SANGUE LEONINO

"O Mundo sabe que pelo teu amor, eu sou doente / Farei o meu melhor para te ver sempre na frente / Irei onde o coração me levar / E sem receio... farei...o que puder pelo meu Sporting" - osangueleonino.blogspot.com -

quinta-feira, maio 17, 2018

Abutres à espreita...

Reitero o que já aqui hoje escrevi noutra publicação: na minha opinião, Bruno Carvalho é neste momento um problema, não a solução!

Mas ver esta tarde à porta de Alvalade alguns croquetesitos mal amanhados feitos abutres, atraídos pelo cheiro a sangue, numa pretensa manifestação, é qualquer coisa de abjecto e nojento.

Pelos vistos essa gentinha não aprendeu nada com a lição que teve num passado recente e por isso insiste, insiste e insiste. Naquelas cabecinhas nada como aparecer já para depois serem dos primeiros a cavalgar a onda de mudança que agora farejam.

Apenas quero dizer uma coisa a esses croquetes que vivem de ganchos, de cunhas e de amiguismo: há muitos, mas mesmo muitos sportinguistas com memória. E que, tal como eu, jamais votaram em Bruno Carvalho, mas que também não vos querem no Sporting. 

Façam-nos assim o favor de se remeterem a um afastamento higiénico. Tenham vergonha na cara! Desapareçam, pá!

Vocês não gostam do Sporting coisa nenhuma. O que vocês gostam é de poder, de estatuto e da perspectiva de voltarem a sugar o máximo que puderem em proveito próprio e dos vossos amigos!

Como uma vez me disse José Eduardo Bettencourt, alguém na altura muito bem posicionado no seio do croquetismo: “ainda pensei em tentar mudar alguma coisa, mas estava tudo minado. Os carros de serviço eram contratualizados com um amigo, os seguros com a empresa de outro. Havia muita gente com interesse no clube. Era impossível mudar alguma coisa sem arranjar problemas”.

Termino, dizendo: cada vez estou mais tristemente convencido que brunismo e croquetismo são farinha do mesmo saco. Apenas divergem na embalagem.

Nuno M Almeida

20 comentários:

  • 17/5/18 21:17, Anonymous Anónimo escreveu…

    O post toca em aspectos pertinentes.

    Das coisas mais repelentes que há em Portugal é a viciação que existe na
    organização da sociedade portuguesa. Isto no Sporting parece que ainda é mais extremo. Uma bicharada que entende que o clube lhe pertence por direito Natural.

     
  • 17/5/18 21:26, Blogger Nuno M. Almeida escreveu…

    Um nojo

     
  • 17/5/18 21:31, Anonymous Anónimo escreveu…

    Felizmente que já não vivo ai.

     
  • 17/5/18 21:42, Anonymous Anónimo escreveu…

    Abutres croquettes

     
  • 17/5/18 21:42, Anonymous Anónimo escreveu…

    Imagino que por esta altura a croquetagem já se babe com a esperança de poder voltar a deitar as gânfias ao clube. Tenho duvida é que os sócios deixem.

     
  • 17/5/18 21:54, Blogger Unknown escreveu…

    Se ouver eleições os sócios não vão eleger uma direcção de tipo antigo regime, nisso o mandato de bruno de carvalho serve de divisor de águas. O caso é que neste momento o que mais urge é que o clube se liberte do algoz que lá está. Por mim, nem é hora de fazer retrospectivas, do que foi bom, assim assim e mau, é hora apenas de salvar o clube das garras de bruno de carvalho. O facto de não se ter demitido ainda quando está reduzido a uma direcção de sete membros, a um de cair, mostra, na minga opinião, que não está já no Sporting para o bem do Sporting.

    JRamos

     
  • 17/5/18 22:15, Anonymous Anónimo escreveu…

    Parece que para alguns apoiantes do bruneco, que o brunismo é melhor que o croquetismo.

    Só ceguinhos fanáticos é que pensam assim.


    A verdade seja dita: os croquetes não precisavam financeiramente do Sporting para nada, enquanto o brunismo se revelou como sanguesuga, que se serviu do Sporting para existir e viver.

