"O Mundo sabe que pelo teu amor, eu sou doente / Farei o meu melhor para te ver sempre na frente / Irei onde o coração me levar / E sem receio... farei...o que puder pelo meu Sporting" - osangueleonino.blogspot.com -

Sangue LEONINO

sexta-feira, julho 15, 2011

Credor do Sporting?



CORREIO DA MANHÃ

Dívida: Empresário tem mais de dois milhões a receber da SAD leonina

Jorge Mendes é credor do Sporting


O empresário Jorge Mendes é credor do Sporting numa verba superior a dois milhões de euros, apurou o Correio da Manhã. O agente que intermediou vários negócios para o Sporting – Evaldo, João Pereira e Sinama Pongolle, Pedro Mendes, mais Maniche, Torsiglieri, Zapater e Tales de Sousa, entre os mais recentes – ficou com dinheiro a haver de comissões. As verbas são relativas, essencialmente, ao mandato de Bettencourt.


Tenho em relação aos empresários que gravitam no mundo do futebol uma opinião ambivalente. Por um lado reconheço que têm um papel importante na gestão da carreira dos futebolistas e bastantes vezes ajudam os clubes a fazer bons negócios que culminam na rentabilização dos agora chamados 'activos'.

Mas frequentemente esses mesmos empresários acabam por ser nefastos, quer para os clubes quer para os jogadores que representam, já que só recebem comissões quando os seus representados 'circulam' no mercado transferindo-se de um emblema para outro. E é nessa ânsia de 'negócio' que muitas vezes 'fazem' a cabeça dos jogadores e os desestabilizam, fazendo com que estes queiram abandonar os clubes que representam, muito antes dos respectivos contratos terminarem. Exemplos? Figo, do Barcelona para o Real. Ronaldo, do Manchester United para o Real. As influências negativas de Paulo Barbosa sobre Izamilov. A decadência de Jardel no Sporting... e por aí fora.

Também não raras vezes, em lógicas de estranhas ligações e cumplicidades com os dirigentes desportivos, impingem verdadeiros pernas de pau aos clubes, como no Sporting - por experiência própria - infelizmente sabemos. E pelos vistos, atendendo a situações recentes, não se cingem a pernas de pau, já que os mais refinados também impingem pseudo-directores desportivos e imitações de treinadores.

Ao ler a notícia hoje publicada no Correio da Manhã deitam-se assim mais achas na fogueira da suspeição sobre como - e porquê - Costinha chegou ao Sporting, e qual a sua verdadeira missão no clube, já para não falar na suposta recomendação feita por Jorge Mendes para que também o génio da táctica, Paulo Sergio de seu nome, chegasse ao banco do Sporting.

Se somarmos a isso que Jorge Mendes esteve envolvido na contratação de Sinama Pongolle, um dos negócios mais enigmáticos e absurdos feitos na história do nosso clube, facilmente se compreende que um frete foi feito a Mendes. E se atentarmos na lista de alguns génios da bola que sob a égide do todo-poderoso empresário vieram parar a Alvalade (Sinama Pongolle, Maniche, Torsiglieri, Zapater e Tales de Sousa,) apetece dizer que Mendes é que deveria indemnizar o Sporting! Credor do Sporting? Por amor de Deus...

Nuno M Almeida