"Tu vais vencer, Podes crer, Porque a nossa força é brutal. Mais de um século de histórias para contar. Sporting, tu nunca vais acabar" - osangueleonino.blogspot.com -

Sangue LEONINO

sábado, maio 31, 2008

" Lei Webster " ou Artº 17

Este post vem a propósito da rescisão do jogador Paulo Assunção com o Porto. Já se tinha ouvido falar da “ Lei Webster “ ou do artº 17 do Regulamento de transferências da FIFA, mas não se tinha dado muito interesse até nos bater à porta.
Pois todos os restantes clubes portugueses estão expostos a este artigo 17º.
Aliás, já se tinha aflorado este assunto para legitimar uma possível saída do jogador Liedson do Sporting.
Contudo o assunto não foi devidamente escalpelizado porque não passou de uma especulação. Agora convém estar mais atento e informado, por isso trago ao blog o melhor esclarecimento que encontrei.( Link )

Depois de ler este artigo e outros penso que existem motivos para preocupação; principalmente para um clube como o Sporting que faz da sua formação o seu garante financeiro. Contudo penso que não existem motivos para desespero, porque o futebol mundial se sabe auto regular e sabe arranjar antídotos para estas leis.
Basta ver o que aconteceu com a chamada “ Lei Bosman “ que muitos vaticinaram como mortal para o negócio do futebol. Isso não aconteceu e mais uma vez o desporto rei soube adaptar-se aos novos tempos ultrapassando a crise e fortalecendo-se ao mesmo tempo.


Alguns irão tentar a sua sorte ao abrigo desta polémica lei, mas ainda existem alguns que sentem a camisola e sentem carinho e devoção pelo clube onde se formaram e fizeram homens.
Parece-me ser este o caso de Marco Caneira que nesta fase da carreira poderia optar por continuar a jogar no estrangeiro; pois convites não faltam, mas por amor e devoção ao clube de formação fez saber que dava toda a primazia ao Sporting Clube de Portugal.
Segundo esta notícia está tudo tratado para que venha a vestir novamente a camisola do Sporting.



Verde CDV

sexta-feira, maio 30, 2008

Com uma cajadada se matarão dois coelhos?



Parece que afinal Portugal vai mesmo ver o seu campeão nacional ser excluído da Liga dos Champions devido às práticas 'menos recomendáveis' que por aqui há muito sabemos existirem e que tantos campeonatos têm dado a quem as tem levado a cabo.

O curioso nisto tudo é que, atendendo ao que hoje se noticia, parece que afinal quem pode substituír o FCP na competição milionária será o Zenit de S. Petersburgo, e não os encarnados da Segunda Circular. Confesso que aplaudiria tal decisão e acharia imensa piada se isso se verificasse, sendo que até pagaria para ver a cara de Luís Filipe Vieira no momento em que lhe dessem a notícia.

É que, se por um lado é nojento que se conquistem títulos à custa de jogadas sub-reptícias, merecendo-se assim uma punição exemplar, por outro lado também não se deve premiar quem se arvora no arauto na justiça desportiva e no pregoeiro da candidez, quando na realidade sabemos que tal não é mais do que um oportunista aproveitamento de quem, ao longo da história do futebol português, fez igual... ou pior.

É um facto que nada disto contribui para uma boa imagem do futebol português na Europa do futebol, mas 'dura lex sed lex', pelo que quem prevarica deve ser exemplarmente punido, seja português, francês (Marselha) ou italiano (Milan e Juve).

Leonino

quinta-feira, maio 29, 2008

Quem fala verdade...

Os posts do nosso amigo editor VerdeCDV servem uma vez mais como barómetro da alma leonina e merecem por isso nova citação no jornal "O Jogo". Sem se por em bicos de pés e sem hostilizar ninguém, segue seguro por aquele que lhe parece ser o melhor caminho para defender os interesses do nosso SPORTING CLUBE DE PORTUGAL. Os meus parabéns.

--------------------------

Aprender com os erros

A AG terminou. É ainda demasiado cedo para perceber as consequências práticas das decisões ontem tomadas. Mas já não o é para olhar para a forma como todo o processo foi conduzido e os danos que pode ter causado.

Depois da venda de património imobiliário ter gerado uma encarniçada disputa e ter deixado feridas ainda por sarar, o que era menos aconselhado para unidade do clube era mais uma querela fracturante.

Podia o projecto de reestruturação ser adiado? Não creio. Até me parece quase esquizofrénico termos andando a exigir o fim do estrangulamento que os acordos com os bancos nos causavam na tesouraria e agora evitar olhar de frente para uma possível solução.

Já não me parece que a marcação em cima do joelho de uma AG fosse um serviço bem prestado. Antes me parece que foi uma grande contribuição para o engrossar o lote dos que votaram não. Já a minha avó dizia que não se apanham moscas com vinagre. Mesmo aceitando a urgência da apreciação e votação do projecto, nunca se devia ter dado a impressão de que se queria “despachar isto rápido”. Os sócios sentem-se pressionados e este sentimento gera desconfiança, cria resistências e antipatias desnecessárias. Esta administração não poderia ou não deveria ter ignorado o meio em que se move.

Uma alteração profunda como a preconizada merecia uma apresentação prévia e a marcação de variadas sessões de esclarecimento. Estas não tinham que ser apenas presenciais. Ignorar a blogosfera leonina e as suas potencialidades como meio de comunicação parece-me falta de visão.

A metodologia empregue contribuiu também para que não houvesse tempo para apreciar com justiça os méritos nem as imperfeições do projecto. Assim, ao invés de ser inclusivo e aglutinante como se pretendia, acabou por suscitar sentimentos opostos. Com isso perdeu-se também a oportunidade de, com o contributo de muitos, aperfeiçoar o que me pareceu ser um bom plano de trabalho.

E isto sim é que me preocupa. Podemos alienar o património imobiliário mas não podemos dar ao luxo de prescindir do nosso maior pecúlio: os adeptos. Podemos nem precisar de controlar a maioria da SAD, mas não podemos transmitir a ideia aos sportinguistas que eles são impecilhos, meros pagadores de cotas ou compradores de "gameboxes".

A actual direcção tem de por os pés ao caminho, porque muito há a fazer. Há que tratar de provar na prática as virtudes das decisões tomadas ontem. E agora com maior responsabilidade, pois o Project Finance a vigorar é da sua autoria, mesmo sem a passagem da S.C.S.

Mas também tem de olhar com atenção para outros números: menos de 2 mil associados numa AG de tamanha importância. Um estádio que nunca encheu na época que terminou. Que tal todos avaliarmos os nossos erros e aprender com eles?

P.S.: "Aprender com os erros" é uma actualização do post inicialmente colocado aqui de manhã. Porque o tema AG é incontornável e para que não se perdesse o justo destaque que merece o nosso amigo VerdeCDV.

P.P.S.: Por vir a propósito, acrescentei o artigo de hoje de Daniel Reis, na Bola.

verdão

quarta-feira, maio 28, 2008

O meu desassossego

Estou em casa num frenesim, procuro todos os canais para saber das notícias da AG, e vou fazendo zapping e não encontro noticias nenhumas.
Já estou quase como o Renato, parece que as notícias do nosso clube não interessam para nada, vou mudando de canal e não vejo o que queria ver, por fim desisto.

Sento-me ao computador e oiço a telefonia na esperança de ouvir alguma notícia da AG, mas só de raspão no noticiário das nove horas.
Confesso que a minha crença não é muito boa e não ficou muito melhor depois de dar uma volta pelos blogues sportinguistas que costumo frequentar.

Entro na Centúria Leonina e leio o post do Verdão; muito bem explanado e muito bem escrito, mas fico com a mesma sensação do costume, os que dizem NÃO a esta proposta tem bons argumentos, mas não apresentam grandes soluções alternativas.

Entro na Última Roulote e mais uns textos um pouco “ fundamentalistas “ do Luizinho; ele que me desculpe mas é a minha opinião.
Dá-se ao trabalho de apresentar uma lista de blogues que votam NÃO, mas não apresenta os blogues que votam SIM, onde é que eu já vi isto?

Entro no Leão de Verdade e deparo-me com isto:

“Atenção que corre a informação não oficial que poderão fechar as portas cedo, com pouca tolerância, pelo que se recomenda que todos os associados consigam entrar antes das 20h.”Comentário por Pedro Cunha Ferreira a 28 de Maio de 2008 @ 17:17

Pedro Cunha Ferreira é um dos integrantes do Movimento Leão de Verdade. Será que quem quer um Sporting pacífico e uma AG pacifica estará a contribuir para tal com este tipo de comentários. O que eu ouvi é que a 1ª chamada era feita às 20 horas e se não houvesse quórum, seria feita uma 2ª chamada às 20 horas e 30 minutos.


Por fim entro no Sangue LEONINO e a primeira notícia que vejo é do meu amigo Verdão (SL). Finalmente uma boa noticia, o Sporting chegou a acordo com Derlei. Fico mais calmo e com a esperança que logo triunfe o bom senso e que triunfe sobretudo o Sporting Clube de Portugal.

PS: Amigo Paulo Germano espero que o teu voto ajude a fazer passar esta proposta.


POR UM SPORTING SEMPRE MAIOR!!!



Verde CDV

terça-feira, maio 27, 2008

Que não seja necessário limpar armas...

Espero com ansiedade que a AG termine. Não por querer antecipar os resultados mas porque, com a troca de argumentos cada vez mais entrincheirada, já pouco esclarecimento poderá resultar. Na blogosfera é notório o endurecimento do discurso de algumas facções, próprio de quem não tem a certeza de ter a força da razão, escolhendo a razão da força.

Há também os que parecem preferir a derrota da proposta de FSF pela simples razão que é a dele, sendo-lhes indiferente que possa ser também a derrota do SCP.

Há os que temem a perda da identidade, do SCP como uma agremiação de vontades e de gente das mais variadas origens mas de ideais comuns: Esforço, Dedicação, Devoção e Glória!

No meio de todas estas alterações de clube para SAD sentimos que estamos a perder os anéis, as jóias de família que passaram de geração em geração, para ficarmos com os dedos. Já sentimos isso quando foi a venda do património imobiliário e em tão pouco tempo vemo-nos novamente confrontados com decisões capitais e aparentemente dolorosas, porque nos atiram para um futuro que ninguém pode garantir.

