"O Mundo sabe que pelo teu amor, eu sou doente / Farei o meu melhor para te ver sempre na frente / Irei onde o coração me levar / E sem receio... farei...o que puder pelo meu Sporting" - osangueleonino.blogspot.com -

Sangue LEONINO

sexta-feira, fevereiro 22, 2019

Tudo isto é triste, tudo isto é Sporting...



Dado que já não tenho idade nem pachorra para aturar certos sportinguistas e certas formas de viverem o seu sportinguismo, e porque tinha a ilusão de que os adeptos leoninos se diferenciavam pela positiva face aos demais - pura ilusão, mesmo! - vou-me remeter a uma interrupção temporária de carácter higiénico.

É que por mais tolerante que alguém tente ser não há mesmo pachorra possível para aturar tanta parvoíce, tanto ódio, tanta acrimónia e tanto pseudo-sportinguismo...

Nota: não será publicado qualquer comentário a esta publicação.


Nuno M Almeida

quinta-feira, fevereiro 21, 2019

Dois factores definiram esta eliminatória



Villarreal, 1 - Sporting, 1 (2-1 agregado)

Dois factores claramente definiram o desfecho desta eliminatória: a péssima exibição em Alvalade e a imerecida expulsão de Jefferson em Espanha, a qual desequilibrou a equipa e abanou a estratégia de Keizer para este jogo.

Para o ano há mais... como sempre. “Agora é levantar a cabeça” (onde é que eu já ouvi isto?) e pensar em conquistar a taça de Portugal e conseguir a melhor classificação possível no campeonato.

Nuno M Almeida

Prioritário!



A SAD do Sporting está a negociar com as entidades competentes a ampliação de Alcochete para um futuro próximo. Uma das apostas passa pela construção de mais três campos relvados e respetivas infraestruturas, no que a equipa de Frederico Varandas entende como dar prioridade à formação leonina, que o presidente entende necessitar de melhores condições de trabalho a médio prazo.

Ora aí está uma boa notícia! É imperioso que o Sporting revitalize a sua academia e volte a ser um clube com uma formação de excelência, não só a nível europeu como mundial. 

Deixámo-nos claramente ultrapassar pelo que, quanto mais rapidamente arrepiarmos caminho e voltarmos a dar prioridade à nossa formação, mais perto do sucesso voltaremos a estar e também de encaixar milhões com transferências.

Nuno M Almeida

quarta-feira, fevereiro 20, 2019

Interessante...

A propósito de contratações -  mais ou menos falhadas - reproduzo aqui um texto interessante que li na internet e que no fundo deixa evidente que ninguém tem grande credibilidade para apontar o dedo seja a quem for...

BRUNO DE CARVALHO

Doumbia = 7,5 milhões de euros (+ 6 milhões de ordenado por época).

Alan Ruiz = 9 milhões de euros (+ 2,2 milhões de ordenado por época).

Shikabala = 500 mil euros e vendido por 575 mil euros (+ ordenado entre os 500 mil euros/1 milhão por ano?).

Castaignos = 3 milhões de euros (+ 2 milhões de ordenado por época).

Misic = 3 milhões de euros.

Ryan Gauld = 2,5 milhões de euros.

Matheus Oliveira = 2 milhões de euros.

JOSÉ BETTENCOURT

Pongolle = 6,5 milhões de euros.
(Outros)

Se Bruno de Carvalho vendeu, e muito bem, por 70 milhões, João Mário e Slimani, vejam as contratações desastrosas no lado inverso. Muitos milhões ganhos mas mal investidos.

Godinho Lopes foi dos piores presidentes do Sporting a vários níveis, elevando grandemente o passivo do nosso clube. E todos nós fomos aos arames com a contratação do Pongolle por 6,5 milhões de euros por parte de Bettencourt. 

Mas o que dizer por exemplo das contratações de Doumbia por 7,5 milhões de euros ou Alan ruiz por 9 milhões de euros por parte de Bruno de Carvalho? Fora os ordenados.

Tudo isto para elucidar os Sportinguistas. Todos os presidentes tentaram fazer o seu melhor. E TODOS fizeram erros enormes, aumentando as dívidas do clube. 

