"O Mundo sabe que pelo teu amor, eu sou doente / Farei o meu melhor para te ver sempre na frente / Irei onde o coração me levar / E sem receio... farei...o que puder pelo meu Sporting" - osangueleonino.blogspot.com -

Sangue LEONINO

sexta-feira, maio 14, 2010

Dez anos sobre uma data memorável



Vidal Pinheiro, 14 de Maio de 2000

Salgueiros, 0 - Sporting, 4

Um dia absolutamente inesquecível.

O fim de um longo, insuportável e penoso jejum de 18 anos, o reencontro com a alegria de nos sagrarmos campeões nacionais e a magia de sermos e nos sentirmos LEÕES!

Por curiosidade, os autores dos golos foram André Cruz (2), Ayew e Aldo Duscher. O treinador era um homem da casa, um sportinguista de coração: Augusto Inácio.

Recordo-me de viver com extrema ansiedade a semana que antecedeu o jogo, assistir com muita emoção aos 90 minutos da partida de Vidal Pinheiro, enquanto ia dando umas espreitadelas ao que se passava em Barcelos, onde o FC Porto defrontava o Gil Vicente (e onde perderia 2-1).

No final, uma euforia imensa, o orgulho de andar pelas ruas de Lisboa partilhando a alegria com a imensa e extasiada nação leonina, buzinando, gritando a plenos pulmões 'campeões, campeões, nós somos campeões', acabando a noite nas bancadas do velhinho José de Alvalade, onde às 3 da manhã ninguém arredava pé, esperando pelos bravos campeões.

São estes momentos únicos que nos fazem sentir privilegiados por sermos sportinguistas, recordações especiais e singulares, embora misturadas com alguma sensação de mágoa por termos caído em novo jejum que leva já oito anos.

Leonino