Para os que, no estardalhaço da discussão, se possam ter esquecido do essencial, lembrarei que, se este projecto avançar, não asseguraremos o futuro, apenas viabilizaremos o caminho para aí chegar. Porque, no melhor dos cenários, 139 milhões de passivo ainda é uma âncora pesada para carregar. Se não for aprovado, era indispensável que os que se dispõem a inviabilizá-lo amanhã pensassem já hoje como se propõem alterar a rota de colisão a que estamos entregues. Não duvido que o mais útil para o clube era que todos respeitássemos as decisões da maioria e juntos buscássemos as soluções que necessitamos.

Parece-me porém indiscutível que o acordo em vigor com os bancos nos sufoca, é responsável pela nossa anemia e urge por termo a isso. Abdicar de mudar de rumo apenas para procurar os culpados é andar atrás do próprio rabo.

Manter a actual situação significa a obrigação de vender as jóias da coroa em ritmo anual, independentemente das cláusulas de rescisão, e orçamentar ao nível de clubes de 2º plano. Manter o acordo vigente – porque ele não pode ser rasgado – significa que, além dos anéis, ficaremos também sem os dedos, isto é sem identidade nem viabilidade. Significa que o futuro que agora tememos será mais facilmente previsível: a pouco mais poderemos aspirar do que à mediania. Quem tenciona votar não pode ignorar isto.

Não sou capaz de dar uma indicação de voto ou de tentar influenciar os sportinguistas. Seria passar um atestado de menoridade intelectual aos que comigo partilham esta paixão leonina. As decisões são necessárias e urgentes. Mas também anseio pelo momento em que esta refrega termine e deixemos de olhar desconfiados por cima do ombro para o sportinguista que nos ladeia. Está na hora de olharmos para a frente juntos. Só assim poderemos ser os melhores.

verdão

Sessão de esclarecimento

Realizou-se ontem uma sessão de esclarecimento no Auditório do Estádio José Alvalade onde estiveram presentes cerca de cem sócios.
Porventura o horário escolhido não ajudou a juntar mais sócios, mas tenho pena que tenham comparecido tão poucos associados.
Pois esta era a oportunidade para questionar o presidente sobre o seu projecto e tirar algumas dúvidas. Saúdo contudo a disponibilidade de Filipe Soares Franco para esclarecer as dúvidas prementes dos associados.


De tudo o que li na imprensa retive esta frase:

“ Com este orçamento, não lutamos para ser campeões ou sequer ir à Europa. Depois não venham com lenços brancos e dizer que o treinador é isto e o presidente é aquilo “.

Todo este projecto não se resumo somente ao investimento no futebol, ele abarca muito mais. Será legítimo aos adeptos pedirem que o Sporting seja campeão e que faça um brilharete na Champions quando o clube não pode incrementar o investimento na sua equipa de futebol.

Não estaremos todos de acordo que somente com um plantel mais competitivo e maduro é que conseguiremos chegar ao título e fazer boa figura na Champions.
Para tal somente trazendo jogadores como Caneira, Pauleta, Hugo Viana e mantendo jogadores como Vukcevic, Grimi e Izmailov.
Mas não é com 16 Milhões de € que conseguiremos ter um plantel deste nível.

Compreendo as duvidas sobre este projecto e tenho para mim que o maior medo; mesmo daqueles que vão votar sim, é a perda da maioria na SAD daqui a cinco anos.
Contudo remeto-vos para um comentário do João Pedro Silva feito aqui no blog e que penso que pode trazer algum esclarecimento nesta matéria.


Verde CDV

É por isso

Que este blogue se chama "sangue leonino". Porque o Sporting nos ferve nas veias, e tudo o que lhe diz respeito faz levantar ondas e discórdias. A crítica é bem-vinda, e ninguém é menos sportinguista por não gostar do presidente ou desconfiar do projecto de gestão.

Aquilo que acho mal, e aqui tenho mesmo de ser honesta, é que se usem termos injuriosos e a crítica moral/pessoal. Tanto contra dirigentes como contra os sportinguistas com opinião diversa...

E já agora, correndo o risco de ser inundada de 'hate mail', quantos dos críticos são sócios do Sporting? Quantos dos que por essa blogosfera fora insultam o presidente, o treinador e tantos outros de facto contribuem para que o Sporting seja um clube maior?

Gia

segunda-feira, maio 26, 2008

Eu digo sim e tu ?

Vamos entrar numa semana muito importante no que ao futuro do clube diz respeito, onde vão ser tomadas ou não decisões que vão influenciar de forma indelével o futuro do mesmo.
Contudo hoje em dia o que se discute é isto e isto, quando o que se devia discutir era isto, isto e isto.

O adepto comum gosta de discutir o futebol jogado nas quatro linhas e discutir as escolhas do treinador durante a época. Depois de acabar a época gosta de discutir as possíveis dispensas e as futuras contratações.

O adepto comum não gosta de discutir os “ buracos financeiros “, porque pouco percebe de engenharia financeira e de gestão. Mas tem sempre opinião sobre tudo o que diga respeito ao seu clube.

Eu colocando-me na pele de adepto comum só posso dizer que os sucessivos presidentes do Sporting têm prestado um péssimo trabalho no que à parte da gestão financeira diz respeito. Pois o “ buraco financeiro “ existe; não sabemos bem o seu tamanho, mas ele está lá e é bem real.

Todos os presidentes que passaram pelo clube nos últimos trinta anos ajudaram a cavar o buraco, portanto escusam de tentar camuflar o buraco e tentar empurrar a culpa para o presidente anterior ou posterior, porque ninguém acredita na vossa inocência.

O que todos queríamos era que em vez de se andar a “ lavar roupa suja “ na praça pública, aparecesse alguém que dissesse:
- Este projecto é mau por isto e por aquilo, mas que em seguida apresentasse um projecto alternativo.
Soluções precisam-se!

Tudo isto já deu azo a uma grande campanha, onde até entra uma pessoa que pode ter interesses no clube, mas que tem credibilidade zero junto da opinião pública, o Srº Amadeu de Lima Carvalho.



Não sei se a maioria de vocês gostam de campanhas, mas peço-vos para entrarem aqui e depois digam-me se não diriam SIM a esta campanha.
Eu já espreitei e digo definitivamente que SIM.

Como não posso participar noutras campanhas, porque não tenho direito de voto, vou aderir a esta para engrandecer o meu clube.
Participa tu também e mostra que tens CORAÇAO DE LEÃO!

Com estes argumentos é definitivamente impossível dizer que não aderes ao SIM. Portanto tu que já és adepto do Sporting, podes tornar-te SÒCIO do clube e não precisas de nenhuma sessão de esclarecimento, vai ao site do clube que está lá tudo.


VAMOS ADERIR EM MASSA POR UM SPORTING CADA VEZ MAIOR.



Verde CDV

domingo, maio 25, 2008

Quem pensa o Sporting?

25 de Maio de 2008. A 3 dias de uma AG onde se pretende que venham a ser tomadas decisões capitais para o futuro do nosso clube.

A proposta da actual administração é já sobejamente conhecida, o mesmo não se pode dizer das suas consequências. Há algumas pontas soltas que, a confirmar-se o pior dos cenários, se podem vir a transformar num verdadeiro pesadelo. Como diz o velho ditado “espera o melhor mas prepara-te para o pior”. E é o pior que nenhum sportinguista deseja ver concretizado: a perda da maioria do capital da SAD para aventureiros, capitalistas com fúrias liquidatárias, especuladores ou, pior dos piores, a maioria da SAD e a Academia nas mãos de algum anónimo ou destacado portista ou benfiquista. Essa possibilidade, mesmo que remota, poderá existir e ninguém a desmente. Entretanto precisamos de baixar drásticamente o serviço da divida para podermos ser competitivos e isso parece ficar salvaguardado com o "Project Finance" de FSF.

Tenho procurado estar atento ao muito que se tem escrito e dito sobre o que está em jogo. Apesar de a blogosfera leonina ser imensa e diligente, realço apenas os contributos de João Pedro Silva na CL, e os de Gia aqui no SL. Obviamente que não consultei todos os blogues mas do que vi estes parecem-me ser os mais sérios e equilibrados. Nos restantes vi, entre insultos, insinuações, muita confusão e pouca objectividade. E até cambalhotas: muitos que há pouco insultavam Dias da Cunha mudaram de repente de opinião. Não estranho que a seguir façam o mesmo com Amadeu Lima de Carvalho e Rui Meireles.

O mais preocupante é não encontrar uma corrente de opinião, sensibilidade ou personalidade que aponte uma alternativa séria e construtiva, para parte ou para a totalidade do Project Finance em discussão. Isso leva-me a perguntar:

Quem pensa realmente no SCP, para lá da actual Administração, e do que se lê na blogosfera?

Existe ou não uma alternativa à actual gestão e à sua tão criticada “corporate governance” e onde está ela a um ano de eleições, mais mês menos mês?

Os que estão agora calados querem apenas fazer prognósticos depois do jogo? Estão à espera que uma possível rejeição da proposta funcione como uma moção de censura? É que se assim for revela que há estratégia para o poder mas nenhuma para o clube.

Porque será que as piores críticas e os insultos vêm sempre de dentro do clube?

Será pior votar num plano muito contingente ou deixar o clube sem plano?

Sendo claro que a adopção do novo plano provocará alterações substanciais na co-relação SAD / Clube / Associados, não deveria existir uma promoção mais exaustiva do mesmo e um debate mais alargado?

P.S.- Este post não é um remoque encapotado para ninguém. É sim um apelo a todos os que pretendem gerir o nosso clube. Estejam dentro ou fora da actual gestão.

verdão

Já agora

Gosto de pensar que o sportinguista de alma, o sportinguista que é diferente, consegue avaliar e julgar os responsáveis deste clube que todos amamos sem lhes chamar nomes.

Isso, normalmente, é apanágio de outra ordem de adeptos.

Gia

Acções de classe "A"

Caros,

Apenas mais uma achega à discussão, visto que me pareceu ter havido confusão. O facto de a Comissão Europeia estar prestes a acabar com as "golden shares" que os Estados detêm em ex-incumbentes em nada se relaciona com as acções de classe A que os clubes detêm nas SAD. Uma coisa é matéria de concorrência entre empresas que já foram públicas e o resto do mercado. Outra coisa é assegurar que a gestão das SAD fica nos clubes. A esta matéria, a Comissão Europeia não é chamada. Além disso, a referência às 'golden shares' é da minha autoria. Soares Franco apenas disse o que coloquei entre aspas.

