SANGUE LEONINO

"O Mundo sabe que pelo teu amor, eu sou doente / Farei o meu melhor para te ver sempre na frente / Irei onde o coração me levar / E sem receio... farei...o que puder pelo meu Sporting" - osangueleonino.blogspot.com -

quinta-feira, janeiro 31, 2019

A dez, a cinco, a quatro!


Nuno M Almeida

quarta-feira, janeiro 30, 2019

Paulinho, merecias melhor prenda...



V. Setúbal, 1 - Sporting, 1

Noite de desinspiração leonina com algumas novidades no onze, nomeadamente a estreia de Doumbia, a jogar à frente da defesa e a deixar algumas indicações positivas, e Petrovic a central.

A equipa revelou défice de discernimento, alguma fadiga e pouca objectividade no momento de atacar. Usou e abusou de cruzamentos para a área, procurando a cabeça de Bas Dost.

Em lance de rápido contra-ataque o Vitória chegou à vantagem ainda no primeiro tempo, num lance em que Cadiz passou com grande facilidade por Petrovic, o qual abordou o lance com algum receio, fruto do cartão amarelo que havia recebido.

No segundo tempo, mesmo sem grande melhoria de qualidade exibicional por parte do Sporting, chegou o golo do empate, assinado por Dost.

Nota ainda para uma arbitragem habilidosa do senhor Helder Malheiro: a expulsão de Ristovski, uma possível grande penalidade não assinalada a nosso favor, num pontapé sofrido por Raphinha na grande área setubalense e faltas recorrentemente marcadas contra o Sporting.

Com este resultado, perdemos terreno para Benfica e Sp. Braga: estamos agora a quatro pontos dos bracarenses e a cinco do Benfica, antes do grande dérbi de domingo.

Nuno M Almeida


Muitos parabéns, Paulinho!


O nosso Paulinho festeja hoje meio século de vida.

Os presidentes passam, os dirigentes passam, os treinadores passam, os jogadores passam, mas o nosso Paulinho é um verdadeiro símbolo de lealdade e dedicação, e uma referência viva do nosso clube.

Num mundo do futebol onde muitas vezes as regras e os princípios são atropelados, e onde frequentemente não se olha a meios para atingir os fins, a relação entre Paulinho e o Sporting é o paradigma de que também pode haver humanismo e respeito por todos aqueles que não nascem bafejados pela sorte e aos quais a vida teria tudo para não lhes sorrir.

Muitos parabéns, grande Paulinho!

Nuno M Almeida

terça-feira, janeiro 29, 2019

Mexidas em Janeiro

Contratações:
- Luis Phellype (Paços)
- Idrissa Doumbia (Grozny)

Regresso:
- Francisco Geraldes (Eintracht)

Possíveis contratações:
- Cristián Borja (Toluca)
- Tiago Ilori (Reading)
- Gonzalo Plata (Independiente del Valle)
- Malick Evouna (Tianjin Teda)

Saídas confirmadas:
- Carlos Mané (Union Berlin)
- Viviano (Sassuolo)
- Sturaro (Génova)
- Bruno César 
- Marcelo

Possíveis saídas:
- Acuña (Zenit)


Nuno M Almeida

segunda-feira, janeiro 28, 2019

A minha vénia a Varandas



Ainda há poucos dias aqui deixei críticas a Frederico Varandas pelo facto de, na minha opinião, este ter dado mais importância a António Salvador do que aquela que efectivamente merece.

Hoje tenho que deixar aqui uma palavra de felicitação e de reconhecimento pela nobreza da sua atitude no passado sábado.

Por acaso foi com um adepto do Sporting, mas podia ter sido com um portista, a verdade é que Varandas honrou o seu juramento de Hipócrates e - num momento de festejos e de euforia - colocou uma vida humana no topo das suas prioridades.

Muito bem!

Nuno M Almeida

domingo, janeiro 27, 2019

Hóquei: grande triunfo na Luz!



