SANGUE LEONINO

"O Mundo sabe que pelo teu amor, eu sou doente / Farei o meu melhor para te ver sempre na frente / Irei onde o coração me levar / E sem receio... farei...o que puder pelo meu Sporting" - osangueleonino.blogspot.com -

quarta-feira, novembro 19, 2008

Casos e casos



















Este é um caso que se arrasta pelos tribunais e onde o nome e prestigio do clube saem altamente lesados. Os prejuízos morais e éticos acarretados são bastante superiores aos monetários.
Por aquilo que deu em prol do Sporting e pelo que representa para a massa associativa o jogador Iordanov não merecia este tipo de tratamento.
Haja um dirigente com um mínimo de bom-senso que ponha cobro a este diferendo.
Enquanto existem jogadores como Iordanov que dedicaram 10 anos da sua vida a um clube e que tudo fizeram para o defender e engrandecer. Onde tiveram a suprema distinção de envergar a braçadeira de capitão.
Muitas vezes colocando de lado o aspecto financeiro para satisfazer a sua enorme paixão pelo nosso clube. Sendo afastado por uma doença traiçoeira que lhe retirou a hipótese de continuar a exercer a sua profissão.

Outros há que não sentem a camisola com tanta paixão e desprezam certos valores. Não percebendo que o futebol é para homens de carácter e de compromisso.
Já não existem palavras para descrever os actos praticados por Vukcevic.
Desta vez ausentou-se sem autorização; falhando um treino, para se juntar mais cedo á sua selecção.
É inconcebível que um profissional de futebol tome este tipo de atitudes tentando entrar em confronto com a sua entidade patronal. Este problema já ultrapassou as fronteiras do relacionamento jogador/treinador.
Filipovic diz que ele deu “um passo atrás”, a mim parece-me que foi o passo definitivo para sair do clube, aliás esse tem sido o seu propósito ao longo de toda esta época.
Aconselhou-o a mudar de comportamento, mas este já não é novidade porque já anteriormente teve problemas disciplinares.
Gosto de Vukcevic como jogador porque é batalhador e tem uma enorme habilidade, contudo não posso concordar que se mantenha um elemento altamente nocivo para todo o restante grupo.

Congratulo-me pela normalização das relações entre o actual seleccionador nacional e o Sporting Clube de Portugal. Relações que eram somente de âmbito institucional.
A situação que se vivia não prestigiava em nada o futebol nacional e o bom-senso imperou por parte de quem contribuiu e muito para o conflito.



Verde CDV

0 comentários:

Enviar um comentário

Sangue LEONINO

<< Home