"Tu vais vencer, Podes crer, Porque a nossa força é brutal. Mais de um século de histórias para contar. Sporting, tu nunca vais acabar" - osangueleonino.blogspot.com -

Sangue LEONINO

quinta-feira, janeiro 31, 2013

Niculae de regresso a Alvalade

Lion King

domingo, janeiro 27, 2013

Ineficácia

Mau resultado, o que averbamos hoje na recepção ao Guimarães, que terminou com um empate: 1-1. O golo dos vimaranenses foi marcado na própria baliza por Xandão, enquanto Van Wolfswinkel fez o golo do empate para o Sporting.

Assistimos a uma primeira parte onde o Sporting fez um bom jogo. Um futebol mais elaborado, mais dinâmico, embora sem criar um número de oportunidades de golo assinalável. Destacaria uma grande arrancada de Carrillo que terminou com um estrondoso remate à trave!
Na segunda parte, o Guimarães acabou por marcar primeiro num lance onde Xandão esteve mal, mas Van Wolfswinkel empataria pouco depois num grande golo de calcanhar, um gesto técnico muito bonito! A partir daí o Sporting tentou chegar à vitória, mas sem grande discernimento. Nos últimos minutos de jogo, alguns lances poderiam ter decidido o encontro para os dois lados, primeiro, creio que ficou por marcar um penalty a favor do Guimarães, onde Carlos Xistra esteve mal, e posteriormente tanto Van Wolfswinkel como Jéffren dispuseram de boas oportunidades para dar a vitória ao Sporting.

Creio que este empate penaliza a nossa ineficácia. Jogamos melhor que o Guimarães, mas falta melhorar o indíce de concretização!


Lion King

quinta-feira, janeiro 24, 2013

"O Sporting transformou-se numa feira de vaidades"



António Pires de Lima, sócio 18.517, em entrevista ao Record:

"Sinto-me triste e preocupado com os resultados desportivos da equipa principal de futebol.
(...)
Este sentimento não pode dar azo nem servir de pretexto para atitudes precipitadas, diria mesmo muito precipitadas, que possam pôr em causa não só a recuperação desportiva da equipa mas o próprio futuro da instituição Sporting. Estou muito preocupado com esta guerra de poder que parece estar instalada no Sporting, quando a época ainda está a meio, quando há uma equipa que ainda está a recuperar para poder chegar à Europa.
(...)
Acho que no final desta época deve ser feito um balanço frio e sereno daquilo que foi feito. Se o Sporting fizer uma 2ª volta do campeonato muito diferente daquela que realizou na 1ª e atingir um lugar europeu, e portanto, esta aposta no prof. Jesualdo, que me parece uma boa escolha, estiver a dar resultados, então julgo que as eleições deveriam ser realizadas no seu tempo normal, isto é daqui a pouco mais de 1 ano. Então, quem quiser ser candidato a presidente do Sporting tem essa oportunidade no tempo certo das eleições.
(...)
Se o Sporting mantiver a trajetória da 1ª volta , muito negativa e de grande volatilidade de jogadores e treinadores, acharia normal que no final da época, não tendo sido conquistado nenhum resultado desportivo mínimo, se questionasse em assembleia geral a continuidade desta direcção. Para todos os efeitos, nesse caso, já seriam dois anos de trajetória desportiva mal sucedida. Agora a meio da época, precisamente quando se está a iniciar um processo de recuperação, ver sócios provocarem uma AG para destituir a direcção e lançar o Sporting numa crise de liderança e de poder, quando ainda por cima estamos a viver um momento tão sensível do ponto de vista financeiro da instituição, parece-me uma irresponsabilidade completa.
(...)
Custar-me-ia ver o Sporting fora do controlo da SAD, mas não conheço o assunto em detalhe para pronunciar-me de forma sustentada. 
(...)
Acumularam-se erros ao longo de anos. O Sporting transformou-se numa feira de vaidades." 

Parece-me interessante publicar aqui excertos desta entrevista, porque é feita a um homem 100% sportinguista, uma pessoa muito inteligente e sensata, um dos melhores gestores da sua geração e sobretudo porque a subscrevo na íntegra!

