"O Mundo sabe que pelo teu amor, eu sou doente / Farei o meu melhor para te ver sempre na frente / Irei onde o coração me levar / E sem receio... farei...o que puder pelo meu Sporting" - osangueleonino.blogspot.com -

Sangue LEONINO

sábado, maio 09, 2015

Somague = vergonha

Fomos hoje surpreendidos pelo comunicado da Direcção do Sporting relativamente ao "roer de corda" por parte da SOMAGUE sobre as condições financeiras estabelecidas entre as partes, tendo por base o Caderno de Encargos para a construção do Pavilhão João Rocha.

As exigências financeiras adicionais, já depois de as partes terem reunido e de ter sido comunicado pela SOMAGUE que tudo estava sanado, são uma forma típica de quem lida com entidades públicas (Estado ou Autarquias), a quem prometem algo e não cumprem, aparecendo depois com exigências adicionais e custos mais elevados que os propostos inicialmente.

Ao contrário dessas entidades públicas, onde prolifera a corrupção, o Sporting é hoje um clube gerido com transparência (as anteriores Direcções que ponham os olhos nisto), sob um gestão financeira rigorosa e sob olhar das mais diversas entidades (Sócios e adeptos, Bancos, UEFA, etc.).

Não é assim de espantar que o processo rapidamente tenha levado a exclusão da SOMAGUE e adjudicação da proposta da Ferreira Build Power.
Tal opção tem reflexo no prazo de construção do pavilhão, passando para Março de 2017, mas com a introdução de mais algumas alterações ao projecto inicial (ver ponto 6d).

Caso o Caderno de Encargos tenha sido bem elaborado, não tenho dúvidas que a área jurídica ainda conseguirá obter da parte da SOMAGUE a correspondente indemnização por não cumprir os pressupostos do Caderno.

Uma curiosidade para o facto de o Presidente do Conselho de Administração da Somague, Rui Ferreira Vieira de Sá, pertencer também ao CA dos corruptos.


O comunicado:

Cumprindo os necessários critérios de rigor, transparência e exigência escrupulosa sobre o cumprimento das regras estabelecidas no concurso de concepção e construção do novo Pavilhão João Rocha e demais trabalhos do Plano de Pormenor Alvalade XXI e face à necessidade de um célere procedimento sobre o mesmo, a Direção do Sporting Clube de Portugal esclarece:


1 – A Direção do SCP tomou conhecimento através da FICOPE, Lda empresa coordenadora geral do processo de concepção e construção do Pavilhão João Rocha e demais trabalhos do Plano de Pormenor Alvalade XXI, de que a SOMAGUE depois de a 8 de Janeiro de 2015 ter fechado o valor da obra em 7.200.000,00€, e após a 27 de Março de 2015 ter sido feito o lançamento oficial da primeira pedra da construção do Pavilhão, veio de forma surpreendente informar, a 2 de Abril de 2015, por email posterior e reunião, que pretendia acrescentar valores adicionais ao valor fechado, alterar as condições contratuais estabelecidas e informar que “não estavam reunidas as condições para a assinatura do contrato nos termos inicialmente negociados e subjacentes ao concurso efetuado”.

Tais alterações pretendidas pela SOMAGUE que violam gravemente as condições do Programa de Concurso e do Cadernos de Encargos importariam um novo valor para a obra de 7.818.900€+IVA, num acréscimo de 618.900€+IVA que admitiam poder ainda ser aumentado.

2 - Perante estes factos totalmente inaceitáveis e violadores dos princípios do programa-base do concurso, foi acordado entre a FICOPE e a Direção do Sporting Clube de Portugal a promoção de uma reunião no Estádio José Alvalade, no dia 6 de Abril de 2015 que contou com as presenças do Presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, do Vice-Presidente, Comandante Vicente Moura, do Presidente da SOMAGUE, Engenheiro Rui Ferreira Vieira de Sá, do Diretor Comercial da SOMAGUE, Carlos Carvalho e da equipa responsável da FICOPE.

No decurso da reunião foi garantido por parte do presidente da SOMAGUE de que todas as questões estavam ultrapassadas, o que seria formalizado no dia seguinte, após uma reunião interna da empresa.