    Como prova do que escrevo, é que são agora os tais assalariados da direcção, que se recusam a apresentar a demissão.

    Rua com os chulos.

     
  • 17/5/18 22:19, Blogger Nuno M. Almeida escreveu…

    “A verdade seja dita: os croquetes não precisavam financeiramente do Sporting para nada”

    Não seja ingénuo.

     
  • 17/5/18 22:38, Anonymous Anónimo escreveu…

    "At 17/5/18 22:19, Blogger Nuno M. Almeida said…


    “A verdade seja dita: os croquetes não precisavam financeiramente do Sporting para nada”"

    Sou ingénuo?! Ingénuo parece você.

    Senão, como é que foi possível construir o Alvaláxia XXI e a Academia? Foi com o crédito de quem? Quem é que deu garantias aos bancos? Quem é que pôs as assinaturas nas garantias bancárias?

    Só em pessoas com fortuna ou com sucesso como empresários, é quem os bancos acreditam.O bruneco teso, com dívidas ao fisco, S.S e com um passado falido na sua dezena de microempresas, nunca conseguiria construir nada. O pavilhão foram os sócios com o seu dinheiro que lhe deram o aval.


    Sinceramente! Julgava-o mais consciente da realidade Sporting...

     
  • 17/5/18 22:40, Blogger Nuno M. Almeida escreveu…

    Claro que sim. Aliás, foi por amor ao clube que venderam quase todo o património que o Sporting detinha...
    Uns filantropos beneméritos...

     
  • 17/5/18 22:42, Blogger Nuno M. Almeida escreveu…

    Começa a ser preocupante a tentativa de branqueamento - e quase beatificação - que alguns andam a promover do croquetismo que nos ia atirando para o abismo...

     
  • 17/5/18 22:50, Anonymous Anónimo escreveu…

    "Senão, como é que foi possível construir o Alvaláxia XXI e a Academia?"

    E as derrapagens? No estádio foi só 70%

    Conversa de croquete é o que é.

    Financeiramente se precisavam do Sporting é o que conta menos. Que financeiramente rebentaram o clube é um facto. E de certeza que alguém ganhou com isto. O que aconteceu não foi má gestão, foi deliberado com o objectivo de asfixiarem o clube financeiramente como forma de tirarem o poder aos sócios.

     
  • 17/5/18 22:50, Anonymous Anónimo escreveu…

    Para mim brunismo e croquettismo é o mesmo. Estou de acordo com o Nuno.

     
  • 17/5/18 22:54, Anonymous Anónimo escreveu…

    Não, não é o mesmo. O saldo é muito diferente e está bem à vista. Aliás para se saber a realidade foi preciso esperar vários anos por uma auditoria que deu a conhecer a galeria de horrores contabilística.

     
  • 17/5/18 23:01, Anonymous Anónimo escreveu…

    Claro que o croquetismo fez bastantes asneiras, mas veja no que tem resultado o brunismo inspirado e apoiado pela gentalha das claques.Uma boa parte dos dirigentes actuais saíram do meio desses bandalhos. E o bruneco-mor qté costuma subir à bancada da JuveLeo e pedir desculpa ao Mustafá...Que vergonha!...

    E depois! Em quem é que o BdC e sus muchachos se tem apoiado?

    Mas que falta de memória!!!!

    Eu lembro-lhe: Dias Ferreira, Ricciardi, Marta Soares, Daniel Sampaio, Barroso, etc.etc.etc.etc., todos que fizeram parte dos tais croquetes!
    E o mais interessante é que para os brunistas fanáticos, aqueles que indiquei acima, já deixaram de o ser!...

    Mas que grande lavagem ao cérebro fizeram a essa gente!

    Por alguma razão o BdC lhes chamou carneiros.



     
  • 17/5/18 23:26, Anonymous Anónimo escreveu…

    Falta de memória (selectiva) é a tua! Vê-se logo que é conversa de escória croquette.

    Mas tem alguma comparação?