Nuno M Almeida

quarta-feira, janeiro 23, 2013

Guerra: Que palavra tão hedionda!


Tendo eu sido educado desportivamente sob o estigma de que o Desporto era uma escola de virtudes e que acima de tudo ter o hobby de gostar de um clube como o Sporting era uma forma diferente de estar no mesmo, eis que infelizmente vejo tudo isto distorcido na actualidade e a palavra guerra aplica-se na plenitude ao estado de coisas actuais do 'nosso' Sporting.

Tal como na vida, cuja etapa eu costumo definir como um elevador, onde uma vezes estamos em cima e outras nem tanto, a verdade é que no Sporting os bons não estão todos de um lado e os maus do outro. Muito pelo contrário, ninguém faz tudo mal, nem ninguém faz tudo bem.

Esta entrada apenas serve para dizer que sinto-me triste com a realidade actual. A guerra entre a 'oposição' e o actual Conselho Directivo atingiu níveis impensáveis. Ou melhor, talvez não. A vitória no 'photo finish' de Godinho Lopes nas eleições de Março de 2011, em acto em que em surdina vão passando mesmo mensagens que poderão ter existido graves irregularidades, fragmentou irreversivelmente o nosso Clube.

De então para cá ao que temos assistido é a um suceder de problemas e de uma gestão que considero aberrante. Primeiro Luis Duque quis um cheque e uma vassoura. Com esse cheque gastou desmesuradamente e com a mesma vassoura trouxe imenso 'lixo' com ela. Depois surgiu o caso PPC que manchou indelevelmente o Sporting. Aguardemos pelo desenrolar do caso. A paz andou sempre arredia e o que se temia aconteceu: a fractura total entre uma Mesa da AG eleita por uma lista e com um Presidente que nunca percebeu bem o lugar que ocupava, e uma Direcção sem rumo acertivo.

Mas como nem tudo foi feito mal, quero também aqui elogiar algumas coisas: A alteração de uns estatutos obsoletos, que não permitiam por exemplo que os sócios correspondentes votassem; a aposta em mais modalidades; a criação do pólo de Odivelas, que embora o tema pavilhão já com 'nome' atribuído continue supostamente nas calendas, pôs as modalidades concentradas no mesmo espaço. Enfim, nem tudo tudo foi mau. Não alinho na teoria do caos. Defendo menos a falta de democracia.

É chegado a esta democraticidade que quero encerrar este texto. Um grupo numeroso de sócios assinou um petição para a realização de uma AG cujo ponto único passa pela destituição dos órgãos sociais por gestão que consideram danosa. A isto contrapõe o CD com o pedido de uma providência cautelar, dizendo que este pedido viola claramente o que está estatutariamente definido. Percebo pouco de leis e falo com o coração.

Não será mesmo melhor ouvir os associados? Não será mesmo olhar pensar que olhos nos olhos e entre pessoas evoluídas o Sporting será debatido? Enfim, quero acreditar que esta AG se vai realizar e que sobretudo dali saia o que nós quisermos. Se for a continuidade dos actuais órgãos sociais contem comigo. Sempre pelo Sporting. Se for a mudança e a entrada de novas pessoas - deixo claro que não faço parte de nenhuma facção - contem comigo. Sempre pelo Sporting.

Enfim, estou triste com o estado de coisas. Não apaguem 106 anos de uma História brilhante. A nossa 'guerra' ao longo destes anos todos foi sempre nos recintos de jogo. Aí ganhámos milhares de títulos no conjunto de muitas modalidades. Quero que esta 'guerra' continue. Abomino a actual!

Saudações Leoninas

Juvenal Carvalho

terça-feira, janeiro 22, 2013

Ventura e Joãozinho são reforços de Inverno





Lion King




sexta-feira, janeiro 18, 2013

3ª vitória consecutiva!

Alcançamos hoje a terceira vitória consecutiva com Jesualdo Ferreira no comando técnico da equipa. Vencemos, bem, o Beira-Mar por 1-0, com o golo a ser apontado por Carrillo.