O que não pode voltar a acontecer, nem os sócios do Sporting podem permitir tal coisa.

Nuno M Almeida

terça-feira, fevereiro 19, 2019

Sport TV rima com... BTV!

A propósito dos surreais comentários de Helena Costa no último Sporting-Braga, em que parecia que os bracarenses estavam a jogar contra uma equipa estrangeira e onde a mulher desesperava por golos dos minhotos - já nem tentam disfarçar! - apetece-me dizer que não há coincidências...













Imagens: FisgasTV

Nuno M Almeida

Uma vez maçã podre, para sempre maçã podre!



Mudar do Sporting para o Porto foi uma das melhores decisões que tomei” - João Moutinho

Mais um formado em Alvalade que - passados tantos anos - teima em cuspir no prato onde comeu. A seguir o mau exemplo do agora portista Quaresma ou do agora benfiquista Sabrosa.

Enfim...

Nuno M Almeida

segunda-feira, fevereiro 18, 2019

Boa sorte, Nani!



Nani merece todo o meu respeito pela carreira que tem feito, pelo que tem conquistado, pelos clubes por onde tem passado, daí que lhe deseje toda a sorte do mundo nesta nova aventura por terras norte-americanas, um pouco a soar a pré-reforma dourada.

A todos os que agora criticam a sua saída, seguramente muitos deles que também até há pouco assobiavam Nani, pergunto se o clube está numa situação que permita gastar 4 milhões por ano com um jogador? 

E já agora pergunto também se o rendimento desportivo de Nani nestes últimos 7 meses foi assim tão extraordinário para justificar tal esforço orçamental?

Claro que vai haver quem discorde porque parece que alguns só sabem criticar e pôr tudo em causa, desde que isso contribua para a desunião. O habitual...

Nuno M Almeida

Quem diria, Sr. Keizer...



Quem diria que um treinador que até agora poucas ideias tinha mostrado, incorrendo até numa certa rigidez táctica, e que teimava em ser presa fácil da sagacidade dos treinadores nacionais, seria capaz de dar uma lição táctica ao Braga?

Apostou num 3 x 4 x 3, com Ilori no lado direito de Coates e Borja à esquerda, dando projeção a Ristovski e a Acuña pelos corretores, anulando a capacidade ofensiva do Braga, nunca se tendo visto Paulinho ou Dyego Sousa.

No miolo, Wendel, apoiado por Gudelj, teve liberdade para organizar jogo, permitindo a Bruno Fernandes jogar mais adiantado e mudar constantemente de flanco, baralhando os defesas bracarenses.

Até Bas Dost já mostrou outro rendimento, tendo vários colegas atrás a apoiá-lo, como o rápido Diaby.

É este o caminho: flexibilidade táctica e capacidade de estudo dos adversários, permitindo adoptar a melhor estratégia para cada jogo.

Nuno M Almeida

domingo, fevereiro 17, 2019

Abel, gostaste?



Sporting, 3 -  Braga, 0

 

Antes de mais, devo confessar que este Sporting bipolar me tira do sério. Como é que os mesmos jogadores apáticos que perderam em casa há três dias com uns espanhóis mal amanhados, hoje derrotam sem contestação e mácula o Braga? Mesmo com alterações no onze depois do jogo com o Villarreal, a verdade é que a postura também foi outra.

 

Em momento algum da primeira parte o Braga conseguiu ser mais forte que o Sporting, pelo que o golaço de Bruno Fernandes - mais um belíssimo livre - conferiu plena justiça ao marcador.

 

Com Ilori e Coates à frente de Renan a darem solidez à equipa, e com Ristovski e Borja - bom reforço! - a fazerem bem os seus corredores, a nossa defesa não deu qualquer veleidade a Dyego Sousa ou Paulinho. Acuña e Diaby muito rápidos a chegar lá à frente.

 

Gudelj e Wendel no meio campo davam conta do recado, com o segundo em bom plano, aproveitando a liberdade que lhe era conferida. O brasileiro esteve em muito bom plano esta noite.