Gia

Sporting Futebol Clube?



Voltando ao tema que recentemente Filipe Soares Franco levantou, no que respeita às modalidades ditas amadoras, publico novamente algo que há uns tempos aqui escrevi, porque pelos vistos continua a ser um tema muito polémico e pouco consensual.

Eu sei que o futebol é indiscutivelmente o grande desporto-rei deste nosso planeta e que, numa lógica empresarial em que o lucro é o objectivo número 1, o eclectismo é uma palavra cada vez mais vã.

Mesmo assumindo a minha enorme paixão pelo futebol - mea culpa! - não posso deixar de me associar a todos aqueles que lamentam o virar de página que se levou a cabo no nosso maravilhoso clube, onde tudo e todos parecem apenas convergir para a modalidade-raínha.

Se já antes era complicado falar de equilíbrio nas contas dos clubes nacionais, com a gestão desastrosa e megalómana que generalizadamente se instalou no futebol nacional, ainda mais esse problema se agudizou.

Mas agora pergunto: e que culpa têm disso as chamadas modalidades amadoras? Será que foram estas as grandes geradoras de despesa e as grandes causadoras desses mesmos desequilíbrios ou foi uma certa megalomania de novo-riquismo, a qual levou os clubes a pagarem rios de dinheiro a futebolistas, bem acima das suas reais possibilidades, que nos levou a esta situação? Pois...

A título de exemplo, sei que uma das ditas modalidades amadoras, entretanto já extinta, via 90% do seu patrocínio ser canalizado para o futebol. Justo? Claro que não.

É um facto que o novo estádio que a todos nos enche de orgulho não contemplou uma pista tartan e um pavilhão desportivo mas ainda não é tarde para que possamos alterar a estratégia reinante porque existe público interessado nas outras modalidades, porque ainda é possível angariar patrocínios para as mesmas e porque Obikwelu, Joaquim Agostinho, Naíde Gomes, Carlos Lopes, os gémeos Castro, Miguel Maia, Rui Silva, Ramalhete, Chana, Carlos Lisboa, Fernando Mamede, Livramento, ou ainda Jorge Theriaga, Carlos Silva, Manuel Brito, Jesus Correia, Vaz Guedes, Baganha, Rui Albuquerque, Israel, Aniceto Simões, Ezequiel Canário, e inúmeros outros grandes atletas que prestigiam ou prestigiaram o nosso emblema e que nos deram inigualáveis alegrias, merecem que o ECLECTISMO do nosso Sporting não seja definitivamente enterrado!

Eu cresci e alimentei o meu incurável sportinguismo a vibrar com as equipas leoninas de futebol, mas também com as do hóquei em patins, andebol, basquetebol, voleibol e atletismo.

Como gostaria muito que o meu filho - sócio desde que nasceu - também possa vivenciar tudo isso, faço votos para que a actual ou futuras direcções do nosso clube saibam estabelecer um equilíbrio entre o futebol "negócio" e as ditas modalidades amadoras. Será difícil? Sem dúvida! Impossível? Não. Mesmo sendo muito complicado sei que os nossos dirigentes terão competência e capacidade para o conseguirem, porque ser sportinguista é isso mesmo: fazer das adversidades grandes conquistas! Basta quererem.

Leonino

sábado, maio 24, 2008

Dias da Cunha no seu pior

Já aqui referi num post anterior que não compreendia como Dias da Cunha no programa “ Prós e contras “ da RTP1, não tinha sido capaz de apontar novamente os rostos do célebre sistema e como até branqueou as acções do Major Valentim Loureiro em directo.
Mas depois de ler a entrevista dada por ele ao DN já nada me espanta. Profere lá algumas afirmações que nunca julguei ser possível ouvir da boca de um ex-presidente do Sporting.
Portanto passo a citar algumas das passagens que acho que são mais infelizes para não as qualificar de outra maneira mais rude.

Um esclarecimento prévio da minha parte. Colocarei as perguntas e as respostas e farei um comentário individualizado a cada resposta.

Regressou às reuniões do Conselho Leonino na semana passada, na qualidade de ex-presidente. Não foi por acaso...

Sai da última reunião em que tinha participado convencido de que era absolutamente inútil estar no Conselho. A imensa maioria dos membros estão tão agarrados ao poder ou a quem o tem que não são livres para procurar esclarecimentos. A partir daí, entendi que seria inútil ir a reuniões de situacionistas.

Pergunto eu não minha santa ingenuidade, mas será que isto não se passava já no tempo de Dias da Cunha. Mais, eu pergunto se este Conselho Leonino que muitos nem sabem para o que serve, não passa de uma mera extensão das direcções.


E voltou a ser recebido por situacionistas, como lhes chama?

Exactamente. E para grande espanto meu, até pessoas eleitas pela lista concorrente a agir pelo mesmo diapasão.

Será que a actual direcção tem algum mérito em conseguir convencer os membros eleitos para o CL nas listas concorrentes que os seus projectos são bons ou será que FSF os enfeitiçou a todos.


E alternativas?

O Sporting é solvente, tal como se previu em 2005, mesmo aceitando que já foi empobrecido com os maus negócios da venda de património já efectuado. Aliás, as principais receitas nem provinham do património alienado. Portanto, o Sporting é capaz de continuar a gerar as receitas que lhe permitam assentar a estratégia na reestruturação de 2005.

O problema é que não estamos em 2005 e em três anos a conjuntura económico-financeira agravou-se substancialmente e o montante de juros a pagar à banca aumentou extraordinariamente, enquanto o montante de receitas foi diminuindo.
Portanto os pressupostos de 2005 estão totalmente ultrapassados e é preciso lançar mão de um novo Project Finance que permita ao clube viver e não sobreviver.


Quando diz que este presidente não é sério, está a dizer que prejudica voluntariamente o Sporting em benefício de terceiros?

Não tenho nada que me permita afirmar tal coisa. Mas a venda de património, tendo em conta o que a rodeou, é desonesta. É uma infâmia.

Então em que ficamos é desonesto ou não é. Não gosto de meias palavras e muito menos de meias acusações. Se tem provas do que afirma só tem um caminho viável é fazer queixa na Policia Judiciária.


E considera-se traído por Ribeiro Teles, que se demitiu em consequência do manifesto [pacto entre Benfica e Sporting, que visava credibilizar o futebol português], ou até por Rui Meireles?

Ribeiro Teles... nem vale a pena falar. O Rui Meireles foi de uma extrema lealdade. Apesar de defender a venda pura e dura, nunca fez nada contra o decidido nas reuniões da Comissão Executiva.

Estamos somente a falar de uma das maiores incongruências do futebol português, só mesmo ao nível daquela brilhante ideia defendida por Rui Santos de fusão entre o Sporting e o Benfica. São mesmo ideias de quem não conhece a realidade do futebol português.


Mas ele calou-se quando Filipe Soares Franco falou no buraco financeiro...

É verdade. Rui Meireles teve dois momentos para falar. Ou me prevenia desse tal buraco como responsável financeiro, e nunca o fez, ou quando o presidente do Sporting falou em buraco tinha a obrigação de repor a verdade. Um dia perguntei-lhe que buraco era aquele que justificasse a venda de património. E ele respondeu-me: "Isso é o Filipe a meter os pés pelas mãos".

Rui Meireles esse grande Sportinguista que sempre colocou o clube á frente de tudo e que assinou um acordo com FSF a troco de uma choruda indemnização para não falar da vida interna do clube e que na primeira oportunidade apunhalou o actual presidente do Sporting. Será que afinal ele tinha conhecimento do buraco financeiro e não preveniu o ex-presidente Dias da Cunha?


Antes de considerar Pinto da Costa uma das caras do sistema, manteve com ele uma relação de amizade...

Pinto da Costa contribuiu muito para o chamado movimento dos presidentes. Durante esse período nunca falhou um compromisso. A nossa relação terminou, por ironia, por causa de umas declarações de Soares Franco sobre papas.

Parece que terminou em boa hora, porque pouco depois de terminar essa amizade descobriu que o futebol português estava cheio de podres e que o cheiro vinha do Norte, mais precisamente do antigo estádio das Antas.


Nessa matéria, põe as mãos no fogo por Luís Filipe Vieira?

Ponho as mãos no fogo por muita pouca gente e depois de um conhecimento muito directo. Em relação a Luís Filipe Vieira, tenho com ele uma relação que até se intensificou depois do meu afastamento. Sei que Luís Filipe Vieira foi genuíno em relação ao manifesto, tem procurado fazer a guerra relacionada com as exigências desses documento e, portanto, tenho todas as razões para acreditar que o presidente do Benfica quer um futebol limpo. Acredito que ele fez essa escolha.


Claro que quer um futebol limpo e transparente. Por isso é que nunca afirmou que seria mais importante ter um dirigente na Liga que comprar grandes jogadores e por acaso até foi campeão nesse ano. Por isso é que ele e o seu director de futebol da altura não estão nas escutas do Apito Dourado a pedir árbitros para determinados jogos. Por isso é que a Liga nem autorizou pela mão de Cunha Leal a transferência de um jogo com o Estoril para o Algarve. Tudo isto a bem do futebol e da transparência.


Depois de ter deixado o Sporting, passou ao Benfica alguma informação sobre o "dossier sistema"?

Não, porque saí sem dossiers, mas falei com Luís Filipe Vieira muitas vezes sobre esse assunto.


Talvez nessas muitas conversas LFV tenha aproveitado para compilar o famoso dossier que foi entregue na Procuradoria-geral da Republica.



Estes são excerto da entrevista do ex-presidente do Sporting Clube de Portugal ao jornal Diário de Noticias, pessoa por quem tenho muita estima, mas que ultimamente me vem desiludindo com bastante frequência.


Deixo aqui os links para quem quiser ler a entrevista na totalidade:
- Parte 1
- Parte 2



Verde CDV

sexta-feira, maio 23, 2008

Para descontraír antes do Euro.

Quando passeava hoje pelo centro da cidade onde vivo, reparei nesta publicidade da Carlsberg e adorei.

Claro que a primeira coisa que fiz foi tirar esta foto e enviar para alguns colegas, bom, o que eles responderam não posso escrever mas posso dizer que não foram muito agradáveis.

No minimo alguns dos fanáticos torcedores do Manchester United já me disseram que vão torcer por Portugal, claro só por causa do "Rei" Cristiano Ronaldo.

