"O Mundo sabe que pelo teu amor, eu sou doente / Farei o meu melhor para te ver sempre na frente / Irei onde o coração me levar / E sem receio... farei...o que puder pelo meu Sporting" - osangueleonino.blogspot.com -

Sangue LEONINO

terça-feira, janeiro 31, 2012

Traidores, porquê?

Tenho uma visão do futebol muito particular: dizer-se que este ou aquele jogador traiu o seu clube ao passar-se para o seu rival é muito discutível.

Passo a explicar o meu ponto de vista: não tenho nada contra jogadores como Futre, Ricardo Quaresma, Simão e mais recentemente Djaló se verem, ao fim de alguns anos a jogar num clube rival, tudo isso acontece por razões externas ao clube, ou seja os jogadores vão primeiro jogar noutro campeonato, não têm o sucesso que tiveram no clube de formação e aí os outros clubes que já os conhecem bem vão buscá-los, sendo assim uma situação de puro profissionalismo à qual eu não me oponho em nada (só um parêntesis para dizer que uma coisa são as transferências; outra coisa é o que os jogadores dizem dos clube de formação depois de os abandonar).




Quando falo em profissionalismo tenho que tocar no caso João Moutinho, já que aí é onde eu faço uma excepção pois foi um jogador criado na nossa casa, era o capitão, respeitado por todos e adorado pela massa associativa; trocou diretamente a sua casa por um rival direto, isso para mim chama-se TRAIÇÃO! Este é um caso único de saída de um jogador nosso para um rival.

Já o nosso vizinho da segunda circular viu há uns anos saírem de uma vez só 3 jogadores diretamente de sua casa para Alvalade.

Foram eles João Vieira Pinto, Paulo Sousa e Pacheco; tal como em relação a João Moutinho aí eles podem reclamar TRAIÇÃO!

Com uma diferença: João Moutinho não tinha razões aparentes para abandonar a casa que lhe deu nome, acho apenas que se queixava de um ordenado pequeno, enquanto que os jogadores que vieram do SLB estavam na lista de dispensas do Sr. Vale e Azevedo. Tiveram que optar e fizeram-no bem (a meu ver).

Já o recente caso Djaló não me espanta nada. O jogador nos últimos tempos era “persona non grata” para os adeptos, a meu ver injustamente, pois jogava pouco e tinha um grande problema, já que era muito irregular: em 10 jogos fazia 1 bom, daí a massa associativa o apupar tantas vezes.

Onde eu discordo é quando nós, como adeptos, o assobiamos já que aí estamos a desmotivá-lo e ele, que já não é uma grande estrela, perde capacidade de evolução; se não tiver um trabalho muito especifico dentro do clube perde-se, mas penso que com um treinador que aposte nele tem pernas para ser melhor, o tempo me dirá se tenho razão ou não.

Quanto à transferência em si, não vejo nada de irregular, quis sair pois não tinha espaço na equipa, o Sporting libertou-o, as coisas em Nice não correram bem, situação completamente limpa da nossa parte e pela qual não temos qualquer culpa. Não o quisemos de volta e ele fez-se à vida acho bem. Boa sorte!

Em suma, só me oponho a trocas entre rivais se forem como no caso de João Moutinho, diretamente; se por esta ou outra razão daqui a uns anos forem para o rival, paciência, fomos nós que não os soubemos manter no clube.

The Best One

segunda-feira, janeiro 30, 2012

Querem-no na Luz? Paguem-no!



A Sporting Clube de Portugal - Futebol, SAD, vem por este meio esclarecer que alienou os direitos desportivos e parte dos direitos económicos do jogador Yannick Djaló, no passado mês de Agosto de 2011.

O processo está entregue à Direcção Jurídica que, em tempo oportuno, o encaminhou para a FIFA.

Face ao facto de determos parte dos direitos económicos do jogador Yannick Djaló, tomaremos todas as providências, no sentido de acautelar e proteger esses mesmos direitos.

A Administração,

Sporting Clube de Portugal - Futebol, SAD


Nuno M Almeida

domingo, janeiro 29, 2012

Capitão América, 2 - Beira Mar, 0



Sporting, 2 – Beira Mar, 0

Estádio José de Alvalade
Árbitro: Duarte Gomes

SPORTING: Rui Patrício; João Pereira, Onyewu, Rodríguez e Insúa; Elias, Renato Neto (André Santos) e Matías (André Martins); Jéffren (Carrillo), Ribas e Capel.

Suplentes não utilizados: Marcelo, Polga, Evaldo e Diego Rubio.

BEIRA-MAR: Jonas; Pedro Moreira, Yohan Tavares, Hugo e Joãozinho; Nuno Coelho, Zhang, Artur e Nildo; Élio e Douglas.

Suplentes: Paes, Bura, Jaime, Atila Turam, Tiago Barros, Ricardo Dias e Serginho.

Marcadores: 1-0 Onyewu, 2-0 Onyewu


Nuno M Almeida

quinta-feira, janeiro 26, 2012

(Im)preparação física?



Hoje sabe-se que Stijn Schaars, um dos pulmões da nossa equipa, vai estar afastado da competição durante três semanas, devido a uma lesão muscular na coxa esquerda.

Com o plantel a ser dizimado por lesões, umas que já 'vieram' com alguns dos jogadores contratados, mas a maior parte das restantes contraídas já com os reforços a representarem o Sporting, e sendo sobretudo de cariz muscular, pergunto: que raio se passa com a preparação física do nosso plantel profissional?