3 - Lamentavelmente e ao contrário do compromisso expressamente assumido pelo presidente da SOMAGUE, no dia seguinte, 7 de Abril, e posteriormente reafirmado a 15 de Abril, a SOMAGUE, via email volta a referir que haverá custos adicionais e que não estão reunidas as condições para a assinatura dos termos do contrato, voltando a propor a alteração das condições de contratação estabelecidas no Concurso o que levaria a que este deixasse de ser uma empreitada por preço global – “chave na mão” – para passar a ser constituído por uma empreitada de estrutura numa primeira fase e por uma empreitada de acabamentos e instalações a levar a efeito após a conclusão dos projetos de execução, solução esta que conduziria a uma incógnita do preço final e supostamente fixo – “chave na mão”.

4 – Perante estes factos, de imediato a Direção do Sporting Clube de Portugal solicitou um parecer à FICOPE com uma análise exaustiva e pormenorizada sobre todo o processo e respetiva proposta de decisão.

5 – O parecer foi recebido a 30 de Abril (em anexo ao presente comunicado). A 4 de Maio a Direção do Sporting Clube de Portugal em reunião extraordinária decidiu por unanimidade:

. a) Dar provimento imediato ao parecer da FICOPE, adoptando a indicação de suspender o processo com a SOMAGUE por não estarem de todo reunidas as necessárias condições de confiança face ao expressamente estabelecido no Programa de Concurso, e dando expressas indicações para uma célere decisão sobre o tema, de acordo com os termos procedimentais do concurso referenciado.

. b) Solicitar ao departamento jurídico do SCP que recolha a factualidade julgada conveniente no sentido de acionar judicialmente a Somague Engenharia SA pelos danos resultantes da sua conduta em sede de responsabilidade pré- contratual, atento o seu comportamento após a cerimónia de lançamento da primeira pedra e antes ainda da assinatura do contrato ao surgir com inusitadas exigências de última hora desvirtuando o acordado, implicando atrasos e obrigando a novas diligências com os necessários custos para o SCP dos quais entende este ser devidamente ressarcido.

6 – No dia 7 de Maio de 2015, a FICOPE dando cumprimento ao expresso na alínea a) do ponto 5 do presente comunicado com vista a “uma célere decisão sobre o tema de acordo com os termos procedimentais do concurso referenciado”, enviou parecer (anexo também ao presente comunicado) onde informa que:

. a) A FICOPE retomou “negociações com a empresa Ferreira Build Power, que se tinha posicionado em segundo lugar no concurso de concepção e construção da obra supracitada”.

. b) Esta empresa manifestou-se “totalmente aberta a aceitar as condições contratuais e as condições do programa de concurso que estabelecem a realização de uma empreitada por preço global – “chave na mão”.

c) Os trabalhos excluídos e/ou reivindicados pela SOMAGUE numa fase pré contratual e em violação da proposta previamente apresentada pela mesma empresa se encontram incluídos na proposta da Ferreira Build Power.

d) A proposta da Ferreira Build Power inclui ainda, nestas segundas negociações “um conjunto de trabalhos não constantes no concurso inicial nem na proposta da Somague” que se consideram “importantes mais-valias para o projeto desportivo, a saber:

- campo de jogos de 7 (URB1) em substituição de campo de jogos de 5;
- execução de balneários exteriores com uma área aproximadamente de 200m2, afectos a este campo de jogos;

-execução de muros de suporte em conformidade com estes balneários;
-fornecimento e montagem de tabelas electromecânicas rebatíveis”.

e) Estes trabalhos referidos na alínea anterior mereceram a aprovação da FICOPE e foram cotados pela Ferreira Build Power no montante de 296.962,00€+IVA

f) A Ferreira Build Power comprometeu-se a ter a obra concluída até ao final do ano de 2016, encontrando-se a inauguração do Pavilhão prevista para Março de 2017 (prazos conforme planeamento constante nos anexos).

7 – Tal informação, levou a que de imediato, no mesmo dia 7 de Maio, em reunião extraordinária a Direção do Sporting Clube de Portugal tenha decidido por unanimidade:

a) Dar procedimento à indicação da adjudicação da empreitada ao segundo concorrente Ferreira Build Power pelo valor global de 7.496.000,00€ no regime de preço global - chave na mão e incluindo todas as alterações propostas ao projeto que constituem uma clara mais valia;

8 – No dia 8 de Maio de 2015, foi assinado o contrato com a empresa Ferreira Build Power no Estádio José Alvalade tendo ficado estabelecida a apresentação pública do projeto aos Sócios do Sporting Clube de Portugal na Assembleia Geral do dia 28 de Junho de 2015.

