SANGUE LEONINO

"O Mundo sabe que pelo teu amor, eu sou doente / Farei o meu melhor para te ver sempre na frente / Irei onde o coração me levar / E sem receio... farei...o que puder pelo meu Sporting" - osangueleonino.blogspot.com -

quarta-feira, fevereiro 08, 2006

Os meus parabéns...

...à União Desportiva de Paredes, pela lição de humildade, combatividade e amor ao jogo, que hoje deixou em Alvalade.

Apesar de eliminada pelo Sporting - num jogo inexplicavelmente difícil para as nossas cores - a equipa adversária merece todos os elogios porque respondeu com empenhamento e humildade, à displicência, desmotivação e atabalhoamento dos nossos jogadores.

É certo que era um jogo para a Taça, frente a uma equipa modesta dos escalões inferiores, mas nada disso justifica o pouco futebol jogado pelo Sporting. Nem o facto de terem jogado vários atletas pouco utlizados atenua essa crítica, porque tiveram - pelo contrário - uma oportunidade para mostrar o seu valor...e pouco ou nada a aproveitaram.

O Paredes inaugurou o marcador logo aos seis minutos, por Nélson Campos, através de uma grande penalidade. O Sporting reagiu e o empate acabou por surgir aos 17 minutos, por Koke, que teve de ser substituído no decorrer do encontro devido a uma lesão. O golo da qualificação, de grande penalidade, apenas surgiu nos descontos, com João Moutinho a não errar no momento decisivo.



Uma palavra para Koke, o qual jogou razoavelmente bem, sendo muito combativo, e estreando-se também a marcar, no caso, o golo do empate.

Estamos a 180 minutos do Jamor!

O Sporting alinhou com:

Nélson; Miguel Garcia, Polga, Hugo (Caneira, 65) e Tello; Luís Loureiro, João Alves (João Moutinho, 5) e Nani; Romagnoli; Deivid e Koke (Liedson, 53)

Leonino

0 comentários:

Enviar um comentário

Sangue LEONINO

<< Home