 

Na segunda parte o domínio leonino continuou, coroado com o segundo golo, assinado por Dost, a castigar grande penalidade sobre um supersónico Diaby.

 

O Braga tentou chegar com mais perigo à baliza de Renan, já com Wilson Eduardo em campo, mas o Sporting foi mantendo o seu acerto defensivo e aproveitando o maior balanceamento atacante dos visitantes.

 

Em mais um belo rasgo de Bruno Fernandes, num excelente trabalho onde ofereceu o golo a Dost, apareceu o nosso terceiro. Abel arriscou e... encaixou!

 

Vitória justa que apenas peca por escassa. Lindo era o Braga hoje regressar ao Minho com cinco ou seis no saco!


Nuno M Almeida 

Importa-se de repetir?


Será que quer dizer ‘vamos lutar por um bom resultado’ ou ‘vamos lutar pelo único resultado que nos interessa, a vitória’?

Alguém que por favor diga a este senhor que é treinador do Sporting Clube de Portugal, uma instituição centenária, um grande clube nacional e europeu, e não a xafarica da esquina!

Aliás, esta declaração está muito em linha com a do seu chefe, o qual muito recentemente afirmou que o plantel não tinha qualidade.

Diria assim que com Keizer e Varandas estamos mesmo na presença de dois grandes líderes motivacionais. Sorte a nossa...

Nuno M Almeida

sábado, fevereiro 16, 2019

Futsal: goleada das antigas!



Sporting, 6 - Benfica, 1


Nuno M Almeida

Regras da casa

Está mais que evidente que a memória é curta, portanto vejo-me obrigado a relembrar as regras da casa:

Estando activo o sistema de moderação de comentários NÃO serão portanto publicados ou tolerados comentários que  contenham linguagem imprópria ou ofensiva.

Uma coisa é ter-se uma determinada opinião, seja ela legitimamente igual ou contrária à dos outros, outra coisa bem diferente é utilizar-se linguagem ofensiva para expressar aquilo em que se acredita.

É que depois não venham cá outra vez com a conversa do lápis azul ou da censura. As regras aqui são estas. Na vossa casa farão como muito bem entenderem!

Nuno M Almeida

sexta-feira, fevereiro 15, 2019

Menos um...



Montero acaba de rescindir com o Sporting, numa altura em que já não podemos contratar e sabendo-se as opções curtas que temos para o ataque, ainda por cima com um Bas Dost em sub-rendimento.

Nuno M Almeida

Um tiro ao lado...



Marcel Keizer: um cada vez mais evidente tiro ao lado por parte de Frederico Varandas. 

Pese embora a alegada recomendação de Leonardo Jardim e a qualidade relativa do plantel, nada atenua ou justifica as exibições miseráveis e os péssimos resultados do Sporting - derrota atrás de derrota - a não ser a ineficácia e incompetência do treinador para gerir o plantel e pôr a equipa a jogar bom futebol.

Uma vitória nos últimos sete jogos, e em três deles sem sequer se conseguir marcar um golo. Nos últimos dez jogos, tantos golos marcados quanto os sofridos: treze!

Não gosto de mudanças constantes de treinador, até porque é sintoma de que não sabemos para onde queremos caminhar, mas é bem preferível chegar a tempo e estancar a hemorragia, do que deixar gangrenar.

Aguardemos assim pelos próximos episódios, até porque domingo há jogo com o Braga...

Nuno M Almeida

quinta-feira, fevereiro 14, 2019

Enfim...



Sporting, 0 - Villarreal, 1


Nuno M Almeida

terça-feira, fevereiro 12, 2019

Os números não mentem...

Não, senhor Keizer, infelizmente não está tudo bem...




Nuno M Almeida 

segunda-feira, fevereiro 11, 2019

Se a hipocrisia matasse...



Se há clube ou instituição hipócrita no nosso desporto é o SLB, o qual consegue a cada dia bater todos os recordes de cinismo e demagogia.

Nem sequer me vou deter no resultado do jogo de ontem porque não quero entrar por considerações que colocariam em causa a honestidade e o profissionalismo de quem veio da Madeira para disputar a dita partida.

