SANGUE LEONINO

"O Mundo sabe que pelo teu amor, eu sou doente / Farei o meu melhor para te ver sempre na frente / Irei onde o coração me levar / E sem receio... farei...o que puder pelo meu Sporting" - osangueleonino.blogspot.com -

sábado, agosto 24, 2019

Joguem com vontade!

Em vésperas de irmos a Portimão espero que quem amanhã envergar a camisola verde e branca, o saiba fazer com garra, suor e brio!

É que mesmo a cambalear, em caso de vitória, podemos somar sete pontos e ficar à frente de Porto e Benfica.

Não sejam gatinhos, joguem como leões, caramba!


Seis milhões...

Época de saldos em Alvalade?

Segundo alguns iluminados esta venda de Bas Dost vai render-nos 18 milhões: 6 do Eintracht, mais 12 que poupamos em dois anos de salários.

Pobre Sporting, que tem balançado entre um tipo desequilibrado que entrou em curto-circuito e uma cambada de amadores sem jeito nenhum para isto!

Esta venda de Bas Dost, a juntar a outras em saldo, faz-me recordar os tempos que vigoravam com uma certa linhagem...

Enfim, uns dirão que a culpa é de Bruno Carvalho, porque provocou o pedido de rescisão unilateral do holandês, outros dirão que Varandas e Viana se livraram de mais uma maçã podre no balneário.

Eu digo: tudo isto é triste, tudo isto é Sporting!

sexta-feira, agosto 23, 2019

Coincidências...

Depois digam que eu é que tenho má vontade em relação a este personagem, o tal que conheço de ginjeira desde os tempos da juventude, no bairro dos Olivais.

O mestre especialista em passar pelo intervalo da chuva e em estar sempre bem com Deus e com o diabo.

Aventais...




quinta-feira, agosto 22, 2019

Y porque no te callas?????

Fartinho destes pseudo-notáveis que abrem a boca conforme o vento, os cataventos sportinguistas a quem já ninguém dá crédito...

Nada tenho contra sportinguistas com sentido crítico que não calam a sua voz e que procuram lançar alertas quando a situação lhes merece reparos.

Outra coisa bem distinta são estes personagens, que tanto guinam para um lado como a seguir para o outro, consoante o protagonismo que as sucessivas direções leoninas lhes conferem.

Detesto esta malta que se põe em bicos-de-pés porque um dia foram dirigentes do clube ou porque acham que são mais do que nós, sportinguistas anónimos, naquela lógica de fogueira de vaidades que tão ‘bons’ resultados tem trazido ao Sporting...

Não sendo eu um defensor da presidência de Varandas - bem longe disso - ou um admirador das suas qualidades enquanto líder, até acho contraproducentes as críticas deste pseudo-notável, não só porque já não são muitos os que lhe ligam, mas também porque isso até pode funcionar a favor do actual presidente.





quarta-feira, agosto 21, 2019

E andamos nisto...

Parece sina leonina que o Sporting ande constantemente enredado em polémicas e em conflitos que inevitavelmente abalam o bom ambiente de qualquer balneário.

Ai ganhámos ao Braga? Ai conseguimos o primeiro triunfo? Pois bem, venha daí uma polémica e um tema para a comunicação social e o rivais aproveitarem ao máximo, no sentido de desestabilizarem e desanimarem as hostes.

Isto não é uma brincadeira e no futebol é preciso muito pulso, autoridade e disciplina, mas também bom senso e equilíbrio. O problema é que há quem tenha e quem não tenha.




terça-feira, agosto 20, 2019

Porquê, Keizer?

Gonzalo Plata, um dos melhores jogadores do último mundial de sub-20, acaba de ser convocado para a seleção principal do Equador.

Sabendo-se o enorme talento deste miúdo equatoriano e sendo óbvio que o nosso plantel carece de qualidade, pergunto a Marcel Keizer quando pensa dar uma oportunidade a sério a este miúdo.

O talento não tem idade, e mesmo sem querer entrar em comparações, a verdade é que vejo um rival directo a lançar jovens em catadupa, sem prejuízo da sua evolução e da qualidade da equipa!

