"O Mundo sabe que pelo teu amor, eu sou doente / Farei o meu melhor para te ver sempre na frente / Irei onde o coração me levar / E sem receio... farei...o que puder pelo meu Sporting" - osangueleonino.blogspot.com -

Sangue LEONINO

quinta-feira, maio 17, 2018

Abutres à espreita...

Reitero o que já aqui hoje escrevi noutra publicação: na minha opinião, Bruno Carvalho é neste momento um problema, não a solução!

Mas ver esta tarde à porta de Alvalade alguns croquetesitos mal amanhados feitos abutres, atraídos pelo cheiro a sangue, numa pretensa manifestação, é qualquer coisa de abjecto e nojento.

Pelos vistos essa gentinha não aprendeu nada com a lição que teve num passado recente e por isso insiste, insiste e insiste. Naquelas cabecinhas nada como aparecer já para depois serem dos primeiros a cavalgar a onda de mudança que agora farejam.

Apenas quero dizer uma coisa a esses croquetes que vivem de ganchos, de cunhas e de amiguismo: há muitos, mas mesmo muitos sportinguistas com memória. E que, tal como eu, jamais votaram em Bruno Carvalho, mas que também não vos querem no Sporting. 

Façam-nos assim o favor de se remeterem a um afastamento higiénico. Tenham vergonha na cara! Desapareçam, pá!

Vocês não gostam do Sporting coisa nenhuma. O que vocês gostam é de poder, de estatuto e da perspectiva de voltarem a sugar o máximo que puderem em proveito próprio e dos vossos amigos!

Como uma vez me disse José Eduardo Bettencourt, alguém na altura muito bem posicionado no seio do croquetismo: “ainda pensei em tentar mudar alguma coisa, mas estava tudo minado. Os carros de serviço eram contratualizados com um amigo, os seguros com a empresa de outro. Havia muita gente com interesse no clube. Era impossível mudar alguma coisa sem arranjar problemas”.

Termino, dizendo: cada vez estou mais tristemente convencido que brunismo e croquetismo são farinha do mesmo saco. Apenas divergem na embalagem.

Nuno M Almeida