Benfica, 1 - Sporting, 4

Em jogo da primeira jornada da segunda volta, o Sporting foi há pouco há Luz bater sem apelo nem agravo o Benfica por 4-1.
Inaugurámos o marcador por Raul Marín, tendo o Benfica conseguido chegar ao empate. 
Mas numa tarde em que a equipa de arbitragem teve um desempenho, no mínimo, infeliz, os nossos leões deixaram no ringue um enorme coração e muita garra, marcando mais três golos (dois de Font e um de Gil), com destaque para o virtuosismo do nosso Ferran Font.
Continuamos no terceiro lugar, a dois pontos do líder, a Oliveirense.

Nuno M Almeida

Imagens que valem por mil palavras


Em termos gerais imperou o fair play e o respeito, pese embora alguns episódios que eram evitáveis: a reação do treinador de guarda-redes do FCP a alegadas provocações que lhe foram dirigidas e o abandono do nosso adversário do relvado antes de recebermos a taça.

Mas sublinho: exceptuando isso houve respeito e bom ambiente num clássico que prestigiou o futebol português!

Nuno M Almeida

VAR? Obviamente! Claro que sim!



Em jeito de balanço pode dizer-se que os grandes derrotados desta final four da Taça da Liga foram Luís Filipe Vieira e António Salvador.

Ao invés, para além do Sporting, o outro grande vencedor foi o VAR!

Por muito que certos personagens tentem desacreditar a tecnologia de vídeo-árbitro, visando um regresso a um passado recente onde as suas maroscas não eram desmascaradas e o seu polvo fazia o que muito bem entendia, o VAR veio mesmo para ficar.

E digo mais: não fora haver VAR e o Sporting não teria ganho esta competição. Com um árbitro a fazer vista grossa, apenas a dois metros do lance que ditou a grande penalidade de Oliver sobre Diaby, foi preciso haver o alerta do VAR para ser reposta a verdade desportiva.

Por último: é coincidência que desde que houve implementação oficial do VAR nunca mais o SLB tenha ganho uma competição oficial?

Nuno M Almeida 

sábado, janeiro 26, 2019

É nossa!!!!



Final da taça da liga entre os dois melhores clubes portugueses: aquele que nos últimos trinta anos mais tem ganho internamente e mais tem prestigiado Portugal nas competições europeias, e o mais eclético e titulado nas várias modalidades.


Pese embora a melhor entrada em jogo do FC Porto rapidamente o Sporting equilibrou as operações, chegando mesmo a dominar a partida. Nota para dois lances duvidosos, um eventual penálti cometido por Herrera e um cartão vermelho perdoado a Fernando.


No segundo tempo o Porto entrou bem melhor, mais rápido e pressionante, a remeter o Sporting para o seu meio-campo.


Azar também para os leões com a substituição forçada de André Pinto - que esta noite esteve no onze, substituindo Mathieu - e a consequente adaptação de Petrovic a central.

 

Em vários momentos o pressing portista chegou a ser asfixiante, nem sequer deixando o Sporting sair da primeira metade do seu meio-campo.


Maior frescura portista de quem teve mais um dia de descanso.


No melhor pano caiu a nódoa aos 78 minutos, quando chegou o golo do FC Porto, no seguimento de uma intervenção menos feliz de Renan, o herói da meia-final.


Na hora chegou o penálti, falta clarinha de Oliver sobre Diaby - abençoado VAR! - e o golo do empate. Dost não falhou!


Injusto? Talvez. Mas no futebol o que conta são as bolas dentro da baliza. Ponto final.

 

Na lotaria dos penáltis - mais uma! - manteve-se a tradição: fomos mais fortes que o  FC Porto!!!!!

 

Amooooooooooo-te Sporting!!!!!




Nota: era desnecessária a falta de fair play portista no momento da entrega da taça. Tomem Kompensan que isso passa!

 

Nuno M Almeida

 

Venha daí a segunda!



As finais jogam-se para serem ganhas, e pese embora defrontarmos hoje em Braga o líder do campeonato, e também a equipa mais forte actualmente do futebol português, o objectivo só pode ser revalidarmos o título conquistado há um ano.

Que se mantenha assim a tradição de ganharmos em finais ao FC Porto - em oito ganhámos seis! - e que o nosso museu passe a ter depois deste jogo mais uma taça da liga.

Nuno M Almeida

sexta-feira, janeiro 25, 2019

Fizeste mal, Varandas!