O que me enoja é ver um clube arvorado em arauto do desportivismo e do fair play, a apelar ao respeito pelo adversário goleado, depois de ter autenticamente humilhado o Nacional da Madeira.

Em momento algum, Bruno Lage disse aos seus jogadores para desacelerarem ou para deixarem de massacrar o adversário, quando este estava completamente de rastos e estendido no tapete.

Não houve ontem pingo de respeito ou de dignidade em relação aos colegas de profissão, pelo que é, no mínimo, caricato ouvir as virgens ofendidas de Carnide a encarnarem o papel de Madre Teresa de Calcutá!

Nuno M Almeida

Bruno e mais dez


É cada vez mais inegável que Bruno Fernandes tem demasiado talento para a liga portuguesa. Muito pequenina para ele.

Num campeonato onde algumas equipas jogam ao nível de conjuntos amadores, cometendo erros inacreditáveis e sofrendo goleadas que já não se usam, Bruno Fernandes é o verdadeiro craque desta liga.

No caso do Sporting, jogo após jogo, é cada vez mais Bruno e mais 10. Nenhuma dúvida.

Como alguém hoje escreve: joga, faz jogar, marca e faz marcar!

Um enorme jogador!

Nuno M Almeida

domingo, fevereiro 10, 2019

Três pontos!



Feirense, 1 - Sporting, 3


Nuno M Almeida

Começou o circo...

Numa altura em que o Sporting necessita de arrumar a casa e de serenar os ânimos, apelando à união da família leonina, vai ser publicado um livro de um indivíduo que se diz sportinguista, visando apenas e só alimentar o seu ego, receber uns cobres e desestabilizar a instituição.

No que a mim diz respeito jamais comprarei tal coisa, escrita pelo benfiquista Luís Aguilar, até porque geralmente prefiro papel higiénico...



Nuno M Almeida 

Que descanse em paz



Fernando Peres, antiga glória leonina, faleceu este domingo no Hospital Egas Moniz, em Lisboa. 

Formado no Belenenses, foi no Sporting que chegou ao sucesso conquistando dois campeonatos (1965/66 e 1969/70), uma Taça de Honra (1965/66) e uma Taça de Portugal (1970/71). 

Foi ainda campeão brasileiro pelo Vasco da Gama, em 1974.

Que descanse em paz.


sábado, fevereiro 09, 2019

SUB-23: Braga derrotado em casa!



Braga, 0 - Sporting, 1

Em jogo disputado no Complexo Desportivo do Fão, o único golo da partida foi marcado ainda na primeira parte, por Pedro Mendes, através de uma grande penalidade, a castigar falta sobre Tomás Silva.

Nuno M Almeida 

sexta-feira, fevereiro 08, 2019

A cartilha... dos meninos de ouro



Nuno M Almeida

Exemplo!

Chamem-lhe traidor, chamem-lhe mercenário, chamem-lhe o que quiserem, Bruno Fernandes é um grandíssimo jogador, um craque que deixa tudo em campo, e que alia à sua enorme qualidade futebolística e táctica, um pulmão como poucos.

Digam o que disserem, na sua época de estreia em Alvalade foi a nossa principal figura e esta temporada continua a ser o elemento do plantel que mais se destaca e que usa a batuta em cada jogo.

Um exemplo para os seus colegas. Fossem todos como ele a nível de aplicação ao jogo e de ambição.

Grande Bruno!


Nuno M Almeida


quinta-feira, fevereiro 07, 2019

Assim, sim!


Imagens RTP

Nuno M Almeida 

Mudam-se os tempos...

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades...

Mudam-se as temporadas, mudam-se os critérios de arbitragem...



Nuno M Almeida 

Constantemente a gozarem connosco



Ristovski, castigado com dois jogos após a expulsão em Setúbal, afinal já podia ter jogado ontem, só que a decisão do Conselho de Disciplina em lhe reduzir o castigo apenas para um jogo, foi tomada apenas três horas antes da partida.


Na prática o castigo manteve-se até porque Keizer não pôde contar com o atleta no processo de preparação do dérbi.