Se queremos uma equipa competitiva e a lutar em várias frentes, há inúmeros aspectos que devem ser acautelados num quadro profissional altamente exigente, pelo que uma preparação física adequada aos vários ciclos que compõem uma temporada futebolística é uma delas. E das mais importantes.

Presumo que o preparador físico tenha vindo com Domingos do Braga, e confessando não ter prestado muita atenção aos bracarenses na época passada - por isso desconheço - será que também havia assim tanta lesão muscular para as bandas do Minho?

Nuno M Almeida

segunda-feira, janeiro 23, 2012

A marcar passo num estranho jejum de triunfos

Exibição pálida em Olhão, Rui Patrício em grande a evitar golos e um quinto lugar com 29 pontos, a 13 de Benfica, 11 de FC Porto e 5 do Braga.

Vitórias em 2012... nem vê-las. Como dizia o outro, candidatos ao título desta época? Só se for na PlayStation!

É impressão minha ou ainda há pouco tempo vimos um filme igual a este?



Olhanense, 0 – Sporting, 0

Estádio José Arcanjo
Árbitro: Vasco Santos

OLHANENSE: Fabiano; Mexer, André Pinto, Mauricio e Ismaily; Rui Duarte, Fernando Alexandre e Cauê; Salvador Agra, Yontcha e Wilson Eduardo.

Suplentes: Bruno Veríssimo, Regula, Toy, Djalmir, Jander, Dady e Vasco Fernandes

SPORTING: Rui Patrício; João Pereira, Polga, Onyewu e Insúa; Carriço, Renato Neto (André Martins) e Matías Fernandez (André Santos); Jeffrén (Rubio), Carrillo e Capel

Suplentes: Marcelo Boeck, Evaldo, Pereirinha e Ribas

Nuno M Almeida

domingo, janeiro 22, 2012

Tudo a perder nada a ganhar

Evitei depois do horrível jogo de quinta tecer qualquer tipo de comentários na blogosfera tirando salvo erro um comentário que deixei no meu Facebook.

Fui lendo aqui e ali o avolumar das criticas. Umas justas outras nem tanto. Li também os do costume a fazer defesas do impossível preferindo enfiar a cabeça na areia e acusando todo o exterior por aquilo que de mau temos apresentado desde o jogo da luz.

É notório e salta a vista que a equipa entrou em queda após o jogo com o nosso maior rival. Não sei as razões. Não compreendo que uma equipa que vinha apresentando um bom futebol tenha simplesmente desaparecido do mapa. O balão estourou? Quebrou fisicamente? O balneário está dividido?

Se o balão estourou é errado. Esta equipa tem ainda demasiadas lacunas para poder ombrear com os 2 rivais e mesmo com o Braga que tem uma estrutura de anos. É fácil falar com exemplos do outro lado da circular em que o seu treinador na 1 época foi campeão. Realmente foi-o mas numa conjuntura em tudo diferente da nossa. A equipa estava praticamente montada e não foi montada com 19 jogadores novos.

Não desculpo Domingos. Apenas não pretendo que as minhas criticas sejam confundidas como um pedido da sua cabeça. É claro que tal como os jogadores , os treinadores também têm momentos de forma. Não acho que neste momento Domingos esteja a ter a melhor abordagem aos jogos e tem revelado pouca audácia em mexer o sistema que neste momento é completamente manietado por qualquer adversário. E porquê?

Entra então os problemas de ordem física e a falta de capacidade da mesma. A equipa joga agora muito mais lenta nas transições e deixou de apanhar os adversários em contra golpe. Sei que muitos dos titulares têm demasiados jogos nas pernas. Mas tem havido pouca capacidade do técnico em tornear o problema. E não creio que este esteja apenas no miolo. Estará sim na pouca velocidade imprimida ao jogo e sobretudo aparecerem poucos jogadores na área.

Por ultimo o balneário. Este encerra sempre o cerne de quase todos os problemas. Um bom balneário pode não ser factor principal para ganhar-se um jogo mas ajuda. Mas encerra também muitos mais problemas que por vezes é impossível de fora descodificarmos.

O certo é que não podemos destruir tudo e querer mudar a meio de uma época em que tendo o título como apenas uma miragem há um lugar na Champions para ser garantido. Uma taça de Portugal para se ganhar , uma taça da liga que apesar de tudo ainda não está perdida e uma eliminatória da Liga Europa para ultrapassar e medir forças com Porto ou City.

Não podemos esmorecer aos primeiros infortúnios. Não apoio a desculpa mas recuso-me a virar costas ao meu grande amor.

A direcção (que não votei) apenas peço que se é este o caminho que trilharam para o nosso futebol e se é nele que acreditam, não se desviem um metro que seja!!! Nem sempre aquilo que colhemos no imediato é aquilo que mais desejamos. Mas se o caminho for o correcto então o trabalho e obra irá aparecer. É cedo para julgar uma direcção de 7 meses.

Não pensem que esmoreci no combate por aquilo que mais acredito. Acredito sim que este não é o momento de mandar o castelo abaixo com tanto ainda para se poder conquistar.

SL

Miguel Damas

quinta-feira, janeiro 19, 2012

Vergonhoso



O Sporting empatou hoje em Alvalade a uma bola com o Moreirense, em resultado humilhante para as cores leoninas. Uma primeira parte lenta, sem ideias, com a equipa amorfa redundou em empate ao intervalo, sendo que na segunda parte apesar de pressionarmos mais a equipa de Moreira de Cónegos fomos uma sombra de nós próprios. Lamentável a exibição de alguns jogadores, com Matías sem intensidade nenhuma de jogo, com João Pereira que passa o jogo a refilar em vez de jogar (não há ningúem no Sporting que mande este gajo se calar em campo?) e por último com a nulidade Bojinov (haverá caso, depois de ter empurrado o chileno Matías no lance do penálti falhado?)

