"O Mundo sabe que pelo teu amor, eu sou doente / Farei o meu melhor para te ver sempre na frente / Irei onde o coração me levar / E sem receio... farei...o que puder pelo meu Sporting" - osangueleonino.blogspot.com -

Sangue LEONINO

domingo, maio 27, 2018

Relatório-fantasma?

Será que temos no Sporting alguém com uma veia tão inovadora e criativa que vamos ser o primeiro clube a inventar relatórios-fantasmas da Procuradoria Geral da República?

Nuno M Almeida

Sá Pinto??!!


Ricardo Sá Pinto? Por amor de Deus! Um dos jogadores que muito admirei e ao qual mais do que uma vez transmiti o meu apreço, alguém por quem nutro simpatia pessoal, mas a opção para o nosso banco?

A menos que se queira tentar replicar no nosso Sporting uma versão Sérgio Conceição - enquanto jogador muito impetuoso e enquanto treinador alguém que transmite garra - não entendo, até pela sua experiência enquanto treinador, o que nos poderá aportar.

Recordo-me, entre outras, de uma experiência falhada no Belenenses, passagens pelo OFI Creta, Estrela Vermelha, Al-Fateh, e mais recentemente pelo Standard Liège.

Depois de Leonardo Jardim, Marco Silva e Jorge Jesus esperaria um treinador experiente, consagrado e alguém que incute respeito no balneário pelo seu trajeto. Até pelo que se gastava com Jesus diria que conseguiríamos facilmente contratar alguém com esse perfil.

Pode ser que Sá Pinto seja mera especulação da imprensa...

Nuno M Almeida

sábado, maio 26, 2018

Hóquei: belo triunfo em Carnide


Benfica, 4 - Sporting, 7

Com uma vantagem de 3-0 ao intervalo, fruto de um domínio completo, no segundo tempo relaxámos e deixámos o adversário chegar ao empate.

No entanto, a maior classe e qualidade dos nossos hoquistas ditou um triunfo categórico por 3 golos de diferença, estando nós no primeiro lugar a duas jornadas do fim.

Nota para a indignação dos da casa, as virgens ofendidas do costume, porque Pedro Gil ‘bateu as asinhas’ após um golo...

Parabéns aos 20 adeptos que foram apoiar a equipa à Luz. Bela lição a quem só disponibilizou esse número de entrada em vez de 240.

Actualização: parabéns também ao nosso andebol. Batemos o FC Porto (30-21), jogando amanhã a final contra o SLB.

Nuno M Almeida

Varandas na primeira pessoa












Nuno M Almeida

A cereja no topo do bolo


Nuno M Almeida

quinta-feira, maio 24, 2018

Panfleto eleitoral com meios do clube?


Nuno M Almeida



Este sim, uma reserva moral do clube!



Nuno M Almeida 

terça-feira, maio 22, 2018

Curto e simples para alguns perceberem

Pode-se criticar Bruno Carvalho sem que isso signifique automaticamente que o autor das críticas é saudosista dos tenebrosos tempos de (c)roquettismo. 

Reitero: não há apenas preto e branco. Há mais, muito mais, sobretudo num universo de três milhões e meio de adeptos.

Ok? Perceberam desta vez? Não é difícil, pois não?
Não, não sou brunista. Não, não sou croquettista.

E não, não tenho uma agenda escondida. O que às vezes tenho é a carteira escondida, mas para evitar que alguém a roube. É que consta que o enorme afluxo de turistas a Lisboa fez disparar a actividade dos carteiristas...

Nuno M Almeida

A jogada de desespero de Carvalho?



Nuno M Almeida 

Os delírios da imprensa


Aí está a prova cabal de que Rui Patrício esteve hoje em Nápoles, a negociar contrato. Foi o próprio a partilhar esta foto no seu Twitter.

À esquerda é perfeitamente identificável o técnico Maurizio Sarri e ao meio o presidente Aurelio De Laurentis.

Podemos também testemunhar em primeira mão que os napolitanos vão equipar de laranja na próxima época, substituindo o habitual azul celeste.

Um aplauso, portanto, à imprensa que freneticamente noticiou a presença do guarda-redes em terras transalpinas. Uma vez mais na mouche. Bravo!

Nuno M Almeida 

De anúncio em anúncio



Augusto Inácio regressa como director-geral do Futebol Profissional. Menos mal. Ao contrário do rapazinho Geraldes, pelo menos é alguém que percebe de futebol e que tem uma ‘folha’ imaculada. E ainda um grande sportinguista.

Tendo Inácio saído porque Jorge Jesus havia entrado, podemos então inferir que o treinador está de saída. Na minha opinião, a caminho do Porto.

Anuncia-se também que o actual presidente deixa de estar presente no banco. Tal como num passado recente. Esteve no banco, deixou de estar no banco, voltou a estar no banco. Como faz no Facebook. Ziguezagueante. Como a sua personalidade.