Até podia dar de barato que é mais um exemplo de incompetência e laxismo por parte dos órgãos que regulam o futebol português, mas sendo recorrente em relação a nós este tipo de situações, não quero nem vou ser ingénuo.

Continuam na prática a gozar com o nosso clube, e nós, em vez de darmos um valente murro na mesa e exigirmos respeito, continuamos enredados nas nossas querelas internas.

Nota: um abraço solidário para o grande Fernando Chalana, um dos mais geniais jogadores da sua geração, ao qual foi recentemente diagnosticado Alzheimer. 

Nuno M Almeida

quarta-feira, fevereiro 06, 2019

Exibição cinzenta mas fica tudo em aberto



Benfica, 2 - Sporting, 1

 

Noite de taça com Keizer a apostar num Sporting mais compacto do que aquele que há três dias perdeu em casa.

 

Estreias de Ilori e Borja, Acuña e Jovane de regresso ao onze, e Luiz Phellype no ataque, ficando desta vez Bas Dost no banco.

 

O Sporting até entrou relativamente bem no jogo, sobretudo comparando com o último domingo, o que também não seria difícil.

 

O problema é que este Benfica jogando muito na eficácia, simplicidade e rapidez de processos, cedo marcou por Gabriel, o que condicionou a ação da equipa do Sporting.

 

Um bom posicionamento táctico e ligação entre setores por parte dos da casa não nos permitiam desenvolver jogo a meio-campo, sector onde o Benfica conseguia estar sempre em superioridade numérica, cortando-nos as jogadas.

 

Aos poucos o Sporting foi conseguindo exercer maior pressão sobre o homem com a bola, a tentar encurtar o espaço ao adversário, mas no momento da construção ofensiva Bruno Fernandes era constantemente marcado, não conseguindo pautar as jogadas leoninas.

 

Uma primeira parte muito jogada a meio-campo, com pouquíssimas oportunidades de golo, com demasiadas falhas de marcação e perdas de bola incríveis por parte dos nossos jogadores. Sintoma de pouca confiança e de alguma desconcentração.

 

Um Benfica mais rápido e um Sporting a pausar mais o jogo, tentando, sem sucesso, apostar em lançamentos longos para as costas da defesa adversária.

 

Dúvida ainda num lance dentro da área benfiquista, com mão na bola por parte de André Almeida. Grande penalidade por marcar.

 

Segundo tempo iniciado sem alterações no nosso onze, mas continuámos a cometer erros nos passes, perdas de bola e muita dificuldade a construir jogo, com Bruno Fernandes muito recuado. Wendel nem vê-lo. E quando apareceu no jogo desperdiçou uma oportunidade excelente para marcar.

 

Quando o Sporting parecia estar a melhorar, a criar mais perigo e a acertar as marcações, paradoxalmente chegou o segundo golo do Benfica, num lance onde a abordagem de Ilori foi infeliz.

 

Erros atrás de erros. Alguns infantis. De Bruno Gaspar, Ilori, Wendel. Quando é assim não há equipa que resista.


Aos 82 minutos veio o golaço do nosso melhor jogador, o único que nunca deita a toalha ao chão e luta incansavelmente: Bruno Fernandes!

 

Dois minutos depois, mais um lance duvidoso na grande área benfiquista, aos 84 minutos, com possível falta sobre Diaby.

 

Esta noite um Benfica menos avassalador e dominador, também porque o Sporting foi mais eficaz do que no domingo passado, pese embora os erros em que a nossa equipa continua a incorrer.


Tudo em aberto para o jogo da segunda mão em Alvalade, mas já vamos no quinto jogo sem vencermos nos 90 minutos, considerando todas as competições: empate com Braga, Porto e Setúbal, e duas derrotas consecutivas com Benfica. 


Demasiado mau para um clube como o Sporting. E não venham outra vez com os acontecimentos de Maio de 2018. Já passaram 9 meses!

 

Espero que até início de Abril as coisas melhorem e que consigamos voltar a ter a equipa a jogar bom futebol, para atirarmos o Benfica para fora da Taça, e assim garantirmos a segunda presença consecutiva no Jamor.