Felizmente que ao contrário de nós adeptos que estamos cá sempre, estes profissionais da treta e quem os treina (será que treinam mesmo ou andam a ganhar dinheirinho sem nada fazerem?) estão de passagem pelo Sporting!


Ficha de jogo
Estádio José Alvalade
17440 espectadores.
Árbitro: Marco Ferreira.

SPORTING: Marcelo, João Pereira, Onyewu, Rodriguez, Ínsua, Elias, Carriço (Matias Fernandez, 45 m), Schaars, Carrillo (Jeffren, 70 m), Capel e Ribas (Bojinov, 45 m).
Treinador: Domingos Paciência.
Suplentes não utilizados: Rui Patrício, Evaldo, André Santos e Renato Neto.
Golo: Capel (28 m).

MOREIRENSE: Ricardo Ribeiro, Chico, Pinto(Ricardo Fernandes), Anilton Júnior, Augusto, Bru (Júlio César, 57 m), Tales, Luís Pinto (Wagner, 75 m), Gonçalves, Pintassilgo e Ghilas.
Treinador: Jorge Casquilha.
Suplentes não utilizados: Alexandre Ferreira, Bruno Moreira, Robson e João Vicente.
Acção disciplinar: cartão amarelo para Augusto (64 e 90+2 m), Júlio César (57 m), Pintassilgo (67 m), Tales (79 m) e Ghilas (81 m). Cartão vermelho para Augusto (90+2 m).
Golo: Ghilas (35 m).


Lion King

À atenção dos senhores da UEFA e dos palhaços do Publico



Visto que as imagens incomodaram a UEFA e o gordo Platini, que qual Obélix esta habituado mais a menires e a javalis franceses o SPORTING CLUBE DE PORTUGAL mudou as famigeradas imagens agressivas e de demonstração de peculato , coação e suborno tão apanágio noutras paragens e colocou estas em que os nosso adversários se devem sentir umas abelhinhas ou umas papoilas saltitantes.

Ao jornal público lembra-mos que há coisas bem mais perigosas num estádio como as constantes agressões que são vitimas jornalistas em paragens mais a norte sem que seja feita tanta parangona como umas simples barragem a porta de Alvalade.

Ainda ao publico lembro que seria mais engraçado pegar no negócio do outro mundo que um rival nosso ia fazer. Um autentico euro-milhões do futebol que ia deixar uma Oliveira seca e mirrada perante a força do lado bom. Afinal a montanha pariu um rato (em relação a esse clube é tão normal parirem ratos) e vão ter que continuar no lado negro a mostrar os seus bailados de 11 para isso bastou um corte ou dois e a sua mega-ultra tv ficar as escuras para piarem baixinho.

Espero que seja o encerrar de um celeuma que tanto mal fez ao nosso Portugal. Bem mais importante que aquilo que por exemplo escrevo no meu FB e que passo a transcrever.

"Regressar ao feudalismo é sinónimo de progresso? O trabalhador mata-se a trabalhar para meter pão na mesa e os senhores feudais andam por ai em plena ostentação. Que culpa tem o comum trabalhador da actual crise? Que decisão tomou ele que tenha lesado o país? Mas que engravatados são estes que nos querem tornar de novo servos da gleba? 2 séculos de luta pelos seus direitos desbaratados em nome de uma crise que não foi por ele criada mas é aproveitada pelos criadores para nos encerrarem numa existência de sofrimento e simples sobrevivência. Fomos atirados de novo ao ponto de partida. Tal como éramos antes da revolução industrial. Mas lembrem-se senhores das gravatas, revoluções foram feitas e foram ganhas por esses mesmos homens que vcs tentam agora quebrar....."

Isso sim devia ser primeira página nos jornais antes de qualquer jogo, todos os dias , semana após semana.....

Aos Sportinguistas e apesar do estado da nação estar abalado com os últimos resultados , não somos fracos e daremos a volta por cima!! VIVA O SPORTING!!!!

Hoje claro o caminho só pode ser um....ALVALADE!!!!

SL

Miguel Damas

Nota: Estas imagens reporta-se ao corredor dos visitantes. Os jogadores Leoninos não passam por aqui. E para acrescentar a fina ironia que desde já aplaudo, para que os visitantes não se sintam melindrados neste espaço há também o som de passarinhos e de cascatas, um ambiente todo ZEN para que não haja maus entendidos. Os corredores por onde passam os jogadores Leoninos é diferente , tem as velhas glorias e heróis do passado e presente. Momentos de vitória e de celebração Leonina.

