é normal? Isto é legal? Não é. É uma ilegalidade total. A ata tinha de ter sido lida. E foi negada a sua leitura. Sabe o que Rogério Alves respondeu aos associados que lhe perguntaram? 'Ponham-me em tribunal.' Isso é o que ele responde às pessoas quando algo não lhe agrada. Se ele disser que eu estou a mentir, essas pessoas a quem ele respondeu estão prontas para responder em tribunal"

"Se houvesse uma imagem minha a rir-me como Varandas naquela altura em Alcochete, já estava preso em Guantánamo”

"O que estes senhores fizeram foi isso, estes senhores tiraram-me a possibilidade de trabalhar. Quando perguntam até onde vai o sistema, o sistema vai até aqui"

"Têm a noção de que o meu nome, como acusado de terrorismo, está nas listas de terroristas dos Estados Unidos? Aconteceu-me algo que nunca aconteceu no Mundo, que foi o ataque cerrado político e desportivo comigo no poder. Nem com [José] Sócrates, que teve essa sorte, foi muito tempo depois de ter saído do poder"

"Estou acusado pelo Ministério Público de 98 crimes mas diretamente a mim zero. É apenas por me considerarem o autor moral que fizeram a soma dos crimes das 41 pessoas que estão presas ou atuaram. É um processo que tem servido para me caluniar e difamar, que vai originar da minha parte um processo contra o Estado. Foi uma forma de me matar social e profissionalmente. E a verdade é que resultou"

"Não é estranho que o responsável de segurança da Academia estivesse presente nestes dois momentos marcantes, que foram o fim do jogo com o Marítimo, com reações alteradas entre adeptos e jogadores, e o que aconteceu no aeroporto e não tenha dito nada? O team manager André Geraldes, que eu achava que me contava tudo, não me contou absolutamente nada. O Jorge Jesus, que sempre fez gala da sua relação próxima com os presidentes, não me disse absolutamente nada. O responsável de segurança da Academia não fez um relatório sobre o acontecimento"

"O Rui Patrício, o William, o Podence, o André Geraldes nas suas declarações dizem que Bruno de Carvalho mudou a sua postura a partir de janeiro. E eu vou dizer: têm toda a razão. Mas não foi em janeiro, foi em fim de dezembro. Porque eu de dezembro até 9 de abril estive a lutar para que uma filha não morresse"

"Depois de cinco anos e meio não tinha custado nada à equipa em vez de ter entrado no sistema, ter oferecido o seu apoio e ter estado lá. Não, deixaram uma pessoa cujo o estado de nervos era tão grande... quando vocês me fazem perguntas sobre os jogadores do Sporting, vocês acreditam que haja alguém que esteja preocupado com os jogadores quando está a tentar que uma filha sobreviva? Que esteja a montar esquemas para ir contra jogadores, ou seja, contra quem for quando está a lutar pela vida de uma filha? Mas acha que há coisa mais importante? Não há mais nada à volta. O objetivo é só um, que a filha sobreviva. Não tem a ver com esgotamento, não tem a ver com burnout, não tem a ver com nada. Tem a ver com um ser humano que na altura em que precisou da equipa e dos adeptos do Sporting todos viraram as costas"