Nuno M Almeida

Isto é o Sporting

Sempre me disseram que é nos momentos mais difíceis que grupos de trabalho, amigos ou famílias mais devem procurar estar unidos para se blindarem e se fortalecerem.

Pois o Sporting teima em ser e fazer o contrário.

Numa altura em que se deveria proceder a um ‘toca a reunir as tropas’ é precisamente quando aparecem uns personagens a criar ruído, quiçá a mando de outros, e se organizam grupos para reivindicarem a destituição de um presidente, gostemos dele ou não, eleito há menos de meio ano.

Não há nada a fazer, isto é o Sporting...



Nuno M Almeida

Hoje exige-se...



Nuno M Almeida

terça-feira, fevereiro 05, 2019

Braguização, o tanas!



Começa a cansar esta tendência recente de se tentar equiparar o Sporting Clube de Portugal ao Sporting Clube de Braga e de jocosamente se referir um alegado processo de braguização do Sporting.

Pese embora todo o respeito que todo e qualquer emblema me merece, e nomeadamente o Braga merece-me respeito pelo inegável crescimento que tem registado nestes últimos anos, não comparemos o incomparável!

Nem sequer me vou deter no ecletismo e nos títulos desportivos conquistados nas várias modalidades desportivas, medalhas olímpicas incluídas, até porque nesse campo somos esmagadores a nível nacional.

Vou apenas aludir ao palmarés futebolístico para deixar aqui evidente o abismo entre ambas as instituições, para desmistificar uma argumentação bacoca e descabida e para deixar ainda o conselho ao Braga de se comparar sim a Boavista e Belenenses, até porque ainda nem sequer chegou ao mesmo nível curricular, histórico e social desses dois clubes.

Por último: não foi assim há tanto tempo que o Braga andava aflito a fugir à despromoção...

Deixemo-nos de tretas. É discussão que nem vale a pena ser alimentada!


Sporting Clube de Portugal 

22 campeonatos nacionais
16 taças de Portugal 
8 supertaças
2 taças da liga
1 taça das taças 
2 finais europeias 
2 bolas de ouro formados no Sporting 

Sporting Clube de Braga

0 campeonatos nacionais
2 taças de Portugal 
1 taça da liga
1 taça intertoto
1 final europeia 


Nuno M Almeida 

É agora!



Poderão os mais pessimistas dizer que o pior que nos poderia acontecer seria ter que defrontar o Benfica na Luz, apenas três dias depois de termos sido inapelavelmente derrotados por eles em Alvalade.

Sabendo que logo após uma derrota o que os jogadores querem é jogar de seguida, espero assim que a partida de amanhã possa ser a oportunidade ideal para se redimirem e subirem do purgatório - onde agora penosamente se arrastam - até ao olimpo.

Todos sabemos que não vai ser fácil, é inegável que o adversário está em crescendo exibicional, com os níveis motivacionais no máximo, ao passo que a nossa equipa está de pantanas, em depressão, sem rei nem roque. No entanto, recuso-me a acreditar que de repente os nossos futebolistas desaprenderam de jogar. Sobretudo aqueles que logo após a chegada de Keizer tão boas exibições produziram.

A chave para a redenção de um colectivo que neste momento caminha sobre brasas está na cabeça e nos pés dos nossos futebolistas. De mais ninguém. E amanhã terão que dar a devida resposta.  

Amanhã quero ver intensidade na recuperação de bola, dinâmica ofensiva, agressividade competitiva na disputa dos lances e posicionamento táctico correcto. No mínimo.

É que cair todos caem, mas apenas os campeões se reerguem!

Nuno M Almeida

segunda-feira, fevereiro 04, 2019

Quem diria

Moreirense apenas a cinco pontos...

Nuno M Almeida

Amnésia colectiva?