Record apurou que Frederico Varandas telefonou a António Salvador na manhã de quinta-feira, um dia depois da meia final da Allianz Cup entre as duas equipas, confirmando a existência da avença a Pedro Henriques mencionada pelo presidente do Sp. BragaNo telefonema, o presidente do Sporting esclareceu que essa avença vinha da anterior direção e que a mesma ia ser terminada com efeitos imediatos.

Na minha opinião Frederico Varandas esteve mal, embora eu entenda a sua intenção de querer estabelecer uma diferença e de tentar mostrar maior transparência para ter mais credibilidade quando for a altura de criticar.

Mas no caso concreto, quer em relação a Salvador quer em relação a Abel, por mim ficariam a ‘ladrar’ sozinhos. É que quanto maior importância lhes for dada mais esses dois vermes tentarão andar em bicos de pés!

Nuno M Almeida 

Dois pesos, duas medidas



Há uns anos o Sporting criticou fortemente o sector da arbitragem porque era manifestamente prejudicado nos jogos que disputava.

Houve logo uma inquietação corporativa e indignação generalizada por parte de uma classe que se sentia ofendida na sua dignidade, tendo mesmo chegado a ameaçar fazer greve aos jogos do Sporting.

Pois bem, esta semana tivemos o dirigente máximo do Benfica A a exercer coação sobre um árbitro, Rui Costa a insultar a equipa de arbitragem, a sua equipa a ameaçar não jogar a segunda parte e o canal televisivo oficial a disparar ‘mimos’ em várias direções, de ‘corja’ para cima...

No dia seguinte foi a vez do pequenito Benfica B brincar aos adultos e tentar uma imitação muito mal amanhada daquilo que o seu ‘dono’ havia feito no dia anterior.

Foi verdadeiramente inaceitável a forma desbocada, desequilibrada e ‘raivosa’ como Salvador e Abel se atiraram a tudo e todos, não poupando críticas ao VAR, a árbitros e a ex-árbitros, deixando no ar suspeições generalizadas.

Em face de tudo isto fico agora na expectativa de ver qual será a reação do sector da arbitragem em relação a todos os ataques, atoardas e suspeições de que foi alvo esta semana, esperando também para ver quais serão os respectivos castigos e sanções por parte da justiça desportiva.

É que se a minha memória ainda não me atraiçoa o Boavista foi implacavelmente despromovido pelo alegado exercício de coação a árbitros.

Vou assim esperando sentado...

Nuno M Almeida 

quinta-feira, janeiro 24, 2019

Prémio ‘histérico do futebol português’


Deve ser tramado ver o seu Benfica B ser corrido da taça da liga, um dia depois do seu Benfica A também ter levado um valente pontapé no rabo.

Sugiro ao Abelzinho e ao Salvador que ponham pomadinha. Alivia. E quando se sentarem, tenham algum cuidado para ver se dói menos.

Nuno M Almeida

quarta-feira, janeiro 23, 2019

Espero que tenhas gostado, Abel!



Braga, 1 - Sporting, 1 (3-4 nos penáltis)


Estamos na final!


Nuno M Almeida

Mas há alguma dúvida??????


Nuno M Almeida

Manda quem pode...


Nuno M Almeida

Ganhar ou ganhar!



Esta noite teremos uma oportunidade de ouro para afirmar clara e definitivamente a nossa equipa, e assim carimbarmos o encontro na final da taça da liga com o actual líder do campeonato. 

Ou seja, em poucos dias poderemos derrotar as duas equipas que mais e melhor jogam neste momento em Portugal. Uma belíssima chance para selarmos um resto de época bem mais profícuo.

Adicionalmente, teremos forçosamente que entrar em campo com a motivação para derrotarmos um clube que - apesar de subserviente a Carnide - tem-se colocado frequentemente em bicos-de-pés, tentando constantemente comparar-se à nossa grandeza, comparação sadicamente alimentada pela comunicação social.

Ora, nós que temos 47 títulos no futebol vs. 3 do Braga, 18 campeonatos vs. zero e 42 finais (incluindo europeias) vs. 12, teremos também a obrigação de deixar hoje vincada a nossa superioridade histórica vs. a melhor qualidade conjuntural  futebolística bracarense.

