"O Mundo sabe que pelo teu amor, eu sou doente / Farei o meu melhor para te ver sempre na frente / Irei onde o coração me levar / E sem receio... farei...o que puder pelo meu Sporting" - osangueleonino.blogspot.com -

Sangue LEONINO

sexta-feira, junho 22, 2007

O que sobra do Euro Sub21

Terminou o torneio Sub-21 e importa retirar algumas ilações. Parece-me que se “bateu” em excesso em Couceiro, esquecendo que os treinadores treinam, dão as tácticas, mas não jogam. Não vi ninguém a chamar a atenção à falta de atitude que a equipa exibiu até aos 70 minutos de jogo com a Holanda. Se somar-mos os 90 minutos contra a Bélgica, chegamos à conclusão que o Euro começou demasiado tarde para nós. Sendo o nosso clube um crónico fornecedor das selecções, e jogando nesta selecção alguns dos jovens mais promissores, uns nossos outros não, aqui fica o que eu vi:

Semedo: É difícil de entender porque este miúdo tem sido constantemente dispensado. Vi-o jogar o ano passado e fiquei com uma óptima impressão, que confirmei este ano. Não é por acaso que lhe chamam o Cimento. Quem bate ali fica com algo que se lembrar por algum tempo.

Miguel Veloso: Em condições normais a próxima será a sua última época connosco, ou então anda tudo cego por esse mundo fora. E quem dizia que, com a saída de Tello, ficávamos sem ninguém para marcar livres, ainda não tinha visto tudo que este menino é capaz de fazer. Até onde irá?

João Moutinho foi dos que demorou mais a chegar à Holanda. A precisar de umas férias retemperadoras porque tem são demasiados os quilómetros no corpo. Ontem foi o dia que esteve mais perto do Moutinho que conhecemos.

Varela teve um campeonato esforçado mas fica a sensação que o difícil ano que atravessou em Setúbal foi um tempo perdido na sua evolução. A ida para Huelva só lhe poderá fazer bem. Não me parece ser, para já, jogador para nós.

Djaló não me surpreendeu. Continuo a dizer o que sempre disse: não me parece que tenha categoria para jogar a titular, nem sei mesmo se no plantel. Demasiado ingénuo, demasiado pequeno, demasiado inconsequente. Acabado de fazer 21 anos, a sua progressão deixa-me dúvidas. Claro que Djaló e Varela na mesma equipa pareceriam o Dupond e Dupond do Tintin. A ficar com um, a minha escolha recairia em Varela. Djaló precisa de rodar e muito.

Nani não deixa muito a dizer, apenas que fizemos um bom negócio, sem dúvida.

Antunes não é nosso mas bem podia ser. Sendo o elemento mais novo da equipa foi titular indiscutível e parecer ter muito para dar. Aceito que Ronny e Antunes era demasiada verdura do lado esquerdo, mas parece-me que está ali o futuro nº 5 da selecção A.

verdão