"Tu vais vencer, Podes crer, Porque a nossa força é brutal. Mais de um século de histórias para contar. Sporting, tu nunca vais acabar" - osangueleonino.blogspot.com -

Sangue LEONINO

domingo, janeiro 31, 2010

Andebol: Benfica, 25 - Sporting, 24



Num jogo muito disputado, onde a nossa equipa esteve grande parte do mesmo em vantagem, acabou por ser o Benfica a vencer por 25-24.

O Sporting fica no 6.º lugar, com 28 pontos, enquanto os encarnados garantem a subida ao 4.º lugar da classificação.

Pena que o maior domínio ao longo de quase todo o jogo não tivesse correspondência no resultado final.

Uma palavra de agradecimento para a falange de apoio leonina presente na Luz que acabou por abafar os adeptos da casa.


Leonino

sábado, janeiro 30, 2010

Pedro Mendes já é leão!



Pedro Mendes falando à leão, logo após ter assinado um contrato válido por duas épocas e meia:

«Acima de tudo estou orgulhoso, porque ingressei num Clube como o Sporting. Tenho ideia do que é o Sporting, um grande Clube, mas ainda não o conheço por dentro. Até ao momento fui extremamente bem tratado.»

«O Sporting é aliciante para qualquer jogador. Há também o desafio para conquistar títulos, o regresso a Portugal, dar alegrias à massa associativa do Sporting.»


Confesso que sou suspeito para falar do nosso novo reforço, já que Pedro Mendes é um jogador que sempre admirei. Aliás, quando Carlos Queirós o pôs a jogar na equipa das quinas foi evidente a subida de produção da selecção nacional, nomeadamente na recta final da fase de qualificação para o mundial de 2010.

Resta agora desejar-lhe as maiores felicidades de leão ao peito e esperar que faça grandes jogos pelo Sporting.


Leonino

sexta-feira, janeiro 29, 2010

Adeus ao título



Sp. Braga, 1- Sporting, 0

Mais uma boa entrada em jogo, desta vez no reduto do líder, com um Sporting desinibido e pressionante. Carvalhal voltou a apostar no onze que habitualmente tem apresentado.

O Braga conseguiu contrariar o nosso domínio, passando a aproximar-se mais da nossa baliza, mas com o nosso sector defensivo bem posicionado a anular as investidas caseiras.

Até meio da primeira parte jogo muito repartido, equipas encaixadas mas o Sporting mantinha algum pendor de perigo junto da baliza de Eduardo.

Paradoxalmente, num lance onde Miguel Veloso (em noite não) falhou o corte, o Braga fez o primeiro golo, com algum desacerto da nossa defesa à mistura. Até aí, poucos ou nenhuns lances de perigo o Braga tinha criado.

Mais uma vez gostei da atitude da equipa ao não baixar os braços, não se entregando à desvantagem, indo sim para cima do adversário procurando o empate.

Na segunda parte manteve-se a toada de equilíbrio, mas sem grandes lances de perigo de parte a parte. Mesmo com as mexidas na equipa poucas melhoras se viram pelo que o Braga acabou por vencer pela diferença mínima.

No final ainda andámos perto do golo mas Eduardo estava lá.

Negativo: a derrota afasta-nos praticamente do título... em Janeiro!

Positivo: o Braga continua na luta, podendo ser que assim lampiões e andrades não venham a festejar o título.


Estádio Axa, em Braga
Arbitragem de João Ferreira

Sp. Braga: Eduardo; Filipe Oliveira, Moisés, Rodriguez, Evaldo; Vandinho, Hugo Viana, Mossoró (Renteria, 76); Alan, Meyong (Luís Aguiar, 62) e Paulo César (Matheus, 62)

Suplentes: Kieszek, Paulão, Luís Aguiar, Miguel Garcia, Renteria, Adriano e Matheus

Sporting: Rui Patrício; João Pereira, Tonel, Daniel Carriço, Grimi; Adrien (Matias, 60), Izmailov, Miguel Veloso, João Moutinho; Carlos Saleiro (Pongolle, 70) e Liedson.

Suplentes: Tiago, Polga, Pedro Silva, Matias, Yannick, Pongolle e Postiga.

Marcador: 1-0 por Paulo César (30)



Leonino

Antevisão do Braga - Sporting

Sexta-feira, 29 de Janeiro de 2010
Estádio Axa, Braga (20:45)
17ª jornada da Liga Sagres
(Transmissão televisiva na RTP1)
Árbitro(s): João Ferreira, auxiliado por Pais António e Nuno Roque

É já esta noite que o Sporting terá provavelmente o desafio mais complicado desde que é comandado por Carlos Carvalhal. É vindos de 7 vitórias consecutivas que visitamos o líder do campeonato na sempre difícil deslocação à cidade dos arcebispos. A equipa treinada por Domingos Paciência, que já visitou Alvalade duas vezes este ano com resultados opostos (vitória bracarense por 2-1 para o campeonato e derrota por 3-2 para a taça da liga), a fazer um campeonato brilhante, encontra-se com 12 pontos de avanço sobre o Sporting, defendendo neste jogo a sua posição na tabela classificativa, depois de 4 vitórias consecutivas e tendo apenas perdido para o campeonato na visita ao rival minhoto de Guimarães, em Novembro passado.
Para os leões só existe um resultado positivo, a vitória. Esta serviria como um enorme estímulo para o próximo mês em que jogará praticamente de 3 em 3 dias e para o resto da temporada. Já um qualquer resultado que não a vitória colocará a equipa praticamente afastada de lutar por algo mais do que o 4º lugar no campeonato e pelas taças em que está em prova. Igualmente importante será aumentar o registo de vitórias para as oito, mesmo que "espalhados" por diferentes competições.
Não deverão existir grandes dúvidas relativamente ao 11 que Carvalhal vai lançar esta noite na "pedreira", com Rui Patrício na baliza, a defesa constituída pelo ex-bracarense João Pereira e Grimi nas laterais e a dupla de centrais Carriço e Tonel. O meio-campo não deverá fugir ao das últimas jornadas, com Adrien Silva atrás do trio de médios mais criativos, Miguel Veloso, Izmailov e Moutinho, voltando Matias Fernandes a sentar-se no banco. Na frente de ataque o mais provável é manter-se a dupla Saleiro-Liedson, embora não seja difícil de imaginar que Carvalhal opte pelo mais experiente Postiga ou mesmo por Sinama-Pongolle em detrimento do jovem avançado leonino.

