"O Mundo sabe que pelo teu amor, eu sou doente / Farei o meu melhor para te ver sempre na frente / Irei onde o coração me levar / E sem receio... farei...o que puder pelo meu Sporting" - osangueleonino.blogspot.com -

Sangue LEONINO

domingo, fevereiro 28, 2010

Leão de grande classe subjuga inofensivo dragão



Sporting, 3 - FC Porto, 0

Grande Sporting a entrar em jogo, mandão, pressionante, assente num esquema táctico semelhante ao utilizado no jogo com o Everton e um golo cedo de Yannick a condicionar a toada da primeira parte.

O Porto nunca foi perigoso, os nossos jogadores foram bestiais no rigor táctico, na entreajuda, nas marcações, na ocupação dos espaços e no modo como pressionaram o adversário fazendo pressão alta; com o Porto completamente preso num colete de forças quase nunca o perigo chegou à baliza de Patrício.

O golão de Izmailov numa fase crucial, ou seja no final dos primeiros 45 minutos, foi determinante para o ânimo da equipa e do público.

Muita atitude, garra, empenhamento, suor, luta pelos lances, lançamento rápidos para o ataque - predicados que eram sempre atribuídos ao Porto - desta vez foram os nossos jogadores que os exibiram. ATITUDE, foi isso que marcou a diferença, desta vez pela positiva.

Arranque de segunda parte fatal para o adversário com um golo de Veloso logo no início, após remate ao poste de Liedson, coroando aquilo que de bom a equipa tinha feito na primeira parte. Consequência: nervosismo instalado na equipa adversária, completamente atordoada perante um Sporting de classe, pujante e categórico que com este terceiro golo matou as aspirações portistas de conseguir a reviravolta.

Nota de realce para a frescura patenteada pelos nossos jogadores, alegria, dinâmica, nem sequer parecia que haviam tido um jogo intenso há três dias, ao contrário do adversário que teve uma semana para preparar este jogo.

Como o Miguel Damas hoje neste blogue pedia: fomos a eles… e de que maneira!

Sem querer destacar nenhum jogador em particular, sobretudo numa noite onde todos foram bravos guerreiros, gostava no entanto de saber agora a opinião de quem tanto criticou a contratação de Pedro Mendes, jogador que aportou muita consistência à manobra da equipa.

Confesso que, tal como na passada quinta-feira, fico com um sentimento ambivalente após esta vitória: contente, porque vivo com paixão o meu clube e os seus triunfos, mas também triste, porque constato que estes jogadores quando querem sabem jogar – e bem - não se podendo racionalmente entender como fizeram tanta coisa medíocre até esta semana.

Costumo sublinhar que a nossa massa adepta é bipolar, indo da depressão ao delírio com grande facilidade, mas tenho que dizer que esse mal parece ser extensível a estes jogadores. Depois de tanta mediocridade revelada ao longo da época, como é possível duas enormes demonstrações de classe em poucos dias?

Uma vitória dedicada ao bota-abaixismo, aos abutres que se alimentam dos nossos maus momentos, aos agoirentos e a todos aqueles que colocam os seus interesses acima dos do clube!

Também uma vitória dedicada aos andrades que nos humilharam após a goleada sofrida no Dragão – com os ‘olés’ hoje devidamente retribuídos - e a todos aqueles que previam a nossa queda no abismo e um resto de época a lutar por ficarmos na primeira metade da tabela!

O leão está vivo… e ainda vai à Luz!

Estádio José de Alvalade
Arbitragem: João Ferreira (AF Setúbal)

SPORTING – Rui Patrício; Abel, Tonel, Daniel Carriço (Polga, 74 m) e Grimi; Izmailov (João Pereira, 90 m) , Pedro Mendes, Miguel Veloso (Adrien, 76 m) e João Moutinho; Liedson e Yannick.

Suplentes: Tiago, João Pereira, Polga, Adrien, Pereirinha, Matias Fernandez e Saleiro.

FC PORTO - Helton; Fucile, Rolando, Bruno Alves e Álvaro Pereira; Ruben Micael (Guarín, 56 m), Tomás Costa e Raul Meireles (Belluschi, 46 m); Mariano (Rodriguez, 56 m), Falcao e Varela.

Suplentes: Nuno, Miguel Lopes, Nuno André Coelho, Valeri, Guarín, Belluschi e Rodriguez.

Disciplina: cartão amarelo a Miguel Veloso (11 m), João Moutinho (15 m), Bruno Alves (16 m), Yannick (29 m), Belluschi (73 m), Helton (75 m), Izmailov (77 m), Liedson (78 m)

Marcador: 1-0 por Yannick (6 m); 2-0 por Izmailov (45 m); 3-0 por Miguel Veloso (46 m)


Leonino

(Paulinho, espero que tu – mais do que qualquer outro sportinguista – estejas a saborear esta vitória frente a quem te desrespeitou)