    - Criaram um passivo monstruoso com prejuízos ano após ano na ordem das dezenas de milhões,
    - Alienaram património e mesmo assim ainda conseguiam ter prejuízo,
    - Estranhamente não conseguiam fazer negócios de jeito com as vendas de jogadores,
    - Nos últimos anos o estádio tinha médias de assistências miseráveis
    - Acabaram com as modalidades,
    - Criaram uma tendência de perca de competitividade em relação aos rivais que se acentuava cada vez mais,
    - Etc, (dava para ficar aqui o resto da noite a elencar).

    Estarem a contar que os sócios se esqueceram disto, alem de insultuoso não é lá muito inteligente. Mas não surpreende porque no fundo sempre trataram os sócios como bestas de carga.

     
  • 17/5/18 23:40, Anonymous Anónimo escreveu…

    Ó malcriadão das 23:26!

    Tu vai chamar escória a quem te fez as trombas!

    Deves ter sido educado pelo teu chefe Mustafá.Revelas ter a mesma formação do PSICOPATA teu patrão.

    Quanto aos prejuízos causados pelos croquetes,já se conhecem quais são, mas espera mais uns tempos para veres e analizares os prejuízos causados pelos brunecos chulos.

    Os prejuízos são irreparáveis e ainda infelizmente não se viu o fundo à panela.

    Os financeiros, só uma auditoria feita por uma futura direcção é que se saberá verdadeiramente.

    Os teus brunecos chulos, acabaram de mostrar mais uma vez, quanto estão agarrados ao poder como lapas, porque têm a consciência que após Sporting, dificilmente arranjarão meios suficientes para sobreviverem. Estão esturrados.

     
  • 17/5/18 23:45, Anonymous Anónimo escreveu…

    PER
    Refundação
    Sabes qual é o significado?

    Perguntas ao Godinho e aos amigos e ficas a saber como estava o Sporting em 2013.

     
  • 18/5/18 08:11, Blogger Joao Silva escreveu…

    Já viram no que estamos transformados? numa conversa simples conseguimos ofendermo-nos em menos de nada (bom... refiro me a nós, mas não sabemos quem escreve atrás de um teclado anónimo, e como temos visto muitos dos anónimos parecem tudo menos Sportinguistas - parece que estão aqui a defender o "divisionismo").

    Mas falemos de coisas na minha opinião mais oportunas:

    Ao que parece o estado avermelhado passa a imagem de que só os assalariados é que não se demitiram, tenho de admitir que isto parece verdade, tenho uma duvida

    O dirigente do conselho fiscal que ficou também é assalariado?

    parece que a ideia passa por referir que o Bruno está agarrado ao salário muito mais do que ao poder, e que todos os constituintes do conselho directivo e o único constituinte do conselho fiscal não têm onde cair mortos e que se sairem do Sporting só lhes resta emigrar.

    nao sei dos outros mas o que tenho ouvido e lido sobre o Senhor Carlos Vieira indica que é um profissional que muitos têm em boa conta, que considera uma pessoa responsável e consensual (visto em vários Blogs, mas com especial ênfase para o Mister do Cafe - na realidade um apoiante de Bruno de Carvalho que também já pede a sua demissão).

    Nuno M. Almeida, pretendo realmente defender o melhor para o sporting, aquilo que tudo o que se está a passar atrás deste movimento pró demissão é no mínimo estranho, as intervenções do Jaime Marta Soares são ... nem sei como apelidar, quando parecia que estava a ter bom senso dispara da forma que disparou...

    já agora o que dizer sobre o comunicado (em especial do senhor do conselho fiscal)?

    pelo menos e ao contrário de outro clube, estiveram juntos e em consonância, gostei do que ouvi e fiquei mais otimista, o que pensa senhor Nuno M. Almeida?

    SL

     
  • 18/5/18 08:21, Blogger Nuno M. Almeida escreveu…

    Gostando de ser optimista na vida e ver sempre o copo meio cheio, infelizmente não consigo partilhar esse optimismo, meu caro.

     

Enviar um comentário

Sangue LEONINO

<< Home