A equipa bracarense actua preferencialmente em 442, com uma equipa-tipo constituída pelo guarda-redes internacional português Eduardo, a defesa formada por Filipe Oliveira (ou o "nosso" Miguel Garcia) à direita, Evaldo na esquerda, o peruano Rodriguez (deve regressar após lesão) e Moisés ao centro. O experiente Vandinho é o jogador mais recuado do meio campo, com Mossoró e Hugo Viana mais soltos para a criação e provavelmente o recém-chegado Luís Aguiar na posição 10. Na frente, deverão jogar Paulo César com Alan mais descaído sobre a direita.

Como opções no banco, Domingos conta ainda habitualmente com Paulão, Diogo Valente, Matheus, Renteria (outro regresso), Adriano e Meyong. O central André Leone e Andrés Madrid encontram-se lesionados.

Convocados:
GR: Rui Patrício, Tiago.
DEF: Daniel Carriço, Tonel, Polga, João Pereira, Pedro Silva e Grimi.
MED: Adrien Silva, Izmailov, Matias Fernandes, Miguel Veloso e João Moutinho.
AV: Carlos Saleiro, Sinama-Pongolle, Hélder Postiga, Yannick Djaló e Liedson.

Lesionados: Vukcevic - entorse no joelho esquerdo
De fora por opção: Ricardo Batista, Caneira, Abel e Pereirinha.

Historial de confrontos Braga-Sporting:

60 Jogos, 27V 13E 20D (Golos: 103-80)
Média de golos marcados: 1,72/J Média de Golos Sofridos: 1,33/J
Apenas 1 empate entre as equipas em Braga nos últimos 17 Jogos

Últimos 5 Jogos (3V, 0E, 2D):
01/09/2008 - Vitória 0-1; Hélder Postiga (3´)
11/11/2007 - Derrota 3-0; Frechaut (25'), Roland Linz (63') e Jorginho (65´)
07/04/2007 - Vitória 0-1; Nani (51´)
07/01/2006 - Derrota 3-2; Wender (32´), João Tomás (36´), Liedson (69´), Liedson (72´) e Wender (78´)
01/05/2005 - Vitória 0-3; Pinilla (56'), Pinilla (63') e Pinilla (78')

Nelson Santos

Pedro Mendes a caminho de Alvalade



Depois de João Pereira e Pongolle, aí está mais um grande reforço:

O Glasgow Rangers anunciou acordo de verbas com o Sporting para a transferência de Pedro Mendes. O jogador viaja agora para Portugal para formalizar a transferência.

De qualquer modo mantenho o que aqui há uns tempos escrevi: o melhor reforço chama-se Jorge Mendes.
Com ele nota-se uma clara melhoria na forma como o nosso clube se mexe no mercado.

Leonino

quarta-feira, janeiro 27, 2010

Sporting-Nacional (3-2): Análise vídeo



Deixo desde já o aviso (e o pedido de desculpas) por esta tentativa de fazer uma pequena análise vídeo com os principais lances do último jogo do campeonato do Sporting, na recepção e vitória por 3-2 frente ao Nacional da Madeira.

- No lance do primeiro golo, apontado pelo agora dragão Ruben Micael, gostaria de realçar 3 aspectos. 1º após a perda de bola de Izmailov, dá-se o cruzamento de Grimi e Daniel Carriço, tendo o jovem central acompanhado Edgar Costa do centro para a esquerda, cobrindo o lateral argentino a posição de Carriço na área. Entretanto no início da jogada observa-se que para os 3 jogadores nacionalistas, apesar de se tratar de uma transição rápida, a equipa leonina não estava desposicionada, como provam os cinco jogadores em posição defensiva (os 4 defesas e Adrien Silva). Entretanto, e após a bola viajar para a direita do ataque do Nacional, Carriço fica em contenção, Veloso cobre o lateral direito que dava apoio a Edgar Costa e na área existia apenas Amuneke (coberto por Tonel), aparecendo depois 2 médios no apoio (Ruben Micael e Pecnik). Quando o centro é feito Tonel parece ir atacar a bola juntamente com Amuneke mas esta em vez de cair na área do nigeriano vai um pouco mais larga (Tonel ainda tenta inverter a sua "direcção", sem sucesso), onde João Pereira não ataca a mesma, aparecendo Micael sem marcação a cabecear para um bom golo. Infelizmente este tipo de jogadas tem sido recorrente nos jogos do Sporting, o que por um lado se deve à pouca estatura de alguns jogadores mas ainda mais grave, a alguma falta de quem "ataque" a bola, nem que seja para atrapalhar quem cabeceia. Neste caso foi João Pereira.
- Já depois do empate, o jogo acabou por ser desbloqueado de bola parada, uma constante nos últimos jogos do Sporting, que nos tem valido pontos e vitórias. Do lance do 2-1, apontado pelo inevitável Liedson, saliente-se a marcação de Moutinho ao 1º poste onde aparece Izmailov a desviar e os defesas insulares, preocupados em bloquear os 2 jogadores supostamente mais perigosos neste tipo de jogadas (Tonel e Saleiro), ambos mais ao centro, deixaram nas costas, completamente livres, Liedson e Grimi. De realçar que são 6 os jogadores do Sporting a aparecer dentro da área, com movimentos claros e, aparentemente, bem definidos. A dar razão a quem apontava à falha de perigo das bola paradas do Sporting ao facto dos jogadores pouco se mexerem, facilitando (e muito) as marcações contrárias. A altura é importante mas não é tudo neste tipo de lances.
- Quanto ao lance do 3-1, novamente por Liedson, serve apenas para realçar aquele que penso ser o movimento típico em que o levezinho consegue provocar mais danos às defesas contrárias, nomeadamente quando acompanhado por outro avançado. Saleiro (neste caso) fica mais fixo na área - no início da jogada está em fora de jogo - Liedson dá em Veloso e desmarca-se rapidamente, primeiro aproximando-se de Saleiro e depois dando uns passos à frente para finalizar o excelente centro de Veloso com um remate de excelente qualidade.