No geral assistiu-se a um jogo fraco por parte da equipa do Sporting, mas valeu pelo bom golo apontado pelo peruano Carrillo. O final do jogo acabou por ser muito emotivo com Van Wolfswinkel a desperdiçar uma grande penalidade - confirmando estar com uma falta de confiança atroz - e com o herói Rui Patrício a defender um penalty a favor do Beira-Mar, evitando também uma última grande chance de golo para os aveirenses ao defender um cabeceamento de um atacante do Beira-Mar que estava em boa posição na área.

Só posso desejar que este momento de vitórias se prolongue já no jogo com o Guimarães, todavia, teremos que ser muito mais fortes, muito mais equipa, jogar muito melhor. Acredito que temos valor para isso, oxalá, OS JOGADORES TAMBÉM ACREDITEM!!!

Lion King

terça-feira, janeiro 15, 2013

A confusão precisa-se?

Sinceramente, e quando pensamos que algo poderá correr melhor, eis que a Lei de Murphy tem toda a propriedade quando se fala de Sporting. Duas vitórias do futebol sob o comando de Jesualdo Ferreira são seguramente um bom suplemento anímico para quem, como nós, tinha visto os índices de confiança a baterem no fundo dos fundos. No entanto, a bem da verdade, sendo bom o reencontro do caminho das vitórias, não é seguramente o bem para a todas as curas. As feridas abertas têm sido muitas. Desde saídas de dirigentes por desacordo, outros por terem sido constituídos arguidos e outros ainda por se terem revelado um verdadeiro fracasso, a verdade é que a confusão e a bagunça tem sido uma realidade emergente. Claro que nem tudo tem sido mau. Claro que muito disto tem a ver com a futebolização, e por acréscimo com um despesismo gritante.

No entanto, o que me traz a escrever este post tem a ver com a designada confusão. Segundo a imprensa, fonte do Conselho Directivo acusa o vice-presidente da Mesa da Assembleia Geral, Prof. Daniel Sampaio de estar a preparar um 'Golpe de Estado' com a nomeação de uma Comissão Administrativa após hipótética queda dos Órgãos Sociais em AG. Pois bem, creiam que não conheço pessoalmente Daniel Sampaio. Esta versão, no entanto, parece-me à vista desarmada um verdadeiro 'golpe' ao carácter desta ilustre figura social e sportinguista. Os nomes que foram ventilados para a tal 'Comissão' já vieram desmentir. Enfim, a confusão realmente precisa-se, ou será ela uma forma de protelar algo que poderá e deverá estar a consumar-se?

Fala-se também num grupo de sportinguistas que quer a realização de um Congresso. Creiam que me agrada a discussão do Sporting e estive presente no anterior de Santarém. Foi bonito e respirou-se Sporting. Infelizmente valeu de pouco quanto a questões práticas. No entanto, esta pressa para a realização do Congresso por parte deste conjunto de sportinguistas, e que parece ter a concordância plena de Godinho Lopes, mais não me parece ser do que uma fuga para a frente e até poder colidir com a tal AG, que se deverá realizar... ou talvez não, aguardo.

Queria a paz no Sporting e não o fomentar da 'guerra' porque sim. Sou dos que vivem emocionalmente o Clube. Nem sou dono de verdades nem me arvoro em mais sportiguista que ninguém. Mas o aparecimento de algumas figuras tão recentes e de forma tão emergente na estrutura do Sporting, ou até na sua rectaguarda, causam-me alguns engulhos e desconfiança. Sinceramente temo que o arrastar desta paz podre possa degenerar numa guerra sem quartel.

Estamos no momento em que parece que a confusão precisa-se e todos os dias ela nos traz dados novos. Até quando?

Juvenal Carvalho

domingo, janeiro 13, 2013

Jejum de 9 meses sem ganhar fora, quebrado

Vitória do Sporting por 2-0 hoje em Olhão, com os nossos golos a serem apontados por Labyad e Adrien.

