"Tu vais vencer, Podes crer, Porque a nossa força é brutal. Mais de um século de histórias para contar. Sporting, tu nunca vais acabar" - osangueleonino.blogspot.com -

Sangue LEONINO

segunda-feira, novembro 03, 2014

Ultras ou assassinos?

O jogo de ontem, para lá do mau resultado desportivo averbado pelo Sporting, trouxe de volta cenas violentas que há muito não víamos, todas elas nas imediações do estádio D. Afonso Henriques, que tiveram o ponto mais grave no esfaquear de dois adeptos do Sporting, um com gravidade.
E estas cenas, infelizmente, são recorrentes naquela cidade, onde já vimos problemas graves com a claque do Braga em jogo entre os B's dos dois clubes. Junte-se ainda nos últimos tempos o facto de terem deixado um adepto do Boavista quase cego, ou o ataque a um grupo de mulheres e crianças indefesas.


Para se ter noção da dimensão do que representa esta gente, deixo-vos este excelente texto tirado do Sporting Fans:

"Sempre quis fazer uma deslocação para apoiar o Sporting pois, sendo de Lisboa, tenho a vantagem de conseguir acompanhar todos os jogos em casa. Estava na hora de ter esta experiência, e após consultar o calendário decidi em conjunto com mais outros oito amigos, “invadir Guimarães”. Fiquei muito contente por esta ser a minha primeira grande aventura afinal já tinha visitado a cidade, conheço pessoas muito simpáticas de lá, e os seus adeptos e aquilo que fazem pelo seu clube, fascinavam-me. Não é qualquer clube que, ao descer de divisão, vê crescer a sua massa associativa, e foram eles os pioneiros na questão da camisola 12, ao retirá-la da opção de escolha dos jogadores, atribuindo-a exclusivamente aos adeptos. Com muitas recomendações de cautela e indicações de “não levem adereços do Sporting”, lá seguimos viagem. Tivemos algum cuidado, mas não conseguimos largar o orgulho que é envergar um cachecol do grande Sporting, e lá fomos passando por estações de serviço e até um snack bar de Guimarães onde almoçámos, com o símbolo do nosso amor bem aconchegado em volta do nosso pescoço. Já na cidade berço juntámo-nos aos nossos, e perto da hora de abertura de portas, ainda com poucas pessoas nas imediações, decidimos aproximar-nos da porta que estava destinada aos sportinguistas, e foi aí que se deu a primeira incidência. Cerca de 50 adeptos completamente identificados como sendo do Vitória, começam a caminhar pela zona onde tínhamos estado 5 minutos antes, sozinhos sem qualquer escolta policial, e com um ar de quem não ia fazer coisa boa. E não fizeram! Roubaram adeptos do Sporting! Podem ler o relato de um dos visados neste texto (ver aqui). Só vi dois polícias no trajecto que fiz do sítio onde estacionámos o carro (perto de onde ficaram os autocarros das nossas claques) até à porta que nos correspondia, e estavam do outro lado do passeio onde o furto aconteceu! Nós ao percebermos o que se passou alertámos a polícia junto da entrada, e embora eles nos estivessem a ouvir, não se mexeram (e as portas ainda estavam fechadas). O caricato foi ter encontrado uma amiga minha do Vitória a quem contei a história (já tinham passado cerca de 15 minutos). O namorado dela, trajado à Vitória, foi de imediato falar com a polícia e… para meu espanto, eles dirigiram-se logo ao local (cerca de 20 metros de onde eles estavam)!
Este era para mim um jogo muito esperado, considerava-o “o jogo” que iria demonstrar a força do leão pelo regresso a ser campeão. A equipa parecia motivada e o apoio dos sportinguistas tem sido incondicional, como já em inúmeras deslocações o provaram. Mas este pareceu um Sporting diferente do que tenho visto nos últimos jogos. Onde estava a equipa que eliminou o Porto da Taça de Portugal? Ou o Sporting que recuperou de uma desvantagem de 2 golos na Alemanha com menos um jogador? Até o Sporting que venceu goleando, na jornada anterior, o Marítimo? Não sei… Mas naquele campo não esteve! Pareciam atrapalhados ou mesmo trapalhões, houve falhas nos momentos cruciais que deram origem aos golos, em momentos pareciam perdidos no meio do campo, e embora na segunda parte tivessem entrado melhor, a nossa equipa não conseguia reagir com aquela garra e entrega que nos habituou, não se percebeu. Claro que existe desilusão e frustração, não esperava um jogo destes, muito menos com um resultado tão expressivo, mas mesmo assim um grande aplauso aos adeptos e claques que nunca desistiram de apoiar o nosso grande amor. Durante toda a partida existiu provocação entre adeptos de ambas as equipas, quem vai à bola sabe que acaba por ser normal. Por norma ignoro, e então se for de uma equipa que nunca ganhou um Campeonato Nacional, e lá porque nos ganhou festeja como se fosse um título de campeões, mais ao lado me passa. Mas na minha cabeça ecoava todos os avisos que me foram dados quando decidi embarcar nesta viagem “cuidado com o fanatismo dos adeptos do Vitória”, e decidimos retirar os cachecóis e seguir a nossa viagem sozinhos tal como a tínhamos começado. Chamo-lhe falta de experiência, mas termos seguido fora do cortejo e por caminhos que desconhecíamos, fez-me temer pela nossa integridade física. Ainda só tínhamos avançado uns metros quando perto de umas escadas vimos 2 sportinguistas que estavam à nossa frente no passeio a ser agredidos. Não houve provocação alguma! Simplesmente caminhavam, tal como nós, e ao passar por 3 indivíduos foram abordados com… murros! Com um sangue frio que ainda hoje não sei onde fomos buscar, mudamos a nossa rota, cortamos caminho e dirigimo-nos ao primeiro policia que encontrámos. Contámos o sucedido, ele calmamente dirigiu-se a um colega que tinha rádio, e no mesmo passo calmo foram ver o que se passava. A estrada estava cortada, as claques do Sporting iam ser escoltadas para os autocarros, e nós fomos obrigados pela polícia de intervenção a ficar à espera que eles passassem. Entretanto contámos o sucedido e a resposta que tivemos foi a curiosa: “vocês já sabem como isto é aqui em Guimarães, mesmo não estando identificados com nenhum clube, basta falarem que percebem logo que não são daqui”. Mas isto significa o quê? Que eu como adepta de futebol e apaixonada pelo Sporting, não posso ir assistir a um jogo do meu clube em qualquer sítio onde ele jogue? Que para ter algum tipo de protecção tenho de pertencer a uma claque?! Nós éramos um grupo de 9 elementos com idades entre os 30 e os 55 anos, 4 mulheres e 5 homens, e acabámos por ser escoltados até à rua onde tínhamos o carro, não sem antes ouvirmos mais meia dúzia de frases repreensivas pelo nosso acto de ir ver um jogo de futebol onde fomos apoiar o clube do nosso coração…. Foi uma noite de grande frustração e revolta. A noite em que o futebol passou para segundo plano pois a violência tomou conta das nossas conversas e das nossas emoções. Nunca mais volto a Guimarães, nem mesmo fora do contexto futebolístico. Sei que meia dúzia de bestas não representam todos os adeptos, mas vi e ouvi coisas que tiraram de mim o carinho que sentia por esse clube. E acho que o pior foi mesmo as autoridades saberem que isto acontecia e em vez de fazerem algo por isso simplesmente dizerem o que nos disseram! Elementos do nosso grupo já garantiram que deslocarem-se para ver jogos do Sporting fora de Alvalade, nunca mais! O futebol deve ser jogado dentro das 4 linhas, ao terminar podemos discuti-lo e debater com outros, mas quando se ultrapassa os limites e envolve violência algo tem mesmo de ser feito! E o Vitória tem de ser punido pelo que os seus adeptos fizeram a 2 adeptos do Sporting que foram esfaqueados. E se foi isto tendo ganho o jogo, nem quero imaginar se tivessem perdido! Não se esqueçam é que a vingança é um prato que se serve frio, e com a classe que nos é conhecida, a nossa “vingança” será servida em bandeja de ouro no jogo da segunda volta quando vos golearmos em Alvalade e tiverem de voltar para a terrinha a chorar! Porque somos Sporting, não vergamos, e embora se gabem de ser a cidade onde nasceu Portugal, nós é que orgulhosamente nos chamamos Sporting Clube de PORTUGAL! -