Lisboa, 9 de Maio de 2015

SL
José
    Sangue LEONINO


20 comentários:

  • At 10/5/15 12:39, Anonymous Anónimo said…

    Tanta desculpa, como sempre. E agora volta tudo à estaca zero, com a nova adjudicatária a ter de fazer outro projecto, o qual será apresentado numa AG que ainda nem foi marcada. Metem sempre a carroça à frente dos bois.

    Mas não era nada que já não se adivinhasse. A direcção até apresentou um projecto com campos para futebol de 5 e de 7 onde ainda nem tem autorização para construir. E mais a rábula do museu interactivo e de outra (nova) loja, em que nem fica uma coisa como deve de ser, porque é um espaço reduzido para qualquer museu decente e retira espaço ao pavilhão, que já tem constrangimentos em área quanto baste.

    Uma direcção que trabalhasse bem procurava arranjar soluções para "recomprar" o Alvaláxia e aí sim fazia a megastore e o espaço interactivo. O Alvaláxia não pode continuar na decadência em que está, nem o Sporting pode aceitar que uma área que está encaixada no estádio, e é usada pelos sócios e adeptos, fique alheia aos interesses do clube para sempre. Assim dava-lhe uso porque há montes de espaços vazios, fazia ali as coisas de que precisava, e o pavilhão já não tinha de ter ainda menos espaço para as modalidades.

    Para fazer mal feito mais vale ficarem quietos e devolverem o dinheiro às pessoas.

     
  • At 10/5/15 14:39, Anonymous Anónimo said…

    BENFICA CAMPEAO QUE CLUBE MARAVILHOSO .................. JÁ SEI JÁ SEI QUE OS LAGARTOS VÃO DIZER QUE O BENFICA NÃO VALE NADA QUE OS ÁBRITOS SÃO TODOS DO BENFICA MAS COMO ELES OS VERDES E SÃO TÃO RASTEJANTES QUE ACREDITAM EM MENTIRAS CONTRA O BENFICA POR ISSO SÃO TÃO PEQUENINOS QUE O POVO JÁ SE RIU TANTO E TANTO COM AS BARBARIDAES QUE DEFENDEM QUE O POVO JÁ NÃO LHES PASSA O CARTÃO, EM PORTUGAL SÓ HÁ DOIS CLUBES GRANDES BENFICA E PORTO QUANTO AO SPORTING JÁ O FOI MAS OS SEUS DIRIGENTES A PARTIR DOS ANOS 90 ATÉ HOJE COLOCARAM O SPORTING COMO UM CLUBE PEQUENO QUE É ............ METAM NA CABEÇA O VOSSO SPORTING VAI ACABAR NAS MAOS DUM ÁRABE QUALQUER

     
  • At 10/5/15 18:11, Anonymous Anónimo said…

    10/5/15 14:39, Anonymous Anónimo said…

    És surdo, parvo, ou as duas coisas?

     
  • At 10/5/15 20:52, Anonymous Anónimo said…

    Porque é que não construimos um estádio com polivalências como o do carnide?

     
  • At 10/5/15 20:52, Anonymous Anónimo said…

    Mais um empate... enfim...

    fanático

     
  • At 10/5/15 22:34, Blogger Sporting até morrer said…

    Caro anónimo das 12h39

    Não volta tudo à estaca zero, o que acontece é um prolongamento no prazo de construção por mais 3 meses.
    Se tudo correr dentro dos prazos, em vez de ficar pronto em Dezembro de 2016, fica pronto em Março de 2017 e ainda a tempo das principais decisões dos campeonatos das diversas modalidades nessa época.

    Não vi em lado nenhum que o projecto tenha de ser apresentado numa AG.
    Onde é que viu isso?

    Quanto ao Alvaláxia, recomprá-lo estará completamente fora de questão por estes dias pelas razões óbvias de falta de dinheiro.

    Mas esse é apenas um dos diversos problemas herdados de quem projectou o estádio.
    Alem do Alvaláxia, relembraria o fosso, as cadeiras e suas cores, os problemas com o relvado, etc., etc.