Força Portugal

The Best One

A perda de capital maioritário

Caros,

Passo a citar o que disse Soares Franco sobre esta matéria no almoço:

«A lei que estabeleceu que os clubes não podiam deter directamente mais de 40% das SAD conferiu-lhes acções de classe A. E não pode haver maioria de capital sem classe A, porque estas dão a gestão da SAD a quem as detém. A percentagem conta pouco». Ou seja, não me pareceu muito preocupado. É um pouco como as "acções douradas" (golden shares) que os Estados detêm nos incumbentes ou ex-incumbentes (o caso da Portugal Telecom).

Mas isto só vai acontecer dentro de cinco anos, altura em que as obrigações no valor de 60 milhões de euros serão obrigatoriamente convertidas em capital (portanto, 30 milhões de acções). Ora nessa altura Soares Franco pode até já nem estar no Sporting.

Penso que, de facto, não era possível continuar a pagar 17 milhões de euros só em juros por ano. E sei que, para manter o estádio e a academia, é preciso pagar por eles. O caminho parece-me viável, mas... uma auditoria externa não fazia mal a ninguém.

Gia

O Agradecimento devido

Começo por esclarecer que detesto hipocrisias e todos os aqueles que não são capazes de fazer a assunção do erro.
Desculpem-me estes termos fortes, mas sinto uma grande revolta quando vejo muitos que “ bateram “ em Paulo Bento ao longo da época não terem a humildade de reconhecer algum do seu mérito nas vitórias do Sporting.

Que ninguém interprete estas minhas palavras como um ataque pessoal, são somente a constatação do que se passa a nível da blogosfera sportinguista.
Sou visitante assíduo da blogosfera sportinguista e constato que alguns dos blogues mais visitados e tidos como referência não se coibiram de criticar Paulo Bento e a equipa ao longo da época.
Mas muitos deles (Editores) não foram capazes de felicitar Paulo Bento, e aqui não falo de dar os parabéns ao clube, mas ao treinador.

Muitos até ficam incomodados quando saem na imprensa, mas não através do seu cunho pessoal, nem com a mensagem viperina do costume. Estes são os mesmos que levaram uma época inteira a apontar criticas, mas que nunca apontaram soluções.
São os mesmo que pensam ser muito importantes (por terem conhecimentos privilegiados junto da imprensa) mas que na hora da verdade se escondem atrás de qualquer coisa. Eu felizmente não estou comprometido com ninguém, portanto estou à vontade para emitir a minha opinião.
Posso parecer contundente em algumas das afirmações que faço, contudo o que não faço é condenar as pessoas sem lhes dar o benefício da dúvida primeiro.

Eu até posso parecer suspeito porque sempre defendi que Paulo Bento era o homem certo no lugar certo. Reconheço que é um treinador em formação, tem mão de ferro e que gosta muito de levar as suas apostas até ao fim com risco para o próprio clube.
Contudo tem um enorme potencial e se agora que é um treinador jovem e em formação; com defeitos decorrentes da aprendizagem, conseguiu estes resultados, que poderá fazer num futuro próximo, quando lhe forem colocados à disposição jogadores de maior nomeada.

Tive a oportunidade de ouvir e ver as entrevistas de Paulo Bento à Antena1 e à RTPN e não são precisas mais conclusões pois está lá tudo. Sempre coerente e honesto teve a oportunidade de prestar esclarecimentos sobre as opções tomadas e projectar de certa maneira o futuro próximo. Sem hipocrisias assumiu o que tinha que assumir e não colocou paninhos quentes em nenhuma das questões mais difíceis.
Prefiro um treinador teimoso, arrogante, taciturno e inflexível mas que traça uma linha de rumo e que não desarma à primeira contrariedade; que um treinador cata-vento que se deixa influenciar por pressões externas com muita facilidade.

Deixo aqui os meus parabéns ao plantel do Sporting e ao seu treinador pelas conquistas desta época e que para o ano seja ainda melhor.



Por último quero deixar aqui um destaque merecido para duas iniciativas de cariz sportinguista que se vão realizar amanhã:

- 10º Encontro Nacional de Núcleos do Sporting Clube de Portugal.

- Fórum Sporting: Tradição e Evolução promovido pela AAS.




Verde CDV

quinta-feira, maio 22, 2008

Agarrem-me... ou demito-me!



No dia em que se fala de movimentações no nosso plantel, nomeadamente em novo interesse em Maxi López e em Pauleta, assim como numa eventual saída de Vukcevic, a principal notícia é mais uma vez a ameaça de Filipe Soares Franco de que pode bater com a porta.

Confesso que não entendo esta forma reincidente - já que há uns meses ameaçou saír em Junho - de 'vender' o seu projecto aos sócios. Imaginemos como seria o país se cada vez que um primeiro-ministro via as suas propostas serem chumbadas em Conselho de Ministros ou no Parlamento ameaçava saír...

Soares Franco tem sido elogiado por alguns sectores como um bom gestor, aparentemente com provas dadas na sua vida empresarial, pelo que não compreendo esta postura de enviar recados pela comunicação social, como forma de colocar pressão sobre a massa associativa leonina, para fazer vingar os seus propósitos. Um bom gestor tem sempre cenários alternativos (que não a demissão) para activar, caso a primeira opção falhe...

Tudo isto me faz lembrar um outro dirigente desportivo que ameaçou demitir-se se vendesse 300.000 kits, mas que ainda por lá anda, mesmo tendo ficado muito aquém desse número.

Leonino

quarta-feira, maio 21, 2008

O novo 'project finance'

Ontem almocei com Soares Franco e Rogério Alves. O objectivo era explicar como é que, dentro de cinco anos, o passivo do Sporting seria inferior a 140 milhões de euros. Confesso o meu cepticismo inicial. Francamente, um passivo de 234 milhões, mais 20 milhões de dívidas não bancárias? A gastarem horrores com jogadores que depois nem convocados são, ou com os Tellos da vida, que à primeira oportunidade espetam um canivete no pescoço... ia com vontade de fazer umas perguntas agressivas. Mas encontrei um Soares Franco assertivo. Bem-disposto. Com os trabalhos de casa bem feitos.

A renegociação foi feita, como devem saber, com o BES e o BCP. Principal vantagem: a taxa de juro desceu de 6,3% para 4,7%; a amortização vai ser mais lenta; as comissões pagas aos bancos serão cortadas de 300 para 100 mil euros/ano. Ou seja, haverá mais dinheiro em caixa para comprar jogadores.
A Academia passa para a SAD, em trespasse, uma forma de compensar os accionistas pela dívidas das empresas Sporting SGPS à Sporting SAD.
E por fim, a SCS (Sporting Comércio e Serviços), é vendida pelo Sporting SGPS à Sporting SAD por 60 milhões. O financiamento? A SAD emite 30 milhões de obrigações, que terão de ser convertidas em capital dentro de 5 anos (cada acção vale + ou - 2 euros, é fazer as contas...). Sim, isto significa que o Sporting pode perder a maioria do capital da SAD - o que não tem impacto na gestão, porque quem detém as acções de classe A, o Sporting, é que gere.

(Declaração de interesse: sou jornalista, por isso é que estive no almoço).

É isto que vai a votação no dia 28, às 20h00, na sala Tejo do Pavilhão Atlântico. O plano parece-me consistente, embora seja sempre bom não acreditar em remédios milagrosos. O que me dizem?

Gia

Como eu (não) vi a final da Taça

"Casa" no display do pda. Tínhamos combinado fazer o follow-up por sms por isso só pode ser algo de importante. Faço contas mentalmente e percebo que o jogo já deverá ter terminado. Desempate por penalty´s? Carrego no botão verde (poderia ser outro?) e: "Goooolo!!! Golo do Tiuí!!! Marcamos Pai!!!" Não me lembro muito bem do que respondi. A emoção por certo que falou por mim. "Falta muito?" pergunto. "Não devia já ter acabado? Ah, ok! Esta já não deve fugir!"

Perco a noção do tempo e já me vejo no meio dos sportinguistas a exultar de alegria. De repente "Casa " outra vez no display. A ansiedade faz-me disparar as pulsações. Em fracções de segundo penso em tudo: terá acabado? Algo correu mal? "Gooooolo, Pai, Goooolo! Tiuí outra vez! E de bicicleta!"

Fracções de segundo de dúvida. Tiuí?! Nas minhas circunstâncias uma brincadeira de mau gosto seria impossível e o bis de Tiuí apenas improvável. Por isso acredito. Volto à realidade com o clamor: "Esta já não foge! Esta já cá canta! Vamos ganhar outra vez aos gajos, pai!!!" As grandes notícias são melodias sublimes na voz dos que amamos.

Outra vez teleportado pela imaginação vejo o Jamor contaminar de festa o Marquês e a romaria para Alvalade. É impossível conter as imagens e os sons que a memória precipita em catadupa. Retenho duas: Lisboa a arder. Não a arder como desejariam os neros de fancaria.Mas a arder de pura paixão leonina desde o final da tarde de um dia de Maio (14 acho eu) e pela madrugada dentro, em que terminou uma hibernação de 18 anos. E a frase imortal de Perestrello: EU TE AMO MEU SPORTING!


-------------------------

Eu sei que já foi tudo dito e escrito sobre a final e para a maior de vós ela já passou à história. Para mim não, porque a "vivi" de longe Perdoem-me a insistência e o egoísmo, mas se não partilhava convosco como "vi" a final que nos deu mais um caneco com quem o iria fazer?

São hoje fartas as noticias sobre o nosso Sporting em toda a comunicação social, por força das entrevistas de ontem, quer de Paulo Bento, quer de Filipe Soares Franco. Deixo-vos o link para o que parece mais importante mais abaixo. O meu destaque vai inteirinho para a citação de hoje de “O Jogo” ao nosso amigo VerdeCDV, com a qual concordo inteiramente.


verdão

terça-feira, maio 20, 2008

Só eu sei porque não fiquei em casa.



Acabei de chegar de Portugal aonde festejei mais uma conquista leonina e esse foi o único motivo de alegria. Ficar 4 dias sem ver a minha mulher e os meus filhotes foi bastante duro.

Aínda me lembro de frases tipo: Não vás, vais ter uma desilusão, o teu Sporting vai ser demolido pelo Porto etc, etc, etc ... eu respondo: Só eu sei porque não fiquei em casa!

Escrevia aqui mesmo, antes de ir a Portugal, que NUNCA seria uma desilusão ir apoiar o Grande Sporting e de facto fiz tudo para que não o seja!

