SANGUE LEONINO

"O Mundo sabe que pelo teu amor, eu sou doente / Farei o meu melhor para te ver sempre na frente / Irei onde o coração me levar / E sem receio... farei...o que puder pelo meu Sporting" - osangueleonino.blogspot.com -

sábado, novembro 15, 2008

Sem ideias



Sporting, 0 - Leixões, 1

É muito díficil depois de chegar de Alvalade - onde se levou com um grande balde de água fria em cima - pensar em discursos de mobilização, de união, de crença e de militância...

Esta noite vi mais de 80 núcleos leoninos de todo o país representados nas bancadas de Alvalade, vi bancadas bem compostas, vi um público maioritariamente sportinguista ávido de uma vitória e predisposto a apoiar a equipa.

Em resposta a essa adesão que vi eu por parte dos nossos profissionais? Uma equipa amorfa, jogadores apáticos, desmotivados, sem ideias, tristes, banais...

O Leixões estudou bem a lição, apresentou-se em Alvalade mais cauteloso do que o havia sido no Dragão, e o Sporting nunca conseguiu ter grandes oportunidades. Ao nosso futebolzinho de sempre, previsível, rendilhado, sempre com mais 2 ou 3 toques do que o necessário, respondeu um adversário tranquilo, sereno e maduro.

Foi verdadeiramente impressionante constatar como a equipa não conseguiu activar um plano B que desmontasse a estratégia de José Mota e que desse outro rumo ao jogo: sempre as mesmas jogadas, sempre as mesmas lateralizações, passes falhados, mau posicionamento, deficiente aproveitamento de espaços, transições lentas, Liedson e Postiga presas fáceis da defesa de Matosinhos, uma substituição queimada com uma lesão de Pedro Silva provocada por deficiente aquecimento, enfim... muito mau.

Por mais sportinguistas que sejamos, por muito que queiramos apoiar a equipa e não esmorecer, por maior militância que queiramos praticar e incutir nos demais consócios, estes murros no estômago são muito difíceis de superar.

Querendo ter boa-vontade, não embarcando em teorias da conspiração, não deixo de pensar no que ouvi de algumas bocas no final do jogo à saída do estádio: até parece que os jogadores querem 'fazer a cama ao treinador'. Quando um Liedson parece um jogador banal, quando discutem uns com os outros em campo, quando não há garra nem vontade aparente de ganhar... yo no creo en brujas, pero que las hay, las hay!

Uma palavra de elogio para a excelente carreira que este Leixões está a fazer, para o futebol que está a praticar e para a sua falange de apoio presente em Alvalade. Muito bem!

Leonino

0 comentários:

Enviar um comentário

Sangue LEONINO

<< Home