"O Mundo sabe que pelo teu amor, eu sou doente / Farei o meu melhor para te ver sempre na frente / Irei onde o coração me levar / E sem receio... farei...o que puder pelo meu Sporting" - osangueleonino.blogspot.com -

Sangue LEONINO

sábado, setembro 26, 2015

Filme repetido

É o que me apetece dizer sobre este jogo do Sporting no Bessa e, em especial, sobre mais uma arbitragem de merda por parte de um árbitro portuense na cidade do Porto.

Em menos de uma semana, Soares Dias oferece uma vitória e um empate aos seus compinchas, só mesmo em Portugal seria possível ver isto.

Sobre o futebol, já se esperava um Boavista a lutar por cada bola como se fosse a última, a jogar nos limites da falta e fazê-las sempre que necessário (incrível como acaba com zero amarelos esta equipa...).
Esperava-se e foi o que aconteceu, um Boavista defensivo e que entregou ao Sporting as despesas do jogo.
O Sporting entrou para uma primeira meia hora fraca, despertando apenas no último quarto de hora, onde teve o seu melhor período com diversas oportunidades e... dois erros decisivos para o desfecho do jogo por parte do trio de arbitragem:
- Penalty por mão na bola do defesa do Boavista não assinalado
- Fora de jogo mal assinalado a João Pereira que fica isolado só com Mica pela frente

Dados os primeiros 45 minutos de avanço (um clássico já visto com Paulo Bento, Marco Silva, etc.), esperava-se um Sporting ainda mais dominador na segunda parte, e isso aconteceu, mas posse de bola não significa oportunidades e o Sporting revela nos últimos jogos ter muito pouca capacidade para criar ocasiões de golo, a segunda parte evidenciou por demais esse facto.

E reforço, acaba por ser isto o Sporting dos últimos jogos, muita posse de bola e escassas oportunidades de golo.
O Sporting não consegue jogar contra equipas que se fecham e são já vários os exemplos, Boavista, Nacional, Lokomotiv e Paços.
Assim, o sonho de ser campeão é só mesmo isso, um sonho.

Mas temos mais problemas a meu ver:

- Nenhum dos colombianos se consegue impor como titular na frente de ataque do Sporting, tendo hoje feito mais duas exibições descoloridas e falhando as duas melhores oportunidades do Sporting (Montero na 1ª parte e Teo na 2ª). Fora esses lances, mais fortuitos que por mérito, a produção foi um redondo zero de ambos.
Problema grave este...

- Mané não é ala e insiste-se neste erro, desperdiçando um excelente segundo ponta de lança que já tantas vezes nos resolveu jogos nessa posição. Hoje andou perdido nas linhas mais uma vez...

- Os defesas laterais
Jefferson, o nosso melhor homem a cruzar bolas redondinhas para a cabeça de Slimani, está numa fase negra não acertando quase nada no ataque.
João Pereira do outro lado, realizou o seu melhor jogo, mas mesmo assim continua a ser de uma timidez atroz no ataque.
No tipo de futebol jogado pelo Sporting impõe-se que os alas joguem como extremos, sobretudo contra equipas como este Boavista e isso hoje aconteceu pouco e quando aconteceu, foi quase sempre mal.

- Perguntas a Jorge Jesus
Eu também gosto muito de ver William regressar, mas neste jogo foi mesmo para quê?
Substituição desperdiçada e colocação em campo de um jogador que nunca ia conseguir resolver nada quando a sua forma física está a quilómetros de distância.

Sobre Mané a ala já falei mais acima, mas não teria sido bem melhor colocá-lo em campo no lugar que o Teo veio ocupar?
Precisava-se e precisa-se de mais velocidade no ataque do Sporting e isso nunca será conseguido com Teo e Ruiz.

Em suma, mais um passo atrás do Sporting num fim-de-semana que devia ser de passo firme em direcção à liderança do campeonato.

SL
José