No mínimo, exige-se esta noite muito carácter, garra e profissionalismo para calarmos a verborreia de António Salvador e Abel Ferreira!

Palavra aos artistas que evoluirão no relvado e ao técnico que estará no banco a orientar a equipa.

Nuno M Almeida

terça-feira, janeiro 22, 2019

Mistérios



Kevin-Prince Boateng esteve com um pé no Sporting em 2016, tendo a sua contratação falhado por alegados problemas físicos, creio que ao nível do joelho. Na altura até se falou que era um problema que poria em causa a sua carreira.

Ora, esse mesmo Boateng fez de seguida uma época inteira no Las Palmas da competitiva liga espanhola, tendo depois jogado no Eintracht Frankfurt e a seguir no Sassuolo, competindo assim em ligas das mais fortes do mundo.

Acaba agora de chegar a Barcelona para jogar ‘apenas’ num dos emblemas mais poderosos do planeta.

Mistérios...

Ainda bem que fomos bons a detectar problemas físicos no rapaz, coisa que Las Palmas, Sassuolo e FC Barcelona não conseguiram, antes optando nós por contratar craques como Meli, Douglas, Alan Ruiz e mais uns quantos.


Nuno M Almeida

segunda-feira, janeiro 21, 2019

Será verdade?



Anunciam-se mudanças profundas no programa O Dia Seguinte, da SIC Notícias.

Pelos vistos hoje será o último programa com o actual painel de comentadores, sendo também anunciado que continuará na próxima semana com o mesmo nome mas já com outros intervenientes.

Anda também por aí o boato de que Bruno Carvalho será um dos novos ‘paineleiros’.

A confirmar-se este rumor apenas pergunto: se o representante sportinguista escolhido pela SIC for um indivíduo que há uns meses se tornou o primeiro presidente destituído da história do Sporting, quem será verdadeiramente o representante da maioria dos adeptos leoninos nesse programa?

Depois de Cristina Ferreira, Bruno Carvalho? Grande SIC...

Nuno M Almeida 

domingo, janeiro 20, 2019

Não gostei!



Toda a gente sabe que não nutro qualquer simpatia por Bruno Carvalho e que para mim os últimos meses da sua presidência foram surreais.

Mas desta vez tenho que concordar com todos aqueles que criticam e censuram a presença de William Carvalho na tribuna de Alvalade, no jogo de ontem.

Para mim, nem esse senhor, nem Rui Patrício, Gelson e Podence merecem sequer pôr os pés na casa que os formou, que fez deles homens e jogadores, e à qual viraram costas, batendo com estrondo com a porta.

Enquanto sócio e adepto não gostei! De todo!


Nuno M Almeida 

sábado, janeiro 19, 2019

Exibição pálida, arbitragem fraca... e 3 pontos!



Sporting, 2 - Moreirense, 1


Nuno M Almeida 

sexta-feira, janeiro 18, 2019

Dois pesos, duas medidas

Ficámos por estes dias a saber que o hacker Rui Pinto - na opinião de uns iluminados encarnados - não agiu por conta própria e que seguramente estava a mando de Porto e Sporting. Provas até agora, zero...

Ora, por contraste, Paulo Gonçalves, colaborador do Benfica, cometeu actos ilícitos visando favorecer o clube que servia, mas nada tendo este a ver com o assunto. Agiu por uma abnegada conta própria.

Hilariante, no mínimo.

And last but not the least: vamos deixar de discutir o conteúdo para nos desviarmos para a discussão da forma? Vamos deixar de discutir a gravidade dos crimes que os e-mails interceptados evidenciam, passando apenas a pôr em causa a forma como os mesmos foram obtidos?

Tenham juízo, pá! Deixem lá de brincar connosco e de fazerem de nós parvos!


Nuno M Almeida

quinta-feira, janeiro 17, 2019

Será coincidência?

Tenho ouvido desde há muito, e com plena razão, que o organismo que regula o futebol europeu deve travar o crescente fosso que se verifica nas competições de clubes, nomeadamente entre os mais ricos e os remediados ou mais pobres.

Mas também pergunto se será coincidência que no futebol interno vejamos os quatro primeiros da nossa liga serem também os quatro semi-finalistas das taças da liga e Portugal?