Apoiei o Grande Sporting enquanto a minha voz durou, quando esta fraquejava batia palmas e quando as mãos ardiam...voltava a cantar pois já tinha havido repouso suficiente! Não fiz 2.500 km para ver um jogo sentado na bancada! por isso ficava em casa frente ao meu ecrã!

A minha mulher enviou-me um MMS dos meus filhotes equipados a rigor antes do prolongamento e isso deu-me aínda mais força para o que restava do encontro.

Resta dizer que festejei 4 golos aonde só 2 foram validados e 1 mal anulado.

2500 km só para te ver ... só para te ver ganhar Grande Sporting! 
E isso valeu todos os sacrificios.

Amo-te Granda Sporting!

Saudações orgulhosamente leoninas
Mindo


Tempo de balanço e de decisões

Primeiro deixem-me expressar a enorme alegria que senti anteontem no Estádio Nacional ao assistir a mais uma vitória do Sporting. Uma vitória justa a todos os títulos, contra uma grande equipa e um jogo decidido por um jogador que finalmente encontrou a veia goleadora.
Demonstrou neste final de época que talvez mereça uma oportunidade, pois não podemos esquecer que foram os seus golos que permitiram ao Sporting levantar a sua 15ª Taça de Portugal e também a entrada directa para a Champions.

Depois deste pequeno intróito vamos ao tema fulcral deste post.
Agora que a época terminou é tempo de balanço e decisões para o futuro.
Não posso deixar de considerar o balanço da época como positivo. Conquistamos a Supertaça e a Taça de Portugal contra a equipa que melhor futebol praticou ao longo da temporada; contudo em quatro confrontos ganhamos três vezes. Chegámos à Final da Taça da Liga e perdemos ingloriamente com a equipa sensação do campeonato.
Na Europa contra as melhores expectativas atingimos os quartos-de-final da Taça UEFA, depois de sermos afastados na fase de grupos da Champions pelo Manchester United; que vai disputar a fnal dessa competição e pela Roma.
No campeonato nacional foi onde estabelecemos a pior prestação, pois a diferença para o primeiro classificado foi abismal. Contudo conseguimos alcançar pela terceira vez consecutiva o 2º lugar que nos dá acesso directo à Champions e aos milhões que servirão para um maior investimento na nossa equipa.

Na minha modesta opinião; aliás sempre defendida aqui, este plantel foi bastante curto para tantas frentes. As lesões também fustigaram bastante a equipa e condicionaram muito as prestações desportivas. As ausências de Derlei e Yannic Djaló durante vários meses foram determinantes para o enfraquecimento a nível ofensivo.
A integração de todos os reforços não foi totalmente conseguida e alguns não se conseguiram impor.
Agora que vamos entrar no período do defeso vem a hora das decisões que podem ditar o sucesso ou insucesso da próxima época. Porque os campeonatos ganham-se sobretudo nas pré épocas.

Perspectivam-se algumas mexidas no plantel; talvez mais do que as que se deveriam fazer, mas são as contingências do mercado e dos jogadores “ apetecíveis “ do plantel leonino. Assim são várias as questões que se levantam.
Será possível segurar duas pérolas como Moutinho e Veloso, ainda mais se fizerem um grande europeu. Jogadores como Vukcevic e Stoijkovic terão margem de manobra junto do treinador. Izmailov e Grimi valem as altas cláusulas de rescisão. Jogadores como: Tiuí, Purovic, Celsinho, Pedro Silva e Gladstone merecerão uma segunda oportunidade.
Alguns dos jogadores emprestados poderão regressar ao clube, como serão os casos de: Saleiro, Celestino, Tiago Pinto, Daniel Carriço e Fábio Paim.
Serão acertadas as possíveis contratações de Caneira, Hugo Viana e Pauleta.
Estas são algumas das minhas dúvidas quanto ao próximo plantel e penso que serão as da maioria dos sportinguistas.

Para conseguir almejar a conquista do campeonato é fundamental ter uma equipa mais equilibrada, mais competitiva em suma uma equipa com mais maturidade. Talvez a contratação de Rochemback e as possíveis contratações de Caneira, Hugo Viana e Pauleta tragam esse cunho de maturidade que falta a este plantel.
Para o ano só nos interessa ganhar o campeonato, pois somente esse lugar dá acesso directo à Champions League. Também é fundamental que haja um maior leque de opções para uma equipa que vai estar em cinco frentes.
È imperioso que os segundos planos digam presente, pois irão ser muito solicitados, sobretudo se o Sporting passar à segunda fase da Champions.
Neste que é um período de transição a vários níveis: gestão, económico, desportivo, torna-se vital que o clube conquiste novamente o campeonato para consolidar todo este projecto. Sendo também muito importante a passagem à 2ª fase da Champions para projectar o clube a nível internacional e para garantir um significativo encaixe financeiro.

A par de todas estas decisões desportivas que são muito importantes, vão ter lugar outras decisões a nível de gestão económico-financeira que marcarão indelevelmente o futuro do clube. As propostas que vão ser colocadas pela direcção perante os sócios e que podem ou não ser aprovadas, ditarão a politica desportiva do clube nos anos vindouros. Estando muito do futuro do clube em jogo, o que se pede à direcção e aos sócios é que pensem sobretudo no Sporting Clube de Portugal e que coloquem sempre os interesses do clube acima dos seus próprios interesses e das suas “ guerras “.
Por serem decisões tão importantes era fundamental que tudo decorresse dentro da normalidade, sem intromissões de espécie alguma e que todos pudessem votar em consciência e sem constrangimentos de nenhuma ordem.
Por ser um momento tão decisivo era importante que quem não estiver de acordo com o rumo que esta direcção tem dado e pretende continuar a dar ao clube aparecesse sem medos e sem receios e se batesse por outro tipo de ideias e projectos.

Peço simplesmente que pensem em primeiro lugar no Sporting Clube de Portugal e que tudo o que façam seja em prol do clube.


VIVA O SPORTING DO PASSADO DO PRESENTE E DO FUTURO.



Verde CDV

O porquê da vitória

Muitos de nós que não fomos ao jogo, e estávamos nervosos e com dúvidas da vitória quase no fim do jogo e na entrada para o prolongamento, só as tivemos porque não fomos mesmo ao Jamor mas ontem mandaram-me esteve vídeo, e aí percebi que só tive este mesmo nervosismo e receio porque não estava lá.
Muito se disse das palavras ditas pelo Paulo Bento no intervalo do jogo das meias-finais com o benfica, pois eu digo-vos quem disse as palavras desta vez para a vitória no jogo da final.
Com palavras destas quem não ACREDITA E NÃO GANHA JOGOS?
Ps:Um bem-haja para esta massa leonina que dá tudo que tem e que não tem pelo nosso SPORTING.
ISMAS

segunda-feira, maio 19, 2008

Um palhaço chamado Stojadinovic

Palavras aparentemente proferidas por este dito «senhor»:

Se (Vukcevic) não está em primeiro plano para Paulo Bento e não é um jogador importante, então é melhor ir para outro lado»

Este oportunista só pode estar a querer brincar com o Sporting. O mal dele é que nem Paulo Bento, nem nós os adeptos e associados do Sporting, estamos para brincadeiras.

Quem sofre é o Simon; enquanto não mudar de atitude, e se continuar a contar com gente deste (baixo) nível profissional, vai ser sempre o maior prejudicado...

Ps. Um muito obrigado ao plantel inteiro do SCP por esta bela conquista!

Força Sporting!

Luso

Se dúvidas houvesse...

O Sporting foi a equipa com mais conquistas na temporada 2007/2008. E esta?! Nem eu esperava... no global de uma época mais que inconstante, e por caminhos que só Deus e Bento sabem, acabámos por ir aos quartos da UEFA, à final da Taça da Liga, conquistar o vice-campeonato (= encaixe certo com a Champions) e vencer a Taça de Portugal. E já tínhamos levado para o museu a SuperTaça.
Em quatro jogos com o FC Porto, ganhámos três. Esta para mim é a melhor de todas. Aparentemente, o Jesualdo tem pesadelos na véspera dos jogos com o Sporting. E quando perde, justifica-se com tudo menos com o óbvio: o FCP não esteve à altura. Ponto final.

Parafraseando o nosso excelso Pinto da Costa, "as finais não se jogam, ganham-se". Foi o que fizemos ontem, depois de um «equívoco» chamado Vitória Futebol Clube...

Abraços leoninos cheios de orgulho e de festa
Gia

domingo, maio 18, 2008

A Taça continua a ser nossa!

Garra de leões, personalidade, fibra, entrega ao jogo, vontade de ganhar, coragem. Tudo isto vi hoje no Jamor ser deixado em campo pelos nossos briosos jogadores frente a um campeão nacional que pode ter muita qualidade futebolística, mas que revelou uma escandalosa falta de classe, com jogadores a simularem faltas e a colocarem rudeza excessiva nos lances disputados.

Mesmo frente a 14 (mais tarde, 13) nunca deixámos que as adversidades perturbassem a equipa, nunca nos vergámos, e nem mesmo um golo vergonhosamente mal anulado, nem uma grande penalidade ridiculamente espoliada, nos tiraram a possibilidade de reconquistarmos o caneco!

Parabéns a todos os jogadores, técnicos, dirigentes e fantástica massa associativa: foi linda a comunhão de alegria que reinou naquela bancada central durante a entrega da taça, em que Sá Pinto - símbolo da fibra leonina - sorria que nem um miúdo quando lhe disse "É NOSSA"!

Nota: confesso que no calor dos festejos nem reparei mas parece que os elementos do F. C. do Porto abandonaram o relvado antes do nosso Sporting receber a Taça. Creio ter ficado assim demonstrada aos olhos de todos a falta de categoria e classe de um clube que persiste na cultura de anti-desportivismo e de cisão regional que o tem caracterizado nestas últimas décadas. Verdade se diga, não fizeram lá falta!





























Leonino

Grande vitória



TAÇA DE PORTUGAL - FINAL


Estádio Nacional, em LisboaHora: 17:00Árbitro: Olegário Benquerença (Leiria)


EQUIPAS OFICIAIS
SPORTING
Rui Patrício, Abel, Anderson Polga, Tonel, Grimi, Miguel Veloso, João Moutinho, Izmailov, Romagnoli, Derlei e Yannick.


Suplentes: Tiago, Ronny, Gladstone, Farnerud, Pereirinha, Vukcevic e Rodrigo Tiuí.Treinador: Paulo Bento.

