"O Mundo sabe que pelo teu amor, eu sou doente / Farei o meu melhor para te ver sempre na frente / Irei onde o coração me levar / E sem receio... farei...o que puder pelo meu Sporting" - osangueleonino.blogspot.com -

Sangue LEONINO

sexta-feira, janeiro 17, 2020

Com um pouco mais de qualidade...



Sporting, 0 - Benfica, 2

Notas que tiro ou que retenho do jogo de hoje:

Uma partida copy/paste do último Sporting-Porto, sendo que em vários momentos fomos claramente superiores, mas pecando na finalização, sujeitámo-nos uma vez mais a sofrer golos e a perder.

Não vi esta noite no campo a diferença pontual que a tabela classificativa espelha. Diria que se não fosse o cinismo encarnado a gerir o jogo e o défice de qualidade do nosso plantel, até teríamos ganho. Faltam-nos claramente jogadores que nos momentos decisivos não falham. Mathieu, Acuña e Bruno Fernandes não chegam.

Não podemos ter grandes veleidades quando Luiz Phellype, até há pouco tempo a referência do ataque de um Paços de Ferreira de segunda liga, é agora a nossa referência lá na frente. Anedótico.

Hugo Miguel sabia ao que vinha e deixou patente para quem quis ver, a incrível dualidade de critérios, sobretudo na gestão disciplinar do jogo. Uma vergonha!

Mais uma vez as nossas claques deixaram que durante a primeira parte a falange de apoio adversária se fizesse ouvir. A juntar a isso estão a conseguir que a grande maioria dos adeptos se vire contra eles, ao adoptarem comportamentos como os que se viram esta noite. Diria que nesta fase estão mesmo ao (péssimo) nível dos grupos organizados de adeptos do outro lado da segunda circular. Comportamentos como o desta noite são abjectos e ao nível da escumalha que estraga o futebol português.

Imenso orgulho nos adeptos leoninos anónimos que esta noite não viraram costas à equipa, que estiveram presentes na bancada e que em momento algum se pouparam no apoio ao Sporting. Somos mesmo únicos.