SANGUE LEONINO

"O Mundo sabe que pelo teu amor, eu sou doente / Farei o meu melhor para te ver sempre na frente / Irei onde o coração me levar / E sem receio... farei...o que puder pelo meu Sporting" - osangueleonino.blogspot.com -

quinta-feira, novembro 23, 2006

Não havia necessidade...



Muito se tem falado hoje - entre outros temas - dos exagerados (?) festejos de Luís Figo, aquando do golo de ontem do Inter, frente ao nosso Sporting.

Apesar de não considerar esse tema demasiado relevante, não posso deixar de dar a minha opinião:

É um facto que esse senhor é profissional, é um facto que deve exultar com as vitórias relevantes do seu actual clube, mas também é um facto que se formou em Alvalade e que se diz (?) sportinguista, ele que até era benfiquista em miúdo.

Gostei de o ver festejar daquela maneira? Não, até porque acabou por demonstrar maior alegria que o brasileiro Adriano, jogador que estava ao seu lado. E para além disso, estava no banco, não no terreno de jogo.

Devia festejar? Devia!

Daquele modo exuberante? Não!

Devia chorar pateticamente como o "outro"? Claro que não!

Meus caros, e escrevo isto na condição de um adepto que convive muito mal com as derrotas do Sporting, e que em miúdo até chorava com as mesmas, a verdade é que devemos habituar-nos a isto.

Pretensos sportinguistas sempre fizeram questão de exultar com os seus golos marcados ao Sporting e com as vitórias das suas equipas frente a nós. Querem exemplos? Cadete, Futre, Fernando Mendes, Quaresma, Simão, entre outros. Serão estes verdadeiros sportinguistas? Duvido...

O que é curioso é que há jogadores estrangeiros que depois de terem jogado com as nossas cores se tornaram, esses sim, verdadeiros sportinguistas. E isto são factos, porque convivi de perto com eles. Querem exemplos? Yordanov, Balakov, Ivkovic. Quanto aos outros, enfim...

Leonino

0 comentários:

Enviar um comentário

Sangue LEONINO

<< Home