"Tu vais vencer, Podes crer, Porque a nossa força é brutal. Mais de um século de histórias para contar. Sporting, tu nunca vais acabar" - osangueleonino.blogspot.com -

Sangue LEONINO

quarta-feira, abril 26, 2017

Coincidências...

 O automóvel que atropelou mortalmente o nosso adepto no passado fim-de-semana foi ontem encontrado na garagem de uma moradia na Amadora, propriedade de um membro da claque ilegal 'No Name Boys'.

Segundo consta, o dito membro é amigo do condutor que continua em parte incerta, mas que segundo a comunicação social é também um homem ligado à referida claque. Tudo meras coincidências...

 Nuno M Almeida
    Sangue LEONINO


10 comentários:

  • At 26/4/17 15:15, Anonymous fernando coimbra said…

    Tudo o que envolve o SLB é pura coincidência.
    O carro por acaso foi lá abandonado por coincidência, na residência de um NN por pura coincidência, que só por mera coincidência é amigo do condutor, que por coincidência é membro dos NN, que só por coincidência são uma claque ilegal apoiada pela direcção do SLB, que nem sabe disso.

    Teoria das Cordas para bananas.

     
  • At 26/4/17 17:49, Blogger LF said…

    Este tema é demasiado melindroso para ser tratado com clubismos.
    Em matéria de claques ninguém tem telhados de vidro. E supor-se que as direcções dos clubes estão por trás de actos deste tipo serve apenas para acicatar ódios, e abrir espaço a mais violência.
    Obviamente que o autor deste homicídio deve ser rapidamente encontrado, julgado e punido. Mas, por favor, não colem os outros 5.999.999 de benfiquistas a um acto de um criminoso.
    Ou se quiserem, colem mais uma dúzia de imbecis que cantam cânticos sobre o very light, mas ainda sobram 5.999.988.
    Há que ter a noção das coisas.
    Benfica e Sporting são uma coisa, claques são outra (e uma clara minoria de adeptos de ambos os clubes), e criminosos são uma terceira coisa.

     
  • At 26/4/17 17:56, Blogger Nuno M. Almeida said…

    CaRo LF, se há coisa que faço questão de distinguir é lampião de benfiquista. O primeiro é um canalha sem ética nem moral, o segundo é um adepto correcto, com fair play e honesto. E neste caso aponto o dedo a claques ilegais do slb, constituídas por gente marginal, criticando ainda a hipocrisia de quem as apoia. Infelizmente enquanto sportinguista tenho a triste legitmidade de já ter visto dois adeptos do meu clube serem assassinados por... lampiões.

     
  • At 26/4/17 18:29, Blogger LF said…

    Caro Nuno,
    Eu sou Benfiquista. Aos outros chame-lhes o que quiser.
    Mas está por provar o apoio dado pelo Benfica a quaisquer claques. Ainda não há muito tempo irromperam por uma AG insultando o Vieira.
    Mesmo que exista algum apoio a nível de cedência de instalações, obviamente que ninguém na direcção do Benfica se revê nestes comportamentos.
    A questão é: o que podem fazer para os evitar? Talvez alguma coisa, mas certamente pouco.
    Como se evitam cânticos? Não sei.

    Quanto aos crimes, o primeiro foi julgado, e o seu autor preso.
    Este está a ser investigado, esperando toda a gente de bom senso que tenha idêntico desfecho.
    Mas isto nada tem a ver com futebol. São crimes. Casos de polícia.

    Nós adeptos, e particularmente quem escreve em blogues e sites, temos também o dever de zelar para que o ambiente seja outro, e a rivalidade volte para onde nunca devia ter saído : dentro do campo.

     
  • At 26/4/17 19:57, Anonymous Fpsi said…

    Caro LF,
    Concordo em parte consigo, mas se o presidente tivesse mostrado real preocupação pelo sucedido, nao teria dito as palavras "o que fazia aquelas horas ali".
    Não ouvimos a condenar a forma constante dos "cantigos do very light", nem pedir às claques, neste caso, "grupos de adepos" para terem mais consciencia e calma. NADA!!
    Alias, ele tem e todos os presidentes, tem a capacidade de forçar a escolha de comentadores nos canais, e escolher pessoas menos incendiarias (critica para qq clube).
    No entanto nunca reprovou a forma como os "seus" comentadores inventam e atacam.
    É nestes casos que os clubes devem dar o exemplo.
    Veja o caso do FCP, claque pediu desculpa e o clube também, num caso muito menos grave.

     
  • At 26/4/17 20:10, Blogger ana said…

    Quem sabe se a direção ameaçasse a claque de lhe retirar os apoios (instalações, bilhetes) eles não fizessem certas coisas.

     
  • At 26/4/17 20:15, Anonymous fernando coimbra said…

    Caro LF,

    não se pode comparar JL, SD, com os NN.
    Têm todos comportamentos incorrectos em comum, certo. Mas 2 mortes, 1 tentativa de assassinato a um jogador de hóquei, 1 autocarro incendiado, são actos de 1 claque especifica. Sem paralelo algum com as outras.

    Óbvio que os NN não representam os benfiquistas. Nem o próprio LFV representa a totalidade do benfiquismo. Mas o certo é que não se vê pressão pública de benfiquistas sobre a direcção sobre este assunto.