quarta-feira, janeiro 18, 2012

Reflexões no meio da época

Chegados a meio de janeiro invade-nos uma sensação de desilusão. A nossa equipa está a decair a passos largos. Está pior agora que em setembro ou outubro. Estamos a assistir a um treinador titubeante, inseguro e psicologicamente frágil. E pouco ambicioso. Ao não ganhar ao F C Porto o campeonato estava perdido; mesmo assim não vimos a equipa nos últimos 15 minutos a atacar "desalmadamente". Ao contrário vimos uma equipa acomodada. E em Braga entramos a defender o empate.
Quando ganharemos outra vez o campeonato? Não basta fazer bem. Teremos de fazer melhor que os rivais.
A equipa precisa de se fechar num estágio por 4 ou 5 dias para recarregar energias, fazer um "reset" e olhar para a frente. Se não corremos o risco de derrapar ainda mais.
Entretanto temos várias certezas nas contratações (Capel, Carrilho, Schaars, Insua, Rinaudo), e também desilusões (Bojinov, Wolkswinkel, Elias). Então Elias tem de saber fazer mais. O Presidente, sempre o primeiro responsável, não merecia isto. O Engº Godinho Lopes tem tido uma atividade esgotante e uma dedicação imensa. E tem tomado muitas iniciativas meritórias.
Assusta-me a próximo relatório de contas e os esperados elevados prejuizos, depois de investimentos muito elevados. Não me conformo com as intenções de vender a SAD e o Sporting Clube de Portugal ficar minoritário. O futebo, é a "alma" do Sporting, sem prejuizo das modalidades, é claro.

Não levamos às últimas consequências as descriminações dos árbitros para connosco. O árbitro que é parcial fora de campo, não pode ser imparcial dentro!
Que ninguém nunca mais compre esse jornal que recentemente nos desconsiderou.

SL
Gabriel Almeida
Nota: pintar o relvado é ridículo.

Há que vencer



O Sporting recebe amanhã o Moreirense para a 2ª jornada da 3ª fase da Taça da Liga, num jogo onde é imperioso vencer para chegar à liderança do grupo. Com o empate de hoje entre Rio Ave e Gil Vicente, faltarão duas vitórias ao Sporting nos próximos dois jogos em casa (contra Moreirense e Gil Vicente) para vencermos o grupo e apurarmo-nos para as meias-finais da Taça da Liga.

Aqui segue a convocatória de Domingos, na certeza de que os adeptos leoninos estão todos convocados para comparecerem amanhã em Alvalade a fim de termos uma boa casa e para festejarmos em conjunto mais uma vitória:

Guarda-redes: Rui Patrício e Marcelo Boeck
Defesas: João Pereira, Rodríguez, Carriço, Polga, Onyewu, Evaldo e Insúa
Médios: Schaars, Capel, Matias, Jeffrén, André Santos, André Martins, Renato Neto e Elias
Avançados: Bojinov, Carrillo e Seba Ribas

Destacaria os regressos de Jeffrén e de Renato Neto a esta convocatória após terem estado afastados do jogo de Braga, o primeiro devido a problemas físicos e o brasileiro por opção.

FORÇA SPORTING!




Lion King

terça-feira, janeiro 17, 2012

Inigualável Sporting CP

video
Lion King

segunda-feira, janeiro 16, 2012

Ciclo negativo

Terminou ontem em Braga, a primeira volta do Campeonato para o Sporting que se encontra em 4º lugar a 11 pontos do líder Benfica, a 9 pontos do segundo classificado, o Porto, e a 3 pontos do Braga que segue em 3º lugar.

Nesta altura todo o tipo de análises se fazem, muitas a ser centradas em Domingos, treinador do Sporting. É certo, que Domingos tem cometido erros ao comando da nau sportinguista, mas não me parece que ele seja culpado por erros de palmatória cometidos por jogadores profissionais, pagos a peso de ouro, como ainda ontem se constatou! No entanto, as constantes intermitências no escalonamento de um onze base, aí a responsabilidade é do treinador, pois isso tem causado muitos problemas para a equipa e para a consistência que se pretende adquirir, não me parecendo que as lesões justifiquem tudo.

Mas, o que me entristece no meio de tudo isto, é a permanente incapacidade cíclica do Sporting em estar à altura das expectativas que lhe são esperadas, isto é, a conquista de títulos. As discussões dos sportinguistas, vão-se invariavelmente centrando nos jogadores, na sua falta de qualidade, mas isso parece-me um erro de todo o tamanho e que tem resultado na vinda de camiões de jogadores sem que o problema se resolva. O principal problema é mais acima, tem a haver com liderança! É na liderança que se resolve os problemas de organização e falta de ambição de uma estrutura de futebol sportinguista que parece oca e vã.

Para quando o jogar à Sporting, para quando a ambição de comer a relva por títulos estará presente, para quando a garra leonina se apresentará de novo em campo em busca da glória pretendida?

Esforço, Dedicação, Devoção e Glória, não são palavras fúteis, são um lema de uma nação leonina ávida de títulos e que há que honrar custe o que custar, doa a quem doer, porque há que ultrapassar este doloroso 2º maior jejum da nossa história, sem esquecer a conquista de qualquer outro título neste passado recente que há que rasgar!

Lion King

domingo, janeiro 15, 2012

O título? Já era!



Braga, 2 - Sporting, 1

Estádio Municipal de Braga
Árbitro: João Capela, assistido por Nuno Roque e Tiago Rocha

SP. BRAGA: Quim; Salino, Douglão, Ewerton e Elderson; Custódio e Hugo Viana; Alan, Mossoró e Hélder Barbosa; Lima.

Suplentes: Berni, Vinicius, Paulo César, Rivera, Nuno Gomes, Carlão e Luís Alberto.

SPORTING: Rui Patrício; João Pereira, Onyewu, Rodriguez e Evaldo; Schaars, Elias (André Martins) e Matías Fernandez; Capel, Ribas (Bojinov) e Insúa (Carrillo).

Suplentes não utilizados: Marcelo Boeck, Daniel Carriço, Polga e Pereirinha.

