SANGUE LEONINO

"O Mundo sabe que pelo teu amor, eu sou doente / Farei o meu melhor para te ver sempre na frente / Irei onde o coração me levar / E sem receio... farei...o que puder pelo meu Sporting" - osangueleonino.blogspot.com -

quarta-feira, novembro 26, 2008

Que jogo tão estranho



Sporting, 2 - FC Barcelona, 5

Que jogo mais estranho: na noite onde podíamos fazer história - embora desfalcados, é certo! - assisti a um jogo estranhíssimo...

Desde asneiras incompreensíveis dos nossos jogadores, passando por erros infantis, falta de concentração, demasiada inibição face ao poderio do Barça, um meio-campo inexistente durante toda a primeira parte, autogolos, expulsão, até 'olés' quando se perde por 3 golos de diferença (embora em resposta aos adeptos catalães), tudo serviu para colorir uma partida que nos poderia dar a liderança histórica do grupo.

É claro que houve uma melhoria na segunda parte, no que respeita à atitude dos nossos jogadores, já que a imagem deixada até ao intervalo havia sido demasiado má - chegando ao 2-3 até acreditei que estávamos de novo em jogo - mas o autogolo que deu origem ao 2-4 hipotecou completamente qualquer hipótese de recuperação.

Uma palavra para a classe deste Barça a meio-gás, para os seus adeptos que em minoria se fizeram ouvir e para o seu treinador - Pep Guardiola - um senhor do futebol, ao qual desejo uma carreira como treinador ao nível daquilo que foi enquanto jogador que tanto admirei: honesto, sério, ganhador, profissional e humilde!

Por último, podem vir alguns argumentar que a diferença de orçamentos é brutal e que isso justifica a derrota, mas então onde está a lógica do 1.º lugar do Leixões na liga portuguesa? Se voltam ao mesmo argumento de sempre mais vale não jogarmos contra equipa que têm orçamentos superiores ao nosso...

Depois da vergonha que foi o desaire de Portugal no Brasil a nota de que esta foi a maior derrota alguma vez sofrida em casa pelo Sporting nas provas europeias

Leonino

0 comentários:

Enviar um comentário

Sangue LEONINO

<< Home