PS: é da mais elementar justiça agradecer a ajuda do Filipe, do excelente Jogo Directo, pela ajuda técnica com a técnica de execução e edição de vídeo. Os meus agradecimentos, portanto!

Nelson Santos

Magia de Quaresma de regresso a Alvalade?



Toda a imprensa desportiva italiana de referência aponta hoje para um possível negócio entre Sporting e Inter de Milão, visando a ida de Miguel Veloso para terras transalpinas, surgindo o regresso de Ricardo Quaresma a Alvalade, como contrapartida.

Se o Inter assumir - como é referido - os altos salários do nosso ex-jogador, poderá ser um acordo interessante, já que até final da época continuaremos a contar com um Miguel Veloso em grande forma, e ainda reforçados com um jogador de excepção, ansioso por mostrar serviço ao seleccionador nacional, visando a ida à África do Sul.

Vamos ver de que forma Jorge Mendes vai intermediar este complicado negócio.

Leonino

terça-feira, janeiro 26, 2010

Carlsberg Cup: Sporting-Benfica

Sorteio das meias-finais da taça da liga:

SPORTING - Benfica

FC Porto - Académica


Jogos marcados para 10 de Fevereiro.



Leonino

segunda-feira, janeiro 25, 2010

Os esclarecimentos de Sá Pinto



Ricardo Sá Pinto:

"A direcção desportiva e equipa técnica chamaram a atenção do atleta que não respeitou os adeptos"

"Liedson persistiu num comportamento inaceitável"

"Houve falta de solidariedade perante o clube e colegas"

"Afirmar que tal aconteceu por eu ter reagido a uma intervenção do atleta Rui Patrício, e que Liedson teria saído em defesa dele, não corresponde à realidade"

"Fui desrespeitado e Liedson, sendo um grande jogador, deve rever a sua postura. Desejo-lhe o melhor"

"Uma instituição não pode nem deve prescindir dos valores que são parte da sua história"

"A divulgação do que aconteceu logo após 10 minutos não é aceitável; isso deve ser revisto para não fragilizar o Sporting!"

"Não reagi da melhor forma: a emoção sobrepôs-se à razão"

"Peço desculpa ao meu clube"

"Quero agradecer ao plantel ter reposto o clube na senda das vitórias"

"À melhor massa associativa do mundo peço que continue a apoiar a equipa"

"Desejo todo o êxito do mundo ao meu clube do coração e estarei sempre disponível para o servir"


ver aqui vídeo da conferência de imprensa


Leonino

Taça de Portugal: FC Porto-Sporting

O sorteio que agora decorre, relativo aos quartos-de-final da Taça de Portugal, acabou de ditar um FC Porto-Sporting. Jogo a realizar no dia 2 de Fevereiro, no Estádio do Dragão.

É caso para dizer, embora sabendo que a nossa equipa deve entrar em qualquer campo com o objectivo de vencer, que nem os sorteios são nossos amigos...



Leonino

domingo, janeiro 24, 2010

Meias-finais asseguradas com serviços mínimos



Trofense, 0 - Sporting, 1

Estádio do CD Trofense
Arbitragem: Paulo Costa (AF Porto)


Trofense: Marco; Bruno Sousa, Cláudio, Pedro Ribeiro e Igor; Tiago, Mércio, Hélder Sousa e Romeu Ribeiro; Mustafa e Williams.

Suplentes: Vítor, Ginho, Reguila, Jorge Luiz, Thiago Bento, Charles Chad e David Caiado.

Sporting: Rui Patrício; João Pereira, Tonel, Carriço e Grimi; Adrien; Matías (Pereirinha), João Moutinho e Miguel Veloso (Pedro Silva); Liedson (Yannick) e Saleiro.

Suplentes não utilizados: Tiago, Anderson Polga, Hélder Postiga e Abel.


Golo: Liedson


Leonino

Taça da Liga: rumo às meias-finais



Taça da Liga (grupo B)

CD Trofense - Sporting CP

Estádio da Trofa, 20h15

Lista de convocados:

Guarda-redes: Rui Patrício e Tiago;

Defesas: Abel, João Pereira, Polga, Carriço, Tonel, Grimi e Pedro Silva;

Médios: Adrien, Miguel Veloso, Izmailov, Matías, Pereirinha, Moutinho;

Avançados: Saleiro, Postiga, Yannick Djaló e Liedson

Classificação:

1.º Sporting - 6 pontos
2.º Trofense - 4
3.º Leiria - 1
4.º Braga - 0


Leonino

sábado, janeiro 23, 2010

João Moutinho está de parabéns

Criado em Alvalade, faz hoje 5 anos que o algarvio João Moutinho se estreou na nossa equipa principal.