FC PORTO
Nuno; João Paulo, Pedro Emanuel, Bruno Alves, Fucile, Paulo Assunção, Lucho, Raul Meireles, Mariano Gonzalez, Quaresma e Lisandro.

Suplentes: Ventura, Stepanov, Lino, Kazmierczak, Bolatti, Tarik Sektioui e Farias.Treinador: Jesualdo Ferreira.
Com golos do RODRIGO TIUI o SPORTING CLUBE DE PORTUGAL ganhou hoje a taça de PORTUGAL ao futebol clube do porto.

Numa 1 parte melhor jogada pelo SPORTING,o porto teve a sorte do jogo em 3 ou 4 jogadas em que o derlei poderia ter marcado e o nuno fez grandes defesas,na segunda parte parteo jogo foi mais equilibrado e repartido nos 2 meios campos e com chanches de golos para os 2 lados ate ao fim o jogo se arrastando ate ao lance que em que o joao paulo e expulso e o SPORTING volta ao pegar no jogo mas nao cria grande perigo.

O jogo vai para o prologamento em em que a 1 parte nao tras nada de novo.

Na segunda tras os golos da nossa vitoria em que no lance do 1 golo a um lance em que e procedido de falta pra o porto em que o arbitro nao marca e deixa jogar em que resulta no golo,desde lance em que alguns podem dizer falar nao tira a justica da vitoria leonina em nada ja que foi a equipa que desde do inicio mais procurou a vitoria.

Bem aja a equipa que lutou e nos deu esta alegria num fim de epoca em que muita coisa correu mal mas como comecou acabou MUITO BEM.

PARABENS A TODOS QUE AMAM ESTE CLUBE COM DEVOCAO ESFORCO PARA QUE TENHAS AS GLORIAS COMO AS DE HOJE

PS:ESPEREMOS QUE A FESTA CORRA PELO MELHOR E SEM PROBLEMAS PELA NOITE A FORA.

ISMAS

sábado, maio 17, 2008

Final da Taça de Portugal



Informações úteis:

TRANSPORTES

À semelhança dos anos anteriores, a Carris fará um serviço especial para a Taça de Portugal, jogo a realizar entre as equipas do Sporting C.P. e do F.C. Porto, no próximo dia 18 de Maio, pelas 17H00.

IDENTIFICAÇÃO DA CARREIRA:

28F – Restauradores – Estádio Nacional.

PERCURSO:

Sentido Restauradores -> Estádio, Rossio, Rua do Ouro, Pr. Comércio, Cais Sodré, Av. 24 de Julho, Calvário, Rua da Junqueira, Belém, Rua Bartolomeu Dias, Rua de Pedrouços, Algés, Av. Marginal até Cruz Quebrada, terminando no arruamento de acesso ao Estádio Nacional (junto às piscinas).Sentido Estádio -> Restauradores, tomada de passageiros junto às piscinas, Estrada Marginal até Algés, Rua de Pedrouços, Rua Bartolomeu Dias, Belém, Rua da Junqueira, Calvário, Av. 24 de Julho, Av. Ribeira das Naus, Pr. Comércio, Rua da Prata, Rossio, terminando nos Restauradores.

INÍCIO DO SERVIÇO E FREQUÊNCIA PREVISTA:

Às 13H30, nos Restauradores, do lado Poente, com partidas previstas a cada 15 minutos, até cerca das 16H30. O retorno está previsto após o final e enquanto a afluência de passageiros o justificar.

TARIFÁRIO:

Por se tratar de um serviço especial, esta carreira não aceita passes. Deste modo, para utilizar o serviço, devem os passageiros adquirir o seu bilhete ao motorista (1,35 euros, por viagem). Em alternativa, podem ser utilizados bilhetes pré-comprados, previamente carregados no suporte “7 Colinas”. Contudo, por se tratar de uma carreira sub-urbana, devem ser utilizados bilhetes de duas zonas, ou, de 1 zona, mas carregando, antes da validação, na tecla 2 do validador. Estas validações devem ocorrer em cada uma das viagens (ida e volta).

AQUISIÇÃO PRÉVIA DE TÍTULOS DE TRANSPORTE:

Para quem pretenda, previamente, obter os referidos bilhetes pré-comprados, poderá fazê-lo nos seguintes locais em funcionamento no dia 18 de Maio:

Casa da Sorte
Pr. da Figueira, Nº 1C / Rossio, Nº 119
08,00h - 20,00h

Pap. José Maria da Cruz
Pr. D. Manuel I, Pav. de Vendas, Lj 1 - Algés
08,00h - 13,00h

Est. dos CTT - Restauradores
Pr. dos Restauradores
09,00h – 18,00h
www.carris.pt/


METEOROLOGIA

Temperaturas: mínima 13º máxima 19º Aguaceiros fracos
www.meteo.pt/

Entre as 15 e as 18h: temperatura de 18º Aguaceiros
Humidade máxima. 73%
www.weather.com/


SEGURANÇA

A PSP destacou mesmo, para esta final da Taça de Portugal, um dos maiores efectivos de que há registo: 700 agentes, de várias unidades e equipas.
Número que se deve, segundo explicou, ontem, a comissária Paula Monteiro, "à lotação completa do estádio, ao carácter decisivo do jogo e à rivalidade histórica" que existe entre os dois clubes, mas também ao facto de o Jamor não ter "as mesmas infra-estruturas e estruturas de segurança" de outro estádios.
Alertando para a realização de testes de alcoolemia, já que ninguém vai entrar acima do limite de 1,2, a PSP já tem reservados os sectores para as claques: as do Sporting no topo Norte e as do FC Porto no topo Sul.
Quanto aos parques, os adeptos dos leões vão ficar no parque 3, e os dos dragões no parque 1. Para estes, se forem pela A1, a saída indicada é a do Carregado, seguindo, depois, por A10 e A9 CREL, até à Avenida Marginal.
www.ojogo.pt/


INFORMAÇÕES ADICIONAIS

Aqui.


Leonino

Mais um leão que não esquece a sua casa



Nani:

"O meu Sporting é sempre o favorito [risos]... e estou convencido que a vitória será leonina. Às vezes, fico muito nervoso, mas depois penso sempre que o melhor está para vir.

Na meia-final, com o Benfica, foi assim. Estava a ver o jogo com o meu irmão, que é do Benfica, e ele não parava de me gozar. Eu mantive a calma e avisei-o que o melhor estava para vir.
Depois, os golos do Sporting começaram a entrar. Fartei-me de rir.

Agora, o Sporting vai ganhar 1-0, com um golo do Djaló."


Leonino

sexta-feira, maio 16, 2008

Alegria vs. tristeza

Escrevo este post invadido por um misto de sentimentos, por um lado invade-me uma alegria enorme e um grande frenesim porque já comecei a fazer os preparativos para mais uma final da Taça de Portugal no estádio do Jamor.
Por outro lado leio coisas nos jornais e ouço coisas nas televisões que me deixam profundamente triste e angustiado, porque julgava que se estava definitivamente a reescrever uma nova era no futebol português, mas ao ouvir certas pessoas nesta ultima semana fiquei com a nítida sensação que nada vai mudar, que tudo vai passar impune e que meia dúzia de bons samaritanos andam a lutar contra moinhos de vento qual Dom Quixote de La Mancha.


A Taça de Portugal sempre foi para mim a festa suprema do futebol português; pois é realmente a verdadeira essência do futebol, onde se juntam as famílias e grupos de amigos vindos de todo o Portugal continental e Ilhas.
Existem adeptos que vêm do estrangeiro de propósito para ver o seu clube jogar e fazer a festa no Jamor.
Eu já tive o privilégio de assistir a varias finais e é impressionante o convívio que se estabelece entre pessoas totalmente desconhecidas. Realmente o futebol no seu estado mais puro foi, é e será sempre um fenómeno agregador.
Este é com certeza um fenómeno sociológico que mereceria um estudo aprofundado.

Desculpem esta derivação, mas como ia dizendo, assisti a várias finais e houveram duas que me marcaram profundamente. Uma final contra o Leixões em que saímos vitoriosos e outra contra o eterno rival em que perdemos.
Contra o Leixões erguemos a Taça jogando com o clube de menor nomeada, mas que se bateu do primeiro ao último minuto. O que mais me entusiasmou foi o convívio que se estabeleceu entre as massas adeptas, nunca tinha privado com gentes de Matosinhos e só posso dizer que foi simplesmente espectacular.
O meu agradecimento a uma das melhores massas adeptas do país.

A contrastar com esta enorme alegria e regozijo, tive um momento deveras doloroso contra o eterno rival.
No próximo domingo irá fazer precisamente 12 anos que teve lugar essa final trágica para o futebol português. Final em que um adepto do Sporting de nome RUI MENDES foi assassinado com um very-light por um membro de uma claque benfiquista.
Esse delinquente foi condenado e preso, mas entretanto anda fugido á justiça.
Eu estava lá mas não me apercebi da gravidade do ocorrido. Ao sair do estádio a tristeza era grande pela derrota, mas ficou imensamente maior ao saber da trágica situação.
Os momentos seguintes foram de raiva, frustração e impotência perante tal barbárie.
Após esse impacto, tive algum discernimento e pensei como ser racional, que era o fim da linha como espectador de futebol nos estádios, mas esta paixão pelo MEU SPORTING é mais forte e por vezes irracional.

Três breves notas sobre este assunto:
- Primeiro para Gilberto Madail, que tentou protelar ao máximo a compensação devida pela família do malogrado RUI MENDES (a vida humana não tem preço, portanto regatear o preço de uma vida é de uma crueldade atroz).
- Em segundo uma palavra de muito apreço para Pedro Ferreira que nos despertou para esta data e que teve uma ideia que deve ser aplaudida por todos nós. Através do seu comentário que circula na blogosfera, pede que seja feita uma homenagem ao malogrado RUI MENDES na pessoa da sua família, por parte da equipa e dirigentes do Sporting.
- Em terceiro uma palavra para a recém criada Associação de Adeptos Sportinguistas que está a envidar todos os esforços junto do Sporting Clube de Portugal para que esta homenagem seja uma realidade.