Opções...


Estamos contigo, Ricardo!


Novela à vista?



domingo, agosto 18, 2019

Três pontos melhores que a exibição



Sporting, 2 - Braga, 1

E ao segundo jogo do campeonato veio o primeiro triunfo frente a um adversário sempre complicado.

O resultado é melhor do que a exibição porque, pese embora os três pontos conseguidos, houve vários momentos do jogo em que o Braga poderia ter marcado, foi mesmo superior, e não fora um grande Renan, o desfecho poderia ter sido menos favorável. 

Parece mais do que óbvio que a equipa precisa de mais consistência, mais ligação entre sectores, maior solidez defensiva e mais qualidade no ataque. Estamos longe do patamar qualitativo de que necessitamos para poder lutar por objectivos ambiciosos.

Esta noite custou-me ver Keizer ao minuto setenta e tal a mexer na equipa para reforçar o sector defensivo e defender a vantagem... em casa... frente ao Braga. Enfim, é o que temos...

Em vésperas de jornada na qual vamos a Portimão e onde veremos rivais a perderem pontos, é urgente reforçar a equipa, sobretudo após a anunciada saída de Bas Dost.

Desta noite ficam os três pontos e um balão de oxigénio e motivação. Espero eu!

Sempre a aprender



Hoje ao ler alguns jornais desportivos descobri que aquilo que se poupa em ordenados relativos a um jogador que se vende, também é considerado ganho. A somar aos 8 milhões que o Frankfurt vai pagar devemos ainda contabilizar os 12 milhões dos seus ordenados.

Há máquinas de propaganda do caraças!

Espero é que, chegados a meados de Agosto, e já com o campeonato a decorrer, ficando agora sem o ponta-de-lança de referência, contando apenas com Luiz Phellype - e Vietto???? - haja a devida competência para ainda contratar um substituto decente para colmatar a saída de Bas Dost.

sábado, agosto 17, 2019

Obrigado e boa sorte!

Chegou ao fim o ciclo de Bas Dost no Sporting, voltando agora para o futebol alemão, mas desta vez para o Eintracht de Frankfurt.

Enquanto adepto e sócio agradeço ao holandês os golos que marcou ao serviço do meu clube e o seu excelente desempenho, nomeadamente na primeira época de leão ao peito. Não tanto na última...

Não ficando na história leonina no mesmo patamar que Liedson, Jardel ou Acosta, não deixa de ser um bom avançado que passou por Alvalade.

Bedankt en veel geluk!



«A Sporting Clube de Portugal - Futebol, SAD informa que chegou a um princípio de acordo com o Eintracht Frankfurt para a venda a título definitivo dos direitos desportivos do jogador Bas Dost»

Curioso...

Independentemente daquilo que possa ter custado aos cofres do Sporting o regresso de Bas Dost, após ter decidido rescindir unilateralmente - aparentemente a favor dos bolsos dos seus empresários - é curioso como essa notícia apenas vem cá para fora um ano depois.

E mais curioso é o timing das notícias sobre quanto custa a permanência do holandês em Alvalade - 6 milhões por época mais 450 mil euros para os seus empresários - sobretudo quando se sabe que o Sporting está a fazer tudo para o ‘despachar’ para outras paragens...

Nada como ter uma agência de comunicação ágil e eficaz, não é, caro Frederico Varandas?




terça-feira, agosto 13, 2019

E se fosse o Sporting?

O FC Porto foi hoje afastado da Champions League por esse ‘colosso’ do futebol mundial chamado Krasnodar. 

Depois de ter vencido na Rússia foi surpreendentemente batido em casa, chegando a estar a ser goleado por 3-0!

A minha pergunta é apenas esta: e se tivesse sido o Sporting? A esta hora já se questionava tudo e todos, já se clamava pela demissão de presidente, dirigentes, treinador, e se calhar até do próprio Paulinho. Já se colocavam tarjas ameaçadoras em Alvalade e muitos exijiam o regresso de destituídos.

É esta a diferença no ADN dos clubes, o que faz com que uns sejam bem sucedidos enquanto outros andam época após época... a ver navios!