Golos: 1-0 H. Barbosa, 2-0 Lima, 2-1 Carrillo


Nuno M Almeida

sábado, janeiro 14, 2012

Nós e os outros

A celeuma das imagens dos nossos balneários tiveram novo enlace. Os nossos rivais resolveram fazer um ataque indirecto e mostraram imagens dos seus corredores e balneários com imagens que claramente são mais softs em relação aquelas que nós temos.

Não creio que as imagens em si tenham qualquer problema embora acredito que houvesse milhares de imagens melhores para lá colocar. Um jornal diário da nossa praça resolveu mandar cá para fora essa noticia na véspera do clássico numa clara intenção de agitar as aguas.

Da parte do Sporting foi dado talvez demasiado ênfase ao caso, dando uma publicidade e visibilidade as nossas custa ao dito jornal.

Agora são os nossos dois rivais a virem "picar". Julgo que da parte do fcp e como sempre é a estratégia de dividir para conquistar. Em relação aos vermelhos achei piada as fotos que mostraram visto que deve ter sido uma operação quase hercúlea rodarem aquele estádio até apanharem um sector com gente normal para conseguirem uma fotografia decente...

Adiante, espero que o Sporting agora não baixe a guarda e sobretudo não dê atenção a estes factos que são tudo menos importantes para o caminho que estamos a trilhar. É certo que estamos a 8 pontos do topo mas toda esta estratégia visa desestabilizar (e tudo serve para tal) aquilo que têm sido construído até aqui.

O nosso caminho não é fácil e temos queimado algumas etapas e por vezes parece que a equipa cresceu demasiado depressa. Temos cobrado muito também mas isso já é do DNA do adepto Leonino. Percorremos 2-3 anos muito maus , já para não puxar outro que apenas foi disfarçado com a conquista da Taça de Portugal.

Ainda ontem se discutiu aqui neste Blog aquilo que seria melhor. Resultados e\ou exibições. Sou fiel adepto de estádio. Sou incapaz de ficar em casa e ver pela TV e como tal gosto de ver bom futebol ou pelo menos demonstração de trabalho nos 90 minutos que visiono. Serei demasiado exigente? Sou-o mas sei dar desconto como por exemplo para esta época mas não com 1 partes como as de 4f.

Teremos que ter coragem para trilharmos o nosso caminho num país que se baba por um benfas e pululam como se fossem campeões pelo facto de terem chegado ao topo e do outro lado um clube que trilhou o seu caminho com guerra mas que conseguiu os seus intentos. É claramente um espaço reduzido , o topo. Depois de arredados nestes últimos anos voltamos a ser vistos como "contenders" e isso incomoda muita gente.

Somos o alvo fácil , sempre o mais fácil para abater. A serventia a uns e o medo a outros impede que o mesmo tratamento seja dividido pelos rivais. Não nos acanhemos por tal. Temos uma historia centenária e já fizemos muito pelo nosso país e engrandecendo a nossa história.

A direcção melhor ou pior tem sabido levar a agua ao seu moinho. Sou completamente fora dos círculos de bajulação e a minha opinião tende em ser completamente independente. As contas fazem se no fim e por ora o trabalho tem sido bem feito com algumas falhas aqui e ali mas quem não as têm?

Imperativo é continuar a apoiar as equipas, sejam elas de qualquer modalidade. E não nos deixarmos abater a primeira adversariedade nem dar o flanco a cada ataque. Por vezes o silencio é de ouro e responder-mos mais tarde com acções e vitórias.

SL

Miguel Damas

sexta-feira, janeiro 13, 2012

Não veio um chinês... veio o Japonês



Foi apresentado em Alvalade o novo reforço do futsal do Sporting, mais conhecido por Daniel Japonês. Este brasileiro que jogava nos brasileiros do Guarapuava, promete ser um verdadeiro reforço para a nossa equipa, daqueles que fazem a diferença e aponta à UEFA Futsal Cup como objectivo a vencer!

Ao Japonês os desejos das maiores felicidades com a camisola verde-e-branca na certeza de que o seu sucesso será o nosso sucesso! Bem-vindo Daniel Japonês!

Lion King

quarta-feira, janeiro 11, 2012

Com exibições destas não merecemos o Jamor!



Sporting, 2 – Nacional, 2

Estádio José de Alvalade
Árbitro: Paulo Baptista

SPORTING: Rui Patrício; João Pereira, Onyewu, Polga e Insúa; Elias, Renato Neto (Carrillo) e Schaars; Matías, Wolfswinkel (Bojinov) e Jeffren (Capel).

Suplentes não utilizados: Marcelo, Evaldo, Arias e André Martins.

NACIONAL: Vladan; Claudemir, Neto, Danielson e Stojanovic; Todorovic, Andrés Madrid e Skolnik; Candeis, Rondon e Diego Barcellos.

Suplentes: Marcelo, Juliano, Anselmo, Edgar Costa, Oliver, Márcio Madeira e Elizeu.

Golos: 0-1 Rondon, 0-2 Candeias, 1-2 Elias, 2-2 Schaars


Nuno M Almeida

terça-feira, janeiro 10, 2012

Convocatória para o jogo com o Nacional




O Sporting recebe amanhã em Alvalade o Nacional, em jogo a contar para a 1ª mão das meias-finais da Taça de Portugal. É imperioso conseguir uma boa vitória para encararmos a deslocação à Madeira com mais confiança de que a nossa presença no Jamor será uma realidade!