Foi também hoje anunciada a calendarização da preparação da equipa profissional de futebol, para o arranque da época 2018/2019. Nada como se querer mostrar que a casa continua arrumada. Pese embora a tempestade.

Ontem anunciaram-se também várias medidas de reforço de segurança em Alcochete para precaver ataques a jogadores, similares aos da semana passada. Suspensão de apoios à Juventude Leonina. Foi pena o atraso.

Fábio Coentrão afinal também pode permanecer, ele que já estava recambiado para Madrid após a pretensa rebelião.

Quer-me portanto parecer que alguém estará à pressa a tentar emendar a mão e a aproveitar estas 48 horas, após a reunião de ontem em Alvalade para angariar argumentos visando a defesa da sua posição.

Bruno Carvalho faz-me agora lembrar aquele cábula que na noite de véspera de exame promete aos pais que vai estudar toda a matéria de um semestre. 

Aguardemos por novos dados...

Nuno M Almeida

Humor para desanuviar



Nuno M Almeida

Diz o sócio 100.000...



«É uma situação aborrecida, tenho de ficar sempre do lado dos jogadores e do treinador porque sou da mesma profissão que eles. Estou 100 por cento com eles, sempre com os jogadores e o treinador.» - Cristiano Ronaldo 

Nuno M Almeida

Reserva moral do Sporting??!!


Nuno M Almeida

Demissão de Carvalho! Não ao (c)roquettismo!

Eu não gostaria que esta ocasião, em que algumas coisas vão ter que acontecer, e percebe-se que alguma coisa terá que acontecer, de clarificação, que fosse uma oportunidade para um certo acerto de contas entre as diversas facções que existem dentro do clube. 

Que não fosse uma oportunidade para uma espécie de regresso ao passado saudoso que eventualmente exista numa parte do clube.

Acho que há uma coisa que todos nós devemos saber ler da vontade dos sócios: parece claro que Bruno Carvalho colocou o clube numa situação insustentável. Não se pode viver com os órgãos sociais demissionários e com o conselho directivo com quórum muito limitado.

Mas era importante que todos os sportinguistas percebessem que, se há sinal que os sócios têm dado, independentemente de nos revermos mais ou de gostarmos mais de um clube numa versão mais populista ou menos populista, é que os sócios desejam uma solução nova capaz de unir o clube e não de um regresso ao passado.

O Sporting precisa de uma solução de paz e que una o clube para o futuro.

Samuel Fernandes Almeida (fiscalista)
____________________________________________

Exatamente tudo aquilo que há alguns dias tenho andado aqui a escrever e a defender. Bruno Carvalho chegou a um ponto sem retorno, colocou o clube numa situação insustentável e gerou uma clivagem entre a massa adepta.

Defendo assim que não tem outro caminho a não ser demitir-se, sair com alguma dignidade, permitindo que tudo aquilo que de bom foi feito não seja alienado ou hipotecado, ao teimar em confundir o seu destino com o do Sporting.

É fundamental que a muito curto prazo seja permitido um novo rumo, plebiscitado pela maioria da família leonina, reunificando a nação sportinguista, apanhando os cacos e reerguendo o edifício.

Mas que, de facto, e em simultâneo se blinde e preserve a instituição de nocivos regressos ao passado e de novo assalto ao poder por parte dos oportunistas saudosistas do (c)roquettismo!

É esta a minha posição. Enquanto adepto, sócio, detentor de gamebox e acionista da SAD espero ter sido definitivamente claro!

Nuno M Almeida 


segunda-feira, maio 21, 2018

E porque não?


Tanto se atiram para a praça pública nomes para um pós-Carvalho, que acabamos sempre confrangedoramente resumidos a apelos a nomes do costume, como Rogério Alves, Ricciardi ou José Couceiro.

Sendo todos mais do mesmo, ou seja, farinha do mesmo saco, e defendendo eu há muito uma terceira via, distante de (c)roquettismo e de brunismo, porque não este homem para a personificar?

Falo de Frederico Varandas, não do irmão que esteve com Godinho Lopes e que foi delfim de Rogério Alves. O actual médico do departamento profissional de futebol é um sportinguista dos sete costados, alguém que nestes últimos anos ganhou interessante experiência no mundo do futebol, que conhece agora muito bem o meio e que seguramente será mais bem preparado do que alguns que ainda por lá andam.

Por outro lado, é um homem que conhece muito bem valores como o humanismo, a coragem ou a solidariedade. Tem inclusivamente no seu currículo uma comissão de serviço no Afeganistão, onde defendeu um colega debaixo de fogo. Foi louvado e condecorado com a Medalha D. Afonso Henriques. Conhece-se o seu passado. Ao contrário de outros.

Portanto, reitero: e porque não?