Há clubes ganhadores que conseguem transformar momentos difíceis em lógicas agregadoras e motivadoras. Outros preferem colocar tudo e todos em causa após cada desaire.

E agora?

Só há uma solução para acabarem com essas dores de cabeça, essa atitude de impotência e desespero, e com a oferta de mais argumentos para o discurso de capitalização da crise com que os abutres sempre nos brindam.

Ganhar ao Sporting de Braga de forma convincente e clara na próxima jornada é a solução. Não há outra via, não há outra opção. 

Acabou o espaço para mais deslizes e para mais benefícios da dúvida!


domingo, agosto 11, 2019

Procura-se a primeira vitória

Marítimo, 1 - Sporting, 1

Mais uma exibição desgarrada, cinzenta, sem grande discernimento e fio de jogo.

Começa a ser preocupante esta série de resultados menos positivos, aliados a desempenhos cinzentos e muito pouco convincentes.

Uma defesa titubeante, com falhas fatais, tal como se viu na final do Algarve, deixando hoje o jogador maritimista sozinho a marcar o primeiro golo da partida a seu bel-prazer.

No meio-campo muita luta mas pouca objectividade e no ataque continuamos a pecar na construção de jogadas de verdadeiro perigo. Muito pouca eficácia e pragmatismo.

Segue-se agora o Braga de Sá Pinto - em casa - e a necessidade imperiosa de se conseguir a primeira vitória, sob pena de arriscarmos uma época muito complicada.


sexta-feira, agosto 09, 2019

Muitos parabéns, grande ídolo!







Celebra hoje 67 anos de vida o meu maior ídolo de leão ao peito.

Um avançado elegante e felino, um dos jogadores portugueses que maior classe passeou pelos relvados.

Naqueles jogos de futebol em que nós em miúdos escolhíamos um jogador, eu era invariavelmente o Jordão, exceptuando obviamente o meu muito menor talento.

Reterei para sempre aquela tarde mágica de 1980 no velhinho José Alvalade, na qual presenciei ao vivo a festa do título, jogo em que ganhámos 3-0 à União de Leiria, com Jordão a assinar dois golos e a sagrar-se o melhor marcador dessa época.

Um craque e uma lenda que já tive o prazer de conhecer e apresentar ao meu filho, dizendo-lhe, nessa altura, que estava na presença de um dos melhores avançados de sempre do futebol português.

Para além das suas inigualáveis qualidades futebolísticas um homem de uma simplicidade e uma discrição ímpares!

quinta-feira, agosto 08, 2019

Inglaterra já era...



Fechado há pouco o mercado de transferências em Inglaterra, país onde Bruno Fernandes sonhava jogar, e agora?

Das duas uma: ou ainda vai a tempo de abraçar um projecto profissional noutra liga - como a competitiva espanhola ou a menos atractiva francesa - ou então fica em Alvalade.

Neste último caso a minha única dúvida será perceber a sua motivação para continuar de leão ao peito e para ser a referência do plantel no campo e no balneário. Terão Varandas e Keizer a competência necessária para manter o capitão motivado ou poderá este tornar-se um foco de instabilidade no grupo de trabalho?

Aguardemos para ver.

quarta-feira, agosto 07, 2019

Que comece o campeonato!



Mais um campeonato prestes a iniciar-se e, como sempre, as inevitáveis esperanças e ambições anuais renovadas, rumo a uma temporada que se deseja entusiasmante até ao último dia, com o sucesso que for possível para o meu emblema de eleição.

 

Temos uma direcção com um ano de exercício,  sementes semeadas para colhermos os frutos de um trabalho que se espera correcto e coerente, sobretudo no que concerne à revitalização da nossa academia.

 

Não fui um apoiante nem um entusiasta ou votante de Frederico Varandas e seus pares, mas como acima de tudo amo o meu Sporting - há quase cinco décadas - não tenho qualquer problema, preconceito ou prurido em reconhecer os méritos que tiver que reconhecer, se constatar valor na gestão empresarial e desportiva desta direcção.