    Muita coisa por resolver e tão pouco dinheiro...

     
  • At 11/5/15 00:57, Anonymous Anónimo said…

    Não deixou de ser significante que a nádega do Norte para ganhar ao penúltimo em casa tenha precisado também do colinho, tal como tem sido recorrentemente utilizado pela nádega de Carnide, o tal clube que acima foi referido de "MARAVILHOSO". Não deixa de ser interessante num clube "MARAVILHOSO" existir um adepto que vem para um blog de um clube "PEQUENO" festejar. Sinal de pequenez é esta atitude sua, meu caro. Continue assim, consegue mostrar a toda a gente a bela "maravilha" que é o seu clube...

    Creio que urge fazer algo que altere esta palhaçada em que as nádegas teimam em insistir quanto ao ganhar não olhando a meios. Bruno de Carvalho, a meu ver, agiu bem ao defender a introdução do vídeo-árbitro, penso que será este o caminho para salvar o futebol, porque a corrupção está a matá-lo. Já se conseguiu vencer a batalha contra os fundos, espero que agora se consiga vencer esta guerra pela verdade desportiva.

    Força Bruno de Carvalho, FORÇA SPORTING!

    Lion King

     
  • At 11/5/15 08:18, Blogger Carlos Sousa said…

    Temos aqui muita gente que não sabe ler comunicados. Grande Presidente explica tudo aos Sócios.

     
  • At 11/5/15 08:20, Blogger Carlos Sousa said…

    Temos aqui muitos lampiões a comentar..... isto quer dizer alguma coisa.....NO FUNDO SABEM QUE SOMOS SUPERIORES AO CARNIDE. POR MAIS QUE CATEM VITÓRIA, FOI A APAF QUE DEU O CAMPEONATO AOS LAMPIÕES!!!!!!

     
  • At 11/5/15 08:20, Blogger Carlos Sousa said…

    Temos aqui muita gente que não sabe ler comunicados. Grande Presidente explica tudo aos Sócios.

     
  • At 11/5/15 12:33, Anonymous Anónimo said…

    "Muita coisa por resolver e tão pouco dinheiro..."

    Muito desculpa, muita aldrabice e muita INCAPACIDADE.

    Só digo uma coisa. Se as obras não arrancarem até final deste mandato, eu vou ao atendimento aos sócios e não saio de lá enquanto não me derem um crédito nas quotas correspondente ao valor que meti na Missão Pavilhão. Vocês não pensem que somos todos otários. Não brincam com (todos) os sócios do Sporting|

     
  • At 11/5/15 14:45, Anonymous Anónimo said…

    Carlos Sousa O nosso problema é estarmos sempre preocupados como nosso vizinho.Sigamos o nosso caminho.

     
  • At 11/5/15 18:47, Blogger Sporting até morrer said…

    Caro,
    Já não há volta atrás neste processo e o pavilhão vai ser uma realidade.
    Até final do mandato o pavilhão tem é que estar construído.
    Aí sou um bocadinho mais exigente.

    Desculpas e aldrabices andámos nós a ouvir anos a fio por parte de outros personagens sobre este mesmo tema.

    Ainda se lembra quando é que deixamos de ter pavilhão?
    A nave não conta para mim.

    Esta direcção agiu em vez de prometer e só por isso merece a nossa confiança para que consiga tornar realidade um desejo de muitos anos de todos os sportinguista.

     
  • At 11/5/15 18:51, Blogger Sporting até morrer said…

    Carlos,
    Se com a casa às costas já mostramos valor e conquistamos titulos nas 3 modalidades oficiais (futsal, hóquei e andebol), só podemos olhar o futuro com um sorriso a partir do momento em que o pavilhão for uma realidade.

    SL

     
  • At 12/5/15 00:32, Anonymous Anónimo said…

    Ao contrário do que anda aí a apregoar, Bruno de Carvalho não quer ficar muitos anos no Sporting. Porque se quisesse não andaria a tomar estas decisões cuja factura bem cara o clube vai ter que pagar nos próximos tempos (quando os sócios abrirem a pestana e perceberem que esta direcção é só conversa). Um chico esperto típico com o seu passado de construção de marquises resolveu achar que conseguia dar a golpada a uma empresa como a Somague. No fim quem se lixa é o Sporting que vai ter que pagar a indemnização causada pela gestão irresponsável deste aldrabão com tiques de tiranete. Vá lá, desta vez não inventou um Zé Eduardo para arrastar ainda mais o nome do clube pela lama.