Pese embora um momento menos feliz que teve - acredito que fruto da pressão de uma fase pessoal menos positiva - o nosso actual capitão continua a representar para mim um exemplo de serenidade, maturidade, consistência e profissionalismo.

Da entrevista que concede hoje ao Record destaco esta frase:

"Por mim, fico aqui (no Sporting) a carreira toda"

Muitos parabéns, João!


























Leonino

sexta-feira, janeiro 22, 2010

Mas alguém tinha dúvidas????

Os recentes acontecimentos do nosso Clube ficam para os Jornais e a Comunicação Social em geral comentar pois já têm matéria para os próximos dias.

Espero que da mesma maneira que falam de nós não deixem passar em branco esta Verdadeira Bronca que veio agora a público; isto não deixa dúvidas, pois aqui não existem montagens, as palavras do Sr. Pinto da Costa em relação a um dos mais amados funcionários do nosso Clube deixam de facto a certeza que no Porto não existe respeito por nada nem ninguém, o tempo dirá quem é que é anormal! (como é possível descer tão baixo)

The Best One

quinta-feira, janeiro 21, 2010

Carta aberta a Ricardo Sá Pinto

Caro Ricardo,

Quero desde já frisar que lamento toda esta infeliz situação recentemente ocorrida e que enquanto sportinguista tudo isto me entristece profundamente.

No chafurdanço habitual destas polémicas muito se diz, contradiz e pouco se acerta. E como é óbvio, os detractores do nosso clube nem sequer fazem um esforço para disfarçar o seu voraz apetite de sangue, aproveitando, sem qualquer noção de limite, para denegrirem a instituição que tanto amamos.

Neste tipo de situações a razão nunca está apenas de um dos lados, nem a culpa pode ser imputada a um único protagonista.

É sabido que dificilmente algum dia se saberá com exactidão e imparcialidade o que ontem se passou, mas estou certo que se tiveste aquela reacção seguramente não foi de modo gratuito ou inconsciente.

Não quero tomar partido por nenhuma das partes mas também não vou incorrer na tentação fácil de me refugiar nos teus antecedentes e com eles sacrificar-te na praça pública, com um julgamento sumário pouco avisado e cobarde.

Prefiro enaltecer o facto de um homem nascido dragão ter tido a lucidez de se tornar genuina e apaixonadamente leão de coração, tendo sempre representado com denodo e garra o nosso símbolo e camisola.

Seria também fácil para mim recordar os episódios menos agradáveis com que Liedson sistematicamente nos tem brindado ao longo destes últimos 7 anos, nomeadamente o célebre cartão amarelo frente ao Guimarães que o impediu de jogar um decisivo Benfica-Sporting.
Mas também não o vou fazer.
Prefiro enaltecer e valorizar os inúmeros golos que o Levezinho tem marcado, os momentos em que tem sido decisivo, as alegrias que nos tem proporcionado e os momentos mágicos com quem nos tem brindado.


Se assumiste a posição de criticar abertamente o nosso guarda-redes por este ter tido um momento infeliz, digo sem rodeios que estiveste mal, se com uma agressão respondeste a uma série de provocações, roçando uma evidente tentativa de desautorização da tua figura, apesar de tudo, também não tomaste a melhor opção.

Mas como não sou ingrato e para mim serás sempre um exemplo de entrega ao jogo, de paixão, de garra, de suor e de coragem, mando-te daqui um abraço solidário, agradecendo sinceramente a forma entusiástica e contagiante como sempre representaste as nossas cores.

Para mim és e continuarás sempre a ser RICARDO, coração de LEÃO!

Com todo o orgulho continuarei a ter a camisola do centenário do nosso Sporting, por ti autografada, na parede da minha casa.

Um abraço,

Nuno Almeida (Leonino)








Será possivel?

Liedson e Sá Pinto desentenderam-se violentamente no final do encontro, já em pleno balneário do Estádio José Alvalade. Na base da discussão, ocorrida na presença de todos os jogadores, esteve o erro de Rui Patrício que resultou no segundo golo do Mafra e, embora ninguém assuma que avançado e diretor de futebol chegaram a vias de facto, é certo que existiram empurrões e alguns murros pelo meio.

Diversos jogadores tentaram separar os dois contendores, mas o ambiente só serenou quando o luso-brasileiro foi retirado do balneário, argumentando que, a partir de ontem, dificilmente conseguirão conviver no mesmo espaço. "É ele ou eu!", foi a ideia deixada pelo goleador.

Carvalhal assistiu à cena incrédulo e impotente. Um problema para o técnico, que poderá ver-se privado do concurso de Liedson. O dianteiro de 32 anos está sob a alçada disciplinar do clube e poderá ser alvo de um pesado castigo. A discussão começou ainda no banco de suplentes, com o diretor-desportivo a criticar o erro do guarda-redes e Liedson a sair em sua defesa. A troca de argumentos alastrou ao balneário e foi subindo de tom até ao contacto físico.

In Record


Será possivel que o nosso clube sistematicamente dê tiros nos pés? Como é que num clube dito profissional situações "anormais" acontecem ciclicamente sem que ninguêm lhes ponha um fim?

Estou muito desgostoso e sinceramente estou muito expectante para ver qual a decisão tomada sabendo de antemão que será sempre lesa-Sporting....

