"O Mundo sabe que pelo teu amor, eu sou doente / Farei o meu melhor para te ver sempre na frente / Irei onde o coração me levar / E sem receio... farei...o que puder pelo meu Sporting" - osangueleonino.blogspot.com -

Sangue LEONINO

terça-feira, janeiro 12, 2016

Muito obrigado, Bruno!



Final da primeira volta, campeões de Inverno (estatuto meramente simbólico que vale o que vale) e primeiro lugar, à frente de rivais com maiores orçamentos e mais habituados a conquistar títulos nos últimos anos.

Ora, nesta altura impõe-se um balanço aproveitando desta forma para me dirigir assim a uma única pessoa: 

Caro Bruno Carvalho, 

Não votei em si, não tendo aliás votado em nenhum outro candidato nas últimas eleições. A minha opção assumida foi a da abstenção.


Não gosto do seu estilo (não tendo qualquer opinião sobre a pessoa, visto que não o conheço pessoalmente, mas certamente será um estimável chefe de família), apreciando mais outras formas de liderança, quiçá menos espalhafatosas a nível de soundbites. Mas é claramente uma discordância face ao estilo, não relativamente à forma.


Confesso que quando ganhou as eleições e o direito a ocupar a cadeira da presidência fiquei com muitas dúvidas, reticências e até alguma apreensão. 


Mas meu caro, estou-lhe profundamente grato porque devolveu-me o orgulho de ser sportinguista, de voltar a frequentar Alvalade com a mesma emoção com que vivenciei os meus primeiros anos de sportinguismo na era João Rocha - na cada vez mais longínqua mas saudosa década de setenta - de acreditar que o nosso inigualável ecletismo tem futuro - sobretudo com a construção do novo pavilhão - e que em qualquer modalidade na qual compitamos lutaremos sempre pela vitória.


Estou certo que tudo continuará a fazer para que o Sporting apático, subserviente, amorfo e derrotista seja cada vez mais uma mera página negra no passado da nossa brilhante história centenária e um triste desvio no nosso combativo e ambicioso ADN.


Tenho a agradecer-lhe estar a liderar de forma eficaz e competente uma equipa directiva que, na minha opinião, está a trilhar um caminho estratégico correcto para o clube e a alicerçar um Sporting sólido, ganhador e imune a sanguessugas que criminosamente se serviram do clube em vez de o servir. Os tais sportinguistas oportunistas e de pacotilha.


Acredito cada vez mais que tal como eu tive a felicidade de celebrar títulos de campeão nacional também os meus filhos estão cada vez mais perto de poderem finalmente ver o nosso querido Sporting ser campeão nacional! E isso não tem preço, sobretudo quando se pertence a uma família onde o sportinguismo se transmite inexorável e inequivocamente - sem quaisquer desvios - de geração em geração. 


Bruno, posso não gostar de estilos, retóricas ou tiques de lideranças à antiga, mas sei reconhecer o grande mérito de quem é competente e desempenha com distinção a sua função, conseguindo sem grande dificuldade, enquanto adepto, sócio, accionista da SAD e doador para o pavilhão, avaliar com imparcialidade o   excelente trabalho até agora realizado e o rumo competentemente traçado.


Aconteça até final da época o que acontecer, meu caro, fica aqui expresso de forma inequívoca o MUITO OBRIGADO pelo Sporting temido e respeitado que voltámos a ser!


Nuno M. Almeida