SANGUE LEONINO

"O Mundo sabe que pelo teu amor, eu sou doente / Farei o meu melhor para te ver sempre na frente / Irei onde o coração me levar / E sem receio... farei...o que puder pelo meu Sporting" - osangueleonino.blogspot.com -

quarta-feira, abril 11, 2018

Não há coincidências...


Angola, Holdimo, Álvaro Sobrinho, Miguel Relvas...

Não há coincidências. Podemos ou não embarcar em teorias da conspiração, mas cada vez acredito mais que ‘alguns’ esperavam a todo o momento por um deslize emocional de Bruno Carvalho - algo previsível - para despoletar uma mudança de poder em Alvalade. Caiu evidentemente na esparrela. E cometeu assim um erro crasso, tendo como consequência perder grande parte da sua base de apoio: os sócios do Sporting.

Posso também começar a tentar encadear personagens e recordar-me que Carlos Vieira, ‘vice' do Sporting, é o responsável pelas Relações Internacionais da Lusófona, que Relvas foi - como todos sabemos - um ‘brilhante’ aluno na dita Universidade e que esse estabelecimento de ensino mantém estreitos laços com Angola. Vieira e Relvas, ambos agora apontados pela comunicação social como putatitos sucessores de Carvalho.

É inegável que, de há uns anos para cá, não só a marca Sporting como também o universo empresarial leonino se tornaram apetecíveis para muitos...

Nuno M Almeida

14 comentários:

  • 11/4/18 16:04, Anonymous Anónimo escreveu…

    Ao pé da Lusófona, até a central de tratamento de resíduos sólidos na Bobadela parece um paraíso.

     
  • 11/4/18 16:13, Anonymous Anónimo escreveu…

    Há muito tempo que em Luanda já chamam ao Sporting a equipa da família Madaleno. Por meia-dúzia de passes. Foi a famosa Champions de Gestão do Bruno.

     
  • 11/4/18 16:50, Anonymous Anónimo escreveu…

    MÁFIA!

     
  • 11/4/18 16:59, Anonymous Anónimo escreveu…

    Vamos lá então ao Carlos Vieira, o administrador na pole position para suceder a Bruno de Carvalho, enquanto este estiver deitado no divã do psicanalista a resolver o síndrome de abstinência do FB.

    A formação. Bacharel em contabilidade cedo passou a assinar doutor, não se sabe se por por ter sido da mesma turma de Miguel Relvas na universidade do sogro.

    O background. Fanático devoto da Opus Dei, C. Vieira sempre se movimentou muito bem nos meandros da organização e não foi o facto de esta ter perdido alguma influência social e nos meios de decisão que o impediu de ter tido sempre empregos onde a Opus Dei tinha poder.

    Até que entra nas universidades do sogro. Directamente para um cargo de administrador onde tinha o pelouro das finanças partilhado com o líder. A crise e a má gestão, assente num crescimento desmesurado e numa política de endividamento extremo, levaram o grupo a uma situação de pré-falência há uns anos atrás: salários em atraso (só para alguns), desinvestimento nas instalações e venda apressada, com graves perdas, de negócios que corriam manifestamente mal como clínicas de saúde em todas as esquinas e produção de azeite na qual chegaram a ser retirados do mercado pela ASAE, por venderem como Virgem Extra azeite que não o era, enfim, peripécia apenas.

    O grupo Lusófona volta a recorrer à banca mas numa situação de algum desespero. Daí que o sindicato financeiro que entrou para salvar o grupo tenha posto logo como condição o afastamento de C. Vieira, o administrador que, afinal de contas, desempenhava o cargo quando as coisas começaram a correr mal, coincidência ou talvez não.

    E é por alturas desta negociação com a banca, que foi demorada, que surge a possibilidade de acompanhar um conhecido, de nome Bruno de Carvalho, que estava a lançar uma candidatura à presidência do Sporting. Por acaso, ou talvez não, C. Vieira faz-se sócio cerca de um ano antes, praticamente à conta de se poder candidatar.

    E entra de novo o sogro que se faz acompanhar por C. Vieira e Bruno de Carvalho a Angola e à Guiné Equatorial onde foram arranjar financiamento. O primeiro negócio até corre mal - o de Franco Cervi - porque os argentinos desconfiaram dessa história de inscrever o jogador por um clube barriga de aluguer para a passagem entre o clube argentino e o Sporting, e com pagamentos faseados pela Guiné Equatorial. Depois entra Sobrinho e a Holdimo e o dinheiro começa a pingar. Receitas antecipadas e contrato da NOS e lá começa a tal estabilidade financeira que serve agora de único argumento a favor de Bruno de Carvalho.