SL

Miguel Damas

quarta-feira, janeiro 20, 2010

Tanto masoquismo desnecessário...



Sporting, 4 - Mafra, 3

Estádio José Alvalade
Árbitro: Hugo Miguel (Lisboa)

SPORTING – Rui Patrício; Abel, Daniel Carriço, Polga e Grimi (Pedro Silva, 57m); Adrien; Izmailov (João Moutinho, 67m), Matias Fernandez e Vukcevic; Yannick e Saleiro (Postiga, 57m).

MAFRA – Juan Castro; Éder, José Inácio, João Afonso e Joãozinho; Marco Paulo; Catchana (Élio, 49m) e Zhang, Ricardo Correia; Kifuta (Emiliano, 55m) e Dabao (Bonifácio, 69m).

Ao intervalo: 3-1

Marcadores: 1-0, Matías Fernandez (g.p. 14m); 1-1, Zhang (16m); 2-1, Carriço (36m); Saleiro (44m); 4-1, Yannick (47m); 4-2, Zhang; 4-3, Zhang.

Acção disciplinar: Cartão amarelo a Yannick, Joãozinho, Carriço


Leonino

Rui Oliveira e Costa na RTPN


Já não é de agora que ouço algum desagrado em relação à prestação de Rui Oliveira e Costa no programa da RTPN, Trio de ataque, que vai para o ar às terças-feiras. Sendo o representante leonino da estação pública, a pergunta que se impõe é se concorda ou não com a sua presença no programa ou preferia outra representação? Já agora, diga porquê.
Abraço de Leão,
Verdão.

segunda-feira, janeiro 18, 2010

A excelência do reconhecimento

É um local de sonhos onde o verde personifica a esperança. Não é para todos porque a vida é mesmo assim, a Academia Sporting (e não de Alcochete como muitos insistem), é apenas para os melhores evoluirem e aprenderem ainda a ser maiores.
O trabalho de excelência ali realizado não pode ser indiferente a qualquer sportinguista. Pessoalmente rejubilo por poder ter ao serviço do meu clube, da minha leonina familia, uma estrutura cuja maior mais-valia é o "know-how" adquirido por anos e anos da melhor formação desportiva e humana, muitas vezes alvo de reconhecimento internacional. Eis que fruto do labor e empenhamento pessoal de muitos anónimos sportinguistas, a Academia Sporting é a primeira e a única na Europa a receber o certificado de qualidade ISO9001:2008, atribuído pela Empresa Internacional de Certificação (EIC). Um motivo para o qual só podemos estar orgulhosos.
A importância deste certificado poderá e deverá traduzir-se num legado de futuras receitas onde será justo reconhecer o esforço e o empenhamento pessoal de Miguel Ribeiro Telles e Pedro Mil Homens, assim como, está claro, do presidente José Eduardo Bettencourt que terá ajudado na conclusão do processo. Como sportinguista, o meu muito obrigado. Agora, que não se pare por aqui pois ainda há muito por fazer.
Abraço de Leão,
Verdão.

sábado, janeiro 16, 2010

Numa equipa com carácter, Liedson volta a ser decisivo



Sporting, 3 –Nacional, 2

Com uma boa casa, público cada vez mais reconciliado com a equipa, Carvalhal optou pelo mesmo onze inicial das últimas partidas. Mais uma boa entrada em jogo, com vivacidade, rapidez e pressão sobre o adversário.

Durante os primeiros 20 minutos o domínio da partida pertenceu por inteiro ao Sporting, aproveitando sobretudo a rapidez de João Pereira pelo corredor direito, pese embora algum desacerto de Saleiro, e sobretudo de Postiga.

Após o golo de Ruben Micael, claramente contra a corrente do jogo, mais uma demonstração de carácter da equipa, já que com muita garra e determinação chegou logo de seguida ao empate, não acusando animicamente a desvantagem.

O Sporting voltou a estar em cima, mas o Nacional libertou-se um pouco mais, sendo mais perigoso sob a batuta de Ruben Micael.

Até ao intervalo Miguel Veloso e Izmailov destacaram-se uma vez mais, sobretudo devido às várias – e perigosas – tentativas para fazer golo, através de remates de longe.

Na segunda parte a mesma toada de jogo, mas um nome-chave assinou a diferença: Liedson. Reapareceu, após longa ausência, substituindo Postiga e na primeira vez que tocou na bola fez o 2-1.

O terceiro foi também do Levezinho e só não tivemos um passeio tranquilo até final do jogo porque o Nacional reduziu para 3-2 num lance de desacerto defensivo.

Fica a alegria com que a equipa joga, a capacidade de virar um resultado desfavorável, maior sentido colectivo e um regresso em grande de Liedson.


Estádio José Alvalade
Arbitragem de Bruno Paixão

Sporting: Rui Patrício; João Pereira, Tonel, Daniel Carriço e Grimi; Adrien, Izmailov, Miguel Veloso e João Moutinho; Saleiro e Hélder Postiga.

Suplentes: Tiago, Abel, Polga, Matías Fernández, Vukcevic, Yannick e Liedson.

Nacional: Bracalli, João Aurélio, Felipe Lopes, Cléber, Tomasevic e Nuno Pinto; Leandro Salino, Pecnik e Rúben Micael; Amuneke e Edgar Costa.

Suplentes: Douglas, Abdou, Anselmo, Pacheco, Pavlovic, Edgar Silva.

Resultado: 3-1 Rúben Micael (24), Miguel Veloso (25), Liedson (60, 72), Edgar Silva (84).