Aqui fica a convocatória para amanhã, destacando-se o regresso após lesão de Rodríguez e também a estreia de Ribas, contratação de Inverno, por empréstimo do Génova:

Lista de convocados:

Guarda-redes: Rui Patrício e Marcelo Boeck;
Defesas: João Pereira, Arias, Rodríguez, Polga, Onyewu, Evaldo e Insúa;
Médios: Schaars, Capel, Matias, Jéffren, André Martins, Renato Neto e Elias;
Avançados: Bojinov, Wolfswinkel, Carrillo e Ribas.

FORÇA SPORTING, RUMO À VITÓRIA!


Lion King

segunda-feira, janeiro 09, 2012

Há silêncios que valem ouro



Há alturas em que a coesão da família leonina - acima de tudo o resto - deve ser sagrada, e esta fase da vida do nosso clube parece-me ser um desses momentos em que a prioridade deve passar por garantir união e ver todos a remar para o mesmo lado.

Num momento em que se reconstrói tanta coisa, em que se procura virar página face a um passado recente repleto de insucessos e frustrações, gostaria de ver candidatos derrotados nas últimas eleições remeterem-se ao silêncio ou então a uma postura de crítica construtiva.

Bruno Carvalho deu a cara, mostrou coragem em avançar, teve o enorme mérito de propôr uma alternativa, deu o peito às balas, ganhou evidentes pontos no seio da família sportinguista, mas vir hoje no Record afirmar que o Sporting estaria melhor sem Godinho Lopes parece-me despropositado, inconveniente e extemporâneo. Como possível alternativa de futuro no nosso clube gostaria que Bruno Carvalho não alienasse o capital de confiança ou credibilidade que na última campanha acumulou.

Tal como achei um exagero a forma como Godinho Lopes havia afirmado ao Expresso que sem ele o Sporting acabaria.

Enfim, creio que vale a pena continuar a apoiar e dar o benefício da dúvida a este presidente e à sua equipa, porque tendo-se votado ou não nesta Direcção, parece-me que o caminho até agora trilhado tem as coordenadas certas.

Na devida altura, que não agora, far-se-á o devido balanço e avaliação.

Nuno M Almeida

sábado, janeiro 07, 2012

Um clássico que não vai deixar saudades











Sporting, 0 - FC Porto, 0

Em relação a épocas anteriores, desta vez reduzimos claramente a diferença face ao FC Porto, sendo também verdade que este Porto não está ao nível daquele da época passada.

Viu-se um adversário mais rotinado, uma equipa mais sólida e entrosada, com um Hulk que é uma verdadeira força da natureza, mas mesmo assim as melhores oportunidades foram nossas. Junte-se ainda um trio de arbitragem 'incompetente'.

Creio que ainda nos falta maior rotina e fio-de-jogo, uma ambição mais afirmativa, uma equipa mais personalizada e mandona, sendo ainda claro que alguns jogadores estão abaixo daquilo que vinham mostrando: Capel, Wolfswinkel e Elias.

Quanto aos melhores, para mim Rui Patrício, Onyewu e João Pereira estiveram muito bem. O último tem um enorme pulmão e uma entrega ao jogo invejável.

Talvez seja demasiado pensar no título de campeão nacional nesta época, mas a realidade é inegável: estamos a lançar sementes para construír uma boa equipa e para podermos lutar em breve, de igual para igual, com Porto e Benfica.

Fazendo votos para que a lesão de Izmailov não seja grave e que a sua carreira não esteja 'finita' quero aplaudir o melhor da noite: o grande ambiente hoje vivido nas bancadas (48.800 espectadores), tendo-me lembrado das grandes noites do velhinho José de Alvalade.

E a seguir, para o campeonato: Braga...

Mas antes, o jogo das meias-finais da taça de Portugal, com o Nacional, onde devemos estar em peso a apoiar a nossa equipa. É imperioso angariar um resultado confortável, para que não haja sobressaltos na Madeira.

Nuno M Almeida

sexta-feira, janeiro 06, 2012

Os eleitos de Domingos

Domingos convocou os seguintes 20 jogadores para o clássico de amanhã:

Guarda-redes: Rui Patrício e Marcelo Boeck;
Defesas: Polga, Onyewu, Evaldo, Arías, João Pereira e Insúa;
Médios: Capel, Carrillo, Schaars, Renato Neto, André Santos, Matias Fernandez, Izmailov, André Martins e Elias;
Avançados: Bojinov, Jeffrén e Wolfswinkel.

Destaca-se na convocatória a chamada de Renato Neto, reforço de Inverno, que estava emprestado ao Cercle Brugge, e o regresso após lesão de Jeffrén.


FORÇA SPORTING, VENCE POR NÓS... FORÇA SPORTING, CAMPEÕES SOMOS NÓS!

Lion King

Eles bem tentam...

Tal como dizia no post anterior, há muita gentinha fora do clube que nos quer mal. E o mais curioso é que em semana de clássico com os do norte, o jornal Público, propriedade da Sonae de Belmiro de Azevedo, confesso adepto portista, e que faz questão de se rodear de administradores competentes, mas quase todos com coração de dragão, traz hoje nas suas páginas - com enorme destaque na capa - esta lamentável peça:

Imagens nos balneários.

Para além de não acreditar em coincidências de timings ou em ingenuidades jornalísticas, questiono-me porque motivo põe este pasquim em causa aquilo que entendemos, com toda a legitimidade, ter como forma de decoração na nossa própria casa?