O Vitória que aprendemos a respeitar não pode acolher adeptos como estes nas suas bancadas.

Esta gente está a mais no futebol e as autoridades não podem fechar os olhos ao que acontece com uma regularidade incompreensível em Guimarães.

Alguém um dia destes vai devolver aos adeptos vimaranenses o mesmo tratamento que dão aos seus adversários e isso poderá ter resultados trágicos que as autoridades, FPF e Liga teimam em não dar a necessária relevância.

SL
José
    Sangue LEONINO


5 comentários:

  • At 3/11/14 11:04, Blogger João Pedro said…

    O mais impressionante é que este tipo de situação que já nem são novidade, parece contar com a complacência das forças de autoridade locais, o que deve acontecer por alguma razão.

    Se calhar já seria altura do sr. Ministro da Administração Interna (ou "Mandante para o Terrorismo Interno" segundo a versão de Luís Filipe Menezes) ordenar a abertura de um inquérito para apurar responsabilidades, a menos que aquelas duas cidades não estejam sujeitas ao principio do Estado de Direito.

     
  • At 3/11/14 12:37, Blogger LORD VERDE said…

    NAO FORAM CONFRONTOS COMO A C.S ANDA A DIZER MAS SIM ATAQUES COVARDES PELAS COSTAS,ESPERAS NA PARAGEM DO BUS,ROUBOS , JÁ ANDAM ESTES BOIS JORNALISTAS A TENTAR BRANQUIAR

     
  • At 3/11/14 12:38, Anonymous Anónimo said…

    Uma vergonha!

     
  • At 3/11/14 19:08, Anonymous Anónimo said…

    Quando vierem jogar a Alvalade não lhes forneçam bilhetes. paguem a multa. Ouçam o relato nas camionetas...

    fanático

     
  • At 4/11/14 01:06, Anonymous Anónimo said…

    Em Guimarães é, pelos relatos de n pessoas até do Benfica (em blogs , em jornais e na CS em geral) usual existirem bandos de criminosos equipados com as cores do Vitória e que de forma cobarde atacam simples adeptos de outros clubes, velhos, crianças, jovens na proporção de 20/30 para 1... E por vezes até à facada nas...Costas! É um caso de policia e das autoridades locais e nacionais. Estes actos só prejudicam as gentes puras (que não do futebol) de Guimarães. A titulo de exemplo se me oferecessem uma estadia de uma semana , para mim e família em Guimarães à borla com tudo pago Não iria! Esperemos justiça para estes actos criminosos e outros actos humilhantes que aconteceram a adeptos do Sporting: como a de sportinguistas que tiveram que mostrar a carteira para demonstrar que não eram do Sporting...Não fossem lá ter o Cartão do Sporting. Cachecóis, camisolas, casacos e até carteiras roubados. As redes sociais têm denunciado todos estes actos. Esperemos punição exemplar! SL

     

Enviar um comentário

Sangue LEONINO

<< Home