Entramos a ganhar em Olhão, com um bom golo de Labyad logo aos 3 minutos. No resto da primeira parte assistiu-se a um jogo onde o perigo foi equilibrado, sem a criação de grandes oportunidades de golo.
No segundo tempo, o Sporting podia ter marcado num grande remate de Capel de primeira mas o guarda-redes do Olhanense correspondeu com uma defesa à altura. Viria a ser Adrien numa boa iniciativa quem sentenciaria o resultado final. O Olhanense também teve situações para marcar em lances de cabeça dentro da nossa área, mas viria a ser o Sporting a conseguir uma importante vitória que nos permite continuar com a mira num lugar europeu.
Parece que Jesualdo Ferreira encontrou o antídoto para a fraca prestação desta equipa ao longo da época, pois conseguimos a segunda vitória consecutiva, estando Jesualdo com 6 dias de trabalho apenas!

De positivo as pazes que os adeptos parecem ter feito com a equipa, no jogo com o Beira-Mar é para apoiar e acima de tudo para: GANHAR!

Lion King

quarta-feira, janeiro 09, 2013

A 5ª vitória da época, a 9 de Janeiro!!!

O Sporting voltou hoje às vitórias, ao derrotar o Paços de Ferreira por 1-0, com o golo a ser apontado por Van Wolfswinkel.

Foi assim, uma estreia vitoriosa de Jesualdo Ferreira no comando técnico da equipa - acumulando com as funções de manager - numa vitória sofrida, onde o golo do Sporting só apareceu nos últimos minutos do jogo.
Acabou por ser uma exibição muito aquém do esperado - a exemplo da mediocridade dos últimos jogos - mostrando que Jesualdo Ferreira terá muitíssimo trabalho pela frente para repor os níveis de confiança aos jogadores, que nos permitirão obter mais vitórias.
No entanto conseguiu-se o essencial: A VITÓRIA!!!

Segue-se a deslocação a Olhão para a Liga. Aqui começaremos a jogar o nosso futuro para uma qualificação europeia, sendo que é muito importante conseguirmos uma vitória.
Jesualdo Ferreira mostrou que acredita, acreditemos nós também, SPORTINGUISTAS!!!!!

Lion King

terça-feira, janeiro 08, 2013

Estado de espirito....

Nasci e cresci a amar um clube por inerência familiar e por um tio/herói que fazia a delicia de milhões mas que sempre me tratou como o "Miguelinho", na sua maneira simples de ser e viver era tudo aquilo que eu admirava pela família e por aquilo que lá no alto do Olímpio ele representava para as nossas cores. Aprendi rapidamente o lema que o leão carrega e a amar aquela linda camisola. Cresci e enfrentei aqueles longos 18 anos com orgulho e crença mesmo que só tenham sido recompensados com 2 supertaças e 1 taça de Portugal. Vivi com lagrimas de emoção aquele jogo de Vidal Pinheiro que me fazia sentir a mim quase um trintão de novo um menino de banco de escola. Com o tempo e mesmo com novo título comecei a aperceber-me que nem toda a gente tem uma paixão tão genuína como a minha em que o lema é servir e não servir-se. Com o tempo o desencanto tornou-se em vergonha, não vergonha nas minhas cores e numa história centenária mas sim naqueles que sendo expoentes máximos do servir a causa são os primeiros a abater o leão. Não posso conceber toda esta guerra entre Sportinguistas provocada por gente que mata a paixão declaradamente e não tem pejo em continuar a fazer-lo e sem qualquer tipo de vergonha ou receio. Não me revejo neste Sporting que é meu mas que mo tiram a cada dia que passa. Mais que a péssima classificação é o desnorte mas sobretudo a subserviência em relação uma linhagem que há muito nos entregou de mão beijada a banca. É as decisões lesa-Sporting como a venda de Izmailov para um rival, 3 anos depois de já termos vendido um capitão para o mesmo local. Amarfanham o orgulho Leonino e empurram-nos para os patamares comuns de todos os outros clubes. A grandeza do Sporting está neste momento ferida de morte.....