    Como foi dito aqui, o FCP pediu desculpas públicas, e silenciou a claque, num caso muito menos grave. E a pressão de comentadores, e adeptos portistas foi nesse sentido.

    É isso que falta. Pluralismo de opiniões, porque obviamente muitos benfiquistas não se revêm nas suas claques.

     
  • At 26/4/17 20:36, Anonymous Racional não embarca na propaganda. said…

    Este incidente não tem nada a ver com desporto ou futebol. Não aconteceu durante um jogo ou competição, aconteceu fora de horas e aconteceu na rua, mas podia ter acontecido num café ou num bar. Qual era a diferença?
    A colagem que fazem ao Benfica tem fins políticos e estratégicos, não acho correcto já que isto não tem nada a ver com o Benfica.

    A pergunta que LFV fez tem toda a razão de ser já que as pessoas que foram para a Luz às 3 horas da matina já lá tinham estado na noite anterior a vandalizarem os muros e as paredes do estádio e anexos. Pior isso, a pergunta de LFV faz todo o sentido, no fim de contas ele é o presidente e não gosta, com ninguém não gosta, de ver os seus equipamentos vandalizados.
    Que era o que eles se preparavam para voltar a fazer.
    Porque levavam eles paus e ferros? Era para treinarem o lançamento do dardo?

    Isto é um caso de polícia que não tem nada a ver com desporto, tem a ver com criminosos que se envolveram numa rixa que acabou mal, como muitas rixas por esse Portugal fora acabam mal.

    Todos os dias morrem pessoas inocentes, que este italiano não era, atropeladas na estrada, adeptas de todos os clubes, e ninguém faz uma feira disso. Isso sim é lamentável.
    Próximo!

     
  • At 27/4/17 10:37, Blogger LF said…

    Caro Fernando Coimbra,

    Recuso-me a disputar esse "campeonato" de qual é a claque com mais episódios de violência.
    A vossa, por exemplo, é liderada por um indivíduo que há tempos foi condenado e preso por tentativa de homicídio. A do Porto tem gente como o Bruno Pidá, que está preso por múltiplos homicídios no caso das noites brancas. Homicídios para mim são iguais, seja de adeptos de futebol, seja de porteiros de bar.
    É importante, sim, distinguir o caso do very light (que vitimou um cidadão inocente que via de forma pacata um jogo de futebol, e que me envergonha como benfiquista), deste, que resultou de uma rixa, ao que parece, combinada, entre arruaceiros de um lado e de outro.

    O Benfica lamentou formalmente o sucedido, e não fosse a conflitualidade entre presidentes (que, é importante lembrar, não existia antes de BdC) talvez tivesse sido mais veemente.
    Não sabemos que pressão fez ou faz LFV junto das claques. Tal não pode fazer-se na praça pública.
    É importante é perceber que ninguém lucra com isto, perdemos todos .
    E é importante também perceber que enquanto deitarmos culpas de um lado para o outro, nada se vai resolver.

    Caro Fpsi,

    O Benfica condenou ambas as situações. O que poderia fazer mais?
    Quanto aos comentadores, penso que são escolhidos pelas próprias tvs. E sabe-se que quanto mais polémicos, mais audiências dão. Há uma grande responsabilidade da comunicação social nesta questão.
    Também os comentadores não representam o universo benfiquista, e desafio-o a visitar alguns foruns de benfiquistas para ver o que muitos pensam, por exemplo, de Pedro Guerra. O próprio Rui Gomes da Silva foi afastado da direcção, e por algum motivo o terá sido.
    Há que perceber que os comentadores ganham bom dinheiro com duas horas de trabalho semanal, e têm de manter a aura de polémica, para não perderem o emprego. Sei que são bastante ácidos, de parte a parte, mas temos de relativizar as coisas.
    Os clubes não são comentadores + claques. São milhões de pessoas que nada têm a ver com isso.
    Quando vou ver um Benfica-Sporting na Luz, de facto só vejo lá a claque do Sporting. E nos programas televisivos que se seguem, só oiço os comentadores. Mas sei que há milhões de adeptos do clube, muitos deles meus amigos, que não têm nada a ver com comportamentos hostis ou violentos, e simplesmente gostam de futebol.

    Cara Ana,

    E quem sabe não estão a fazer isso. Como disso, acho que é algo que não deve ser tratado na praça pública, para não incendiar mais as coisas.

     
  • At 27/4/17 18:16, Anonymous Anónimo said…

    Vamos lá ver se esses cabeças de merda lampiões entendem: os restantes adeptos do Sporting fugiram do local onde o Marco foi atropelado porque não queriam também eles correr o risco de serem atropelados por esse animal ao volante, ou levarem com um tiro ou uma tocha em cima, que bem capazes de isso são os animais sem nome. Capisce ou querem vocês aparecer à frente de um carro conduzido por um animal em fúria? Eu tinha vergonha é de arranjar desculpas para ocultar o embaraço que vocês têm em mãos, condenado em toda a Europa e mundo menos pela vossa direcção e representantes.

     

Enviar um comentário

Sangue LEONINO

<< Home