Acção disciplinar: Amarelo para Pecnick (26), Grimi (27), João Pereira (46)



Leonino

sexta-feira, janeiro 15, 2010

Nova volta, velho Sporting



Inicia-se amanhã a 2ª volta do Campeonato, sendo que o Sporting irá nesta primeira jornada da fase onde tudo se irá decidir, receber o Nacional, num jogo que nos colocará frente a uma equipa que se posiciona imediatamente abaixo do 4º posto que ocupamos, com os mesmos pontos.

Será uma boa oportunidade para vencermos, tendo em vista os adversários acima posicionados e também o distanciamento que faremos para este adversário madeirense, tal como não esquecendo o Guimarães que está a 2 pontos, ou seja, tudo factores que levam a que o único pensamento em mente seja o de ganharmos o jogo e somarmos mais 3 pontos, mais uma vitória neste novo ano de 2010, de forma a aumentar a confiança à equipa.



Lista de convocados:

Rui Patrício, Tiago e Ricardo Baptista;
Daniel Carriço, Anderson Polga, Pedro Silva, Marco Caneira, Tonel, Leandro Grimi, João Pereira e Abel;
Adrien Silva, Marat Izmailov, Simon Vukcevic, Matías Fernández, Miguel Veloso, Bruno Pereirinha, João Moutinho;
Carlos Saleiro, Yannick Djaló, Hélder Postiga e Liedson


Sábado, 16 Janeiro
Campeonato - 16ª jornada, Estádio José Alvalade


Lion King

quinta-feira, janeiro 14, 2010

Tonel, na melhoria defensiva



A entrada de Tonel na equipa, terá originado que o rendimento defensivo melhorasse e esse parece-me ser um ponto importante - como aliás foi focado por Carvalhal - para a série de vitórias que alcançamos fruto de um rendimento colectivo superior, em relação ao que vínhamos mostrando. Apesar das alternativas de qualidade que o plantel tem para o centro da defesa, penso que é justo destacar Tonel e Daniel Carriço na retoma de resultados que a equipa tem demonstrado.


Em entrevista ao site Maisfutebol destacaria estas passagens de Tonel, onde aborda objectivos, sobre o clube e o seu futuro próximo na Selecção:


"Nós também é um pouco surpresa estarmos em quarto lugar, porque não é um lugar que nós queremos e nem é um lugar que o Sporting mereça estar."


"Ouvi o mister Queiroz dizer que tinha 38 jogadores sob observação, espero ser um deles.
Tenho a ambição, sem fazer disso uma obsessão, mas tenho a ambição de poder estar na fase final"



Lion King

quarta-feira, janeiro 13, 2010

Ganhar começa a ser um (saudável) hábito



U. Leiria, 1 - Sporting, 2

Estádio Dr. Magalhães Pessoa, em Leiria
Árbitro: Artur Soares Dias (AF Porto)

U. LEIRIA: Hélder Godinho; Paulo Vinicius, Bruno Miguel, Diego Gaúcho, Ronny; André Santos, Elias (Silas, 57m), Pateiro, Pedro Cervantes (Vítor Moreno, 76m); Tiago Luís (Carlão, 46m) e Cássio.

Suplentes: Michael, Hugo Gomes, Brígido e Patrick.

Treinador: Lito Vidigal.

SPORTING: Rui Patrício; João Pereira, Daniel Carriço, Tonel, Grimi; Adrien, Izmailov (Matías, 90+2m), João Moutinho, Miguel Veloso (Vukcevic, 62m); Postiga (Yannick, 67m) e Saleiro.

Suplentes: Ricardo Batista, Polga, Caneira e Pereirinha.

Treinador: Carlos Carvalhal.

Disciplina: cartão amarelo para Ronny (35m), Cássio (41m), Paulo Vinícius (76m), Daniel Carriço (76m), Tonel (85m).

Golos: 0-1 João Pereira (15m); 0-2 Miguel Veloso (36m), 1-2 Carlão (70m)



Leonino

segunda-feira, janeiro 11, 2010

Sporting/Manchester City

Pelas notícias que correm no Reino Unido o Manchester City será o novo parceiro do SPORTING CLUBE DE PORTUGAL, num acordo parecido com o que tinhamos com o MAN UNITED.

Sabendo que não tiramos muito proveito do acordo anterior, fico curioso por saber o porquê, e em que é que nós beneficiaremos com este acordo.