Com honrosas excepções, como foi na última época o Aves, não estaremos também nós a cavar um fosso cada vez maior entre os quatros emblemas mais poderosos e todos os demais?

Evidentemente que um passo para erradicar esta disparidade passaria por uma mais equitativa distribuição das receitas televisivas e dos patrocínios. 

Claro que haverá sempre o argumento por parte dos Grandes de que são eles que sustentam o mercado e que detêm mais de 95% de adeptos. É indesmentível mas é também uma visão demasiado de curto-prazo.

Um clube de pequena ou média dimensão recebe anualmente de receitas televisivas cerca de 3 milhões de euros na primeira liga e 600 mil euros na segunda. Quanto recebe cada Grande?

A minha pergunta é esta: não teremos irremediavelmente caído num incurável círculo vicioso em que os grandes eucaliptos secam tudo à volta e se arriscam a um dia jogarem apenas entre eles? Até quando?

Nuno M Almeida


quarta-feira, janeiro 16, 2019

Vamos ter dérbi nas meias-finais

















Feirense, 0 - Sporting, 2 

Meias-finais:

Benfica-Sporting (6 de fevereiro)
Sporting-Benfica (3 de abril)


Nuno M Almeida

terça-feira, janeiro 15, 2019

Que haja critério na escolha dos reforços!


Parece estar prestes a concretizar-se a saída de Acuña do Sporting, a caminho dos russos do Zenit, por uma verba a rondar os vinte milhões de euros. O argentino custou dez milhões e meio, recorde-se.

Não chorarei pela saída de um jogador que, embora de qualidade, é demasiado sanguíneo o que lhe vale frequentes cartões amarelos e/ou vermelhos.

Espero sinceramente é que o Sporting saiba negociar a sua saída, até porque o mercado também sabe que dinheiro não abunda nos nossos cofres, e portanto tentarão comprar o jogador por um valor mais baixo. 

Recorde-se que Acuña é internacional pela Argentina, tendo inclusivamente sido considerado o melhor jogador do campeonato argentino antes de vir para Alvalade. Não é jogador de saldos!

Viajando na minha memória até à janela de transferência de 2000 não posso deixar de recordar com saudade as contratações na mouche de André Cruz, Mpenza e César Prates. Verdadeiramente decisivas para a conquista do memorável campeonato desse ano.

Ora o mínimo que peço a esta direção é que saiba gerir o encaixe de possíveis saídas, reforçando cirurgicamente em qualidade um plantel notoriamente carenciado.  Estamos ainda em várias frentes competitivas. Geraldes e Luiz Phellype - únicas contratações até agora garantidas - que me desculpem mas não me parecem reforços para o onze titular.

A menos que queiramos enveredar por mais transferências com retorno fracassado, como a de Castaignos, o qual nada deu ao clube e que se apresta para sair a custo zero, visando única e exclusivamente aliviar a folha salarial de Alvalade. Não nos podemos dar a estes luxos...

Nota: Neto, defesa-central internacional português de qualidade, actualmente no Zenit, parece que vai ser mesmo reforço, mas apenas para a próxima época. Não dá para vir já?????

Nuno M Almeida

segunda-feira, janeiro 14, 2019

Idrissa Doumbia a caminho de Alvalade


Está praticamente fechada a contratação de Idrissa Doumbia, médio do Akhmat Grozny, o qual deve assinar contrato pelo Sporting nas próximas horas. 

Com apenas 20 anos é considerado um dos jogadores com mais potencial da Costa do Marfim, país que deu ao mundo do futebol, entre outros, Didier Drogba.

Estando o Sporting ainda em várias frentes de competição é fundamental reforçar o plantel e suprir carências evidentes, como esta posição de médio defensivo.

Nuno M Almeida 

domingo, janeiro 13, 2019

Teoria da conspiração?

Ponto prévio: sou insuspeito porque quem me conhece sabe a antipatia que nutro por certas irmandades, das quais destaco a maçonaria. É que tudo o que é secreto cheira-me a esturro, amiguismo, cunhismo e carneirada.

