"Tu vais vencer, Podes crer, Porque a nossa força é brutal. Mais de um século de histórias para contar. Sporting, tu nunca vais acabar" - osangueleonino.blogspot.com -

Sangue LEONINO

sexta-feira, junho 21, 2013

Reestruturação financeira

O Sporting convocou uma assembleia geral do clube para o dia 30 de Junho, data em que será apresentada aos sócios a situação económica-financeira e será debatida e votada a reestruturação societária e financeira do grupo Sporting.

Para já, e num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o clube “leonino” revela as linhas gerais do plano desenhado pela direcção presidida por Bruno de Carvalho.

Primeiro, os responsáveis do Sporting pretendem concretizar a fusão, por incorporação, da Sporting SAD (Sociedade Incorporante) e Sporting Património e Marketing, SA (Sociedade Incorporada).

Depois, irão proceder a um aumento do capital social da Sporting SAD por entrada em espécie, a realizar por subscrição particular pela sociedade Holdimo – Participações e Investimentos, SA, no montante de 20 milhões de euros, mediante a conversão de um crédito daquela entidade sobre a Sporting SAD, resultante de contrato de parceria de cooperação financeiro-desportiva, através de emissão de 20 milhões de novas acções com o valor nominal de um euro cada. Segundo avança o Jornal de Negócios, o empresário angolano Álvaro Sobrinho, dono da Newshold (accionista da Cofina), é um dos investidores ligados à empresa.

De seguida, haverá um outro aumento de capital da Sporting SAD num montante total de 18 milhões de euros, a realizar por novas entradas em dinheiro através de subscrição particular junto de investidor, ou investidores seleccionado(s) pela administração da SAD. Serão emitidas 18 milhões de novas acções, com o valor nominal de um euro cada.

O Sporting aceita ainda dar como hipoteca aos bancos credores o direito de superfície do Estádio José Alvalade e do Edifício Multidesportivo como garantia de pagamento dos valores em dívida.

Avança também a emissão de Valores Mobiliários Obrigatoriamente Convertíveis em acções da Sociedade (“VMOC”), no montante de 80 milhões de euros, com prazo de 12 anos e obrigatoriamente convertíveis em acções ordinárias da Sporting SAD a um preço de um euro cada, com uma taxa de juro anual bruta condicionada de 4%, devida quando existam resultados distribuíveis pela Sporting SAD. Esta operação consiste na conversão de créditos detidos sobre a Sporting SAD pelo Banco Espírito Santo (24 milhões de euros) e Banco Comercial Português (56 milhões de euros).

Num comunicado publicado no seu site, o Sporting revela ainda que apresentará uma proposta à Assembleia Geral do clube de contrair um empréstimo bancário até ao montante global de 68 milhões de euros, “destinado a liquidar dívida do Sporting perante a Sporting SAD, bem como a liquidar dívida do Sporting e Sporting SAD perante os bancos”.

(Jornal Público)
    Sangue LEONINO


9 comentários:

  • At 21/6/13 18:18, Blogger fanático said…

    Ai ai. A coisa está negra...

     
  • At 21/6/13 20:16, Anonymous João Santos said…

    Aí estão os investidores. 18 Milhões de €.

     
  • At 21/6/13 23:30, Blogger Sporting até morrer said…

    De modo resumido eis o ponto mais importante que a Direcção vai propor à aprovação no próximo dia 30/06/2013 (domingo), no Pavilhão da Ajuda (14h00):


    Proposta do Conselho Directivo - Ponto 2 da Ordem de Trabalhos

    a) Prorrogação por 33 anos do direito de superfície constituído pelo SCP a favor da Sporting Património e Marketing (SPM), do Estádio e Multidesportivo;

    b) Condicionado à aprovação da alínea anterior, autorizar a participação do SCP num aumento do capital social da SPM, a realizar por entrada em espécie a efectuar pelo SCP, no valor de 73.000.000 Euros;

    c) Aprovar a contratação de um empréstimo bancário até ao montante de 68.000.000 Euros, destinado a liquidar dívida do SCP perante a Sporting SAD, bem como a liquidar dívida do SCP e da Sporting SAD perante os Bancos;

    d) Autorizar a constituição pelo SCP, a favor dos Bancos, de hipoteca sobre a sua propriedade do Estádio e Multidesportivo, melhor identificados na alínea a) supra, para garantia das responsabilidades do SCP perante os Bancos resultantes do financiamento previsto na alínea c) supra;

    e) Autorizar a constituição pelo SCP, a favor dos Bancos, de outra hipoteca sobre a sua propriedade do Estádio e Multidesportivo, melhor identificados na alínea a) supra, para garantia das responsabilidades assumidas pelas restantes entidades do Grupo Sporting, perante os Bancos;

    f) Autorizar a constituição de penhores sobre participações sociais detidas directa ou indirectamente pelo SCP nas sociedades estratégicas, Sporting SAD e Sporting SGPS, para garantia das responsabilidades assumidas pelo SCP e pelas restantes entidades do Grupo Sporting, perante os Bancos;

    g) Derrogar as deliberações da AG do SCP que sejam contrárias àquelas que venham a ser aprovadas pelos associados na presente AG, garantindo-se a plena validade e eficácia jurídica das deliberações que venham a ser aprovadas no âmbito da reestruturação financeira;

    h) Aprovar, sob proposta do CD, o sentido de voto do accionista SCP na AG da Sporting SAD a convocar, que permita:

