"O Mundo sabe que pelo teu amor, eu sou doente / Farei o meu melhor para te ver sempre na frente / Irei onde o coração me levar / E sem receio... farei...o que puder pelo meu Sporting" - osangueleonino.blogspot.com -

Sangue LEONINO

sábado, janeiro 29, 2011

Ciclos que se iniciam? Ciclos que terminam?



Hoje é o dia em que se discute a possível entrada em cena do empresário Braz da Silva, num movimento que poderá ser o grande abanão no estado de marasmo e letargia que o clube vive - contrariando possíveis candidaturas pouco mais que 'mornas' - e que poderá baralhar as contas de quem já contava sentar-se na cadeira do poder de Alvalade num cenário eleitoral de 'favas contadas'.

No Diário de Notícias refere-se mais sobre o tema:

José Braz da Silva está a criar um projecto para o Sporting que consiste na criação de um fundo de investimento privado de 100 milhões de euros para "salvar o clube da agonia" e contratar jogadores. Agostinho Abade, actual presidente do Conselho Fiscal dos leões, faz parte do projecto, como o próprio o confirmou ao DN.

O projecto passa por duas fases. Na primeira, uma emissão privada de 50 milhões de euros, cada investidor terá de entrar com pelo menos um milhão. Depois, para atingir o dobro desse valor, os 100 milhões finais, haverá uma segunda emissão de participação mais baixas.

As declarações do empresário:

"Para ser competitivo é preciso ter activos de qualidade. Por isso estamos a pesar um projecto credível e transparente que consiste em criar um fundo de 50 milhões, numa primeira fase, e mais 50 milhões já com o projecto em andamento a ser aberto a todos os sócios"

"Obter liquidez para investir em jogadores. Tenho todas as condições para ser candidato. Sou sócio, adoro o Sporting e tenho uma vida profissional que me permite assumir um compromisso dessa natureza, mas ainda não é a altura certa para revelar isso. O que importa é o projecto, que pode ser a última ou uma das últimas oportunidades de devolver o equilíbrio financeiro ao clube"

"O presidente deve servir o clube, por amor, não pode é servir-se do clube e ser remunerado por algo que devia fazer por gosto. Assim não faz sentido pedir alguma coisa aos sócios sem oferecer algo primeiro. O presidente deve ser um subscritor do fundo. Além de contactos em Portugal e Angola, existem abordagens a empresários noutros países."

"O futebol é uma indústria e nós temos de o considerar como tal, só assim é possível potenciar um dos melhores e mais rentáveis produtos do País. Portugal faz mais dinheiro com a venda de jogadores do que com outro produto. Ganham os clubes, ganham os jogadores e ganha o Estado, com o pagamento de IVA e outros impostos"

"O clube entrou com 50 milhões provenientes das receitas e um grupo de 40 associados contribuiu com 1,2 milhões e ainda serviram de avaliadores para mais 50 milhões que o clube pediu aos bancos, e assim se fez o estádio."




Hoje noticia-se também a possível saída de Liedson, rumo ao Corinthians por 2 milhões de euros.

Será o fim de um ciclo de 8 anos de um grande goleador, mas que claramente está na curva descendente da sua carreira. Terei saudades do Levezinho dos grandes tempos, mas como em tudo na vida há ciclos que se fecham.

Apenas espero que seja acautelada a sua substituição no plantel com alguém de idêntica qualidade.


Leonino