 

Depois de várias presidências repletas de erros de gestão que iam hipotecando o futuro do clube, pese embora todos os pseudo-iluminados que fizeram parte das várias direções e órgãos sociais, e depois da insuportável turbulência que levou à destituição de Bruno Carvalho, muito trabalhinho agora se impõe a Varandas.

 

Fortalecimento da marca Sporting, reestruturação financeira, racionalização económica na gestão do clube, maior aposta e valorização da figura do sócio, mais apelo à massa adepta e associativa que seguramente implicará maior venda de merchandising e bilhética - traduzida na crescente afluência aos jogos, com mais e melhor apoio à equipa - maior dinâmica e proximidade aos inúmeros núcleos, reforço do ecletismo e uma voz mais forte e ruidosa junto dos órgãos decisórios do futebol português e internacional. Tudo isso se exige a Varandas. Isso e muita reconciliação e apaziguamento interno!

 

Aliado a todas essas vertentes impõe-se uma política desportiva mais lógica, correcta e sustentada, somando à tradicional excelência dos frutos da nossa formação, a contratação de jogadores mais experientes e a aposta em futebolistas desconhecidos, mas com potencial valorização, como há algum tempo vimos com Slimani. Um investimento de 300 mil euros que rendeu um encaixe de 30 milhões!

 

Quanto ao timoneiro, mantenho sérias dúvidas e reservas em relação à competência de Keizer, sobretudo quando ainda suspiro por Leonardo Jardim ou Marco Jardim. Ao invés daquele senhor que sucedeu ao actual técnico do Everton, aquele que agora anda por terras canarinhas.

 

Terminada a pré-época, na qual registámos apenas derrotas e empates, e uma pesada goleada na Supertaça, muito há agora a melhorar.

 

O plantel está a reestruturar-se (com Camacho, Rosier, Neto, Vietto), os desafios são enormes, a época será longa, com a exigente participação nas provas europeias, sabemos que os novos reforços estão ainda a ambientar-se à cultura do clube, às novas rotinas, aos colegas e à equipa técnica, pelo que a nível de preocupações relevo sobretudo a grande e incompreensível incerteza sobre o futuro do elemento à volta do qual gira a dinâmica da equipa: Bruno Fernandes!

 

Na defesa urge que as rotinas e o entrosamento demonstrados no final da temporada passada, sobretudo na zona central entre Coates e Mathieu, regressem depressa. As indicações de pré-temporada não foram as melhores. Mas Neto também oferece algumas garantias.

 

Quanto a novos reforços aposto na explosão de Camacho, mas Vietto continua a suscitar-me muitas dúvidas. Muitas mesmo. Espero estar enganado.

 

Mas mesmo assim - ao contrário de muitos - acredito que se está a trilhar o caminho para um Sporting futebolisticamente mais sólido, consistente e competitivo, fundado numa estrutura que espero se revele profissional e competente. É que só assim poderemos deixar de ser campeões nacionais de 18 em 18 anos.

 

Posto tudo isto, quotas em dia, gamebox renovada, fé leonina em alta, fervor clubístico inabalável e a certeza de que "onde tu fores jogar, eu vou lá estar"... começando já no Funchal, frente ao Marítimo, porque este tem que ser o ano do título!

 

Que comece a rolar a redondinha e que regressem as peregrinações semanais ao templo de Alvalade!

segunda-feira, agosto 05, 2019

Imagens que valem por mil palavras!



E agora?


É difícil escrever o que quer que seja após mais uma humilhante derrota às mãos do maior rival da nossa história.

Por mais que procuremos atenuar o pesadelo, dizendo que até não estivemos mal na primeira parte, apenas pecando na finalização, e tendo pela frente um insuperável Vlachodimos, a verdade é que é indescritível aquilo que a determinada altura ocorreu no relvado.

Desnorte completo, incompreensível inércia táctica a partir do banco, ausência de garra, lucidez e discernimento na disputa das jogadas, tudo situações que literalmente estenderam o tapete aos jogadores do Benfica. Golearam a seu bel-prazer.