Nesta ultima semana assistiu-se ao desfecho do Apito Final e nas instâncias desportivas várias personalidades e clubes de futebol foram condenados. Parecia que algo estava a mudar no nosso futebol, eis senão quando algumas vozes se levantam contra o Presidente da Comissão Disciplinar da Liga, que disse somente isto: “ Os regulamentos são maus e insuficientes, porque se fossem bons e suficientes, certos dirigentes e certos clubes seriam severamente punidos”.
Quando se esperava uma defesa acérrima por parte do Presidente da Liga, este aparece no programa “ Grande Entrevista “ na RTP e profere esta tirada: “ Houve tentativas de corrupção e coacção e essas atitudes menos positivas foram devidamente julgadas e reprimidas, mas no final desses campeonatos a verdade desportiva acabava por imperar”.
Com franqueza senhor Hermínio Loureiro em que ficamos, é que não havia mesmo necessidade…

Para ajudar á festa vejo ex-dirigntes do meu clube; entre eles Dias da Cunha que outrora não tinham tido pejo em apontar a dedo os rostos do sistema, a não conseguirem agora condenar esses mesmos indivíduos em plena praça pública. Será que existem “vacas sagradas” no futebol português.
Espero que os actuais dirigentes do meu clube; dirigentes que pugnam pela verdade desportiva, emitam uma opinião sobre todo este processo. Que não se limitem a emitir opiniões de circunstância, mas opiniões de índole condenatório e de verdadeiro repudio por toda esta podridão.


Por fim a alegria de saber que Marco Caneira quer rescindir com o Valência e que dá primazia ao Sporting. Seria muito bem-vindo de novo, porque todos os que sentem orgulhosamente o símbolo leonino estarão para sempre nos nossos corações.
Por outro lado sinto uma enorme tristeza por saber que Liedson vai falhar esta final (vai ser operado hoje) e que provavelmente vai perder o início da próxima época.
Contudo tenho a certeza que não vai ser esta lesão que o vai afastar dos relvados e que na próxima época lá estará a dar-nos mais alegrias. As melhoras e um restabelecimento rápido.



TALVEZ A MINHA ALEGRIA SEJA SUPERADA PELA TRISTEZA, POIS OS SENHORES DO FUTEBOL ESTÃO A MATA-LO DIARIAMENTE



Verde CDV

quinta-feira, maio 15, 2008

Rui Patrício

Confesso que tenho alguma dificuldade em assobiar os jogadores do Sporting. Talvez sofra, ainda, daquele síndrome que todos tivemos enquanto andámos no deserto. Aquilo que nos unia era defender o clube, a equipa, o presidente, o treinador, as claques, fizessem o que fizessem. Claro, aos 14 anos é fácil ter mais fervor que raciocínio. Sempre que o Sporting perdia (e eram tantas e tão sofridas essas derrotas), lá vestia eu, no dia a seguir, a minha camisola verde. Atava um mini-cachecol à mochila e aguentava, de cabeça erguida, as piadinhas, as galhofas, os risinhos.

Mas eu achava que assim é que tinha de ser. Quando se ganha é fácil exibir símbolos, andarmos todos inchados cobertos de verde. Difícil é fazê-lo quando se perde, e eu tinha tanto orgulho por nós, sportinguistas, sermos assim! Continuo a ter. E não confundo o clube com a equipa, porque estes senhores hão-de ir à sua vida, mas eu vou continuar a sentar-me nas cadeiras deste estádio. Sei que não posso ser acrítica, que tenho de reconhecer as falhas.

Que diabos. Não consigo é vexar os meus. Isto tudo para dizer que, apesar de tremer cada vez que a bola se aproxima da baliza, sou uma das que incentiva o Rui Patrício. Das que aplaude, que puxa para a frente, que quer vê-lo evoluir. Se não der, paciência. Venha outro. Mas enquanto lá estiver, ele usa a camisola do meu clube - e só por isso, merece o benefício da dúvida.

Abraços leoninos!
Gia

P.S. - não estou no sector do Directivo, mas quase: sector A15 :)

Sabe com quem vamos jogar no Domingo? (Tem a certeza?)

Quando enfrentamos um adversário convém conhecê-lo bem, saber quais são as suas limitações e quais são as suas virtudes. É necessário também que esse conhecimento exista em relação a nós próprios. Quanto mais potenciarmos as nossas qualidades, explorando as imperfeições dos nossos oponentes, mais perto estaremos de ganhar.

O jogo que disputaremos no próximo domingo será um embate com um adversário difícil. Desde logo porque é uma equipa bem orientada, com excelentes profissionais, do melhor que há cá pelo rectângulo. Está no entanto longe de ser uma equipa imbatível, como já ficou demonstrado por nós, em 2 ocasiões, este ano. Se jogarmos de forma personalizada, se honrarmos o nosso lema, ficaremos mais perto de trazer mais um caneco para a nossa sala de troféus. E sobretudo enquanto conseguirmos que o jogo se dispute apenas e só no relvado.

É que o adversário de domingo já por diversas vezes tinha deixado ficar no ar que é capaz de tudo para ganhar um jogo. Desde logo pela forma abnegada com que os seus profissionais normalmente abordam os jogos, há que o reconhecer. Mas esse tudo vai muito mais além disso.

Já tinha ficado no ar que eram capazes de pagar férias no Brasil aos juízes que deveriam arbitrar os jogos de forma isenta, sem se provar (todos percebemos que assim era só que faltou a famigerada prova para que tal tivesse consequências legais).

Já se desconfiava que os seus mais proeminentes dirigentes (pinto da costa e reinaldo teles) eram (são) uma espécie de conselho de administração de uma cáfila que adultera(va) resultados e trafica(va) influências (veja-se o caso guimaro, dos quinhentinhos).

Já se tinha percebido que eram capazes de desviar os olhares de muitos de uma bota arremessada contra o árbitro (caso Deco) ou que conseguiam reescrever o episódio de uma camisola rasgada mais as palavras impensadas de um treinador com competência, mas sem carácter para assumir os seus actos (caso Rui Jorge).

Agora todos sabemos que o seu dirigente máximo recebe árbitros em casa e tenta suborná-los. E como diz o povo na sua infinita sabedoria quem rouba um cesto rouba um cento. Falta ainda fazer a contabilidade. Provavelmente terá que se actualizar o ditado: quem rouba um alguidar rouba um milhar! :)

O que é importante retirar da admissão de culpa de pc neste processo é que, contra a sua equipa, não jogamos apenas em cima do relvado. Eles jogam também de forma ilícita, prescindem do fair-play e da aceitação de qualquer resultado, procurando por processos fraudulentos assegurar a vitória antes do apito inicial do árbitro.

E, pasme-se, este tipo de comportamento, admitido pelo próprio, é sufragado na casa que devia ser um símbolo de liberdade e democracia. Ainda tenho cãibras nos maxilares, devido ao muito tempo que permaneceram abertos, ao ver pc ser recebido, ontem no parlamento, por 60 deputados de quase todos os partidos, saído directamente do tribunal de Gondomar. Aqueles párias, pagos muito acima do seu valor de mercado, ao invés de produzirem leis que salvaguardem a verdade desportiva, enchem o bandulho em péssima companhia. Nem me atrevo a perguntar quem pagou o jantar. Para quando a recepção a Vale e Azevedo? Ou ao Cabo Costa, porque não?

Dito isto, meus caros, qualquer vitória com o fcp tem sempre um sabor especial.

verdão

Apelo à união de todos os Sportinguistas



Nesta semana que se iniciou com o nosso regozijo pelo terceiro acesso directo consecutivo à milionária Liga dos Campeões e que terminará com a nossa segunda presença consecutiva no Jamor, na final da taça de Portugal, creio ser imperioso a união da família leonina, no sentido de se transmitir uma corrente de energia positiva à nossa equipa de futebol. Os jogadores e a equipa técnica têm que sentir que todos nós, sem excepção, estamos com eles.

É um facto que há vários assuntos prementes a merecer a discussão de todos aqueles que se empenham e que se interessam pela vida do clube: temos que reflectir sobre a necessidade de realização de um congresso, é fundamental analisar o impacto e as consequências da engenharia financeira que Soares Franco e a sua equipa se propõem encetar, temos que saber onde estamos e que Sporting queremos, há que apoiar a campanha de angariação de novos sócios e posteriormente medir a sua eficácia... MAS POR FAVOR NÃO ESTA SEMANA!

Eu sei que o futuro não espera por ninguém, eu sei que todos os temas atrás elencados são de análise e discussão obrigatórias, mas até domingo a prioridade máxima passa por evitarmos a intoxicação e a instabilidade do ambiente em torno da nossa equipa de futebol, passa por sermos todos solidários, unidos e coesos, porque o nosso clube precisa que até às 18h/19h de domingo estejamos todos concentrados num único objectivo: acabar a época da mesma forma que a iniciámos, ou seja, conquistando mais um troféu frente a um valoroso adversário chamado FC Porto.

Tudo o resto -e perdoem-me todos aqueles que procuram levantar questões pertinentes sobre o rumo do nosso Sporting - neste momento é perfeitamente secundário.

Nesta semana não devemos dirigir críticas (mesmo que construtivas) a quem serve o nosso clube. Nesta semana Paulo Bento é o melhor treinador do mundo (o nosso special one), as suas opções técnico-tácticas são as melhores, Rui Patrício é o melhor guarda-redes que poderíamos ter na baliza, Tiuí, Derlei ou Djaló são os nossos Van Basten's, Tonel e Polga são os nossos verdadeiros Baresi's ou Beckenbauer's, Miguel Veloso e Moutinho os melhores jogadores que poderíamos ter no meio-campo...

Afinemos as vozes, poupemos as nossas cordas vocais, porque no Jamor, em Alvalade ou na casa de cada sportinguista, domingo só temos que gritar bem alto: SPOOOOOOOOOOOOOOORTING!!!!!

Leonino

quarta-feira, maio 14, 2008

Este, Este e o Outro

Este vai falhar o jogo do Jamor.
Será que vai fazer muita falta?

Este quer diminuir o passivo através de engenharias financeiras.
Será que está a ir pela via mais correcta?

O outro vai arbitrar a Final da Taça de Portugal.
Será que não vai estragar a festa?


Verde CDV

Um Absurdo!

Acabo agora de ler que o avançado do Sporting, Yannick, vai ser multado em 1.250 Euros pelos seus gestos inapropriados aquando dos festejos do golo marcado ao Paços de Ferreira. Na sequência da avaliação da Comissão Disciplinar, o nosso Yannick terá fugido aquilo que é considerado conduta aceitável, digamos, marcou ao serviço do Sporting, e como tal falhou no capitulo de «manter conduta conforme aos princípios desportivos».

