"O Mundo sabe que pelo teu amor, eu sou doente / Farei o meu melhor para te ver sempre na frente / Irei onde o coração me levar / E sem receio... farei...o que puder pelo meu Sporting" - osangueleonino.blogspot.com -

Sangue LEONINO

quinta-feira, abril 27, 2006

SÉRGIO ABRANTES MENDES: a melhor escolha para o Sporting

Amanhã realizam-se as eleições no nosso Sporting Clube de Portugal para um mandato que durará até 2009, sendo que existem três candidaturas que se vão submeter a sufrágio e que são encabeçadas por Sérgio Abrantes Mendes, Guilherme Lemos e Soares Franco. É um momento muito importante no nosso Centenário clube, pois nesta dobragem de século na vida do Sporting, todos os sportinguistas querem um futuro que continue a honrar o passado a orgulhar o presente e a projectar um Sporting Clube de Portugal enorme, ganhador, ou seja, um clube à Sporting !



Analisando as 3 candidaturas e começando por Guilherme Lemos, penso que é uma candidatura sem 'pernas para andar' e que visa contestar a actual Direcção do Sporting e alertar os sócios para a difícil situação em que o clube está, sendo louvável que Guilherme Lemos dê a voz num sentimento de desagrado em relação à gestão do clube que é o sentimento de muitos sportinguistas.

Quanto à candidatura de Soares Franco, já tenho escrito muito sobre ela em posts e comentários que tenho feito aqui no blog, mas revelo mais uma vez que sou contra esta candidatura e o seu programa eleitoral em 1º lugar pelo facto de segundo notícia que saíu esta semana Soares Franco ser pago pelo BES - principal credor do Sporting - e não pela OPCA (em que o BES detém grande parte do capital), sendo este facto comprovado pela declaração de IRS de Filipe Soares Franco. Ora, se juntarmos a presença de José Maria Ricciardi (administrador do BES) na vice-presidência do Conselho Fiscal e Disciplinar da lista de Soares Franco, concluímos que o principal credor do Sporting quer 'comandar' o clube - e aqui entra o programa eleitoral de Soares Franco com o qual estou contra - sendo que a presença de Diogo Vaz Guedes, presidente do Conselho de Administração da Somague também não me parece 'inocente' neste processo de quem quer 'apoderar-se' da mina de ouro que é o património não desportivo do Sporting - , proposta esta que foi chumbada em AG realizada recentemente e que é altamente lesiva para o Sporting, pois alienando o Health Club e a Clínica CUF, o Estádio de Alvalade Séc. XXI deixa de ser 100 % do Sporting, o mesmo se passando com as paredes do Estádio se se alienasse o Alvaláxia e o espaço adjacente ao Estádio com a alienação do Edifício-Sede, já para não falar nas coisas mais incríveis que poderão vir a ser construídas nestes espaços que deixarão de ser nossos, sem falar também do dinheiro que estes activos desde que bem geridos e rentablizados podem render ao clube, sendo que a sua existência é fundamental à existência do um Sporting enorme a todos os níveis que é o objectivo de todos os sportinguistas.
Tendo em conta isto tudo, o cúmulo do ridicúlo será nas reuniões de negociação entre o Sporting e o BES tentar-se perceber quem é que Soares Franco e Ricciardi defenderão: se o Sporting ou se a empresa que lhes paga, o BES. É por isto que o Sporting tem que ser sempre dos sportinguistas e não do BES e essa indepedência total do clube passa pela não eleição de Soares Franco.
A tudo isto junto este entrevista do Correio da Manhã a Soares Franco que só reforça ainda mais a opinião de que Soares Franco não tem condições para ser presidente do Sporting:
O presidente demissionário do Sporting, Filipe Soares Franco, confessou, antes de ter abandonado o cargo, não ter perfil para presidente do clube e isto porque: “Não tenho um amor genuíno por tudo o que é Sporting. Não gosto de todas as modalidades e tenho de ser sincero. E depois não tenho vida para ser presidente, pois não tenho tempo para ir aos jogos, que é uma função do presidente", explica.
http://www.correiomanha.pt/noticia.asp?id=196707&idselect=133&idCanal=133&p=22

Sérgio Abrantes Mendes, é um sportinguista que já foi dirigente do clube e que fez parte de um passado com o qual nenhum sportinguista se orgulha, é certo, acho que não é o candidato ideal para a Presidência do Sporting, mas de entre os 3 candidatos que se propõe a ser presidentes do nosso clube é claramente a melhor escolha, porque na questão mais importante do clube actualmente - alienação do património não desportivo do Sporting - tem uma opinião com a qual concordo ao ser contra a alienação deste património, sendo que Sérgio Abrantes Mendes defende a rentabilização deste mesmo património com uma gestão competente e que poderá render muito dinheiro ao clube com todos os dividendos que podem advir para a gestão financeira do Sporting, sendo que é um património importante num clube que se quer moderno e em que se quer que as funcionalidades deste património aproximem os sportinguistas do clube em permanência, favorecendo o clube financeiramente e os sportinguistas também.
Temos que pensar que as pessoas passam, os dirigentes passam, mas o clube fica, o Sporting ficará e continuará sempre a ser um clube enorme e é importante não se hipotecar o futuro do clube que passará naturalmente pela existência deste património não desportivo, sendo que a idealização de José Roquette quando se construiu este património não está errada, o património tem é sido mal gerido e rentabilizado.



Para concluír, Sérgio Abrantes Mendes tem uma equipa na sua lista directiva capaz de fazer um bom trabalho pois é trabalhadora e competente, quer trazer para a acividade fundamental do clube pessoas que percebem de futebol, propõe-se a fazer regressar a mística do Sporting a Alvalade com pessoas como Manuel Fernandes e Pedro Gomes por exemplo, e é para mim a melhor escolha para a presidência do nosso clube porque quer 'devolver' o Sporting aos verdadeiros 'donos' do clube: OS SPORTINGUISTAS !

Acima de tudo, vença quem vencer as eleições, o mais importante é que o vencedor seja o SPORTING CLUBE DE PORTUGAL !

Lion King