Por muito que também tentemos invocar enquadramentos turbulentos recentes na instituição para justificar debilidades futebolísticas e competitivas, começa a ser demasiado insuportável ver no espaço de poucos meses o velho rival humilhar-nos duas vezes com uma superioridade absolutamente incontestável.


Podemos perder, até porque no futebol há vários desfechos possíveis, mas sofrer desaires como temos sofrido, é algo inconcebível na nossa centenária história.

Espero que se arrepie rapidamente caminho, que se corrija imediatamente o que se tiver que corrigir, até porque o campeonato está à porta, e que quem de direito ponha a mão na consciência, nomeadamente presidente, dirigentes, treinadores e jogadores.

E mais preocupante se torna tudo isto quando se sabe que o único jogador de qualidade verdadeiramente top do plantel está de saída. Como se vai colmatar a ausência do único jogador que na época passada mexia com o jogo e que decidia nos momentos cruciais, disfarçando as debilidades do nosso plantel? Com Robertones e afins? Tenham juízo!

A verdade é esta: o que ontem voltou a acontecer não pode voltar a ocorrer, e muito menos com a frequência com que está acontecer! 

domingo, agosto 04, 2019

Frederico, importas-te de repetir?


sábado, agosto 03, 2019

Acabemos com os mitos!


Começa a ser altura de se acabar com mitos e com evocações de passados recentes.

Vamos por partes. 

Onde está o tão propagandeado milagre financeiro de Bruno Carvalho? Não houve. O presidente destituído teve mérito na negociação dos direitos televisivos e sponsoring, é um facto, apostando também todas as fichas na antecipação de receitas. Aliado a isso adoptou uma folha salarial ao nível dos rivais, só que com rendimentos operacionais mais débeis e com uma estrutura económico-financeira menos saudável.

Um acto de gestão verdadeiramente desastroso por ele levado a cabo foi, com a cumplicidade de Jorge Jesus, a inaceitável desvalorização da academia Sporting e a aposta em estrangeiros de qualidade muito duvidosa: Douglas, Meli, Ruiz, Petrovic...

Alguns dos seus defensores aludirão ao facto de produtos da formação leonina terem valorizado. Sim, mas também importa recordar que nomes como Adrien, William, Patrício e João Mário valorizaram muito por conta do Euro 2016 e da sua conquista por parte de Portugal. E não esquecer que foi por atitudes incompreensíveis e irreflectidas de Carvalho que os nossos maiores activos (Patrício, William, Gelson, Rafael Leão...) bateram com a porta!

O que sustenta então no imediato o nosso Sporting? Os adeptos e sócios, os tais que nunca viram costas ao clube, os tais que continuam a pagar quotas e a comprar gameboxes, e uma incrível massa social de apoio de três milhões, factores que continuam a fazer do Sporting algo muito apetecível para o mercado publicitário e para patrocinadores.

Não esquecer também a força da sua eclética e centenária história, conquistas europeias recentes de relevo no hóquei e no futsal, e ter sido ao longo do tempo uma magnífica fábrica de talentos: Futre, Quaresma, Figo, Ronaldo, Patrício e João Mário. Algo a que apenas o Barcelona se equipara.

O que fragiliza então o Sporting? As constantes guerras internas, a luta pelo poder e a constante instabilidade directiva, factores que não incutem grande confiança em potenciais investidores e parceiros

Quais as soluções para o futuro? Redinamizar e revitalizar a aposta na academia, reaproximar o clube aos adeptos, captar investidores e patrocinadores, apostar num marketing moderno, inovador e diferenciado, estabelecer parcerias com marcas de notoriedade mundial (Figo e Ronaldo) e com emblemas gigantes a nível europeu, como recentemente aconteceu com o Manchester City.

Por último, sem união e coesão no seio dos adeptos e sócios, e sem termos a nação leonina a remar para o mesmo lado, esqueçam. Sem nada disso o futuro do Sporting como grande clube europeu e mundial, o tal sonhado pelo seu fundador, estará irremediavelmente hipotecado!