Tenho no entanto lido com uma certa insistência nas redes sociais acusações de que o Sporting foi alvo de um verdadeiro golpe de estado para que os ‘irmãos’ do avental pudessem chegar ao poder em Alvalade.

Ora com excepção de um certo senhor, o qual tem agora posição de destaque nos órgãos sociais leoninos, e que teve na última década uma grande projeção mediática, profissional e social - abençoada generosidade dos irmãos que projectam os seus - não me consta que haja assim tantos maçons pelos corredores do poder.

Mas posso estar evidentemente mal informado...

Nuno M Almeida

sábado, janeiro 12, 2019

Reforços, com urgência!

Estamos no mês de transferências, nenhuma dúvida que necessitamos de reforços, caso queiramos ambicionar ainda lutar por algo de importante no campeonato, taça de Portugal, taça da liga e liga Europa.

Dois laterais - um direito e um esquerdo - um trinco ou um médio defensivo e um ponta-de-lança são prioridades.

Não há dinheiro? Mas o trabalho de uma direção que se propôs ir a votos e que acabou por ser eleita não é precisamente ter competência, arte e engenho para gerir  e contornar essas dificuldades?

Não era este FC Porto, campeão nacional em título, que ainda hoje vimos em Alvalade, há muito pouco tempo um clube falido e com a UEFA à perna? Com competência soube dar a ‘volta ao texto’. Aprendamos com os bons exemplos.

Palavra a Frederico Varandas.

Nuno M Almeida

Resultado justo



Sporting, 0 - FC Porto, 0

Tarde de clássico no qual tentávamos encurtar distância em relação ao líder.

Jogo equilibrado em ambas as partes mas ficando com a clara sensação que um Sporting mais ambicioso teria conseguido outro resultado. 

Foi por demais evidente que precisamos de mais e melhores opções no plantel, já que jogadores como Nani e Wendel não estão a render aquilo que deles necesitamos.

Keizer é claramente um treinador que não aposta muito em substituições ao longo dos jogos, já que fico com a convicção de que Raphinha deveria ter entrado mais cedo e também Jovane merecia ter estado em jogo.

Com jogadores criativos e rápidos pelas alas o Sporting teria hoje surpreendido um Porto que várias vezes se balanceou no ataque.

O Porto continua sem vencer em Alvalade tendo visto hoje quebrada a sua impressionante série consecutiva de vitórias.

Clássico que não deixa saudades.

Nuno M Almeida

Ganhar, ganhar ou ganhar!


Nuno M Almeida

quinta-feira, janeiro 10, 2019

Em casa onde não há pão...

Causa-me alguma incomodidade que no nosso clube haja sempre uma certa tendência para se defender argumentos insultando quem tenha uma ideia diferente da nossa.

É demasiado evidente que a nação leonina anda há muito dividida e fracturada mas é impressionante como se entra rapidamente na acrimónia e na ofensa, simplesmente quando alguém tem uma ideia diferente da nossa. À falta de melhores argumentos vem sempre à tona o ressabiamento e o recalcamento de alguns, sejam defensores da opção A, B ou C.

E gostamos nós de encher a boca a dizer que somos diferentes dos adeptos dos outros clubes. Em quê?

Nuno M Almeida

terça-feira, janeiro 08, 2019

Triste sina


De facto, apetece-me subscrever um comentário deixado neste blogue. 

Mudamos de jogadores, mudamos de treinadores, mudamos de presidentes, mas a verdade é que há mais de trinta anos que a tristeza é sempre a mesma, andando constantemente a penar em frente ao muro colectivo das lamentações.

Enquanto outros rivais caem mas rapidamente se conseguem erguer, como é por exemplo o caso do FC Porto, que há poucos anos parecia em declínio e agora está de novo pujante, ao invés nós temos um estranho ADN: quando tudo parece estar no rumo certo há sempre um momento em que algo falha, há sempre uma pedra na engrenagem que aparece.

Não há consistência, não há uma habituação vencedora, somos demasiado titubeantes a nível competitivo, daí que apenas possamos ambicionar a ganhar de vez em quando uma taça de Portugal ou uma taça da liga. Nada mais.

É pena, porque embora tenhamos uma massa adepta demasiado autofágica e bipolar, a verdade é que não deixa de apoiar e de estar presente, pelo que seguramente merecia mais. Muito mais!