    A ascensão. Dado o difícil temperamento de Bruno de Carvalho, muitas das pessoas que trabalhavam com ele, desde chefias menores até parceiros de administração foram-se afastando à medida que percebiam que, pior ainda que o estilo desbocado e um pouco trauliteiro do presidente, era o defeito que Bruno de Carvalho tem há muito tempo: a vaidade patológica de se achar o melhor do mundo, de gostar de se ouvir falar e de fazer tudo para ser ele a aparecer na frente. Curiosamente, C. Vieira, mais tímido de feitio, foi-se dando bem com isso e tornou-se um dos cada vez menos apoiantes de Bruno de Carvalho no Sporting.

    Uma coisa é certa, com ou sem Burn Out, esta sucessão dinástica é que é típica do croquettismo que imperou no Sporting durante uns anos. E os sócios tudo devem fazer para serem eles a decidir em vez de se montar um arranjinho sucessório para que Bruno de Carvalho vá descansar um bocado. Jaime Marta Soares, e outros, sabem bem, por isso preferem dar a palavra aos sócios. Mas nos próximos dias tudo vai ser feito para se dar um arranjo que não dê a palavra aos sócios. É que ao brunismo, Madeira Rodrigues não preocupa nada, mas começa a haver medo de uma terceira via consistente que possa surgir e os afaste.

    Tempos interessantes de muita coisa acontecer. Mas como diz aquele provérbio chinês: sorte a dos que não vivem esses tempos interessantes.

     
  • 11/4/18 17:04, Blogger Nuno M. Almeida escreveu…

    Meu caro, venha essa terceira via e este adepto, sócio e accionista da SAD cá estará para a apoiar!
    Quanto a Vieira, há bastante temoo conheço todas estas peripécias. A novidade é a ligação à Opus Dei. Tinham-me dito que com ele era mais ‘aventais’...

     
  • 11/4/18 17:22, Anonymous Anónimo escreveu…

    Caro Nuno, o sogro e demais família desse lado são aventaleiros. Mas C. Vieira entra na Opus Dei ainda antes de conhecer a futura mulher e manteve-se. Aliás, a Opus Dei chega a ser mais implacável com as dissidências do que a Maçonaria. Porém, a convivência a esse respeito, dentro daquela casa, é sã. Como prova o facto de ser a única universidade deste país, privada ou pública, que congrega pessoas com relevância nos respectivos partidos. Do deputado do PCP António Filipe, ao ex-ministro do CDS Mota Soares, há pessoas de todos as alas no grupo Lusófona, geralmente com posições de algum destaque, numa atitude estimulada pela própria administração. Tudo bem: não é tão bonito ver o sindicalista professor-doutor Carvalho da Silva (PCP) em amena cavaqueira com o colega Nuno Magalhães (CDS)? Lusófona - Connecting People.

     
  • 11/4/18 17:28, Blogger Nuno M. Almeida escreveu…

    Veremos assim o nosso clube a continuar em ‘boas mãos’...

     
  • 11/4/18 18:27, Anonymous sapin escreveu…

    Então o erro crasso do Bruno de Carvalho foi ter escrito o que era a opinião dos sócios do que aconteceu em Madrid ?
    Quem teve tanta pressa de comunicar aos jogadores o que BR escreveu quando ainda estavam em Madrid ?
    Lembram-se que BR tinha pedido aos sócios para não lerem o vingativo Correio da Manhã ?

     
  • 11/4/18 19:05, Anonymous Anónimo escreveu…

    Miguel Relvas...o Tal Sôtore...ah OK ..estamos conversados

     
  • 11/4/18 19:06, Anonymous Anónimo escreveu…

    sapin,

    Lá em Marte não chegaram notícias do Sporting?

     
  • 11/4/18 19:12, Anonymous Anónimo escreveu…

    http://www.cnoticias.net/594904d294c4a/conselho-de-disciplina-da-fpf-ordena-descida-de-divisao-do-benfica-e-perda-dos-ultimos-5-titulos.html

    Vejam esta

     
  • 11/4/18 21:05, Anonymous Anónimo escreveu…

    anónimo de 11/4/18 19:12,

    Era bom, era.
    Mas esse é um daqueles sites de fake news.

     
  • 11/4/18 22:34, Anonymous Anónimo escreveu…

    Mais um candidato, mas este não aceitou, prefere continuar no...Leixões:

    ...Paulo Lopo revelou ter recebido contactos para avançar com uma candidatura à presidência do Sporting, mas o líder da SAD do Leixões afastou a hipótese de entrar numa eventual corrida à presidência dos leões.

     
  • 12/4/18 01:26, Anonymous Anónimo escreveu…

    Nucleo Sportinguista das Aves:
    "Atençãp aos distribuidores de lenços brancos, estaremos atentos"
    Incrivel ao que isto chegou , os seguidores do bandalho a ameaçarem!
    Ditadura pidesca!
    Liberdade de expressão r.i.p.
    Triste!

     

Enviar um comentário

Sangue LEONINO

<< Home