O paradigma do futebol europeu está a mudar, anunciam-se superligas europeias, pelo que das duas uma: ou apanhamos a carruagem na qual os nossos rivais se aprestam para viajar ou então continuaremos embrenhados em questiúnculas internas suicidárias, e nesse caso, ficaremos irremediavelmente pelo caminho. Por culpa própria, acrescente-se!

Vamos portanto virar página, deixar de andar a evocar presidentes destituídos - Dom Sebastião houve apenas um! - e reparar as asneiras cometidas!

Homenagem aos melhores de sempre

Glórias do Sporting

Os sócios do Sporting podem votar através do link atrás indicado nos nossos atletas que, de Leão ao peito, mais se destacaram na gloriosa e eclética história leonina.

Os 13 mais votados serão homenageados através de camisolas que serão imortalizadas junto à quadra da casa das nossas modalidades, o pavilhão João Rocha.




sexta-feira, agosto 02, 2019

É isso mesmo, Nani!



Nani em discurso directo, no jornal A BOLA:

“Tem de ser um clube mais fechado. Todos os que estão lá dentro têm de querer a mesma coisa e correr para o mesmo lado. 

Quando isso acontecer o Sporting voltará a ser campeão. 

Se olharmos para o relvado o que vemos é que a equipa consegue sempre competir, só que há momentos em que parece que já não o faz como fazia há duas ou três semanas atrás e nos momentos decisivos volta a cair. 

Nos momentos decisivos peca quase sempre. Se há um momento em que, por exemplo, o Benfica caiu e o Sporting pode aproveitar para dar um ou dois passos em frente… o Sporting cai também.

A instabilidade do clube faz com que isso seja assim. 

Uma das coisas de que me apercebi é que Benfica e FC Porto são muitos fortes nesses momentos vitais: se tiverem de passar por cima, eles não pensam duas vezes, vão e atropelam. Seja a ganhar por 1-0 ou a golear, mas ganham. É esse tipo de experiência que o Sporting também tem de ter. E isso tem de vir de dentro. 

Uma das falhas dos últimos anos é que internamente, muitas pessoas que trabalham no Sporting são o problema do Sporting.”

quinta-feira, agosto 01, 2019

A caminho do Tottenham?



Negócio a ser fechado por 70 milhões?

Processo Alcochete

Todos os arguidos acusados pelo Ministério Público no âmbito do processo do ataque à Academia do Sporting, vão a julgamento, incluindo Bruno Carvalho.

quarta-feira, julho 31, 2019

Imagens que valem por mil palavras



Volta a Portugal em bicicleta 2019



81.ª edição da Volta a Portugal em bicicleta começou hoje, terminando a 11 de Agosto.
O percurso consta de um prólogo e 10 etapas sobre uma distância total de 1 531 km.
A nossa equipa do Sporting CP/Tavira está uma vez mais presente, pelo que desejo aqui aos nossos ciclistas a melhor sorte do mundo na prova-raínha do ciclismo nacional.

No Reino do Leão



Frederico Varandas na primeia pessoa, na reportagem ‘No Reino do Leão’, a ser hoje transmitida na SIC:

“Temos sempre três opções de contratação para cada lugar. E este (Bruno Fernandes) não foge à regra. O Sporting não pode estar dependente de ninguém. Seja de um presidente, de um guarda-redes, de um avançado ou de um director desportivo.

Sou um presidente realizado quando chego à Academia e vejo a felicidade que as pessoas sentem por aqui trabalharem e pelas condições que agora estão a ser dadas para elas aqui trabalharem.

O Sporting afastou-se dos nossos rivais na capacidade de lutar pelos títulos. Não no número de sócios, não na dimensão do estádio, não na marca Sporting; antes sim, nas ferramentas do dia a dia que levam o clube a ser melhor do que os outros.

Temos de ser profissionais em todas as etapas e subir degrau a degrau, cada vez mais eficientes e competitivos. Ser campeão no futebol sénior masculino? Todos os presidentes querem o Sporting campeão, mas não estou obcecado com o título. É preciso muita cabeça fria e racionalidade nos próximos tempos.

A máquina está já mais afinada mas ainda longe daquilo que projeto para o Sporting. 