ismas

Lokomotiv Moscovo quer Izmailov

Segundo os últimos rumores, o Lokomotiv Moscovo está determinado em levar Izmailov de volta para o seu país natal e acena com uma oferta salarial irresistível para o atleta leonino. Desde logo compreendo a vontade do médio em regressar às suas origens... um significativo acréscimo salarial e a oportunidade de se exprimir na sua língua no dia-a-dia, são razões mais do que suficientes para lhe darem outro conforto social. Em tese, tal cenário ajudaria ainda mais à sua total recuperação após o longo período que esteve sem jogar futebol. Convenhamos que, tirando um episódio infeliz que o levou a prestar declarações semelhantes a um Bento forever, ninguém pode negar que o jogador, o Homem Marat Izmailov, merece o nosso respeito como grande profissional e a nossa estima e compreensão.
Dito isto, a questão é outra. Como poderá o Sporting prescindir de um dos seus melhores elementos do meio campo? Numa altura em que se investe forte no plantel, será correcto prescindir de um valor seguro com contrato até 2013? Outra questão que se coloca é que o Sporting tem elevado significativamente a massa salarial dos atletas para colocar cláusulas de rescisão que lhe permita proteger os jogadores de saírem prematuramente. Mas não só. Fá-lo também para poder ter outro conforto negocial na hora de conversar. Segundo os últimos rumores a oferta do Lokomotiv é de 6 milhões de euros e apesar de este dinheiro nos ser muito útil e o atleta até ser um bom rapaz, o Sporting não pode ter outra atitude senão recusar. Chega de darmos más indicações ao mercado. O discurso para fora tem que ser que o Sporting não está vendedor mesmo que se sinta ou o queira. Não podemos vacilar. Temos, de vez, que aprender a valorizar o que é nosso. Se o negócio falhar, que seja neste e não noutro em que o atleta não fosse tão preponderante. O Sporting tem que vender caro e comprar barato, não o contrário. Peço ao sr. presidente que não vacile e que diga alto e bom som à comunicação social que Izmailov não sai por valor inferior a determinada cifra, de preferência alta. Acaba-se o circo e se o Lokomotiv estiver mesmo interessado em comprar, que cheguem lá. Em qualquer dos cenários o Sporting ganha sempre e dá um sério aviso à navegação.
Viva o Sporting e bom ano a todos, cheio de vitórias e satisfação.
Abraço de Leão,
Verdão.
PS - Já depois de terminar este texto li outro de um gesto altruísta que me tocou, fala de Rui Patricio e tão somente da melhor defesa da sua carreira, a dos valores humanos. Bem-haja, miudo... ou melhor, um Senhor!

sábado, janeiro 09, 2010

Melhorias evidentes. Quarto lugar na tabela.



Sporting, 1 – Leixões, 0

Numa noite muita fria em Alvalade, com bastante público nas bancadas, o Sporting estreou o recém-chegado João Pereira no onze inicial, apresentando ainda a dupla Saleiro/Postiga na frente.

Na primeira parte dominámos claramente, o Leixões assentou a sua estratégia num sistema defensivo tentando lançar esporádicos contra-ataques, e com o Sporting a jogar mais pelas alas do que num passado recente, Postiga e Saleiro iam sendo servidos para criarem lances de perigo.

Izmailov funcionou como polivalente, alternando posições com Moutinho, e frequentemente também tentando o remate. Aliás, gostei de ver uma maior dinâmica da equipa, troca constante de posições - visando baralhar o adversário – e compensações rápidas aos colegas.

A equipa procurou sempre impôr rapidez ao jogo, tentou não entrar na teia de adormecimento do Leixões, alargou o ataque, fez mais e melhor circulação de bola, e nunca descurou os remates à baliza dos visitantes. Faltaram apenas os golos...

No segundo tempo a toada manteve-se, mas com o Leixões um pouco mais atrevido com Zé Manel em campo, revelando a intenção de José Mota em aproveitar a capacidade de remate deste e a sua tendência para marcar em Alvalade.

Registo também para a estreia de Sinama-Pongolle, substituindo um Postiga demasiado complicativo na fase da finalização.

Jogando contra 10, por expulsão de Gallo, e já com Matias no lugar de Adrien, o Sporting continuou a denotar algumas dificuldades no último terço, falta de discernimento na finalização, mas o golo de cabeça de Tonel acabou por dar inteira justiça ao marcador, pese embora a grande exibição do guarda-redes leixonense.

Nota positiva também para Rui Patrício, já que numa noite fria onde pouco trabalho teve, das vezes em que foi chamado foi determinante, nomeadamente a evitar o empate num lance de perigo leixonense logo após o golo de Tonel.

2010: dois jogos, duas vitórias. Quarto lugar na liga.


Estádio José Alvalade, em Lisboa
Árbitro: Paulo Baptista (AF Portalegre)

SPORTING: Rui Patrício; João Pereira, Daniel Carriço, Tonel e Grimi; Adrien (Matías Fernandez (77); Izmailov, João Moutinho e Vukcevic (Pereirinha, 90+2); Hélder Postiga (Pongolle, 59) e Saleiro

Suplentes: Tiago, Polga, Yannick e Abel

LEIXÕES: Diego; Sony, Tucker, Trombetta e Bruno Gallo; Fábio Espinho, Fernando Alexandre, Seabra (Didi, 87) e Hugo Morais; Léo (José Manuel, 59) e Pouga (Antunes, 80)

Suplentes: Fonseca, Braga, Cauê e Paulo Tavares

Disciplina: Cartão amarelo para Bruno Gallo (63 e 70), Fábio Espinho (76). Cartão vermelho para Bruno Gallo (70).

Marcadores: 1-0 Tonel (84)



Leonino

sexta-feira, janeiro 08, 2010

Os verdadeiros leões apoiam sempre!



Nelson Santos

quinta-feira, janeiro 07, 2010

Confiança e mentalidade vencedora



Parece-me ser a receita para o jogo de sábado, depois da vitória sobre o líder do Campeonato, Braga, para a Taça da Liga. Foi uma vitória que deu moral à equipa leonina, esperemos que seja agora ainda mais capitalizado no jogo com o Leixões.

Destacaria estas palavras de Grimi, hoje, na conferência de imprensa:

"Só pensamos em ganhar, lutar por todas as competições, pois temos um grupo cada vez mais forte e unido"

"Não há jogadores que joguem sempre bem, importante é o momento actual, no qual me sinto com confiança. O que ficou para trás passou, tenho de olhar em frente"



Lion King

quarta-feira, janeiro 06, 2010

Puro Avançado




Saudações Leoninas

J_Cris

Alvalade deve ser sinónimo de bancadas verdes

Na verdade, nos termos do art.º 7º dos Estatutos, "os símbolos tradicionais do Clube são as cores verde e branca..." e, com todo o respeito pelo autor do projecto, não são estas as cores predominantes nas bancadas do nosso estádio, como é o encarnado no Benfica ou o azul no FC Porto. Em minha opinião, as cores das nossas bancadas não permitem «namings» remunerados como permitiriam as cores estatutárias. E, ainda com todo o respeito, não me pode convencer o argumento de o Estádio, assim parecer cheio. À mulher de César não basta ser séria, é preciso parecer; mas o Estádio do Sporting não precisa de parecer cheio, tem é de estar cheio! Parecer não proporciona receita, e, de outra forma, mesmo vazio, pode proporcioná-la!...

