"O Mundo sabe que pelo teu amor, eu sou doente / Farei o meu melhor para te ver sempre na frente / Irei onde o coração me levar / E sem receio... farei...o que puder pelo meu Sporting" - osangueleonino.blogspot.com -

Sangue LEONINO

quinta-feira, julho 27, 2006

Demolidor!



No jogo inaugural do Torneio do Guadiana oferecemos mais uma chapa 3 aos lampiões, numa partida em que ao resultado se aliou uma muito boa exibição.

O Sporting - com menos 11 dias de preparação - entrou fortíssimo no jogo, sufocou o Benfica, nunca deu espaço ao adversário para que este organizasse ataques, tendo ainda beneficiado das rotinas da época passada, pese embora tenha jogado de início com as novidades Yannick Djaló e Ronny.



Djaló, fazendo dupla no ataque com Liedson, foi verdadeiramente demolidor, concretizando os 2 primeiros golos, revelando muita rapidez, tecnicismo e objectividade. Confesso que gostei muito do que vi e talvez Bueno tenha que suar muito para tirar o lugar a mais esta truta do nosso viveiro.

Toda a equipa esteve bem, houve movimentações tácticas interessantes, excelente ligação entre os sectores, e o que mais me surpreendeu foi a impressionante frescura física dos nossos craques.

Tendo a nossa equipa vulgarizado o Benfica durante os 90 minutos, creio que todos nós - sportinguistas convictos - podemos estar optimistas em relação à qualidade do nosso quadro de jogadores e seguros que Paulo Bento sabe o que está a fazer.

Já agora: por que é que ninguém me informou que Katsouranis também era nosso reforço?

Complexo Desportivo de Vila Real de Santo António

Árbitro: Lucílio Baptista

BENFICA – Moreira; Alcides, Anderson, Ricardo Rocha e Léo; Katsouranis; Nuno Assis, Rui Costa e Karagounis; Mantorras e Miccoli.

Jogaram ainda na segunda parte: Nélson, Luisão, Petit, Nuno Gomes, Marcel, Paulo Jorge e Diego.

SPORTING – Tiago; Miguel Garcia, Polga, Tonel e Ronny; Custódio; Carlos Martins, João Moutinho e Romagnoli; Liedson e Yannick.

Jogaram ainda na segunda parte: Abel, Tello, Nani, Paredes, Douala e Deivid.

Ao intervalo: 0-1

Golos: 0-1, Yannick (39 m); 0-2, Yannick (51 m); 0-3, Katsouranis, na própria baliza.

Resultado final: 0-3

Grandes penalidades (duas séries de cinco, como primeiro critério de desempate no final do torneio): 4-4. (Marcel e Paredes falharam)

Leonino