    ACORDEM SPORTINGUISTAS!!!

     
  • At 12/5/15 01:06, Anonymous Anónimo said…

    Importam-se de repetir?

    A direcção do Sporting resolveu permitir a entrada no estádio no dia da final da Taça de Portugal. Boa medida, à partida, descontando o lampionismo de se falar em piqueniques e animação com concertos que imaginamos ser uma pimbalhada típica do Carnide. Mas adiante.
    O que é surpreendente são os preços. 40 € para ir ao relvado assitir a um jogo num ecrã gigante. Saberá o presidente do Sporting que a maioria dos sportinguistas não tem salário como o dele? Para encapotar esta vigarice vem a conversa do contributo para o pavilhão. Argumento que tem servido para sugar dinheiro aos sócios à conta de algo que, até ver e descontando a propaganda, é apenas um projecto.
    Basta de palhaçada!

     
  • At 12/5/15 02:29, Blogger Sporting até morrer said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • At 12/5/15 08:01, Blogger Sporting até morrer said…

    Sobre a iniciativa "Jamor em Alvalade", mais pormenores podem ser encontrados aqui:

    http://www.sporting.pt/Noticias/Futebol/Fut_Prof/notfutprof_jamoralvalade_110515_147655.asp

    A festa da Taça não se faz só no Jamor! No dia 31 de Maio, o Estádio José Alvalade terá as portas abertas a todos os Sportinguistas que queiram viver o ambiente da Prova Rainha com a sua família e amigos, disfrutando de um picnic no relvado, concertos, vários artistas convidados, transmissão do jogo nos ecrãs gigantes e muitas outras surpresas.

    O acesso ao relvado ou à bancada será feito através de donativos, que reverterão na íntegra para a Missão Pavilhão. O Sporting desafia assim todos os Sportinguistas a viverem a festa da final da Taça em Alvalade e reunirem o valor em falta para terminar a Missão Pavilhão.


    INFOS DA INICIATIVA:
    - Os donativos que dão acesso revertem na íntegra para a Missão Pavilhão e podem ser efectuados no site, nas bilheteiras ou na Loja Verde/Centro de Atendimento
    - Existem 2 tipologias de donativos: donativo bancada e donativo picnic (consultar tabelas em baixo)
    - Portas do Estádio abrem às 10h00
    - Concertos com artistas convidados iniciam às 11h00 e terminam perto do início do jogo
    - Artistas atuam num palco montado no centro do relvado
    - Jogo será transmitido nos Videoscreens
    - a Super Bock já se associou a este evento sendo patrocinadora do mesmo

     
  • At 13/5/15 13:25, Anonymous Anónimo said…

    Ainda acredito no Bruno de Carvalho. Mas... Foi eleito para resolver os (muitos) problemas do Sporting e não criar mais problemas ao Sporting.
    Havia umas obras para a construção de bancadas no campo principal (CGD Stadium Aurélio Pereira)... Continua tudo na mesma. Havia a Doyen Sports, o Presidente rasgou o contrato e o caso está em tribunal... Havia a construção do Pavilhão por uma empresa, rasgou-se o contrato, o caso está em tribunal.
    Imaginemos que o Sporting perde estes casos em tribunal. Nem quero pensar.

    Quanto à iniciativa "Jamor em Alvalade", acho vergonhoso estarem a cobrar dinheiro aos sócios para verem o jogo no Estádio. É para a Missão Pavilhão?, mas isso não era um assunto encerrado? A 1ª pedra não estava já lançada? Já começo a desconfiar que algo não vai bem neste Sporting, mas já estou habituado há décadas. Eu era para ir ao Estádio com a minha filha, mas... não vou. É quotas, game boxes, etc, etc...

    fanático

     
  • At 15/5/15 10:45, Anonymous Anónimo said…

    Artistas actuam num palco montado no centro do relvado. Cuidado com os artistas da Tachoeasy.

     

Enviar um comentário

Sangue LEONINO

<< Home