"O Mundo sabe que pelo teu amor, eu sou doente / Farei o meu melhor para te ver sempre na frente / Irei onde o coração me levar / E sem receio... farei...o que puder pelo meu Sporting" - osangueleonino.blogspot.com -

Sangue LEONINO

sexta-feira, abril 23, 2010

Sport Lisboa &... Bettencourt United

O Leonino vai-me desculpar mas a agrura é demasiado elevada para ignorar ingnomínias, especialmente quando no horizonte se vislumbram urros contemptíveis de satisfação alheia.
Ficamos a saber que o sr. presidente vai dar as mãos ao... hum hum... Sport Lisboa. Qual a razão? Um futuro melhor para o Sporting! Como? Apoiando um candidato com ligações recentes ao F.C.Porto.
Caro sr. presidente, não sei se está a ver bem o filme mas só está a garantir que tão cedo não coloca o pé na Champions, a menos que vá por convite dos novos "amigos". É que há casamentos que não dão certo, nunca deram e nunca darão na vida, só os incautos podem acreditar nisso. Como pode o sr. se comprometer com uma pessoa que ainda há pouco tempo o apelidou (in)directamente de mentiroso no caso dos bilhetes? Não seria razão para não acreditar numa palavra do que diz? Ao invés, dá-lhe as mãos?! Das duas uma, ou este tinha razão e o sr. está agora a pedir desculpas pelo sucedido ou então o meu caro perdeu a dignidade, comprometendo-nos a todos com esta união.
Já aqui afirmei que me preocupa a estratégia do Sporting. Como sabem não votei em JEB, não porque o ache um incompetente (apesar de já não estar tão seguro) mas porque, entre muitas outras razões, o veja demasiado comprometido com a banca e, como tal, dependente do interesse da mesma em prol do Sporting. É para lá que provavelmente voltará se sair do clube, não é segredo para ninguém. Sendo isto pacífico, será que o sr. presidente não estará a baralhar as prioridades? Pensem nisto e no que representa para um bancário estar de bem com o Sport Lisboa e a sua clientela. É mais ou menos como um político estar de bem com o seu eleitorado. Deja vu Santana Lopes?
O encontro de ontem teve como padrinho Fernando Gomes que por sua vez tem "O Padrinho" a apadrinhá-lo dissimuladamente. Se quiser especular um pouquinho, diria que O Padrinho quer garantir o quanto antes novas vitórias no campeonato (não é novidade que o homem vive disso e é a única forma que tem para se manter no poder face ao caos das suas contas) enquanto o ex-sócio dos 3 grandes, quase a garantir o título, quer a partir de agora garantir dinheirinho decorrente de muitas e muitas presenças na Champions para evitar novo filme Alverca. Por último e, como nas mesas de poker há sempre um que sem dominar o jogo aparece cheio de boas intenções, julga que com uns poucos mais treinos e um pouquinho de cagança bate tudo e todos... já se sabe, é comido vivo.
Aos anos que luto contra a inépcia e falta de estratégia do clube. Não o sei por quadros médios, falo de estratégia ao mais alto nível e com conhecimento de causa. Não existe. No Sporting não se vive, sobrevive-se. O mais importante para muitos que entraram com a megalomania do Grupo Sporting, é saberem como se manter lá. E há que lhes dar os parabéns, muito têm-no conseguido. Há custa de património, de promesssas falsas, de desinvestimento, tudo tem servido para fazer o sportinguista de bom coração votar na sua continuidade e com isso cada vez estamos mais pobres, mais pequenos, mais fracos face aos nossos opositores. Atenção, nem tudo é mau porque também existem excelentes profissionais no clube mas é esta dicefalia de trigo e joio que JEB jamais conseguirá separar.
Muitos de Vós sabem que sou um dos responsáveis, talvez o principal, pelo sucesso do Sport Lisboa e da sua Campanha de angariação de sócios. Foi um trabalho de pura estratégia de crescimento fornecido ao Sporting e que teve pior desfecho do que aquele que poderia imaginar. Não vejo e nunca verei com bons olhos ligações entre o Sporting, o BES e o Sport Lisboa nem o envolvimento dos seus quadros até porque, off the record, foi uma das razões que me foi apresentada. Fico sem saber onde começam os interesses da mesma e param os dos clubes. E, nesta matéria, qual ou quais os clientes mais importantes e como fazer valer os seus interesses.
Termino com um apelo ao sr. presidente. Desfaça este casamento o quanto antes, apresente-se com ideias próprias em defesa da transparência do futebol nacional junto dos restantes clubes, eles irão ouvi-lo. Uma liderança que lhes permita uma liga mais justa, mais credível e sobretudo mais rentável fora do jugo da hidra com quem agora se banqueou. Eles precisam de um Líder que defenda os seus interesses. E sabe de uma coisa? Nós também.
Abraço de Leão,
Verdão