Uma coisa é clara: não temos guardas Abéis a intimidar e a ameaçar fisicamente quem nos visita, o nosso presidente não se rodeia de guardas pretorianas, e ao contrário de outros, pelo menos em Alvalade não existe o hábito de espalhar criolina no balneário do adversário, para que este tenha que se equipar nos corredores de acesso, sujeitando-se a todo o tipo de provocações. Para além disso, quando temos a infelicidade de perder jogos em casa com o Porto não andamos pela cidade a perseguir tudo o que vista de azul e branco!

Reitero o apelo:

Pelo Sporting: todos unidos, todos em uníssono!

ORGULHO, FORÇA, RAÇA!

ESTAMOS SEMPRE CONVOSCO!



Esclarecimento recebido há pouco de um elemento dos corpos sociais do Sporting Clube de Portugal:

As mesmíssimas fotos que surgem hoje no Público surgem no livro 35 Anos de Glória, que documenta a história da claque Juve Leo.
Sucede que o Público manifestou total interesse em vender esse livro na sua loja oficial no decurso de 2011, negócio que só não sucedeu pelos autores do livro não terem aceitado a proposta de negócio do Público.
Conclusão: as mesmas fotos e o seu conteúdo serviam para o Público fazer dinheiro, mas para decorarem um balneário do clube apoiado pelos adeptos retratados na mesma já não servem.
Curioso e revelador paradoxo.


E ainda a resposta oficial do clube:

Comunicado do Sporting Clube de Portugal


Nuno M Almeida

quinta-feira, janeiro 05, 2012

Pelo Sporting: todos unidos, todos em uníssono!

Em semana de um Sporting-Porto (apitado pelo benfiquista Pedro Proença) parece-me que a grande prioridade da família leonina deve ser a união, coesão e grande incentivo aos nossos jogadores, para que no sábado todos em uníssono possamos ajudar a levar a nossa equipa do coração à tão almejada vitória.

Não creio que este deva ser o momento para fazer críticas ou procurar culpados em relação a situações menos correctas, ou a processos que eventualmente não estejam a funcionar do modo mais desejado no clube. Há outros timings.

Mas que fique claro que nem sequer discuto que se deva denunciar ou procurar esclarecer legitimamente factos negativos, sobretudo se provado (e sublinho a palavra provado) que há diferença de tratamento em relação a associados: com ou sem lugares de leão. Defendo é que tal se faça utilizando os canais adequados.

Por isso, sugiro que pelo menos até à noite de sábado nos unamos em prol de um único objectivo: a vitória frente aos do Porto. Para nos fazer mal já temos gente de sobra fora do Sporting.

Visando uma festa plena, o Sporting está a preparar uma monumental coreografia nas bancadas, ao nível da grandiosidade do clube.

Para que tudo corra a 100% pede-se assim a todos os sócios e adeptos que cheguem ao estádio o mais cedo possível e que consigam estar perto dos seus lugares 15 minutos antes do início do jogo.


ORGULHO, FORÇA, RAÇA!


ESTAMOS SEMPRE CONVOSCO!



Nuno M Almeida

Sporting somos todos! (PGNogueira)

Numa passagem pelo Facebook deparei-me com este vídeo, tive o cuidado de o ver na integra para depois retirar as minhas ilações, e quais são elas? Sporting DEVÍAMOS ser todos.

Dentro do nosso clube existe um pouco de tudo (assim como nos outros) pessoas de todas as etnias, gostos, diferentes caracteres etc, dai me espantar com o facto de numa zona que não é VIP existir diferença de atitude perante as revistas á entrada do Estádio.

A razão deste Post é saber se algum dos nossos "camaradas" Sportinguistas já passou por uma situação destas ou mesmo se tem uma explicação para esta situação.

SL
The Best One


quarta-feira, janeiro 04, 2012

Vamos encher Alvalade!

Sábado, joga-se em Alvalade o clássico Sporting - Porto e a presença em massa dos adeptos leoninos é fundamental para que se conquiste a tão desejada vitória sobre os tripeiros.

É um jogo que pode revelar-se de viragem para o Sporting na luta pelo título, pois podemos diminuir a distância para o Porto para 3 pontos, ficando mais perto de uma ansiada liderança! Temos tudo a ganhar, no próximo sábado!

FORÇA SPORTING, VENCE POR NÓS!
TODOS A ALVALADE, VAMOS ENCHER O ESTÁDIO!!!

Lion King

terça-feira, janeiro 03, 2012

Mercado de Janeiro



Renato Neto (médio, C. Brugges), Xandão (defesa-central, São Paulo) e Ribas (avançado, Genoa), deverão ser os nossos reforços do mercado de Janeiro.

Estando confirmado o regresso de Neto, devendo Xandão chegar a qualquer momento, Rivas é hoje o nome mais falado para reforçar o nosso ataque. Deverá vir por empréstimo de Itália.

Evidenciando o nosso plantel carências nos três sectores, umas desde o início da temporada (defesa), outras (meio-campo e ataque) por lesões (Rinaudo, e até há pouco tempo Matias e Izmailov)) e inadaptações (Bojinov...), espero que sejam mesmo reforços para 'somar' e que nos tragam tão bons resultados quantos aqueles que resultaram de uma certa 'pescaria' feita no mercado em Janeiro de 2000 (André Cruz, Mpenza e César Prates).

Não conhecendo o valor de Ribas não me posso assim pronunciar sobre se será uma mais-valia para o nosso plantel.

No caso do jogador do São Paulo, fico apenas apreensivo ao ler as declarações de André Cruz quando afirma que o Sporting necessitava de outro tipo de central, mais líder e mandão, e que ao contrário de outros centrais disponíveis no mercado brasileiro, Xandão não tem esses requisitos.