Tão absurda será esta minha avaliação dos acontecimentos, acho que ainda não chegamos a ponto de punir avançados do Sporting só por marcarem, a tanto ainda não, como esta sanção aplicada ao nosso jovem ponta-de-lança. Como já foi aqui sublinhado pelo Leonino, o Yannick não é nem de longe o primeiro futebolista a festejar da forma que o fez, mandando calar o público, nem nunca será o último... Faz mesmo parte do futebol demonstrar a capacidade de calar um estádio...Tanto como o poder de os fazer «arrebentar».

Que Yannick seja a vitima de insultos racistas, e que seja multado ainda por cima, demostra o estado de saúde do futebol Português. É com muita pena que registo estes acontecimentos, sinceramente não querendo acreditar que tal coisa possa ver mesmo acontecer. Num mundo de futebol onde se diz que Portugal está cada vez mais atrás dos «grandes» da Europa, só posso dizer que é por estas e por outras que a bwin (Superliga, Primeira Liga, 1a Divisão... lá o que lhe queiram chamar) nunca se vai endireitar. O mal está mesmo por dentro...e contra isso não sei se há terapia de choque suficientemente forte para vencer.

PS. podem ser contra o Sporting, mas gostam, e muito, de ter os nossos produtos a representarem as cores da nação sempre que assim seja possível: Ruí Patrício, João Moutinho, Miguel Veloso, Cristiano Ronaldo, Nani, Quaresma, Simão – todos made in Alvalade.


Todos até ao Jamor!

Força Sporting!

Luso

terça-feira, maio 13, 2008

Sporting Campeão Nacional de Tiro À Bala













O Sporting sagrou-se campeão nacional nas disciplinas de pistola percussão central e de carabina deitado, na prova realizada nos passados dias 10 e 11 de Maio, na Carreira de Tiro do Estádio Nacional.
Em pistola percussão central, o Sporting sagrou-se campeão nacional com Filipe Neves, Leonardo Oliveira e António Santos.
Em carabina deitado renovou o título de campeão nacional com a equipa constituída por Miguel Soares, Rui Alves e Sérgio Costa.
Destaque ainda para Sofia Santos que, em carabina deitado, também renovou o título de campeã Nacional. Também em pistola standard (juniores), Pedro Claro é campeão nacional.
Sei que estas são modalidades que não dizem nada ao comum dos sportinguistas, mas é graças a estes atletas anónimos que o Sporting vai engrandecendo o seu palmarés.


Permitam-me uma palavra sobre a convocatória divulgada ontem por Luiz Filipe Scolari. É com tristeza que vejo ficarem de fora dois grandes jogadores como Caneira e Maniche.
Bem sei que todos temos um pouco de seleccionador mas na minha modesta opinião teriam lugar nesta selecção.
Quanto a Rui Patrício, já li muitas opiniões contrárias á sua chamada, vindas de todos os quadrantes. Como todos nós sabemos Scolari tem um carinho especial pelos mal amados e a mim quer-me parecer que além de observar algumas qualidades no jovem guarda-redes, ele quer premiar a fibra demonstrada por Patrício ao aguentar estoicamente os apupos com que é brindado constantemente, sobretudo em Alvalade.


Parece que ao contrário do que sucedeu em anos anteriores o clube vai proporcionar todas as comodidades possíveis aos sócios com gamebox que queiram adquirir o bilhete para a final da Taça de Portugal, já a partir de amanhã. Não sei se foi uma iniciativa que partiu do clube, se foi imposta por pressões externas, contudo fico contente por saber que os sócios vão ter todas as comodidades possíveis para um momento destes.
Veja aqui como se vai desenrolar todo este processo.


Por fim quero que cliquem AQUI e me digam se não vale a pena aderir.



Verde CDV

Já está: Roca até 2011!

Às 6:30 a Bola Branca dava a notícia que Rochemback assinava por 3 temporadas.

Com 3 anos de fracas exibições no Middlesbrough, onde quase nunca foi titular e já com 27 anos não compreendo como vamos buscar um atleta que "para mim" já teve o seu tempo, não fez nada de especial para voltar e nem sequer mostrou Sportinguismo, atirou-se para a frente para ver se alguém (Porto ou Benfica) o agarravam, e nós fomos na conversa.

Espero honestamente que ele me engane mas pelo que vi aqui em Inglaterra já não é o mesmo jogador que nos deu tantas alegrias.




The Best One

segunda-feira, maio 12, 2008

Um, dois, três... já cá estamos outra vez!

Há muito que não me arrepiava tanto em Alvalade. Nem tanto pelo brilhantismo do jogo - que vencemos com justiça, mas não foi a melhor exibição da época - e sim pela alegria que se viveu nas bancadas. Tudo em pé, a cantar de cachecol ao alto, a Champions já à vista, a época mais ou menos salva, "Sporting, até morrer!". Foi muito bom. Claro, ia voando no final, quando o Rui Patrício decidiu atirar a camisola exactamente para as redondezas do meu assento... Já agora, um apontamento curioso: passámos a época toda fascinados com a persistência de um sócio amigo, sentado mesmo na última fila e com alguma aversão ao Rui Patrício. Assim que o rapaz se aproximava da baliza, záz! Mãos em concha à volta da boca e toca de gritar com ele. "Ó Rui! Rui! Olha para aqui car#*%o!". Dava-lhe conselhos, indicações estratégicas e chateava-se com o facto de o Rui, aparentemente, não lhe ligar nenhuma. Um castiço. E não me interpretem mal, por favor, como aconteceu com a senhora dos impropérios. Gosto disto nos jogos. Gosto do velhote que chama nomes a toda a gente, do pré-adolescente que sabe as músicas do Directivo todas de cor, das miúdas que dão gargalhadinhas e usam expressões da TSF a comentar as jogadas.

É a minha casa. Mil vezes melhor hoje que há catorze anos, quando me apaixonei terrivelmente pelo Sporting.

Gia

Três bravos leões no Euro 2008



Leonino

Estrelas ou nem por isso

Acabado o campeonato vou-vos dizer alguns dos jogadores que me chamaram a atenção e que se fosse alguém no nosso sporting olharia com olhos de ver e que poderiam ter lugar no clube. Não digo todos mas algum deles acho que poderiam servir muito bem para melhorar a actual equipa. Aqui vão os nomes e posições que ocupam:

Guarda-redes: acho que temos o melhor no plantel, ou um dos melhores, não joga por razões que estaremos perto de descobrir mas com muita pena vai saír, e sendo assim chamou-me a atenção o

guarda-redes-EDUARDO(V.SETUBAL), BETO(LEIXÕES), PEÇANHA(PACOS DE FERREIRA).

lateral direito-JANÍCIO(V.SETÚBAL), JOÃO PEREIRA(BRAGA)

centrais-GEROMEL(GUIMARÃES),ROBSON(V.SETÚBAL),SERENO(GUIMARÃES),MARCELÃO(BOAVISTA)

lateral esquerdo-ANGULO(BOAVISTA),RODRIGO ALVIM(BELENENSES),

médios -DIAKITÉ(BOAVISTA) um tipo que todos grandes clubes mundiais acabam por ter e que nos faz muita falta nos jogos daChampions,
GOMEZ(BELENENSES), FLÁVIO MEIRELES,
FÁBIO FELÍCIO(MARITIMO), este acho um dos melhores pés esquerdos do futebol português ultimamente, e vi-o fazer umas das melhores jogas em Alvalade pelo Leiria há 3 épocas e fiquei um admirador; aquele pé esquerdo tem magia, penso no sistema do jogo da equipa daria um interior esquerdo muito bom, acho eu.
JORGE GONÇALVES(LEIXÕES)tem raça e faz-me lembrar o GRANDE SÁ PINTO. Dá tudo o que tem pela equipa.
GHILAS(GUIMARÃES), WELDON(BELENENSES), MATEUS(BRAGA)

Sei que não temos poder de escolher ninguém para o nosso clube, só podemos dizer de quem gostamos de ver jogar, pelo que gostaria de saber as vossas escolhas também.


ISMAS

Aí está novamente a Champions League!



E pronto, já está! Pelo terceiro ano consecutivo garantimos presença na Chmapions League. Primeiro dos últimos? Pois sim, mas arrecadando tantos euros quanto o campeão nacional. E este ano com o prémio suplementar de vermos os lampiões na taça UEFA... a tal grande equipa, a melhor dos últimos 10 anos.

Mais uma vez concedemos demasiadas facilidades, deixámos que o Boavista chegasse à vantagem, mas rapidamente conseguimos a reviravolta e assegurámos o segundo lugar, mesmo que à custa de uma frouxíssima exibição, perante um estádio cheio e com vários jogadores indisponíveis.

Sem avançados paraguaios de 9 milhões foi mesmo o desajeitado Tiuí que nos deu o golo que derrotou um brioso Boavista, e do qual - abutrices à parte - poderíamos aproveitar Mateus e Jehle. Confesso que Rui Patrício dá-me cabo dos nervos, pois por mais boa-vontade que eu queira ter em relação ao rapaz, é demasiada a intranquilidade que transmite aos colegas do sector defensivo. E pensar que daqui a uma semana vai ter pela frente Quaresma, Lucho e Quaresma... Bom, é melhor nem pensar nisso, pelo menos para já!

Terceiro lugar na fase grupos da Champions, eliminação nos quartos-de-final da taça UEFA, vencedor da Supertaça, finalista da taça da Liga, (pelo menos) finalista da Taça de Portugal e acesso directo à Liga dos Campeões, convenhamos que não é um mau balanço, atendendo a lesões, duvidosas contratações, poucas opções, baixo rendimento de alguns jogadores, inconstância exibicional da equipa e tendo ainda o orçamento mais baixo dos 3 Grandes.

Dir-me-ão? Mas não é altura de elevar a fasquia e voltar a ambicionar títulos? Sem dúvida, mas tal como o ser humano, há que passar por etapas, desde aprender a andar para poder correr. Não me esquecendo do estrangulamento económico-financeiro pelo qual passamos, diria que este dinheirinho da Champions pelo terceiro ano consecutivo e a renegociação da dívida à banca, aliados a uma política que permita manter a estrutura-base da equipa e o reforço do plantel, obedecendo a critérios de quantidade aliada a qualidade, permitirão que na próxima época possamos ambicionar a algo mais.

Cá estaremos para apoiar, mas para já, venha a final do Jamor! Então depois far-se-ão os devidos balanços.

Leonino