Não podia estar mais de acordo com este excerto da coluna semanal de José Dias Ferreira no jornal do nosso clube.

Vendo pelo aspecto romântico, o verde que a todos nós, sportinguistas, faz vibrar, deve ser a cor predominante na nossa casa, e não aquela mistura policromática descaracterizada.

Analisando pelo lado racional e pragmático, se queremos mais e melhores receitas, só mesmo com bancadas que permitam uma visibilidade rentável para os respectivos anunciantes.

Deixo aqui o exemplo da casa dos nossos irmãos escoceses - Celtic - onde o verde dá um tom fabuloso a um estádio temível para os adversários, já que as bancadas estão sempre repletas de adeptos, e que, quando vazio, destaca o patrocinador Nike.




Compreendo que há direitos de autor a respeitar em relação ao projecto de arquitectura do Estádio José de Alvalade,mas era o que faltava que os mesmos não pudessem ser revistos e que nos tivéssemos que submeter à vontade do arquitecto em causa (Tomás Taveira), que por acaso até é benfiquista.

Se levarmos isto mais a sério até poderemos considerar que Alvalade, enquanto símbolo do clube, viola os estatutos, já que o verde e branco nem predominam nas bancadas do mesmo.

Leonino

Sejam profissionais!

Reformulando o post para não pôr nenhum editor em situação complicada:

Sobre eventuais condutas menos próprias fora dos relvados por parte de jogadores do nosso quadro de profissionais (agora ou no passado), relembro e sublinho que se houve algo que foi fundamental para que o FC Porto iniciasse a tendência vitoriosa nas últimas décadas foi precisamente o controlo que exercia sobre os seus profissionais.
Não podemos pagar fortunas em contratações e ordenados para que depois uns meninos não saibam seguir as regras mínimas de conduta e de respeito pela entidade patronal e pela sua profissão.
Será que precisamos de um Octávio Machado para controlar onde andam os jogadores a altas horas da noite em dias de treino? Acreditem que nos seus tempos de Porto o palmelão não brincava em serviço e isto foi-me dito por um jogador portista dessa altura.
Eu próprio há duas épocas assisti na noite de Lisboa a uma conduta menos própria de um jogador do nosso clube, mas que nem era titular, e que muito me revoltou, porque não é para profissionais com esses comportamentos que eu pago quotas, que compro a gamebox e que sofro pelo meu clube!




Via VERDE

terça-feira, janeiro 05, 2010

Entradas e saídas

ENTRA?



SAI?



Pedro Mendes é nesta altura um dos melhores médios portugueses, essencial na selecção, enquanto Polga é um defesa em final de carreira com demasiadas falhas comprometedoras nos últimos tempos.
Se ainda levarmos em conta que a SAD planeia contratar um defesa-central o espaço do brasileiro encurta-se.


Via VERDE

segunda-feira, janeiro 04, 2010

Sporting CP é isto!!!!

Esforço , dedicação , devoção e Gloria!!!!

Eis o Sporting!!

Num ambiente frenético , praticamente 1900 leões empurraram o Sporting CP para a vitória no jogo de futsal ontem em Loures. Fica aqui um cheirinho desse apoio.
Uma palavra apenas para definir a entrega da equipa e dos adeptos.... FANTASTICO!!!!!



SL

Miguel Damas

domingo, janeiro 03, 2010

Carlsberg cup: começar o ano derrotando o líder do campeonato



Sporting, 2 - Sp. Braga, 1

Estádio José de Alvalade
Arbitragem de Jorge Sousa (AF Porto)

Sporting – Rui Patrício; Abel, Daniel Carriço, Tonel e Grimi; Izmailov (Yannick, 90+2 m), João Moutinho, Adrien e Miguel Veloso (Matias Fernandez (89 m); Saleiro e Hélder Postiga (Pereirinha, 73 m).

Suplentes: Tiago, Pedro Silva, Polga, Pereirinha, Matias Fernandez, Vukcevic e Yannick.

Sp. Braga – Kieszek; Filipe Oliveira (Paulão, 78 m), Moisés, Leone e Evaldo; Vandinho e Madrid (Paulo César, 46 m); Alan, Mossoró e Diogo Valente (Paulo César, 46 m); Meyong.

Suplentes: Eduardo, Paulão, Peña, Osvaldo, Matheus, Paulo César e Adriano.

Disciplina: cartão amarelo a Vandinho, João Moutinho, Adrien (87 m), Matheus (87 m) e Tonel (90+3 m).

Marcador: 1-0 por Saleiro (35 m); 1-1 por Alan (49 m); 2-1 por Miguel Veloso (64 m).



Leonino

sábado, janeiro 02, 2010

Amanhã é dia de jogos 'grandes'



Futebol: Sporting-Sp. Braga

Taça da liga, Estádio José de Alvalade
- 20.15 h -




Futsal: Sporting-Benfica

Campeonato nacional, Pavilhão de Loures
- 17.00 h -



Vamos começar o ano a apoiar em força as nossas equipas!!!!!!

Leonino