Deixemos que o futuro mais próximo nos esclareça sobre quem tem razão e nos mostre a real valia destes reforços.

Nuno M Almeida

segunda-feira, janeiro 02, 2012

Ensaio fraquinho para jogo com Porto



Rio Ave, 1- Sporting, 1

Estádio dos Arcos
Árbitro: Cosme Machado

RIO AVE: Paulo Santos; Jean Sony, Gaspar, Jeferson e André Dias; Tarantini, Wires e Jorginho; Yazalde, João Tomás e Christian Atsu.

Suplentes: Huanderson, Kelvin, Braga, Bruno, China, Saulo, Vilas Boas e Eder

SPORTING: Marcelo Boeck; João Pereira, Onyewu, Polga e Insua; Elias (André Martins), André Santos (Matias) e Schaars; Carrillo, Wolfswinkel e Diego Capel (Izmailov).

Suplentes não utilizados: Rui Patrício, Evaldo, Bojinov e Pereirinha

Golos: 1-0 João Tomás, 1-1 Onyewu

Nuno M Almeida

Ano novo... cara nova!

Ano novo, vida nova, cara nova!

Ao fim de alguns anos o Sangue Leonino adopta novo visual. Poderá desagradar a alguns, mas continuo a acreditar que a essência de um blogue são os seus conteúdos, as opiniões nele debitadas e os comentários gerados, numa dinâmica de válida troca de ideias.

Entramos em 2012 e automaticamente ambições e esperanças se renovam, sobretudo vários meses após o evidente início de um ciclo, assente em novos corpos sociais, novo treinador e plantel profundamente remodelado.

Aliado a tudo isso, um novo discurso, outra mobilização e uma evidente aproximação à massa adepta, apostando na valorização da figura do sócio.

Entramos em 2012, e quase nas vésperas de um sempre empolgante Sporting-Porto, com o clube ainda empenhado em lutar por todas as frentes, (liga, taça de Portugal, taça da liga e liga Europa), é legítimo que todos nós, que vivemos com intensidade as cores verde e branca, sintamos que este pode ser o ano do Leão, sobretudo se o entendermos como o ponto de partida para uma nova era do clube, após alguns anos de letargia, apatia e indisfarçável afastamento do clube por parte dos seus adeptos.

Li com interesse a entrevista de Luís Godinho Lopes ao jornal Expresso, ao caír do pano do ano agora findo. Gostei do discurso da estabilidade, da ambição e de que há uma clara vontade de definir e consolidar um rumo ganhador, alicerçado numa liderança que ambiciona ser robusta e afirmativa.

Não gostei de alguns tiques de presunção, pincelados com manifesto exagero quando Godinho Lopes afirma que se não tivesse chegado à cadeira da presidência o clube corria o risco de acabar.

Não posso concordar com tal afirmação – embora reconhecendo a validade do trabalho feito nestes curtos meses – porque o Sporting tem muitos milhões de adeptos e simpatizantes, porque tem uma riquíssima história centenária e porque o último acto eleitoral, embora lamentavalmente conturbado, deixou evidente a dinâmica e multiplicidade de propostas e de ideias, expressas durante a campanha pelas várias candidaturas.

Embora sendo pessoas capazes e com experiência, seguramente que Godinho Lopes e a sua equipa não serão os únicos com competência no universo leonino para assegurar o futuro do clube, nem decerto seriam os únicos a poder definir e implementar um projecto com a devida e aguardada solidez.

Fica ainda uma certa ideia de fim de romantismo clubístico, sendo que segundo a entrevista é claramente incompatível com os novos tempos, assumindo-se uma clara vontade em apostar em novos parceiros para investir no clube. Faço votos para que essa nova - e talvez inevitável - filosofia não aliene a prevalência do sócio na tomada de decisões que de facto afectem o rumo, a vida e a sobrevivência do Sporting Clube de Portugal.

Estou certo que Godinho Lopes não vai caír na tentação de embriaguez de poder que por vezes vitórias eleitorais (mesmo as curtas) trazem, já que acredito que o próprio presidente - uma pessoa consciente e sensata - sabe que a ‘procissão ainda vai no adro’ e que ainda há muito a fazer.... e provar.

Um bom ano para todos, saudações leoninas... e viva o nosso Sporting!

Nuno M Almeida

______________________________________________________________________

Sobre o novo visual:

Estão agora visíveis figuras nacionais e internacionais de primeira grandeza, que muito contribuiram para a enorme e riquíssima história do nosso clube. Jordão, Acosta, Damas, Manuel Fernandes, Schmeichel e Yazalde, estarão para sempre ligados a ciclos de grande prestígio e sucesso da vida do Sporting.

Quanto a Ricardo Sá Pinto, e sabendo que muitos consócios não partilham essa opinião, é para mim um dos maiores símbolos da história recente da nossa instituição, um exemplo de como alguém nascido dragão pode viver e seguramente morrer leão, encarnando aquilo que mais aprecio em quem enverga as nossas cores e símbolo: garra, abnegação, suor e muito coração! Em suma: muito sangue leonino.

Muitos mais poderiam também merecer um destaque especial - os Cinco Violinos, Stromp, José de Alvalade, Carlos Lopes, Joaquim Agostinho... - mas foi uma mera questão de opção pessoal, sobretudo porque foi com grandes figuras como aquelas que agora destaco que a minha vivência leonina se fez.