SANGUE LEONINO

"O Mundo sabe que pelo teu amor, eu sou doente / Farei o meu melhor para te ver sempre na frente / Irei onde o coração me levar / E sem receio... farei...o que puder pelo meu Sporting" - osangueleonino.blogspot.com -

domingo, maio 26, 2019

Keizer vs. Jesus






Em pézinhos de lã, assim como quem não quer a coisa, a verdade é que Marcel Keizer em meia temporada já arrecadou dois troféus - taças da liga e de Portugal - igualando o ‘mestre da táctica’, o ‘cérebro’, o senhor ‘oito milhões’, Jorge Jesus, o qual em três épocas conquistou uma taça da liga e uma supertaça...

Digno de registo, sobretudo tendo chegado a Alvalade sem grande notoriedade e currículo. E bem mais barato para os cofres do clube. Bem mais barato mesmo!

6 comentários:

  • 26/5/19 13:55, Anonymous Anónimo escreveu…

    A diferença esteve no querer destes jogadores. Estes entraram ontem para conquistar a Taça e fizeram-no.
    Parabéns a todos os que contribuíram para esta vitória incluindo todos os que na época passada trabalharam (JJ incluído pois mais 50% deste plantel é da sua responsabilidade) e os que não abandonaram o barco para este ano serem recompensados com os aplausos da massa adepta do Sporting! Estes sim merecem vestir as nossas cores!

     
  • 26/5/19 14:01, Anonymous Anónimo escreveu…

    Ontem dizia-me no jamor, antes do jogo, um sportinguista de Vila Real: “não entendo porque motivo os jogadores que vêm da nossa formação são sempre os que revelam menos vontade de ganhar...”

    Eu diria que algo tem que mudar na nossa academia, porque não basta formar a nível técnico e táctico os nosso jogadores. Também é preciso incutir garra e ambição. Nem que tenham que comer a relva!

    Nuno M Almeida

     
  • 26/5/19 14:24, Blogger HULK VERDE escreveu…

    Essas comparações vão sempre até onde podem, mas ficam à porta dos lugares cimeiros (campeão sem corrupção em 2015/2016), e dos acessos à Liga dos Campeões (a regra e não a excepção no mandato da anterior direcção), que trouxe ao Sporting muito retorno financeiro e algum prestígio europeu.
    É bom ter essa noção e não comparar só o que interessa realçar.

    Seja como for, a(s) Taça(s) já são nossas!
    Saudações Leoninas

     
  • 26/5/19 14:51, Anonymous Anónimo escreveu…

    ninguém me tira da ideia que o acordo de JJ com o toupeiral matou o treinador.
    como compreender a queda a pique depois de ganhar o campeonato de 15/16?

     
  • 26/5/19 14:52, Blogger Gabriel escreveu…

    JJ foi a pior coisa que aconteceu ao Clube. Sob todos os aspetos. Ignorante, arrogante, despesista, pouco trabalhador e pouco dedicado, pôs a equipa a jogar futebol de fraca qualidade dois anos seguidos. Para mais houve passividade do jogo decisivo contar o Marítimo, onde não tentou sequer ganhar. E para terminar, no meio duma guerra contra o benfica, andava a jantar em casa, pela calada, do presidente rival (logo desleal e infiel ao Sporting).
    Gabriel Almeida

     
  • 26/5/19 19:21, Anonymous Aracaçu. escreveu…

    A minha opinião sobre Jorge Jesus é a seguinte:

    - Tivemos um treinador verdadeiramente comprometido, esforçado e trabalhador na sua primeira época no Sporting, com menos argumentos financeiros do que os que receberia 2 anos depois, resta saber se o comprometimento era mesmo por paixão ao trabalho no Sporting ou só mesmo para tirar o título ao patrão Vieira que se perdesse o campeonato para o seu antigo treinador, corria sérios riscos de perder as eleições no Benfica, em 2016.

    - Nos 2 anos seguintes como escreveu o Gabriel aqui em cima tivemos um treinador "Ignorante, arrogante, despesista, pouco trabalhador e pouco dedicado" claramente desinteressado do projecto, do Clube, dos adeptos (criticando-os sem razão inúmeras vezes apesar do enorme apoio pelos campos deste país fora), mas o pior de tudo com a complacência e aval do então presidente Bruno de Carvalho que ia assobiando para o lado julgando que a competência táctica de Jesus seria suficiente para pelo menos conseguir um lugar na Liga dos Campeões...

    - Conclusão e moral da história: Um Jesus comprometido e esforçado prova que sabe treinar uma equipa e produzir efeitos positivos, um Jesus com interesses pessoais à frente dos profissionais e mal disciplinado por uma estrutura (como aconteceu no Sporting) não produz nada de relevante.

    Sendo assim e revelando-se no aspecto humano e de valores muito fraco, para mim Jorge Jesus na sua essência, como diz o outro do Porto, o Serrão, NÃO PRESTA! Eu pelo menos espero que nunca mais na vida seja treinador do Sporting. Nunca mais mesmo. Nem que viesse receber o ordenado do Leonardo Jardim no Sporting (300 mil/ano).

     

Enviar um comentário

Sangue LEONINO

<< Home