Não entramos a 100%, entrámos a 200%. Já conseguimos recuperar muito daquilo que fora perdido e acredito que dentro de três anos, trabalharemos num local espectacular. As pessoas voltaram a acreditar na marca Sporting.

A Academia é a grande aposta da Direção do Sporting. Não apenas desta, mas de todas as que se seguirem. É aqui que está a sustentabilidade do clube.

Temos um acordo para um arrendamento de longa duração de um terreno ao lado da Academia, no qual construiremos, de forma progressiva e nos próximos três anos, cinco ou seis relvados.

Preciso sempre de sentir paixão por aquilo que faço, senão não passo de uma pessoa mediana. Faço parte daquela geração de miúdos que esteve 18 anos sem ganhar o campeonato. E já vamos noutros tantos. Quero que o Sporting seja grande, sim, e não apenas o terceiro dos três grandes.”

terça-feira, julho 30, 2019

A caminho de Manchester?



Segundo Nicolò Schira, jornalista do CalcioMercato e da Gazzetta dello Sport, o nosso capitão está a caminho de Manchester, com escala no Algarve, para disputar a Supertaça.

A ser verdade fico verdadeiramente preocupado com esta saída de um jogador fulcral no plantel e à volta do qual se construiu a equipa.

Não sei quantos milhões estarão envolvidos mas mesmo que sejam os suficientes para suprir necessidades de tesouraria e imperativos económico-financeiros, a nível desportivo não vejo como possamos colmatar este rombo, sobretudo nesta fase da pré-época.

Onde se arranja um substituto à altura de Bruno Fernandes, um jogador decisivo, e a que custo?

Um Bruno Fernandes de excelência



segunda-feira, julho 29, 2019

Acima de tudo e todos... o Sporting!



Não, não sou fã desta dupla. 

Não, não votei em Varandas. 

Não, não creio que o actual presidente tenha perfil para ser presidente do Sporting. E muito menos creio que seja ele a tomar as decisões de monta da actual direção.

Não, não confio nem simpatizo com eminências pardas como Rogério Alves. E muito menos gosto da lógica das irmandades ou de quem jogue em vários tabuleiros e consiga passar sempre pelo intervalo da chuva.

Não, não aprecio certas linhagens de punhos de renda.

Mas também tenho uma plena convicção: em momento algum, jamais desejarei ou me regozijarei com derrotas ou inêxitos do Sporting. 

Não o fiz com Bruno Carvalho, não o farei com Frederico Varandas!

É que acima de tudo e todos estará sempre o Sporting Clube de Portugal!

Sportinguistas? Duvido...

Todos os anos é a ladaínha do costume, sobretudo quando o Sporting não ganha na pré-época.

Se calhar é bom lembrar uma vez mais a certos iluminados que estes jogos são para testar modelos tácticos, rotinas entre sectores, dar minutos aos jogadores e acertar agulhas.

Pode haver uns quantos que queiram ganhar o campeonato da pré-época, os mesmos que na época passada se abespinharam quando o Empoli - esse colosso italiano - veio a Alvalade ganhar o troféu Cinco Violinos. Logo aí anunciaram o dilúvio, o cataclismo e o fim do mundo. O habitual.

Porém, o colosso Empoli desceu de divisão em 2018/19 e nós, com todas as vicissitudes que antecederam a temporada, ficámos em terceiro lugar na liga e arrecadámos dois troféus: taça da liga e taça de Portugal.

Portanto, tenham lá calma, não comecem já a festejar o desastre do Sporting, porque pese embora não termos ganho nenhum jogo na pré-temporada, a verdade é que hoje vi muito entusiasmo nas bancadas e um apoio vibrante.

Se alguns pensavam que os adeptos iriam abandonar a equipa estão mesmo muito enganados. É que ao contrário de certos personagens, o amor da maioria da nação leonina pelo Sporting é bem maior do que adorações fanáticas por ex-presidentes!

domingo, julho 28, 2019

Sporting, 1 - Valência, 2



Venham daí os arautos da desgraça, aqueles que a cada desaire destilam azia e ressabiamento...

quinta-feira, julho 25, 2019

Deixem-se de tretas!