    (i) Alterar o artigo 4.º dos estatutos da Sporting SAD, com vista a conceder autorização ao CA para que este possa deliberar um ou mais aumentos do capital social da Sporting SAD até ao montante de 18.000.000 Euros, a realizar por novas entradas em dinheiro através de subscrição particular junto de investidor ou investidores de referência seleccionado(s) pelo CA da Sporting SAD com emissão de até 18.000.000 Euros de novas acções ordinárias (categoria B), escriturais e nominativas;

    (ii) A supressão do direito de preferência dos accionistas da Sporting SAD com respeito ao(s) aumento(s) de capital social que o CA daquela sociedade vier a deliberar nos termos da alínea anterior;

    (iii) Aumento do capital social da Sporting SAD por entrada em espécie, a realizar unicamente pela sociedade Holdimo – Participações e Investimentos, SA, no montante de Euros 20.000.000,00 (vinte milhões de euros), mediante a conversão em capital social de créditos da Holdimo sobre a Sporting SAD;

    (iv) Emissão de VMOC's em acções da Sporting SAD no montante máximo de 80.000.000 Euros, a efectuar através de conversão de créditos dos Bancos sobre a Sporting SAD;

    (v) Aprovar a fusão, por incorporação da SPM na Sporting SAD, com a transferência global do património da SPM para a Sporting SAD;

    (vi) Autorizar a constituição, pela Sporting SAD a favor dos Bancos, de hipoteca do direito de superfície sobre os prédios urbanos identificados na alínea a) supra, para garantia das responsabilidades do SCP e ainda de entidades do Grupo Sporting perante os Bancos;

    i) Aprovar, sob proposta do CD, o sentido de voto do accionista SCP em futura AG da Sporting SAD que permita a emissão por esta sociedade de VMOC's em acções da sociedade, no montante máximo de 55.000.000 Euros, com supressão do direito de preferência dos accionistas da Sporting SAD na respectiva subscrição.

     
  • At 21/6/13 23:51, Blogger Sporting até morrer said…

    Do que pude ir lendo ao longo do dia as principais ideias a reter da proposta:

    - A SPM é incorporada na SAD com um impacto positivo de 8.000.000 Euros nos capitais Próprios da Sporting SAD;

    - Aumento de Capital da Holdimo em 20.000.000 Euros.
    A empresa de Álvaro Sobrinho terá emprestado dinheiro ao Sporting e enquanto credor do clube aceita trocar essa dívida através de entrada no Capital da SAD.
    20.000.000 Euros de passivo da Sporting SAD com a Holdimo serão convertidos em capital, diminuindo assim o passivo no mesmo montante e aumentando o Capital próprio no sentido inverso nos mesmos 20.000.000 Euros;

    - Aumento de Capital através de entrada de novo(s) investidor(es) com injecção de 18.000.000 Euros;
    No fundo, o tal investidor prometido na campanha eleitoral que permitirá aumentaá os Capitais Próprios em nesse montante, reduzindo por sua vez o passivo no mesmo montante

    - Conversão 80.000.000 Euros de Passivo em VMOC's
    Será o último passo que permitirá à Sporting SAD atingir a situação de Capitais Próprios positivos na ordem dos 20.000.000 Euros.

    Todos estes movimentos devem resultar para a SAD num activo de cerca de 320.000.000 vs. aprox. 300.000.000 Euros (contas deste ano ainda estão por apurar e certamente terão impacto negativo neste saldo).

    SL
    José

     
  • At 22/6/13 00:08, Anonymous Anónimo said…

    É assembleia da SAD ou do SCP?

     
  • At 22/6/13 00:55, Blogger Sporting até morrer said…

    Do SCP.

     
  • At 22/6/13 01:20, Anonymous Anónimo said…

    Três badaladas e um balde de cal....

     
  • At 22/6/13 10:33, Anonymous leão atento said…

    Cuidado os arautos da desgraça e aqueles que querem continuar a ver o nosso clube com o rotulo de pobrezinhos já começam a ficar incomodados, esta direção está a fazer o que deve ser feito, não encher o bolso a empresarios e alguns ex-diretores, mas sim lutar por um futura melhor para o nosso clube,hipotecar o estádio? porque não quantos portugueses hipotecam as suas casas para resolver o seu futuro.
    força sporting estou com o clube-

     
  • At 22/6/13 11:22, Anonymous Anónimo said…

    O Sporting até morrer é um lambuças!

     

Enviar um comentário

Sangue LEONINO

<< Home