Há cerca de dois meses publiquei aqui um texto, no seguimento de uma entrada de rompante de Marcel Keizer ao leme da equipa, pautado por triunfos consecutivos, goleadas e boas exibições, texto esse onde detalhava a sua fórmula:

Qualidade de jogo com a posse de bola.
Rápida e agressiva reação à perda de bola.
Rápida geração de situações de vantagem numérica.
Gestão exímia dos momentos de jogo, incluindo em posse de bola ou  em lances de bola parada.
Jogo interior.
Criação constante de linhas de passe ao portador da bola.
Chegada à zona de finalização com vários jogadores.

Chegados a esta fase, arredados do título e a produzir exibições miseráveis como a de ontem, apenas pergunto: houve um surto de amnésia colectiva no nosso plantel que fez esquecer este primado de bom  futebol?

É certo que as equipas portuguesas e a sagacidade dos seus treinadores rapidamente perceberam como prepara o holandês as suas equipas e logo procuraram de encontrar o melhor antídoto para o travar, mas a verdade é que já nem pingo desse bom futebol e desses princípios há algum tempo conseguimos ver...

Nuno M Almeida

Ao menos acerte-se no timing e no conteúdo

Visto que alguns estilos de liderança apostam em falar pouco - sobretudo comparando com certos antecessores - pois aos menos que se fale no timing certo e com o conteúdo correcto. Caso contrário, serão sempre intervenções contraproducentes...

Nuno M Almeida

É uma questão de ADN

Certa instituição desportiva nasceu a partir de um tal Belas Football Club, fundado pelos dois irmãos Gavazzo, sendo que mais tarde os sócios fundadores criaram o Campo Grande Football Club, no qual José Alvalade era o tesoureiro e um dos irmãos Gavazzo o secretário.

Em 13 de abril de 1906 zangaram-se as comadres porque não conseguiram chegar a um entendimento sobre o que pretendiam para o clube, sendo que alguns dissidentes decidiram então partir para outro projecto.

Foi aí que  José Alvalade, amuado com o que se passava, decidiu pedir apoio ao seu avô, o excelso e abonado Visconde de Alvalade, Alfredo Augusto das Neves Holtreman.

O abonado avôzinho disponibilizou nessa altura ao menino amuado terrenos da sua própria quinta para fazer o campo de jogos e deu ainda algum apoio financeiro.

Ora, tudo isto para dizer o seguinte: o que nasce torto, tarde ou nunca se endireita. Quando uma instituição nasce de uma cisão e tem no seu ADN os punhos de renda da nobreza, a tal que não gosta de ‘vergar a mola’ e que prefere andar entretida em apunhalar pelas costas em manobras palacianas e em viver em permanente conspiração, a coisa torna-se muito complicada.

É que os ‘pés descalços’, o povo que vive em permanente dificuldades, sempre teve a vantagem de ter mais talento para o trabalho, para arregaçar as mangas, para suar quando necessário, para se sacrificar em prol do bem comum e para ser incomensuravelmente bem mais solidário do que os faustosos e vistosos punhos de renda. Uns fazem das tripas coração, outros preferem andar entretidos no seu pretenso pedigree e no seu estatuto de elite...da treta!

Em suma: certas coisas nunca mudam! 

Nuno M Almeida

domingo, fevereiro 03, 2019

Mistérios...



Enquanto um tal de João Félix vai sendo sólida aposta no seu clube e mostrando qualidade em crescendo, fruto dessa confiança nele depositada, como hoje se viu em Alvalade, dois miúdos de enorme talento que davam equilíbrio e criatividade ao jogo do Sporting, foram pura e simplesmente afastados da equipa. 

Como não percebo patavina de futebol, nada de gestão de balneário e muito menos de empresários e de política nos bastidores, quem souber que explique!

Nuno M Almeida

Frederico e Marcel, está tudo bem, amigos?



Nuno M Almeida 

22 títulos de campeão nacional!





Nuno M Almeida

Hoje é dia do dérbi dos dérbis!



Hoje é dia de Sporting-Benfica, o grande dérbi e clássico de Portugal.

Independentemente da classificação, independentemente dos objectivos a que ambos os clubes ainda se proponham, este é e sempre será um jogo especial.

Que seja um embate disputado com qualidade e desportivismo, à altura dos velhos dérbis entre as equipas de Francisco Stromp e Cosme Damião.

Nuno M Almeida