Fiquei a saber após o empate do Sporting frente ao campeão europeu, que jogadores como Van Dijk, Matip, Robertson, Fabinho, Origi, Anderson, Milner, Alexander-Arnold ou Wijnaldum são da equipa de reservas do Liverpool. Uns pernas de pau.

De facto, grandes colossos como o Chivas (14.º classificado na liga mexicana) e Fiorentina (16.º na liga italiana em 2018/19) têm uma dimensão mundial à qual o Liverpool nem sequer aos seus calcanhares chega.

O caminho faz-se caminhando, vozes de burro não chegam ao céu e a verdade é que deixámos bons sinais em campo frente ao campeão europeu em título.

Quanto a Bruno Fernandes, por mim ficava. Cada vez mais imprescindível!

Sporting empata com campeão europeu



Liverpool, 2 - Sporting, 2

quarta-feira, julho 24, 2019

A prova de fogo para Varandas



Com a novela Bruno Fernandes a alimentar as discussões e as especulações da silly season, tem agora Varandas uma verdadeira prova de fogo.

Com milhões para cá, com milhões para lá, estou curioso para ver que desfecho terá este dossier.

Sabendo que o mercado é altamente influenciado por um certo empresário, atrevendo-me até a pensar que certos negócios são por ele sabotados porque não os intermedia, até que ponto irá a firmeza de Varandas?

Sem querer entrar em comparações, e muito menos evocar um presidente recentemente destituído, embora não sendo fã do personagem, aplaudi a forma como geriu as vendas de João Mário e Slimani, mostrando ao mercado que o Sporting não era um outlet ou uma loja de descontos, assentando a sua posição negocial numa  inquebrantável firmeza.

Portanto, embora sabendo que estamos a tomar como comparação e referência o valor pago por João Félix - altamente suspeito, acrescento eu! - também tenho a consciência que nenhum clube chegará perto desse valor em relação a Bruno Fernandes. 

No entanto, também não creio que o melhor jogador da liga portuguesa - há duas épocas consecutivas - deva sair por menos de 70, 80 milhões.

Sendo assim, se ninguém se chegar à frente, teremos sempre outra opção, a qual muito me agrada: manter no plantel a grande referência e o seu grande capitão.

Que em alternativa, e como plano B, se vendam outros atletas potencialmente valorizáveis em termos de mercado.

Veremos então o que vale Varandas enquanto negociador!

segunda-feira, julho 22, 2019

Já cá cantam!



Acima de Varandas, Carvalho ou qualquer outro presidente ou dirigente, está e sempre estará o Sporting Clube de Portugal.

Acho uma perfeita aberração a política de preços adoptada para este ano no que concerne aos lugares anuais, sobretudo numa altura em que se exigia pacificação e consolidação da reaproximação do clube aos sócios, com preços mais simpáticos e acessíveis aos bolsos dos sportinguistas.

A actual direção optou pelo contrário. Quanto a mim de forma absolutamente errada. Contraproducente.

No entanto, também não será isso a afastar-me de Alvalade e a deixar de ter uma vez mais o meu lugar anual no nosso estádio. Na casa de todos os sportinguistas!

sábado, julho 20, 2019

Conversa da treta do costume

Custa mesmo a entrar na cabeça de certos sportinguistas que nem o Sporting começou em 2013, nem acabou em 2018!

A uma série de ressabiados, frustrados e recalcados, continuem a fazer o jogo dos nossos adversários e de todos aqueles que nos querem deitar abaixo e ver na lama!

Pode-se atestar abaixo a forma vergonhosa como somos tratados, com dois pesos e duas medidas.

Obviamente que a capa da esquerda é a do órgão oficioso da colectividade de Carnide. 

O grave de tudo isto é que há sportinguistas com o mesmo discurso que essa gente: uns por mero ressabiamento, outros por acefalia, mais uns quantos por saudosismo e os piores de todos, aqueles que têm claramente uma agenda e visam um objectivo definido por uma certa trupe!




sexta-feira, julho 19, 2019

Empate no terreno do vice-campeão belga