Nuno M Almeida

segunda-feira, janeiro 07, 2019

Pouca eficácia e pouco futebol


Tondela, 2 - Sporting, 1

 

O Sporting entrou praticamente a perder no jogo e isso criou alguma ansiedade, originando que raramente conseguisse explanar o seu jogo na primeira parte, mesmo com algumas trocas interessantes de bola. Sobretudo frente a um Tondela que apostou em anular as nossas pedras principais - Bruno Fernandes e Nani - demasiadas vezes recorrendo à falta e a marcações mais durinhas.

 

Sem Bast Dost e sem um avançado fixo, Keizer apostou tudo na velocidade de Raphinha e em Diaby, que pouco ou nada fizeram nesse período. Excepção para um cabeceamento do brasileiro, superiormente travado por Cláudio Ramos.

 

No segundo tempo a aposta de Keizer passou por colocar Montero mais fixo na frente, prescindindo de Gudelj. O Tondela continuou a fazer marcações bem durinhas, o que lhes valeu uma expulsão, mas mesmo assim foi sempre travando o futebol leonino.

 

O golaço de Tomané, seguramente o melhor da jornada, ainda mais complicou a vida ao Sporting, tendo o golo de Mathieu logo a seguir dado alguma esperança, voltando à discussão do resultado.

 

Com poucos lances de perigo e poucas opções no banco, mesmo assim Montero ainda teve o empate à sua mercê, não aproveitando. Bruno Fernandes também ia tentando a sua meia-distância mas sem grande eficácia. O Tondela fechava bem.

 

Mau ensaio para o clássico de sábado, no qual uma vitória passa a ser agora fundamental se ainda quisermos sonhar com alguma coisa. Será difícil o que resta da nossa época se não houver um reforço urgente do plantel. Não se pode depender tanto de dois ou três jogadores.

 

Pese embora os meses atribulados que o clube viveu, o que pode justificar alguma coisa, não justifica certamente tudo, nomeadamente termos a esta altura o Moreirense apenas a seis pontos!


Nuno M Almeida

domingo, janeiro 06, 2019

Mistérios...

Depois de ter visto as duas exibições do Vitória de Guimarães após o triunfo incontestado sobre o Sporting, nomeadamente duas derrotas aos pés de Nacional e Belenenses, interrogo-me se os vimaranenses preparam toda uma época para apenas se esfarraparem quando jogam connosco.

Fazem-me lembrar o Braga contra o Benfica, mas ao contrário. 

Fenómenos estranhos e mistérios do Minho...


Nuno M Almeida

sexta-feira, janeiro 04, 2019

Nani, olha o emblema, pá!


Nuno M Almeida 

quinta-feira, janeiro 03, 2019

Adversário difícil, triunfo justo!



Sporting, 2 - Belenenses, 1

Primeira derrota fora do Belenenses que já não perdia no campeonato há oito jogos. Uma equipa muito bem orientada por Silas.

O Sporting entrou mal no jogo, a ver o adversário criar várias oportunidades, mas aos poucos foi conseguindo o domínio do jogo. 

A equipa hoje sentiu muito a falta de Bruno Fernandes, mas acabou por ganhar com justiça, relevando-se a boa exibição do puto Miguel Luís e o golaço que marcou. Temos jogador!

Três pontos ganhos ao Benfica, esperando-se agora pelo resultado da deslocação do líder à Vila das Aves.

Nuno M Almeida

quarta-feira, janeiro 02, 2019

Dois pesos, duas medidas

Aquando do nosso jogo de Guimarães ouvi os ‘comentadeiros’ dizerem que Renan evitou a goleada ao fazer tantas e tão boas defesas. Hoje não ouvi que Vlachodimos tivesse também evitado uma goleada em Portimão.

Em Guimarães ouvi que Renan deveria ter sido expulso por causa do protocolo, do VAR, blah blah blah. Hoje alguém teve a distinta lata de dizer que Jonas não poderia ver o cartão vermelho porque tocou primeiro na bola e só depois no guarda-redes do Portimonense.

Em suma: em 2019 a fantochada continua...

Nuno M Almeida