"O Mundo sabe que pelo teu amor, eu sou doente / Farei o meu melhor para te ver sempre na frente / Irei onde o coração me levar / E sem receio... farei...o que puder pelo meu Sporting" - osangueleonino.blogspot.com -

Sangue LEONINO

segunda-feira, julho 08, 2019

E o essencial?

Enquanto vejo para aí uns leais, outros desleais, uns aziados, outros saudosistas, umas aves raras a anunciar vingança e uns quantos enraivecidos, pergunto se não será o momento de voltarmos ao essencial, uma vez virada a página no nosso clube no passado sábado?

É que enquanto uns quantos acéfalos sportinguistas continuam a achar que o mais importante é degladiarem-se internamente e manter vivo o clima de guerra civil, os nossos rivais vão trilhando o seu caminho, continuando com as suas artimanhas e assim gradualmente se fortalecendo.

Por exemplo, serei o único a achar estranho que após um rival vender por 120 milhões um miúdo que poucos meses jogou na equipa principal, ceda agora também ao mesmo emblema estrangeiro um tal de Saponjic por um milhão de euros, jogador que não se impôs na equipa principal do Benfica e que havia custado três milhões? Seguramente que no Atlético vai brilhar mais... até porque a liga espanhola é bem mais fraquinha do que a portuguesa.

Espero sinceramente que, quer a autoridade tributária nacional, quer o fisco espanhol - que geralmente não brinca em serviço - abram a pestana porque certas movimentações negociais cheiram, no mínimo, a esturro....

Ainda me recordo que há seis anos a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários chegou a pedir esclarecimentos à Benfica SAD sobre a transferência de Roberto para o Atlético de Madrid. Sempre o Atlético de Madrid...

É que nessa altura o clube espanhol tinha comunicado a contratação desse guarda-redes ao Benfica, ele que tinha sido vendido pelo nosso rival ao Saragoça um ano antes por 8,6 milhões de euros.

Importa sublinhar que a saída de Roberto do Benfica foi envolta em mistério, no mínimo, porque os encarnados haviam anunciado a venda do guarda-redes ao Saragoça por 8,6 milhões de euros, 100 mil euros mais do que tinham pago, também um ano antes, ao Atlético de Madrid.

Pero no pasa nada!

É que pelos vistos para certos sportinguistas nada disto importa, mesmo que estas negociatas levem milhões para os cofres de um nosso rival. O que importa mesmo é a conversa da treta sobre o Carvalho ou sobre o Varandas.

“Lagartos papalvos”, dirão seguramente alguns lá pelas bandas da Luz...