Nuno M Almeida



Se...



Se alguns dos jogadores do nosso plantel profissional de futebol rescindirem por justa causa - espero sinceramente que não! - alegando terem sido agredidos no posto de trabalho por deficiência ou incompetência na segurança, isso não será gestão danosa?

Se o clube sofrer um rombo brutal, tanto financeiro quanto reputacional, porque a instituição não salvaguardou condições mínimas de trabalho, não será motivo mais do que suficiente para exigir responsabilidades ao líder do Sporting?

Não deverão os sócios e os accionistas da SAD exigir responsabilidades a quem as tem, perante a debandada dos activos do clube?

Numa organização, seja ela de que natureza for, independentemente do sector no qual desenvolva a sua actividade, não deverão o laxismo, a incúria e a inépcia ser exemplarmente punidos? E aqui a segurança falhou. Rotundamente!

Ficam assim as perguntas de um mero sócio e accionista muito minoritário da SAD...

Nuno M Almeida

‘Amor’ à camisola


Nuno M Almeida

Não gosto de apelos a salvadores da pátria


Estou fartinho de Bruno Carvalho, dos seus actos imponderados e da trupe de fiéis acólitos generosamente remunerados que ainda o apoiam no conselho directivo.

Mas também não gosto de salvadores da pátria, de homens providenciais ou de vagas de fundo. Nada mesmo!

Numa nação de três milhões e meio, com tantos sportinguistas de qualidade, acabamos sempre por caír nesta tentação de lançar gritos desesperados e de resumir a salvação a um único homem.

Mas porquê Rogério Alves? Porque esteve na lista de Godinho Lopes? Porque foi advogado de Paulo Pereira Cristovão? Ou de Álvaro Sobrinho? Ou porque é um homem próximo de José Maria Ricciardi?

Sei que haverá aplausos vindos da Maçonaria, também da Opus Dei e até de algumas corporações, mas reitero: num possível cenário pós-Carvalho é este o perfil que desejamos ou que necessitamos? Um homem de falinhas mansas que consegue estar bem com Deus e com o diabo? Um homem que ao longo do tempo de (c)roquettismo conseguiu sempre passar pelo intervalo da chuva?

Será que não conseguimos mesmo aprender nada com os erros do passado e volta e meia lá estamos nós a cometer os disparates do costume?

Abramos os olhos e saibamos ver quem está por trás do pano a orquestrar este apelo e a lançar o nome de Alves, o tal que como Sousa Cintra diz, “deve ser presidente do Sporting porque fala muito bem”.

Nuno M Almeida

Rui, as tuas lágrimas também são as minhas!


Sempre tive uma especial admiração e apetência pelo posto de guarda-redes no meu desporto de eleição. Ou não fosse filho de um antigo guarda-redes do grande Clube Oriental de Lisboa.

Também por isso, cresci a idolatrar Vaz, Fidalgo, Damas, Meszaros, e tantos, tantos outros grandes nomes que passaram pela nossa baliza e que sempre prestigiaram o nosso emblema.

Foi assim com alguma surpresa e bastante desconfiança - mea culpa - que vi o teimoso Paulo Bento apostar em ti, dando-te a titularidade. Tinhas 18 anos, eras lançado às feras nos Barreiros, frente ao Marítimo, e logo aí garantiste uma vitória para as nossas cores defendendo uma grande penalidade. Mostravas estar talhado para fazer história. 

Ficou assim registado que 19 de Novembro de 2006 seria a estreia de um predestinado na defesa das nossas redes.

Tiveste momentos comprometedores, algumas vezes tremeste, tantas vezes duvidámos de ti, mas mostraste de que fibra eras feito. Não vacilaste, não desististe, apostaste tudo em crescer enquanto atleta e homem, assumindo os erros, procurando evoluir, mas também declarando sempre amor eterno ao clube que te viu crescer.

Foste campeão da Europa pelo teu país, considerado o melhor guarda-redes do torneio - no qual também competiram monstros como Buffon ou Neuer - jogaste todas as principais competições pelo teu Sporting, mostrando sempre estar à altura dos melhores e olhando de frente - como os corajosos fazem - para os desafios que te foram sendo colocados.

Tens sido um profissional de mão cheia, um homem de família, responsável, cumpridor, sereno, e um verdadeiro ídolo para as crianças, tu que envergas a braçadeira de capitão com uma classe e uma dignidade como poucos na nossa história leonina.

Por tudo isto, não esmoreças, não vaciles, porque sabes tão bem quanto eu que a determinada altura todos caímos, mas só os campeões se reerguem. 

Não te deixes abater, tendo sempre a certeza e a convicção de que muitos dos que agora te criticam e põem em causa o teu profissionalismo e dignidade, jamais, em momento algum, chegarão aos teus calcanhares!

Nuno M Almeida