SL

Miguel Damas 


sábado, janeiro 05, 2013

Ineficácia ofensiva e defensiva

Mais uma derrota, desta feita em casa frente ao Paços de Ferreira.
Creio que fizemos uma primeira parte melhor do que em Vila do Conde, tivemos uma bola ao poste num cabeceamento de Capel e ainda outro lance perigoso por Van Wolfswinkel, mas viria a ser o Paços de Ferreira a marcar já perto do intervalo, num lance onde Cédric fica mal na fotografia! Foi o concretizar do Paços, após já ter ameaçado antes. Creio no entanto que não merecíamos ir para o intervalo a perder! De lamentar o facto dos assobios terem começado logo nos primeiros minutos de jogo, não me parece que seja o ambiente mais indicado para que esta equipa estabilize, a jogar a bola!
Na segunda parte o Sporting teve mais posse de bola, mas não conseguiu jogar bem e criar oportunidades para reverter o marcador. Lembro-me apenas de dois lances na área adversária, um por Boulahrouz e outro por Carrillo que poderiam ter criado mais perigo para as redes do Paços. A equipa pacense apenas visou a baliza do Sporting num remate de meia distância, bem defendido por Rui Patrício.
Acho que pelo que fizeram as duas equipas, que a derrota do Sporting é um desfecho pesado. Mesmo sem jogarmos bem, poderíamos ter feito outro resultado.

Esperemos agora que esta maré de azar passe, porque sempre ouvi dizer que "não há bem que sempre dure, nem mal que nunca acabe"!!!


Lion King

terça-feira, janeiro 01, 2013

ANO NOVO, VIDA NOVA?


Entrado um novo ano e com o habitual champanhe da meia-noite vivido entre entre familiares e amigos na cidade do Porto, ao pedir os habituais desejos, também englobei o Sporting.

O típico 'ano novo vida nova' é aquilo que todos desejamos. Os tempos que atravessamos no aspecto social, com a austeridade a tomar conta de nós tem carácter de tormentoso. O ano desportivo do nosso Sporting, pese as vitórias conseguidas por algumas modalidades, e mesmo aí sem o carácter que tanto queriamos, foi muito mau. A nível do futebol profissional pior seria impossível, e nem o pior dos pessimistas o previa.

Assim, chegado o ano de 2013, que para os mais supersticiosos, poderá indiciar azar, terá que ser melhor e acima de tudo de mudança. Mudança de página triste para uma página vencedora, mudança de mentalidades de muitos associados que batem em tudo "porque sim"... mas acima de tudo de mudança de paradigma. Creio que continuar com este estado de coisas será apenas o adiar de uma agonia. Os próximos dias serão seguramente de muita agitação e de muitas novidades. Que saibamos extrair ilações e acima de tudo pensar Sporting.

Sou, como já o disse anteriormente contra uma AG ou mesmo um Congresso. Sou muito mais favorável a que os actuais elementos do Conselho Directivo abdiquem. Têm sido muito feios e de verdadeiro trauma os dias do arrastar da nossa equipa de futebol, o impasse quanto à perspectiva de resolução financeira, mas, e acima de tudo, o clima de paz podre vivido internamente. Nenhum Clube pode ser governado desta forma. Perante isto, só entendo uma coisa. A saída de Godinho Lopes pelo seu pé e a convocação de eleições. Mesmo Godinho Lopes teria toda a legitimidade para se apresentar a votos legitimado com outros acompanhantes.

Que se pense Sporting e que acima de tudo o advento de 2013 nos traga uma vida nova. Não podemos esquecer que nascemos com o desígnio de sermos 'Tão Grandes Como os Maiores da Europa'. Que saibamos continuar a honrar esse desejo. Um clube com cerca de três milhões de adeptos tem que ter uma eminente componente popular. O 'povo' sportinguista anda triste e até acabrunhado perante tão manifesta incapacidade do nosso Clube. A alegria tem que voltar ao nosso seio.

Quero um 2013 de vida nova... A todos os níveis, mas para melhor!

Juvenal Carvalho